[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | sábado, 15 de agosto de 2015 | Publicado em , , , , | Com 0 comentários
No âmbito das preparações para a celebração do Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima, na Cova da Iria em Fátima no ano de 2017, a Imagem Peregrina vai visitar todas as Dioceses do País entre Maio de 2015 e Maio de 2017.

Em visita à Diocese de Lamego, nos passados dias 6, 7 e 8 de Agosto a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima esteve nos concelhos de Cinfães e Resende, passando por várias freguesias dos mesmos.

Cinfães foi o primeiro concelho a receber Nossa Senhora no dia 6 de Agosto, com o Pároco de Cinfães, Francisco Marques, a recebe-la na Serra do Montemuro por volta das 18H00, serra essa que a Imagem desceu até chegar à Vila de Cinfães, onde era esperada por centenas de pessoas junto à Igreja de S. João Baptista, onde também teve direito a um tapete de flores feito pelos paroquianos. Seguiu-se a celebração de receção, cerca das 19H00, e depois a Imagem repousou no interior da Igreja Matriz da Cinfães, de onde seguiria para o Largo da Feira onde às 21H00 decorreu a Missa Campal com o recinto repleto de pessoas. No fim da Missa, houve procissão das velas e milhares de crentes mostraram a sua fé para com a Mãe de Deus. A Imagem regressou à Igreja que permaneceu aberta até às 2H00 da manhã, para tempo de orações indivuais.

No dia 7 de Agosto, de manhã, houve celebração de despedida da Imagem Peregrina na Igreja de S. João Baptista que partiu para as Freguesias de Souselo e Nespereira, ainda no Concelho de Cinfães, onde decorreram várias cerimónias e de onde regressou a meio da tarde tendo como destino o Concelho de Resende, mas antes com paragem na Freguesia de Oliveira do Douro e depois a passagem definitiva à Freguesia de Anreade, em Resende, sendo recebida junto à Capela de Caldas de Arêgos pelo Pároco da Vila de Resende, Miguel Peixoto.

Só por volta das 19H30 a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima chegaria à Igreja da Imaculada Conceição, na Freguesia de Resende, onde era esperada por centenas de pessoas, um tapete de flores e muitas mensagens de boas-vindas, não só na Igreja mas em todo o percurso que fez até lá chegar. De facto, a Vila de Resende vestiu-se a rigor para receber a Virgem Santíssima, com decorações por toda  a Vila, como flores feitas de papel, iluminações e muitos cartazes com mensagens para Nossa Senhora de Fátima.

Seguiu-se uma cerimónia de receção e depois foi tempo de oração individual para mais tarde, por volta das 21H30 decorrer a procissão das velas que começou junto à Igreja da Imaculada Conceição e percorreu a Vila de Resende. No fim da procissão, a Imagem de Nossa Senhora de Fátima regressou às Instalações da Igreja, onde permaneceu toda a noite sem que a Igreja fosse fechada, e onde vários grupos religiosos de todo o Concelho, como por exemplo, a Paróquia de S. Martinho de Mouros, os Cursistas de Resende e também as Paróquias de Anreade e Miomães, orientaram os tempos de oração.

No dia 8 de Agosto, de manhã, as celebrações continuaram a ser animadas por vários grupos religiosos, não só do Concelho mas também de fora, como as Religiosas da Casa de S. José em Lamego. Durante essas horas ocorreu também em simultâneo, um espaço de reconciliação. De tarde, a partir das 16H00 decorreu a Eucaristia de despedida na Igreja da Imaculada Conceição e depois a Imagem Peregrina partiu para a Freguesia de Barrô onde se deu a despedida do Concelho de Resende e consequente passagem ao Concelho de Lamego.

João Pereira
joaopereira@noticiasderesende.com
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 22 de julho de 2015 | Publicado em , | Com 0 comentários
O Presidente da Câmara Municipal de Resende, Garcez Trindade, vai proceder à entrega dos prémios relativos ao incentivo da criação de bovinos de raça arouquesa, no próximo dia 25 de julho, pelas 12h00, na tradicional Feira de S. Cristóvão, na Serra do Montemuro.

Este ano vão ser atribuídos prémios a 171 animais, de 64 produtores do concelho, correspondendo a um total de 17.100,00 euros em incentivos, de acordo com as Normas Reguladoras de Atribuição e Incentivos à Criação de Gado Tradicional. De referir que o regulamento atribui por uma única vez e por animal, um prémio de 100,00 euros aos produtores proprietários de Raça Arouquesa, com seis ou mais meses de idade, até ao limite de 30 meses, ou independentemente da idade, no caso de bovinos fêmeas reprodutoras, destinadas à reprodução do efetivo pecuário no concelho.

Do programa da feira consta, ainda, um Concurso Pecuário de Bovinos de Raça Arouquesa, a partir das 9h30, e respetiva entrega de prémios, às 13h30. Pelas 16h00 decorrerá uma mostra de reprodutores (touros e carneiros). Mas a festa inicia-se na noite de 24 de julho, a partir das 21h30, com uma noitada onde a Banda Projeto promete uma noite de grande animação.

Recorde-se que a Feira de S. Cristóvão é de origem remota e realiza-se todos os anos no dia 25 de julho. Neste dia convergia para aqui a população das redondezas em procissões de penitência, celebrando uma eucaristia na Capela de S. Cristóvão e aproveitavam a realização de uma feira de gado nas proximidades para efectuarem os seus negócios, conviverem e comerem os seus merendeiros.

