[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | terça-feira, 30 de junho de 2015 | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Pela terceira vez em Cinfães, os’ “Azeitonas” deram um concerto nas Festas de S. João para milhares de pessoas que fizeram questão de estar presentes, de todas as idades. João Pereira, não perdeu a oportunidade de estar a conversa com os elementos da banda no fim do concerto. Numa entrevista que fala das origens d’ “Os Azeitonas”, da relação com Rui Veloso, do público, dos concertos e da tournée deste verão. Sempre com boa disposição e uma ironia característica, deixaram-nos nesta conversa muito da sua história.

JP – Como surgiu a ideia de formarem “Os Azeitonas”?

Miguel Araújo – Do chão como todas as coisas da natureza… brotou do chão.

Salsa – Não há grande história… É como todas as bandas, um grupo de amigos que se juntou para tocar e pronto, foi assim! É exatamente isso.


JP – Foi muito por Rui Veloso que editaram o primeiro disco. Como é essa relação com ele?

Salsa – Essa foi a razão pela qual a coisa começou a ser séria. A banda já existia há dois, três anos mas nunca nos levamos a sério e íamos tocando porque era divertido tocar e íamos fazendo músicas porque era divertido fazê-las. Nunca nos passou pela cabeça fazer disto uma carreira ou estar aqui a dar esta entrevista nem andar a fazer coliseus mas por causa de um convite do Rui Veloso para uma maquete, fomos lá gravar um CD e de repente estávamos a passar nas rádios portuguesas e a ter convites mais sérios.



JP – Como viram a nomeação para os Best Portuguese Act nos Europe Musica Awards em 2012? Foi uma surpresa?

Miguel Aráujo – Não vimos assim muito porque não é assim aquele prémio que uma pessoa ligue muito. Nós vimos com mais satisfação quando fomos nomeados para um Globo de Ouro. Esses prémios da MTV não é assim uma coisa de grande relevância.

Salsa – Eu acho que tem a ver com o sucesso, não é? Passamos muito na rádio, acabamos por ser nomeados, uma consequência óbvia, de qualquer maneira foi simpático.

Luísa – E hoje em dia a MTV nem sequer passa música, só dá realty-shows, não percebo muito bem o que é que se passa lá. Nós não aparecemos pelo menos, mas fomos nomeados para o prémio.


JP – Com 13 anos de carreira, têm algum momento que consideram o ponto alto da banda?

Marlon – O mais alto foi Manteigas no Carnaval, a 2000 metros de altitude. Estava a nevar e foi difícil carregar o material.


JP – Como é que vêem a vossa posição atual na música portuguesa?

Miguel Araújo – Do lado de cá do palco… Vemos as pessoas à frente!

Salsa – Andamos assim atrás dos Xutos… E vamos ultrapassá-los! [Vão ter mais de 35 anos de carreira?] Miguel A. – Vamos, no mínimo 35!

Luísa – Se vivermos até lá…

Marlon – Vamos ter 36 anos!

Salsa – Eu não tenho andado a fazer por isso, confesso.



JP – Quando é que aconteceu a vossa explosão mediática?  

Miguel Araújo – Foi quando saiu a primeira crítica ao nosso primeiro disco na Blitz, duas estrelas em dez… (risos) A partir daí resolvemos nunca mais parar!

Luísa – Foram quatro, foram quatro estrelas...

Salsa – Foram duas, nós emolduramos isso!

Miguel A. – Pronto, foram quatro… Quatro estrelas em dez.

Marlon – Sendo que nós somos quatro, uma estrela para cada um foi ótimo.

Miguel A. – Foi a nossa primeira explosão mediática…

Marlon – Foi espetacular a minha cara aparecer no jornal em ponto grande.

Luísa – E dizia que nós eramos uma banda que soava melhor ao vivo!

Salsa – Sim, na verdade foi um elogio… foram muito simpáticos até.



JP – Consideram “Anda Comigo ver os Aviões” a música que vos deu a conhecer ao público português?

Marlon – Não. A música que nos deu a conhecer ao público português foi uma música chamada “Sinto-te em mim”.

Salsa – Era pouco público, mas eram portugueses…

Marlon – Agora ao grande público talvez a música “Sinto-te em mim” (risos).

Miguel A. – Eram portugueses e eram grandes na altura.

Marlon – Eram tipo 16 pessoas na altura, era uma equipa de basket!


JP – Muitas das vossas músicas têm referências ao Norte, principalmente à cidade do Porto? Têm alguma explicação para isso?

Luísa – Somos todos de lá!

Marlon – A nossa vida é lá por isso é normal que uma pessoa fale de lá.

Salsa – Mas também fazemos muitas referências a Lisboa e a Hollywood.

Miguel A. – Temos muitas referências à América… à América do Norte, lá está… [Mas por algum motivo o Norte?] É como diz o Rui Reininho: “A bússola aponta ao Norte!”.


JP – Os concertos ao vivo, perto do público são muito importantes para uma banda?

Miguel A. – É onde está o dinheiro! (risos).

JP – Sentem diferenças entre concertos no interior do país e no litoral? O público é diferente? Porquê?