Nos últimos anos, para além da tradicional feira de gado bovino e do concurso pecuário de bovinos de raça arouquesa, o Município procede à entrega dos prémios de incentivo à produção desta raça autóctone, valorizando um segmento importante da actividade económica do concelho e incentivando o renascimento da tradição da criação de gado arouquês.
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 13 de julho de 2015 | Publicado em , | Com 0 comentários
No âmbito da iniciativa de prestação de contas à população, de apresentação das prioridades de investimento para o mandato que termina em 2017 e da discussão de outros assuntos de interesse para o Município, José Luís Carneiro, presidente da Câmara Municipal de Baião deslocou-se, a 11 de julho, à freguesia do Gôve.

 A tarefa de apresentar as contas relativas aos dois mandatos anteriores, assim como as prioridades definidas para um plano plurianual de investimentos relativos ao mandato 2013-2017,  coube ao vice- presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira.

A sessão contou ainda com as presenças do presidente da Assembleia Municipal de Baião, José Pinho Silva e do presidente da junta de freguesia, Paulo Eurico  e população local.

 Antes de iniciar a prestação de contas, o edil baionense deu os parabéns ao presidente da junta do Gôve pelo ressurgimento do clube local e entregou um cheque com o valor de 14 mil euros para o alargamento da rua Cabo de Vila.

Paulo Pereira destacou como investimentos do mandato 2005-2009 a execução do Centro Cívico do Gôve; a pavimentação do caminho de Santo Tirso à Casa Nova; a colocação da rede de água e saneamento no lugar de Pedreda; a pavimentação da rua do Lameirão e a rede de drenagem de águas residuais na freguesia.

Na prestação de contas do mandato 2009-2013 o vice-presidente sublinhou o alargamento e pavimentação em Pousada de Baixo; a beneficiação da Travessa da Quintela; a colocação de rede de drenagem de águas residuais no lugar da Serração e em Gosende; a beneficiação da rua dos Enxertados e travessa da Seixeira; a beneficiação da rua do Rato; a rede de saneamento no Miradouro; o alargamento e pavimentação em Pousada de Cima e a beneficiação da Viela de Lagoa.
O alargamento e pavimentação da rua de Cabo de Vila; a repavimentação e conduta de água e saneamento na rua do Adro; a remodelação do edifício da junta de freguesia; a ampliação do centro paroquial; o abastecimento de água e saneamento na rua da Pedreda; a repavimentação do Grilo a Gosende, foram elencadas como obras prioritárias para os próximos dois anos.

No final das sessões existiu um espaço dedicado à interação dos políticos presentes nas sessões com público. Aqui os munícipes colocaram as suas questões mais pertinentes.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A transferência do jogador Iker Casillas, do Real Madrid para o FC Porto, foi um verdadeiro fenómeno nos meios de informação online de todo o mundo.

Em apenas 8 dias, entre avanços e recuos nas negociações entre os clubes envolvidos e o jogador, os meios de comunicação social mundiais acompanharam de perto o desenrolar da situação, produzindo milhares de artigos online. Neste período, a Cision registou 13775 artigos publicados sobre a transferência do guarda-redes internacional espanhol para o emblema português, nos media online de 102 países.

Compreensivelmente, a contratação foi amplamente divulgada nos media da Península Ibérica, com Espanha e Portugal a liderarem a lista de países que mais informação produziram sobre o tema – respetivamente 3297 e 1337 artigos. Mas esta contratação, com tudo o que a envolveu, fez dela um fenómeno de comunicação à escala global e, por isso, comunicada nos meios online de países menos prováveis como o Sri Lanka, o Camboja ou a República das Fiji.

O período temporal sobre o qual incidiu o estudo da Cision foi o período decorrido entre os dias 6 e 13 de julho de 2015, e foram apurados 13775 artigos com referências simultaneamente a Iker Casillas e ao FC Porto, em conteúdos noticiosos online de 102 países, num universo de 16 milhões de artigos pesquisados.

A informação foi recolhida pelo sistema de monitorização global da Cision, líder global em serviços e software de pesquisa, monitorização e análise de media, que analisa diariamente mais de 85.000 sites de informação online em todo o mundo.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Até 31 de julho, está patente ao público a exposição “Instrumentos Musicais Chineses” na Casa dos Bordalos, situada junto à Porta dos Figos, no Bairro do Castelo. Cuidadosamente selecionados, os objetos que compõem esta mostra são instrumentos musicais identificados da China antiga e da China moderna. Os exemplares oferecem ao visitante uma visão fiel da brilhante cultura instrumental chinesa, onde cinquenta e seis grupos étnicos têm uma grande variedade de música e instrumentos. A inauguração desta mostra decorreu na última sexta-feira, 10 de julho, com a presença de Francisco Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Lamego, e de Paulo Sá Machado, proprietário de todas peças em exposição e que integram a sua coleção pessoal.

No mesmo espaço, os visitantes também podem apreciar a mostra “Os Bronzes na Antiguidade Chinesa”, constituída por réplicas de objetos com cerca de 4 mil anos e que hoje constituem um património riquíssimo. A entrada é gratuita, de terça a domingo.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, no decorrer do fim de semana (11 e 12 de julho), as quais visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, nos seguintes Distritos/Comandos Territoriais: Aveiro; Braga; Bragança; Castelo Branco; Coimbra; Évora; Faro; Guarda; Leiria; Lisboa; Portalegre; Porto; Santarém; Viana do Castelo; Vila Real; e Viseu.

Deste conjunto de operações foram realizadas 179 detenções em flagrante delito, destacando-se os seguintes ilícitos criminais:
126 por condução sob o efeito de álcool;
28 por condução sem habilitação legal;
cinco por tráfico de estupefacientes;
duas por posse de armas proibidas;
duas por furto;
uma por violência doméstica;

Apreensões mais significativas: 2585 doses de haxixe; 37 doses de cocaína; dez doses de heroína; 12 pés de canábis; três armas de fogo; duas armas brancas; dois veículos ligeiros; e 1.008,25 euros em numerário.