Miguel A. – No litoral é mais frio, é muito mais perto do mar… no interior temos de vir mais agasalhados…

Salsa – O interior tem mais curvas também… Gasta mais pneu também…


JP – Sentem-se uma banda com músicas só para os jovens ou pra todas as idades? Qual é as reações que têm do público relativamente aos vossos concertos e às vossas músicas?

Luísa – A última parte.

Marlon – Temos aquele clássico dos 8 aos 80.

Miguel A. – Temos doces velhinhas a ver os nossos concertos, às vezes.



JP – Sei que já estiveram algumas vezes em Cinfães e que gostam de cá vir, o que está demonstrado numa das guitarras do Miguel Araújo, que tem um autocolante da Feira do Vinho de Cinfães. O que acham desta vila e destas gentes?

Miguel A. – É uma maravilha!

Luísa – Celso voltaaaaaa!!!

Salsa – O restaurante do Celso foi o primeiro onde calhámos…

Marlon – Comemos um arroz que estava maravilhoso e a partir daí consideramos o Celso o embaixador de Cinfães.


JP – Como vai ser a tourné deste ano? Têm muitos concertos agendados? O que pode esperar o público?

Miguel A. - "Exactamente a mesma coisa que foi hoje... o setlist é todo igual... tudo igual!

Salsa - Esperamos que as pessoas não repitam concertos! Por acaso não é verdade...


JP – Muito obrigado!

Luísa – Obrigada nós!
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
No dia 20 de Junho de 2015, os GNR viajaram até Cinfães para dar um concerto integrado no programa das Festas de S. João, para relembrar velhos êxitos mas também para apresentar músicas do novo álbum, “Caixa Negra”. Como é habitual, sempre que artistas nacionais visitam a Região Douro, João Pereira esteve à conversa com a banda, numa entrevista em que os elementos do grupo nos contam como surgiram, o que esperam dos concertos desta tournée, da vontade de trabalhar em projetos novos e também do Concelho de Cinfães e das gentes.

João Pereira – Como é que surgiram os “GNR”?

Toli César Machado – Surgimos como qualquer grupo que surge, na altura éramos miúdos de 17, 18 anos… Como qualquer grupo, fomos para uma garagem, o material estava montado e fomos experimentando e testando, até chegar ao improvável que é gravar um disco. Isto também é uma sorte!


JP – Porquê o nome “Grupo Novo Rock”?

Toli C. M. – Foi o nome apresentado na altura, havia vários nomes para escolher e na altura escolhemos esse. Estou a falar em 1980, estava eu, o Alexandre Soares e o Vítor. Não sei de quem surgiu a ideia, não foi minha mas estava lá o nome e ficou.



JP - Sentem que estão a renascer na música portuguesa? Os “GNR” estão aí para as curvas?
Rui Reininho – Sim, então com estas curvinhas até Cinfães… (risos) nem enjoamos nem nada! Sim, vai ser uma época em pleno, temos um ano seguido de concertos, pelo menos.

JP – O que é que esperam da tournée deste ano? É sobretudo para apresentar o novo CD?

Rui Reininho – Não só, mas também. Esperamos o melhor porque os espetáculos têm estado a correr muito bem.


JP – Os concertos ao vivo perto do público são muito importantes para uma banda? 

RR - São. E fora do chamado litoral (...) Para já, às vezes sentimos que há mais surpresa, mais interesse. O pessoal do litoral é muito mais blasé, não é? «Ai eu não vou ao concerto, tenho mais que fazer! Às dez horas? Mas a essa hora ainda estou a jantar!», são pouco flexíveis aquelas cabeças. Aqui há mais disponibilidade [das pessoas].


JP – Como se mantém a vontade de criar novos projetos ao fim de 33 anos de carreira?

Toli César Machado – Ao fim de 33 anos vamo-nos conhecendo melhor e temos vontade de fazer coisas diferentes e enquanto houver essa vontade vamos continuar a fazer discos e concertos. Enquanto nos divertirmos a fazer isto, enquanto houver ideias, vamos continuar.


JP – Apesar de algumas reformulações, entre saídas e entradas, os GNR conseguem manter-se intatos. Como é possível?

Toli C. M. – Não há grandes entradas. Esta formação, nós os três, já estamos desde 1986 juntos, trabalhamos sempre com músicos convidados nos concertos porque tem de ser e nos discos gravamos sempre só os três com o produtor.



JP – Em 2011 comemoraram 30 anos de carreira. Foi um ano inesquecível? 

Toli C. M. – Eu não gosto muito de andar a contar cartuxos… Temos discos novos, estamos aí… Há bandas que não têm, não é? Existem bandas que lançam um CD e têm anos de carreira sem fazerem mais nada. E depois comemoram 30 anos de carreira e já acabaram há 20…


JP – Como é que os “GNR” vêem o seu espaço na música portuguesa e até na música internacional? 

Toli C. M. – Na música internacional não existimos, vamos ser sinceros. Não há ilusões porque a indústria musical em Portugal não existe, não tem expressão. Em termos nacionais, temos o nosso espaço, somos uma banda importante.


JP – Já tinham estado em Cinfães? O que acham da Vila e das gentes?

Toli C. M. – Já tocamos em Cinfães. Eu hoje não tive tempo de ver mas eu gosto muito destas terras daqui. O meu avô por acaso não é daqui mas não é de muito longe, é de Resende. Gosto imenso desta zona daqui.



JP – Para além do novo álbum, “Caixa Negra”, quais são os projetos mais imediatos? Estão a trabalhar em alguma novidade?

Toli C. M. – Sim. Há 15 dias atrás gravamos o espetáculo acústico no Teatro Circo em Braga, vai sair através da revista Blitz, com versões diferentes, um disco novo com versões acústicas. Para o ano vamos ter algumas surpresas, não quero estar a revelar mas vamos ter algumas coisas importantes.


JP – Muito obrigado!
Toli C. M. – Muito obrigado!
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 3 de junho de 2015 | Publicado em , , | Com 0 comentários
Da fusão de genealidade e capacidade de criação e reinvenção nasceu Kurt Cobain. Um nome batido, uma personalidade inigualável, uma essência genuína que marcou o mundo pela diferença. O que seria do mundo sem o não impensado da razão?

Nesta linha tão pouco certa onde se encontra a força, a coragem, a humidade, o perdão e a própria razão, como poderemos manter o equilíbrio? Como poderemos ter certezas no que ao nosso percurso diz respeito? Como poderemos existir em constante dúvida? Neste sofuco que nos prende, nos rouba, nos impacienta e nos despe do que somos? Estas são algumas das questões que nos consomem durante Montage of Heck, o mais recente documentário sobre a fugaz vida do artista.

Debruçado sobre o que de mais profundo se soube sobre Cobain e acompanhado dos mais importantes testemunhos, Montage of Heck é uma verdadeira obra de arte, desde a escolha das imagens à produção de toda a animação, desde a voz mecanizada que quase parece, de facto, a do cantor, até à própria banda sonora. Este documentário é, sem dúvida, a sinfonia descomplicada de um maestro demasiado confuso.

São incontáveis os artigos, os filmes e documentários sobre o mundo de um génio incompreendido, que trazem de volta à vida o que, gradualmente, se tornou imortal. Mas são poucas as obras que conseguem, de facto, transpor tão perfeitamente toda a essência de Kurt. Uma alma presa e perturbada, que apenas se libertou com a própria morte.

Nas imagens podemos contemplar um Cobain ainda inocente, puro, doce e despreocupado. A transição é cruelmente denotável e o olhar anteriormente doce acabou por ser substituído pela mágoa de não ter uma família, de não ser aceite, de ser socialmente excluído e julgado, nada compreendido, dolorosamente perdido. A sua revolta canaliza-se, assim, em letras, em acordes, em composições completas e repletas de interrogações à humanidade. Tão promissor aquele jovem de Aberdeen a quem ninguém prestou atenção.

Não demorou muito tempo até que o seu espírito fosse compartilhado, que os seus rascunhos fossem passados a limpo e que a sua música ganhasse vida. Krist, Kurt e, posteriormente, Dave, eram os três pilares de uma casa desarrumada que  intitularam de Nirvana.

Voavam cadeiras, discos e colunas; gritavam-se medos, dúvidas e inconformismos; partiam-se pratos, guitarras e garrafas vazias. Os Nirvana acabaram por se tornar, em pouco tempo, a voz de toda uma geração pronta a revolucionar um mundo que os limitava, que não os olhava e os desejava cegar.

Foi assim que se deu a explosão Nirvana, foi desta forma que o mundo assistiu à negação da fama que muitos sonham alcançar e à destruição, física e psicológica, de Kurt Cobain, um ícone imortalizado pela dor de viver e de ser o que nunca foi.

De entre os relatos, nota-se a ausência de Dave e as duras palavras de Courtney. Percebe-se a revolta de uns e a compreensão de outros. Kurt Cobain irá dividir sempre o mundo pela sua existência e por todos os motivos que o levaram à decisão de inexistir. Montage of Heck é um trabalho apetecível para quem se alimentou da música do artista.

KIurt Donald Cobain, o sádico, o melódico, o dramático, o melancólico, o incompreensível, o rebelde…o que apenas desejava ser invisível. Somos ínfimos, poeira microscópica, lixo reciclável e o génio do grunge sabia disso melhor do que ninguém. Talvez nas suas repetitivas paragens de pensamento não tenha conseguido descobrir o propósito que o trouxe e o manteve e, provavelmente por isso, tenha decido ir.

Ana Rita Carvalho
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 27 de maio de 2015 | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Muita da música que se faz no concelho de Baião poderá ser ouvida no próximo dia 29 de maio, às 21h30m, no Auditório Municipal de Baião. Isto porque o VII Encontro de Escolas de Música de Baião juntará, nesse espaço,  cinco escolas de música concelhias, designadamente:  o Clube de Música do Agrupamento de Escolas de Eiriz; a Escola de Música da Casa do Povo de Campelo; Escola de Música da Banda Marcial de Ancede; Escola de Música Movimento e Variações e a Escola de Música do Rancho Folclórico de Santa Cruz do Douro.

Este evento pretende promover e partilhar a educação musical, presente no dia-a-dia do concelho de Baião.