No âmbito do trânsito foram fiscalizados 7879 condutores e detetadas 2447 infrações, destacando-se: 326 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei; 886 excessos de velocidade (em 44968 controlos); sete relativas a excesso ou deficiente acondicionamento de carga; e 15 relacionadas com tacógrafos.

O Comando Territorial de Viseu, no decorrer do fim-de-semana (11 a 12 de julho), no âmbito de fiscalização rodoviária, fiscalizou 330 condutores, tendo sido detido 13 condutores por condução sob o efeito de álcool e 1 por condução sem habilitação legal. Foram ainda elaborados 82 autos de contraordenação, destacando-se 3 por falta de seguro, 4 por iluminação e sinalização, 5 por falta de inspecção periódica obrigatória, 1 por uso do telemóvel, 6 relativo à falta ou má utilização do cinto de segurança e 3 por infracções nos pneumáticos. Foram ainda detetados 25 excessos de álcool e 55 excessos de velocidade.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Lamego está a concluir os projetos aprovados, no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) 2007-2013, de mais de 37 milhões de euros, garantindo desta forma uma elevada taxa de execução dos fundos comunitários disponíveis. O Plano de Regeneração Urbana “Viver Lamego”, a construção de três novos centros escolares e a transformação do Complexo Desportivo num moderno Centro de Estágios foram alguns dos investimentos que tiveram comparticipação garantida ao abrigo do QREN.

Embora tenham ocorrido constrangimentos financeiros provocados pela redução das transferências provenientes do Orçamento do Estado e pela diminuição das receitas próprias, esta autarquia garantiu a capacidade financeira necessária à componente nacional dos projetos executados no concelho. Aliás, a comprovar o “excelente momento da situação financeira” do Município de Lamego, Francisco Lopes, Presidente da autarquia, avança que, “fruto do rigor de gestão e do aproveitamento exaustivo dos fundos comunitários”, procedeu-se ao pagamento, a 30 de junho, de quase seis milhões de euros a fornecedores e empreiteiros. Um valor record e sem qualquer financiamento bancário.
A implementação do Eixo Urbano do Douro, candidatura apresentada pela rede de cidades Lamego/Régua/Vila Real, a construção do Centro Interpretativo da Máscara Ibérica na vila de Lazarim, a criação da Loja Interativa de Turismo e a valorização patrimonial do Escadório de Nossa Senhora dos Remédios também integraram o lote dos grandes projetos municipais submetidos a fundos comunitários que visam consolidar o desenvolvimento económico e social local.

Com o objetivo de tornar este território mais competitivo, foram ainda concretizados um vasto conjunto de projetos imateriais, nomeadamente a implementação de um plano de eficiência energética de iluminação pública, a criação do Centro Interpretativo da História da Cidade – Lamego Memória e Identidade Urbana, a produção de diverso material de divulgação turística, o levantamento e referenciação de todas as unidades hoteleiras e restauração do concelho e a criação de diversos eventos de promoção da cidade. Ainda ao nível da concretização de projetos infraestruturais que pretendem valorizar os recursos endógenos locais avançou-se, por exemplo, com a requalificação do Cais de Bagaúste e com a modernização do Mercado Municipal.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Cinfães, no âmbito do Programa de Incentivo Animal, vai apoiar 340 criadores de gado tradicional – raça arouquesa. Os apoios financeiros vão ser entregues no dia 18 de julho, em cerimónia a realizar pelas 10h00, no Auditório Municipal. No total vão ser entregues €42.400,00 que dizem respeito a 848 animais nascidos no Concelho em 2014.

Os produtores de bovinos de raça arouquesa vão receber 50€ por cada cria que nasceu e foi registada no município, com uma majoração de 100€ por cada novilha que atingiu os 18 meses, destinada à reprodução.

O autarca de Cinfães justifica a medida afirmando que “é uma forma de incentivo à atividade económica e à fixação das pessoas”, acrescentando que se destina também “a estimular a produção pecuária e com isso melhorar a economia local de forma sustentada”.

Este programa destinado ao fomento da criação de gado tradicional – raça arouquesa aposta na produtividade mas também na sensibilidade dos criadores para a importância do cumprimento das regras de saúde pública e saúde animal, assim como do bem - estar dos animais e das boas condições agrícolas e ambientais.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A população de Loivos da Ribeira acorreu em grande número à sala de sessões da junta de freguesia, na noite de 10 de julho, para ficar a conhecer o projeto da obra para o Centro Cívico local que procura valorizar a memória e a identidade locais.

Paulo Pereira, vice-presidente da Câmara Municipal de Baião, referiu que com esta obra pretende-se que Loivos da Ribeira disponha de um “centro de fruição e que permita o encontro e o convívio de pessoas de várias gerações”. Ladeado pelo presidente da Junta de Freguesia de Loivos da Ribeira e Tresouras, André Santos, pelo membro do executivo António José Fonseca e pela vereadora da Câmara Municipal Ivone Abreu, Paulo Pereira disse que a obra “vai permitir que em Loivos da Ribeira possam realizar-se em condições de segurança e conforto diferentes tipos de eventos, desde musicais a teatrais ou cívicos.

Paulo Pereira deixou em aberto a possibilidade de no futuro proceder à expansão do centro cívico, caso surjam proprietários disponíveis para negociar por um preço justo e comportável. Segundo o autarca a obra seguirá para a realização de estudos de especialidade, sendo depois lançado o concurso público. O arranque da obra no terreno deverá acontecer ainda este ano.