Uma organização do Clube de Música do Agrupamento de Escolas de Eiriz - Baião,  que conta com o apoio da Câmara Municipal de Baião. A entrada é livre.
Por Notícias de Resende | terça-feira, 26 de maio de 2015 | Publicado em , | Com 0 comentários
No âmbito da 8.ª edição do Concurso Fotográfico Marcos do Marco, organizado pela Câmara Municipal do Marco de Canaveses, destinado a fotógrafos amadores, maiores de 16 anos, naturais e/ou residentes no Concelho do Marco de Canaveses, teve lugar, no dia 25 de Maio a reunião do “Júri de Premiação”.

Participaram no VIII Concurso Fotográfico do Marco de Canaveses 25 fotógrafos amadores, o que perfaz um total de 75 trabalhos. Cumprindo o regulamentado, que impõe que os registos fotográficos apresentados sejam, obrigatoriamente, originais, inéditos e referentes ao período de 1 de Janeiro de 2015, até à data limite de entrega – 11 de Maio.

Em conformidade, e ainda de acordo com o regulamento, este prevê a entrega de certificados de participação e a atribuição de prémios aos melhores trabalhos apresentados, oferecidos pelo patrocinador: City Lab – Laboratórios Fotográficos do Marco. O Júri decidiu ainda este ano, e a título excecional, premiar a série de 3 melhores trabalhos apresentados pelo mesmo concorrente.

Assim, o Senhor Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Dr. Manuel Moreira, tem a honra convidar V.ª Ex.ª e o órgão de Comunicação Social que superiormente dirige e/ou representa, a estar presente na Inauguração da Exposição, que será seguida da Entrega de Prémios do VIII Concurso Fotográfico “Marcos do Marco”, a decorrer no dia 5 de Junho (sexta-feira) - “Dia Mundial do Ambiente”, às 21h00, no átrio da Câmara Municipal.

De entrada livre, a exposição dos trabalhos estará patente ao público, no átrio dos Paços do Concelho, até ao dia 30 de Junho de 2015.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Militares do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da GNR de Lamego, no dia 24 de maio de 2015, no concelho de Lamego, detiveram 4 cidadãos, dois do sexo masculino e dois do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 22 e os 45 anos, todos residentes naquele concelho, por tráfico de estupefacientes.  

Foram efectuadas 4 buscas que culminaram na apreensão de 72 doses de heroína, 6 telemóveis, 1 viatura, 1 balança precisão e vários utensílios relacionados com o doseamento do produto estupefaciente.

Um dos detidos, após a sua abordagem e posterior detenção, foi de imediato conduzido ao Hospital de Lamego e mais tarde para Hospital Distrital de Viseu, onde se manteve hospitalizado, em virtude de o mesmo ter ingerido uma quantidade indeterminada de heroína aquando da sua abordagem, com objetivo de a ocultar.

Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Viseu para 1.º Interrogatório Judicial, ficando 2 em prisão preventiva e os restantes com apresentações semanais no posto policial da sua área de residência.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Lamego e o Centro Europe Direct local vão promover amanhã, quarta-feira, uma sessão de informação para divulgar oportunidades de emprego e formação. A Volta a Portugal de Apoio ao Emprego chega a esta cidade, pelo terceiro ano consecutivo, com o objetivo de apresentar oportunidades concretas de emprego e de apoio à empregabilidade, contribuindo para responder àquela que é a principal preocupação dos cidadãos neste momento: o desemprego.

Durante o encontro, a realizar no Teatro Ribeiro Conceição, a partir das 9h30, vão ser apresentadas diversas soluções para a melhoria da empregabilidade, através de formação profissional, estágios e programas de mobilidade europeia. Em simultâneo, também vão ser divulgadas sugestões sobre a melhor forma de aumentar a probabilidade de sucesso de uma candidatura e formas de aceder a quase 1,5 milhões de vagas de emprego disponíveis a nível europeu.

A Volta do Apoio ao Emprego está a percorrer diversas cidades de norte a sul do país para sublinhar o comprometimento continuado das instituições europeias com o emprego e a melhoria da empregabilidade.

As inscrições são gratuitas e devem ser efetuadas em www.vae.pt ou então no Centro Europe Direct de Lamego, localizado no Largo da Feira, com os seguintes contactos: 254 611 342 e europe.direct@cm-lamego.pt. Esta iniciativa tem o apoio da Representação da Comissão Europeia em Portugal, do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), da rede de centros Europe Direct, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego e do Centro de Emprego de Lamego.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Com o aproximar de mais um final de ano lectivo, a Câmara Municipal do Marco de Canaveses, através do seu Gabinete de Desporto, organiza, no fim-de-semana de 6 e 7 de Junho de 2015, duas actividades que vão reunir cerca de 350 alunos do Concelho.

Assim, sábado, dia 6 de Junho, realiza-se o Encontro Municipal de Gira Vólei e Andebol, com a participação de 200 alunos oriundos das Escolas do 1º Ciclo Básico dos quatro Agrupamentos Escolares. A actividade vai decorrer entre as 10h00 às 16h00, no relvado sintético do Estádio Municipal do Marco de Canaveses.