SERÁ UM ORGULHO PARA A FREGUESIA

No uso da palavra, André Santos afirmou que o projeto “orgulha” o executivo da junta de freguesia e que “a obra irá orgulhar os habitantes da freguesia”. “Este vai tornar-se num espaço de encontro e de convívio para toda a freguesia. Aqui, as crianças e os idosos poderão estar em condições de segurança e conviver, tal como a restante população, todos os dias e durante os eventos que tiverem lugar”. André Santos disse ainda que o projeto dignifica a freguesia porque valoriza a sua identidade e a sua memória.

Também em nome do executivo local discursou António José Fonseca, que enalteceu o apoio da Câmara Municipal para que a junta de freguesia “pudesse resolver problemas que há muitos anos não eram resolvidos. Com o lançamento desta obra estaremos a cumprir mais uma promessa a que nos comprometemos”, notou.

O PROJETO

A apresentação do projeto coube ao arquiteto do Município de Baião, Amílcar Soares, para quem pretende dar-se uma nova dinâmica ao espaço atualmente existente, de modo a proporcionar uma utilização multifuncional. “No Centro Cívico de Loivos da Ribeira vão ser criadas áreas de lazer equipadas com mobiliário urbano e zonas verdes”. O pavimento do novo espaço será feito em granito, havendo ainda lugar à construção de um muro que irá delimitar o espaço e a estrada municipal, onde será feita a inscrição do nome da freguesia.

A memória e a identidade de Loivos da Ribeira serão ainda valorizadas através da construção de um outro muro revestido a telha cerâmica – material antigamente produzido naquele local – e onde será implantado o brasão da localidade. A separação entre este muro e o piso inferior da praça será feita por vários degraus que irão constituir uma espécie de anfiteatro ao ar-livre. O espaço irá dispor ainda de sanitários de utilização pública.

OUTROS ASSUNTOS DE INTERESSE PARA OS HABITANTES DE LOIVOS DA RIBEIRA

A sessão de apresentação do projeto foi muito participada pela população local, que colocou várias questões sobre o futuro Centro Cívico, mas também sobre outras temáticas de interesse para a freguesia, como o alargamento da rede de saneamento básico ou a utilização da antiga escola primária de Loivos da Ribeira.

Referindo-se ao desejo de alargamento da rede de saneamento, Paulo Pereira explicou que quando o atual executivo assumiu funções na autarquia, já não havia a possibilidade de recorrer a fundos comunitários isoladamente para este efeito, o que motivou a adesão a sistemas supramunicipais, como a Águas do Douro e Paiva (água em alta) e a Simdouro (saneamento em alta).

Entretanto, a responsabilidade de execução de redes “em baixa” foi confiada à Águas do Noroeste, à qual Baião e muitos municípios vizinhos do Tâmega e Sousa aderiram. “Com a crise económica verificou-se um abrandamento dos investimentos nesta área a partir de 2011. Mais tarde, com a criação da Águas do Noroeste, voltaria a haver atrasos porque a empresa ainda não está efetivamente no terreno a executar redes de saneamento”, contextualizou.

Segundo Paulo Pereira, a Câmara Municipal de Baião concretizou, entre 2013 e 2014, com recursos próprios, alguns investimentos em água e saneamento para resolver situações que se revestiam de caráter urgente pelo impacto que poderiam ter na saúde pública. “Neste momento estamos a chegar a acordo com a Águas do Noroeste para o reembolso desses investimentos. Assim que isso suceda, poderemos arrancar com outros investimentos, até que a Águas do Noroeste tome efetivamente conta da execução das redes na plenitude, de acordo com o que está estipulado entre as partes. As populações desejavam que este processo fosse mais rápido e têm toda a razão. Nós também assim o desejávamos”, concluiu.

Sobre a utilização da antiga escola primária pela população, nomeadamente o polidesportivo de ar-livre, Paulo Pereira referiu que existe atualmente um protocolo em vigor com a associação local ACUL e que esse protocolo regula a utilização de parte da escola. Brevemente, referiu o vereador, será feito um novo enquadramento da utilização daquele imóvel, compatibilizando o interesse da junta e das associações da freguesia, satisfazendo as populações de Loivos da Ribeira.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Cinfães continua apostada na criação e/ou na melhoria das infraestruturas dedicadas à prática desportiva. O objetivo é dotar o Concelho com uma rede de equipamentos desportivos de excelência fomentando a prática de desporto sob o velho lema “mente sã em corpo são”.

Recentemente, em reunião de Câmara foi lançado a concurso a execução de um polidesportivo em São Cristóvão de Nogueira. O equipamento ficará localizado junto ao Centro Escolar da freguesia, pretendendo-se que seja um espaço que acolha iniciativas de índole desportivo, cultural e social. A empreitada lançada pelo preço base de €184.102,28 contempla a construção de um campo de jogos, balneários/sanitários e zona de estacionamento.

Na Gralheira e em Ferreiros de Tendais também estão em execução, nesta altura, mini campos que ficarão ao serviço da população. Brevemente, a Câmara Municipal lançará o concurso para a obra de requalificação do polidesportivo na freguesia de Travanca, tal como a instalação do relvado sintético no campo do Souselo F. C..

De referir que o Complexo Desportivo de Cinfães também já foi contemplado com a instalação de um relvado sintético e, recentemente, a Câmara Municipal levou a cabo várias intervenções de requalificação dos vários parques infantis existentes no Município. Um forte investimento na globalidade que reflete uma aposta clara na beneficiação das infraestruturas desportivas que se pretende seja levada a todas as freguesias do Concelho proporcionando uma melhoria da qualidade de vida dos cinfanenses.
Por Notícias de Resende | sexta-feira, 10 de julho de 2015 | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira, vai inaugurar no próximo domingo, dia 12 de Julho, uma exposição com 25 trabalhos selecionados no âmbito do concurso “Prémio Carmen Miranda 2015”.