Já no domingo, 7 de Junho, tempo para mais um Encontro Municipal de Futebol, envolvendo cerca de 150 alunos provenientes das sete Escolas Municipais Futebol  (Marco (2);  Bem Viver (2);  Alpendorada, Várzea e Torrão; Santo Isidoro e Livração e Vila Boa de Quires e Maureles). A actividade vai decorrer entre as 09h30 às 12h30, novamente no relvado sintético do Estádio Municipal do Marco de Canaveses.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Assinalando o Dia Mundial do Ambiente, a 5 de Junho, a Câmara Municipal do Marco de Canaveses está a preparar a sétima edição do Encontro Municipal Eco-Escolas. Uma iniciativa organizada em parceria com os 18 estabelecimentos de ensino concelhios inscritos no programa Eco-Escolas  2014/2015.

Este ano, o Encontro vai decorrer na Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Marco de Canaveses – EPAMAC, a partir das 10h00, envolvendo cerca de 820 alunos de diferentes níveis de ensino, desde o Pré-Escolar ao Secundário.

Tendo sempre bem presente a importância da preservação do Planeta Terra e a sua sustentabilidade, a Câmara Municipal tem apostado numa forte valorização da educação ambiental junto da comunidade escolar, que se reúne neste dia para celebrar a Natureza e o trabalho realizado nas escolas ao longo do ano.

À semelhança de anos anteriores, o dia reserva um conjunto diversificado de actividades que têm como propósito estimular a criatividade e a participação dos jovens estudantes numa jornada de respeito e de defesa pelo ambiente.

Exposições de reutilização de materiais; oficinas de reciclagem; visitas pedagógicas; Champimóvel; jogos tradicionais, lúdicos e ecológicos; insufláveis; partilha de saberes e experiências entre escolas são algumas das propostas para este 7º Encontro Municipal Eco-Escolas.

Refira-se ainda que para dinamizar esta iniciativa, a Câmara Municipal do Marco de Canaveses conta com a colaboração do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas - ICNF; Associação Bandeira Azul da Europa – ABAE; Fundação Champalimaud; Focsa; EPAMAC; Horta da Ribeirinha e Quinta da Arada.


Workshops sobre temáticas ambientais

E porque o respeito pela Natureza e a sustentabilidade ambiental é uma missão que nos cumpre a todos, este ano a Câmara Municipal do Marco de Canaveses decidiu envolver também os adultos, isto é, a comunidade em geral nesta celebração ecológica.

Assim, no dia 6 de Junho, na Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Marco de Canaveses – EPAMAC, a comunidade tem à sua disposição vários workshops sobre temáticas ambientais:
1. Horta Biológica (11h00/12h30; 14h00/15h30 ou 15h30/17h00);
2. Floresta Autóctone (11h00/12h30);
3. Ervas Aromáticas (11h00/12h30; 14h00/15h30 ou 15h30/17h00);
4. Sabonete líquido (11h00/12h30; 14h00/15h30 ou 15h30/17h00);
5. Papel Reciclado (11h00/12h30; 14h00/15h30 ou 15h30/17h00);
6. Queijo fresco e requeijão (11h00/12h30; 14h00/15h30 ou 15h30/17h00);
7. Escola Sustentável (11h00/12h30);

A inscrição é gratuita, mas obrigatória, e deve ser efectuada na Loja Interactiva de Turismo do Marco de Canaveses (nos Paços do Concelho) ou através do seguinte e-mail: ecoescolas@cm-marco-canaveses.pt
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
No passado dia 22 de Maio, o Grupo de Teatro da Universidade Sénior do Marco de Canaveses trouxe ao palco do Salão dos Bombeiros Voluntários do Marco, a peça de teatro “P’ró Paraíso, se faz favor!”. Sob direcção de Jorge Mota, os alunos da USMC proporcionaram «um espectáculo muito original, interativo e de grande qualidade, que nos fez refectir um pouco sobre o nosso próprio dia-a-dia. As pequenas peripécias e as grandes preocupações que nos surgem, e que nos levam a lutar por uma situação melhor, a atingir objectivos e também momentos de alegria. Parabéns a todos os actores, ao encenador e à Universidade Sénior por mais uma bela iniciativa», disse Vítor Gonçalo, Vereador da Câmara Municipal do Marco de Canaveses.

Depois de “Marco – um espetáculo!”, a primeira experiência dos alunos na área da representação e do teatro, e «que foi muito bem-sucedida, quer no resultado artístico, quer no desenvolvimento interpessoal que a sua prática proporcionou», a Universidade Sénior do Marco de Canaveses decidiu repetir a experiência com um novo desafio.

Partindo de inquietações pessoais e do apelo para uma existência mais humana e solidária, esta nova peça aborda temáticas como a Pátria, a Mulher, a Solidão, a Guerra, a Fome, a Sorte e o Destino.
“P’ró Paraíso, se faz favor!” é o nome do novo trabalho da Universidade Sénior do Marco de Canaveses, e que leva o espectador a partilhar cenas do quotidiano, com a presença também de personagens do espaço do simbólico.

O Presidente da Junta de Freguesia do Marco, António Santana, felicitou «a Universidade Sénior por este magnífico espectáculo e por nos permitirem partilhar momentos culturais e recreativos que nos valorizam e trazem vida à nossa cidade e ao nosso Concelho».