O Prémio Carmen Miranda foi instituído pela Autarquia em 2009 e tem como propósito homenagear a "pequena notável", bem como estimular a motivação e a dinamização cultural do Concelho.

A inauguração decorrerá às 17h00, no Espaço Arte – Museu Municipal Carmen Miranda, na cidade do Marco de Canaveses, momento em que se procederá igualmente à entrega do prémio Carmen Miranda 2015.

O vencedor do Prémio irá receber um cheque no valor de 2.500 euros, ficando a obra premiada a pertencer ao Museu Municipal, no pressuposto da sua musealização.

A exposição do Prémio Carmen Miranda 2015 estará patente ao público, no Espaço Arte – Museu Municipal Carmen Miranda, até ao próximo dia 5 de Agosto.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Volvidas são algumas semanas as que estudei, com certo interesse, nos meus estudos historiográficos, o pós-modernismo na História. Para quem desconhece o pós-modernismo é a época que sucede a Época Moderna e que segundo alguns é a época que corre na contemporaneidade. Lidos alguns teóricos dos quais maior interesse se concentrou em Hayden White acabei por entender maior enquadramento ideológico, até pelo ventre neoliberal em que se segue o pós-modernismo, na época que supostamente se segue (se bem que eu de tal já duvide), tendo-me distanciado, em certa medida da Escola dos Annales, de cunho marcadamente de esquerda. Embora, na sua profissão, o investigador da História se deva distanciar e até abstrair, segundo as comumentes normas, das movimentações e tendências sociais, a própria História por se fazer de Homens nos mostra a total impossibilidade de tal. Não que diga eu que a investigação deva ser tendenciosa mas sim que siga determinadas diretivas de concretização.

Intriga-me que no pós-modernismo a História seja admitida como podendo ter diversos tratamentos que lhe darão, dependendo dos mesmos, diversos sentidos, o relativismo que inconvenientemente lhe trará, julgo, um excessivo relaxamento e consequentemente o hediondo tratamento da História pelo jornalismo, política, opinião e qualquer comum que se ache capaz do tratamento histórico sem a devida formação. Acredito que este arrepiante e perigoso tratamento da História, que ainda não sei se ciência ou arte, lhe trará progressivamente o esbater do rigor, da aproximada verdade. Nos tempos que correm são evidentes os benefícios económicos, revitalizadores, sociais da História, contrariando as ânsias de fim da disciplina como alguns físicos como Michio Kaku anseiam. Na presente data a História tornou-se, à luz de uma sociedade cada vez mais prática, útil, metamorfoseada do mero entretenimento e afirmação para, em colaboração com outras áreas específicas do saber, uma História a fim do fomento económico. Falta tornar a História útil sustentada.

Ora, todavia o que me leva a escrever este artigo, ainda que caminhe tentando definir ou indefinir tais considerações, é um pertinente tema atual, na região que maioritariamente me desperta o interesse e que em demasia me dedico: O românico em Cárquere.

Nos meus, ainda, parcos estudos em relação a Resende três realidades se me afrontam: a imensa panóplia de investigações que estão por fazer em relação à exploração arqueológica, às Honras (aristocracia) e ordens religiosas (estratificação social, divisão territorial, economia).

Pessoalmente sempre me interessou a História administrativa ao nível concelhio, da estrutura, da propriedade e por tal o interesse pelos contactos afincados entre Nobreza, Clero, Povo e a relação de poder. Quando falamos do Mosteiro de Cárquere obrigatoriamente temos de atender ao monaquismo Agostinho na Idade Média e Jesuíta na Idade Moderna, paralelamente aos agentes de atuação nobres, às disputas de poder, ao modelo de organização administrativo da propriedade e consequentemente à relação interdependente entre “Laborant”, “Orant” e “Pugnant”. Esta relação, não raras vezes, a par da relação entre o ente mortal e divino transformar-se-ia em arte se considerarmos a escultura e a arquitetura.

Não podemos de facto entender o Românico se não atendermos a um estilo arquitetónico enquadrado numa específica Época. O afrontamento da sociedade com a morte na Época Medieval traduzir-se-ia no culto às relíquias ou nas cruzadas. Muitas formas de culto medieval cristão radicavam no fundamentalismo. A crença de que a Terra era somente uma passagem para outra realidade, o paraíso, lembrava ao Homem a ideia de Inferno e de sofrimento eterno para os que não vivessem sob os fundamentos de Deus. A morte era a intermediária entre o terreno e o além e nenhuma outra Época na História representou tão bem artisticamente esta passagem como a Idade Média Ocidental. As pessoas viviam som um extraordinário medo da morte que repentina surgia ao sabor das doenças e das fomes (inter-relação) facilmente propagadas.

Na escultura medieval cristã é frequente conseguirmos identificar a conceção do purgatório, distintiva entre os polos Céu e Terra. Ao que parece a questão do purgatório terá surgido de uma incerteza proclamada nos Evangelhos que falam de um juízo “no fim dos tempos”. Assim o Cristão sentiria necessidade da aproximação a Deus, projetado no panorama superior. Os Santos, próximos da entidade superior, funcionam como intercetantes de rogação. A maioria funcionava como agentes de cura, seno que a sua intervenção era entendida como milagre. Alguns destes santos seriam adaptações pagãs resultantes da cristianização dos “rústicos”, como é caso, em grande grau de possibilidade, de Santa Maria de Cárquere. De facto a Romaria do Quarto Domingo do mês de Maio mais não será que a transposição de um ritual pagão de culto a uma Deusa da Fertilidade (veja-se a pequena imagem em marfim) a fim de um ano de bonança relativamente à agricultura.