Segundo a Presidente da Associação Marco Sénior, Fátima Vasconcelos, «este Grupo de Teatro da USMC pretende mostrar que a idade não é impedimento de produção de pensamento e que devemos continuar a lutar por um mundo melhor». Por outro lado, «procuramos levar ao espectador, de forma alegre, séria e, por vezes, irónica, algo que o obrigue a pensar e a ler, proporcionando-lhe o prazer da descoberta e felicidade», notou.

A peça “P’ró Paraíso, se faz favor!” tem reposição marcada para os próximos dias 29 e 30 de Maio, às 21h30, no Salão dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Realizou-se, no passado dia 15 de Maio, o Corta-Mato Inter-Escolas Municipal, cumprindo uma prova que já faz parte da história do desporto escolar no Concelho do Marco de Canaveses. Mais uma actividade dinamizada pala Câmara Municipal, através do Gabinete Municipal de Desporto e com a colaboração dos alunos do Curso Tecnológico de Desporto da Escola Secundária do Marco de Canaveses.

Durante a competição, decorrida no Complexo do Estádio Municipal do Marco de Canaveses, realizaram-se dez provas, nos escalões de Infantis A e B; Iniciados; Juvenis e Juniores, de ambos os géneros.

Uma manhã dedicada ao desporto que contou com a presença de cerca de 200 alunos provenientes dos seguintes estabelecimentos de ensino: Agrupamentos de Escolas do Marco, Alpendorada, Sande e Marco de Canaveses nº1 (Toutosa e Secundária do Marco).

Na edição 2015 do Corta-Mato Inter-Escolas Municipal do Marco de Canaveses, o prémio de "Melhor Escola" foi conquistado pelo Agrupamento de Escolas de Alpendorada, com uma excelente prestação, obtendo um total de 710 pontos.

CLASSIFICAÇÃO:

Infantis A - Femininos:
1. Beatriz Monteiro - EB 2,3 Marco
2. Maria Cardoso - EB 2,3 Sande
3. Liane Duarte - EB 2,3 Marco

Infantis A - Masculinos:
1. Rafael Guedes - EB 2,3 Sande
2. David Monteiro - EB 2,3 Marco
3. Helder Soares – Alpendorada

Infantis B - Femininos:
1. Mariana Costa - Alpendorada
2. Eduarda Nóbrega - Alpendorada
3. Inês Vieira – EB 2,3 Sande

Infantis B - Masculinos:
1. David Rocha - EB 2,3 Toutosa
2. Carlos Pinheiro - Sande
3. José Correia – Alpendorada

Iniciados Femininos:
1. Melanie Silva - Alpendorada
2. Sara Rocha - Alpendorada
3. Jéssica Correia – Alpendorada

Iniciados Masculinos:
1. Jorge Pereira - Alpendorada
2. Jorge Teixeira – EB 2,3 Toutosa
3. Miguel Alves – Alpendorada

Juvenis Femininos:
1. Ana Vieira - Alpendorada
2. Sandra Ribeiro – EB 2,3 Marco
3. Ana Mendes – EB 2,3 Toutosa

Juvenis Masculinos:
1. António Azevedo - Alpendorada
2. Carlos Moura – Secundária do Marco
3. Leandro Silva – EB 2,3 Toutosa

Juniores Femininos:
1. Vera Vieira - Secundária do Marco
2. Joana Monteiro - Secundária do Marco
3. Verónica Almeida - Secundária do Marco

Juniores Masculinos:
1. Samuel Vieira - Secundária do Marco
2. Paulo Azevedo – Secundária do Marco
3. Micael Vasconcelos - Alpendorada
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Apesar da boa imagem, orgulho na região e presença de visitantes, a chancela da UNESCO não é percecionada de igual forma pelos residentes do Douro. Estas e outras questões serão debatidas a 29 de maio, em Vila Real, num dia dedicado à Ciência, Vinho & Território que pretende reunir e ouvir agentes, nacionais e internacionais, e a nova geração de enólogos da região demarcada do Douro.

Passados 14 anos sobre a classificação do Alto Douro Vinhateiro (ADV) pela UNESCO, um estudo da UTAD revela dados sobre a perceção dos residentes quanto ao impacto da chancela neste património mundial da humanidade.

No âmbito do Projeto “Estratégias de Valorização Económica do Alto Douro Vinhateiro, coordenado por João Rebelo, docente e investigador da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) com a colaboração das investigadoras Lina Lourenço Gomes e Cristina Ribeiro, foi aplicado um inquérito a 250 residentes no ADV para avaliar os efeitos da chancela da UNESCO nos domínios da vitivinicultura, comércio e turismo.

Os resultados mostram que o turismo é a “atividade mais otimista e com impacto mais saliente” no que concerne ao retorno económico. Os comerciantes revelam uma perceção “mais moderada, pois a maioria atesta não sentir qualquer efeito” neste indicador. Já no caso dos vitivinicultores, o impacto da chancela UNESCO não tem sido sentido de forma homogénea.

“Apesar de quase metade dos inquiridos aferir um efeito maior ou muito maior no retorno económico, há uma faixa que expressa o efeito reverso, não tendo ainda conseguido internalizar potenciais oportunidades e benefícios”, sustenta a investigadora da UTAD Lina Lourenço Gomes.