A construção sacra durante o Românico fez assim despertar o interesse pelas relíquias, de tal forma que qualquer igreja ou altar, como garante da consagração, deveria possuir a relíquia de qualquer santo. No caso do Mosteiro de Cárquere existe a alusão, não comprovada, da posse de uma Relíquia do “Santo Lenho do Senhor”, ou seja de um pequeno fragmento da cruz de Cristo. A importância do culto dos santos expressa-se paralela mente nas doações de propriedades, de valor económico ou simplesmente sob a forma de ex-votos de cera, prática que ainda hoje é frequente. Algumas peças de cera, próximas e da contemporaneidade podem ser vistas no Mosteiro de Cárquere. A mim desperta-me particular interesse a pele de um réptil que na Igreja se pode encontrar, que se envolvendo em lendas, resultará, com certeza, num desses processos da fé praticantes.

Esta forma de culto secular devemo-lo em grande medida ao clero medieval que dominava grande parte das terras, os mosteiros haviam tornando-se os maiores preservadores das relíquias. De facto a sustentação da construção de um mosteiro passava por um mártir, ou por um “herói” da luta contra o mal, contra a obscuridade. Tome-se atenção ao enredo entre D. Afonso Henriques e o suposto milagre da virgem. Enquanto elemento histórico devemos extrair a tentativa de afirmação do mosteiro no apoio ao primeiro Rei Conquistador das terras pagãs, expulsando o culto islâmico (tão mal explorado pela historiografia da região).

O comparar do Mosteiro de Cárquere com as grandes abadias europeias é essencialmente não entender as particularidades dos estudos caso-a-caso, e, ainda, não atender ao enquadramento espacial e sobretudo ao desvirtuamento arquitetónico que o Mosteiro infelizmente sofreu, já não falando das pilhagens de que foi alvo. A construção de determinada estrutura medieval envolveria diversos agentes que correriam riscos. A construção da Habitação do Ente Divino pressuponha o alcançar da salvação divina.

As obras que decorrem no Mosteiro de Cárquere são provavelmente as primeiras realmente sérias e normativamente rígidas, contemplando a atenção à preservação e à não descaracterização, finalmente um bom tratamento para este secular monumento, que ainda que chegue tardio, chega sempre a tempo. Assim vejamos o que de românico, descaracterizado e polémico quando à sua caraterização na Igreja, tendo em conta o que já abordamos.
 
A Igreja de Cárquere, tipologicamente, não se enquadra em nenhum modelo de arquitetura rígida. Ao entrarmos na Igreja, pela porta principal descaraterizada, e sob o olhar do portal indefinido, enquadrado na fachada românica, encontramo-nos na nave central, sendo que às paredes de entrada que não se unem pela porta se dá o nome de colaterais. E cima encontramos um espaço de observação da missa a que se chama coro e que enquadrado na medievalidade se traduziria num sacrilégio praticado por aqueles que observam o senhor de cima e não se tornam submissos. Á esquerda podemos ver a adornada pia batismal, escondida na obscuridade de um canto.

Em frente, percorrendo as paredes onde, à direita, foi literalmente arrancado o que parece ter sido um pequeno púlpito, e onde passa um estreito corredor, tapado, entre paredes-meias, encontram-se os retábulos de talha barroca convidando à entrada na abside e escondendo pinturas religiosas cuja degradação vai tomando delas conta e cujo estudo apropriado e particular permanece por fazer. Entre a tralha observamos à esquerda estatuária, Nossa Senhora a Branca em pedra de Ançã esculpida no século XIV, que pela crença de a seus pés se raspar e com o pó beber água proveria as mães de uma boa amamentação a seus filhos, está ligeiramente degradada e remendada por gesso. Avançando entramos na abside da igreja de Cárquere, reparando nos cachos de uvas entre as folhas sendo penicados pelos pássaros, sinal de fertilidade e ainda no conjunto de figuras, representações transmudadas vigiando a passagem para o local mais sagrado da Igreja. Relativamente à abside Correia de Campos disse pensar ser uma estrutura pré-existente e não um acrescento, fletindo para a ideia de esta parte da Igreja poder ter sido um morabito ou uma mesquita. A confirmar a abside como construção posterior ao corpo da igreja a janela a sul em arco de ogiva que teria sido uma porta, não só seria desnecessária, como iria mesmo prejudicar a celebração eucarística, isto para além de ser algo completamente inédito em termos da arquitetura da época. O que parece ser certo a que a abóbada no local é uma abóbada de canhão quebrada, sendo que os panos que convergem no cimo são delimitados pelas arestas. Os capitéis que a suportam são simples e desprovidos de adornos, são chamados de capitéis cúbicos.

Ainda na abside, olhando o altar, à esquerda encontra-se a Capela-mor, atual sacristia, que demonstra evidências góticas (século XIII e princípios do Século XIV). Separadas por uma parede está a Capela-mor da Capela dos Resendes. A Capela dos Condes de Resende pode atribuir a sua construção ao século XV segundo nos conta Joaquim Duarte referindo-se à opinião de frei Teodoro Melo, com base de opinião no testamento do referido, o que projeta o problema de no exposto local se poder ver, a este, a afamada janela germinada de arco de volta perfeita considerada românica e do século XII, tratar-se-á, acreditando nos dados, de uma transposição ou de uma reconstrução do local. Indo ao encontro de variadas considerações partilho aqui a um trecho da observação de Correia de Campos relativamente ao local: “Também notámos, surpreendidos, que os modilhões, já empregados pelos árabes, mas considerados ainda pelos nossos críticos de arte como românicos tivessem sido apostos na pequena edificação, aliás indevidamente classificada de gótica”.

Assim complicado será definir tão extenso, construtivamente, monumento nacional, bastando dizer a quem queira visitar o Mosteiro de Cárquere que a ele não bastará pois lançar o olhar ou aos avançados cabeços serranos do Montemuro, é toda uma História que se quer fazer sentida, compreendida e essencialmente não esquecida. Por isso quando entrar numa Igreja Românica lembre-se que entra, simultaneamente, numa espécie de “portal do tempo” que o faz ligar o presente à secularidade, a sua curiosidade à fé de gerações, a sua visita às complicadas teias de relações que só uma importante estrutura histórica sabe relatar.

Joel Lourenço

Bibliografia consultada:
GIL, Júlio; CABRITA, Augusto; As Mais Belas Igrejas de Portugal; Coleção Património; Vol. II; Editora Edimpresa; 2003.
BOSSY, Jonh; A Cristandade no Ocidente; Edições 70; 1985.
BROWN, Peter; A Ascensão do Cristianismo no Ocidente; Edição 7; Coleção Construir a Europa; Editorial Presença;.
Revista História Viva; Edição Especial, Temática, Número 25.
CLETO, Joel e FARO, Suzana - Santa Maria de Cárquere: Uma história de pernas. O Comércio do Porto. Revista Domingo, Porto, 20 Junho 1999.
DUARTE, Joaquim Correia; in Resende e a sua História; Vol. 2: As Freguesia; Ed. Câmara Municipal de Resende.
CORREIA, Vergílio- Monumentos e esculturas: séculos III-XVI. Lisboa: Livraria Ferin, 1924.
Por Notícias de Resende | quinta-feira, 9 de julho de 2015 | Publicado em , | Com 0 comentários
A Guarda Nacional Republicana vai intensificar, nos dias 10, 11 e 12 de julho, em todo o território nacional, a fiscalização a motociclos, ciclomotores, triciclos e quadriciclos, direcionando as ações para as vias com maior intensidade de tráfego destes veículos e onde exista um risco acrescido de acidente.

A operação envolverá um efetivo de cerca de 2000 militares de todos os Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, com o objetivo de proporcionar aos utentes das vias uma maior segurança e de sensibilizar os motociclistas para uma condução responsável.

O envolvimento de motociclos em acidentes de viação resultam, na maior parte dos casos, em vítimas mortais ou em feridos graves. A maior parte dessas vítimas ocorre em cenário de despiste com colisões associadas.

Para reduzir a sinistralidade rodoviária associada à condução destes veículos a GNR aconselha:
Conduza dentro dos limites de velocidade definidos por lei, sobretudo dentro das localidades;
Seja prudente e evite as manobras perigosas;
Use sempre capacete de proteção;
Não conduza sob o efeito do álcool;
Verifique o estado dos pneumáticos;
Proteja-se com roupa e equipamento de proteção.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Baião vai apresentar do Projeto de Requalificação do Centro Cívico de Loivos da Ribeira, no dia 10 de julho, pelas 21 horas, no edifício da junta.

O terreno destinado a esta obra localiza-se numa zona predominantemente urbana e perfeitamente delimitado pela Junta de Freguesia, pela Estrada Municipal e terrenos anexos.

Com esta requalificação pretende-se dar uma nova dinâmica ao espaço de modo a proporcionar uma utilização multifuncional.

No Centro Cívico de Loivos da Ribeira vão ser criadas áreas de lazer equipadas com mobiliário urbano e zonas verdes.

Trata-se de um investimento da responsabilidade da Câmara Municipal de Baião que se insere na política de criação do espaço público com qualidade destinado ao encontro e convívio entre as gerações.
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 8 de julho de 2015 | Publicado em , , | Com 0 comentários
No próximo dia 11 de julho assinala-se o 1º aniversário do Transporte Público Urbano - Urbmarco. «Com 3.000 utilizadores por mês, o projeto teve um desempenho francamente positivo, pelo que entendemos dar-lhe continuidade. Para melhorar a oferta e aumentar o número de utilizadores, vamos introduzir algumas novidades», revelou José Mota, Vice-presidente e Vereador do Trânsito, Transportes e Comunicações da Câmara Municipal do Marco de Canaveses.

Recorde-se que por ocasião das Festas do Marco de 2014, «e indo ao encontro de muitas solicitações recebidas por parte de munícipes da cidade», a Câmara Municipal em parceria com a empresa de transportes Transdev, deu início a este novo projeto de mobilidade urbana que contempla três linhas que se desenvolvem ao longo de eixos estruturantes da cidade, ligando o Centro à Zona Industrial (Linha Azul), à Estação de Caminho-de-ferro (Linha Vermelha) e à Zona Desportiva e os Serviços Técnicos Municipais (Linha Verde).

«Ao longo deste ano fizemos a monitorização do projeto, analisando os dados que nos eram disponibilizados, mês após mês, e procurando perceber as dinâmicas e os hábitos dos utilizadores», destacou José Mota.

Após um período experimental e gratuito, que se estendeu até setembro de 2014, o Urbmarco entrou numa fase de serviço normal. «Entre outubro de 2014 e maio de 2015, já com o serviço pago, a média de passageiros foi de 3.066, com um mínimo de 2.466 em fevereiro de 2015, o que nos deixa muito felizes», congratulou-se o Vice-presidente e Vereador do Trânsito, Transportes e Comunicações da Câmara Municipal.

A linha com maior procura é a Verde (45% a 50%), seguindo-se a Vermelha (25% a 26%) e a Azul (17% a 18%). Os restantes (8% a 10%) são movimentos entre as paragens comuns às três linhas (Centro). «De um modo geral, a procura semanal tem apresentado algum crescimento nos últimos meses. Em média transportamos cerca de 800 passageiros por semana».

Dos 13 horários disponíveis, «os que registam maior procura são os primeiros do dia, 7h00 e 8h00, e princípio da tarde 12h00 e 14h00 e isso deve-se, necessariamente com o início dos trabalhos e das aulas». O horário das 19h00 é, também, «um horário importante para a atratividade da rede, é uma solução para quem trabalha até mais tarde e uma segurança para os imprevistos. No fundo, funciona como o horário que dá conforto a quem utiliza a rede», esclarece o Autarca.