Apesar da boa imagem, orgulho na Região e a presença de novos visitantes, os resultados indicam que os inquiridos revelam também preocupações com a sazonalidade e o aumento do custo de vida
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Encontram-se abertas as candidaturas ao processo de atribuição de uma Bolsa de Estudo ao Ensino Superior, promovido pela Câmara Municipal do Marco de Canaveses em parceria com a Universidade Lusófona do Porto (ULP). O prazo de candidatura decorre até ao próximo dia 15 de Setembro de 2015.

O processo de atribuição de Bolsa de Estudo ao Ensino Superior destina-se aos estudantes de menores recursos económicos, residentes em Marco de Canaveses, finalistas, em situação de carência socioeconómica e com as melhores notas do ensino secundário.

Apoiar os estudantes que efectivamente necessitam, promovendo a igualdade de oportunidades, é pois um garante de uma sociedade mais desenvolvida e socialmente mais justa e solidária, contribuindo deste modo para o desenvolvimento social económico e cultural do Concelho.

Assim, pelo sexto ano consecutivo, será realizado o processo de candidatura à atribuição de uma bolsa de estudo, conducente ao grau de Licenciatura, sendo a inscrição efectuada mediante o preenchimento e entrega de um boletim de candidatura próprio, fornecido pelos Serviços de Acção Social da Autarquia e também disponível online, no site da Câmara Municipal do Marco de Canaveses (Barra lateral esquerda - Documentos - Regulamentos).

De forma a cumprir os prazos estabelecidos, a candidatura deverá ser apresentada junto da Secretaria da Câmara Municipal, de 15 de Julho até dia 15 de Setembro de 2015.

Ao aluno seleccionado, a bolsa de estudo aplica-se com a isenção de pagamentos relativos a: candidatura, matrícula, inscrição, seguro escolar e propina a partir da data de comunicação da Câmara Muniicpal à ULP com indicação do bolseiro, sendo esta suportada integralmente pela ULP a fundo perdido. Ressalva-se, no entanto, que na eventualidade de o bolseiro já ter efectuado algum pagamento, o mesmo não terá lugar a reembolso.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Estudo da UTAD/CITAB revela ainda que maioria dos incumpridores sofre de doenças crónicas e que 8% da população está impossibilitada de comprar medicamentos por falta de recursos económicos.

66% dos residentes nos distritos de Vila Real e Bragança rejeitam a toma de medicamentos prescritos pelo médico e, destes, 63% são portadores de doenças crónicas. Os dados fazem parte de uma dissertação de mestrado, desenvolvida na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), e que constitui o primeiro trabalho sobre a adesão à terapêutica na população transmontana alguma vez desenvolvido.

“São valores preocupantes. Há doenças que não podem deixar de ser tratadas, sob o risco de porem em causa a segurança dos doentes e de outras pessoas, nomeadamente as doenças cardiovasculares e mentais”, alerta Paula Oliveira, investigadora do Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB). Além disso, a também orientadora da dissertação frisa que a prática “implica um maior recurso aos cuidados de saúde e gastos acrescidos no sistema nacional de saúde e para os próprios doentes”.

Os dados apurados adiantam que 42% dos inquiridos deixam de tomar a medicação devido a efeitos secundários ou reações adversas e que 18% interrompem o tratamento por não sentirem melhorias. Já 8% da população não cumpre a medicação por falta de recursos económicos.

Além disso, a toma de vários medicamentos é responsável por 6,1% do incumprimento e 5,2% das falhas na toma resultam da complexidade do tratamento, que dificulta a toma da medicação de acordo com a prescrição médica.

“Quisemos avaliar a prevalência e a natureza da falta de adesão aos medicamentos, e quais os fatores que lhe estão associados. Concluímos que são os baixos rendimentos económicos, a idade avançada e uma baixa literacia os responsáveis por uma fraca adesão à terapêutica”, revela Paula Oliveira.

Participaram na amostra 1500 pessoas, 900 mulheres e 600 homens, com uma média de idades de 56 anos, residentes na região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

O estudo identificou ainda os medicamentos genéricos como mais um fator determinante na influência na adesão à terapêutica.

“Para o mesmo princípio ativo existem diferentes embalagens, comercializadas pela mesma farmacêutica, o que pode induzir confusão nos doentes,” explica a investigadora.

Dos inquiridos que optaram pelo medicamento genérico, 70% referiram que a embalagem mudou nos seis meses anteriores e que quando tiveram dúvidas sobre se se tratava do mesmo fármaco, 45% suspenderam a medicação.

Os dados foram recolhidos em instituições prestadoras de cuidados de saúde, como o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real, e centros de saúde e farmácias comunitárias da região.

O questionário aplicado contemplou “a caracterização sociodemográfica da população, identificação da doença base, atitudes face ao tratamento e ao uso de medicamentos, análise da relação entre doentes/profissionais e serviços de saúde e avaliação da influência dos medicamentos genéricos na adesão à terapêutica”, esclarece a investigadora do CITAB.

O estudo “Identificação dos fatores que influenciam a adesão à terapêutica: a realidade transmontana”, de Simone Moura, mestre em Biotecnologia para as Ciências da Saúde da UTAD, com a orientação de Paula Oliveira, é o primeiro trabalho realizado sobre o tema.