Relativamente aos títulos para viajar no Urbmarco, cerca de 60% dos clientes utiliza bilhete simples, «sendo que a partir de janeiro de 2015 começou a notar-se a transferência de passageiros para os títulos de fidelização (passe mensal e pré-comprado). Entre novembro e janeiro triplicaram as vendas de títulos pré-comprados e duplicaram os passes vendidos», referiu José Mota acrescentando ainda que «no passado mês de maio, o número de passageiros superou a procura de novembro e quase atingiu a procura de outubro (que tinha sido o melhor mês depois do período gratuito)».

O Vice-presidente e Vereador do Trânsito, Transportes e Comunicações da Câmara Municipal do Marco de Canaveses chamou ainda a atenção para o facto de «termos criado, para os meses de julho e agosto, o Passe Happy Summer. Uma novidade, um passe especial para jovens com menos de 20 anos, que oferece uma alternativa barata para as deslocações dos estudantes durante o período de férias».

Quanto a opções futuras, «e tendo em conta todos estes dados e as opiniões das pessoas, pretendemos introduzir uma alteração na Linha Azul, alargando o percurso até ao Parque Fluvial. Com esta alteração procuramos dar uma maior equilíbrio à rede, uma vez que esta era a linha mais curta, servindo uma área residencial e os utentes do Parque Fluvial, o que nos permitirá trazer mais passageiros para o serviço», apontou José Mota.

Para além disso, o alargamento na Linha Vermelha está também a ser equacionado «para suprir algumas carências».
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Todos os elementos do executivo da Câmara Municipal de Baião, presentes na reunião daquele órgão realizada hoje, subscreveram um voto de pesar pela morte de Maria de Jesus Simões Barroso, professora, atriz, ativista política e social e “uma acérrima defensora dos ideais da liberdade e da democracia”.

No texto do voto de pesar, é relembrado que Maria de Jesus Simões Barroso “Foi uma Mulher de grandes Causas, sem nunca baixar os braços, sem nunca desistir de lutar. A sua arma contra a ditadura e a opressão foi sempre a palavra, dita ou escrita, passando pela poesia. Fez-se ouvir em vários recitais pelo país fora. Atualmente, para além da sua preocupação com o País, a Europa e o Mundo, preocupava-se com o futuro dos jovens, aspirava que pudessem viver em “sociedades tolerantes, solidárias e pacíficas” (palavras da própria Maria Barroso).

A declaração do voto de pesar conclui, afirmando que se trata de “Uma personalidade cuja voz se apagou, mas cuja obra a imortalizará”.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A época balnear nas Piscinas Municipais Exteriores do Marco de Canaveses abriu no dia 6 de Julho, funcionando todos os dias da semana, das 11h00 às 19h00, e ao sábado das 14h00 às 19h00. O horário de Verão vigora até 11 de Setembro de 2015.

Os utentes do Complexo Desportivo do Marco de Canaveses têm ao seu dispor duas piscinas exteriores, uma para adultos e outra para crianças, rodeadas de um aprazível espaço verde.

Requalificado, com novas cadeiras e chapéus-de-sol, «parece um verdadeiro oásis para desfrutar no tempo quente de Verão, proporcionando agradáveis momentos de lazer, de convívio e de alegria, em família e com os amigos», disse o Presidente da Câmara Municipal, Manuel Moreira referindo ainda que «são pequenas intervenções, é certo, mas que vão trazer mais conforto e bem-estar aos marcoenses e a quem nos visita».

Nas Piscinas Municipais Exteriores do Marco de Canaveses, para além dos banhos livres, haverá ainda de 13 de Julho a 21 de Agosto, aulas de natação (às segundas, quartas e sextas-feiras, das 10h00 às 11h00) e hidroginástica (às terças e quintas-feiras, das 10h00 às 11h00). As aulas são sujeitas a inscrição (no dia anterior), têm vagas limitadas e o preço de uma entrada na piscina.


Já na vila de Alpendorada, as Piscinas Interiores estão abertas ao público durante todo o mês Julho, funcionando das 09h30 às 12h30, e das 14h30 às 18h30.

Durante este período, os interessados podem usufruir de um conjunto de actividades ministradas por professores de educação física e desportiva, como hidroginástica, aquazumba aulas acompanhadas ou livres.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Associando-se às Festas do Marco 2015, o Transporte Público Urbano – Urbmarco vai funcionar, excepcionalmente, nos fins-de-semana das Festas, ou seja, nos dias 11, 12, 18 e 19 de Julho, entre as 08h00 e as 20h00, com excepção dos serviços entre as 12h00 e as 13h00, e as 15h00 e as 16h00. As viagens são gratuitas.

O Urbmarco é um serviço quer surgiu há cerca de um ano, numa parceria entre a Câmara Municipal do Marco de Canaveses e a empresa de transportes Transdev.

Os marcoenses e todos os que nos visitam têm à sua disposição três circuitos, realizados em mini-autocarro, que garantem a ligação entre os principais pólos da cidade.

A Linha Azul, a Linha Vermelha e a Linha Verde que ligam o centro urbano do Marco de Canaveses a três zonas estratégicas: a zona industrial, em Tuías, a estação do caminho-de-ferro, em Rio de Galinhas, e a zona desportiva e os Serviços Técnicos da Câmara Municipal, em Fornos.

Refira-se ainda que, durante a semana o Urbmarco vai continuar a circular entre as 07h00 e as 20h00, e após as Festas do Marco retomará o horário de sábado entre as 08h00 e as 13h00.