“Pretendemos que sirva de base para a implementação de boas práticas com o objetivo de reverter esta situação” referem Paula Oliveira e Simone Moura, que adiantam que foi criado “um folheto esclarecedor sobre a importância que tem para o doente o cumprimento da prescrição médica”.

O folheto vai ser distribuído pelas farmácias e entidades prestadoras de cuidados de saúde.

Os resultados do trabalho vão ser ainda apresentados em congressos nacionais e publicados em revistas científicas nacionais e internacionais.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
No Dia Mundial da Criança, 1 de Junho, às 11h00, o Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira, inaugura as obras de alargamento do Parque Infantil da Alameda Dr. Miranda da Rocha (junto aos Paços do Concelho). A pensar nos mais pequeninos, e tendo em conta a grande utilização deste parque, foi preparada uma zona dedicada exclusivamente para bebés e acompanhantes, com equipamentos concebidos de acordo com as necessidades, segurança e bem-estar desta faixa etária.

Para assinalar este Dia Mundial da Criança, haverá ainda uma apresentação animada do livro “A Princesa Aurora”, de Elisabete Freire, às 11h15, na Alameda Dr. Miranda da Rocha, e às 14h30, no Museu Pedra, em Alpendorada, Várzea e Torrão.

Traga os seus filhos e venha usufruir desta simbólica “prenda” dirigida não só para as crianças do Concelho mas para todos os que nos visitam!
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Na mais recente jornada do Circuito Municipal de Escolas de Natação, realizada em Arganil, Carolina Ribeiro reforçou a sua candidatura a Atleta do Ano, no escalão Cadetes, ao voltar a aumentar, em termos pontuais, a distância face às suas adversárias. Neste momento, a atleta leva mais de 500 pontos de avanço. Já só falta uma etapa, a realizar em Carregal do Sal, a 20 de junho,  para terminar esta competição.

A comitiva que participou na oitava concentração, em representação da Escola Municipal de Natação de Lamego, foi mais reduzida do que é habitual, porque alguns jovens estavam a preparar-se para realizar os exames nacionais. Ainda assim, Andreia Barreiro, a mais recente atleta inscrita na EMNL, embora não tenha concluído nenhuma prova dentro do tempo, demonstrou um forte potencial para lutar, em breve, pelo título de Atleta do Ano. Também Ana Beatriz Fonseca continua a exibir um bom desempenho, conseguindo consecutivamente a baixar os seus tempos.

Devido à realização de uma micro cirurgia, Pedro Piruzzo não participou nesta jornada desportiva, tornando mais difícil a possibilidade de integrar o lote dos cinco primeiros atletas na categoria de Infantil C6 e C5.
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 25 de maio de 2015 | Publicado em , , | Com 0 comentários
«A História de um Papagaio», a peça de teatro de fantoches da Universidade Sénior de Resende, continua a fazer as delícias dos mais pequenos, desta feita foi a vez dos alunos dos 3º e do 1º ciclo, do concelho de Cinfães. Os alunos da USR deslocaram-se à Biblioteca Municipal de Cinfães nos passados dias 12 e 14 de Maio, para apresentarem esta peça aos alunos que estavam de visita à Biblioteca. Nestes dias, a Câmara Municipal de Cinfães teve como objetivo divulgar um dos seus espaços culturais e a USR teve o prazer de participar e colaborar com esta iniciativa.

A Universidade Sénior de Resende faz um agradecimento especial aos colaboradores da Câmara Municipal de Cinfães e aos professores que estiveram diretamente envolvidos neste evento, que para além de terem recebido muito bem os nossos formandos, proporcionaram as melhores condições para que as atuações ocorressem como esperado e ainda houve tempo para um excelente almoço de convívio.

Os atores e atrizes, e os seus fiéis amigos (fantoches), vão agora fazer uma pausa para umas merecidas férias mas prometem que em breve estarão de regresso, no início do próximo ano letivo, para alegrar todas as crianças, idosos e a população em geral.

A Universidade Sénior de Resende já vai no seu 5.º ano de existência, estando continuamente aberta a novas propostas e parcerias, procura constantemente inovar a sua oferta curricular, mas mantém os mesmos objetivos de sempre, isto é, procurar a melhoria da qualidade de vida, combater o isolamento e a exclusão social, assim estará sempre focada na satisfação dos seus formandos.

A Universidade Sénior destina-se adultos com idade igual ou superior a 55 anos, independentemente do seu nível de escolaridade e todos os seus professores e colaboradores são voluntários.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Dando continuidade a um projecto cultural que tem vindo a ganhar forte expressão no Município do Marco de Canaveses, a Câmara Municipal regressa com mais um “Ciclo Primavera de Sons”. Uma iniciativa que procura dinamizar as várias freguesias do Concelho e fomentar o gosto pela música.

O “Ciclo Primavera de Sons” chega, a 13 de Junho de 2015, a Vila Boa de Quires e Maureles, com um concerto protagonizado pela Banda de Música de Vila Boa de Quires. De entrada livre e gratuita, o espectáculo decorre na Casa da Cultura Popular de Maureles, a partir das 21h30.