[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | sexta-feira, 28 de novembro de 2014 | Publicado em , | Com 0 comentários
Paralelamente à Campanha Nacional do Banco Alimentar Contra a Fome, que decorre este fim-de-semana, dias 29 e 30 de Novembro, acontece também em Resende, uma Campanha de Solidariedade organizada pela Conferência Vicentina de Resende com o apoio do Grupo de Jovens da Paróquia de Resende, do Agrupamento 1096 do CNE de Resende e do CLDS+ de Resende.

A ação de solidariedade acontece no dia 29 de Novembro, sábado, nos vários supermercados de Resende e tem como objetivo a angariação de bens alimentares não perecíveis, com o intuito de distribuir pelas famílias mais carenciadas na quadra de Natal que se aproxima.

Na página da Paróquia de Resende na rede social facebook, pede-se “a colaboração de todos para que a Família de Deus cresça com mais amor neste Natal”.

João Pereira
joaopereira@noticiasderesende.com
Por Notícias de Resende | quinta-feira, 27 de novembro de 2014 | Publicado em , | Com 0 comentários
O Quinta da Massôrra Reserva branco 2012 ganhou uma medalha de ouro no 1º Concurso de Vinhos da Caixa de Crédito Agrícola – Portugal Agro. A escolha e atribuição deste prémio ocorreu no âmbito da Feira Internacional das Regiões, Agricultura e do Agro-Alimentar, que se realizou de 20 – 23 de Novembro na FIL, em Lisboa, no Parque das Nações, na qual participou com um stand.

Os vinhos de todo o país foram avaliados em prova cega por um painel de enólogos, escanções, jornalistas e bloggers especializados. A cerimónia foi apresentada pela jornalista da RTP Sílvia Alberto, e o prémio entregue pelo Secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque.

A Quinta da Massôrra considera esta importante distinção o reconhecimento do trabalho profissional que temos vindo a desenvolver na vinha e na adega ao longo dos últimos anos. Apesar da sua reduzida dimensão, está a conseguir fazer excelentes vinhos, reconhecidos pela sua qualidade e consistência.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
As problemáticas ligadas ao desenvolvimento psicossocial na adolescência, os comportamentos sociais online e a liberdade de expressão em contraposição ao incitamento ao ódio foram o foco da abordagem da iniciativa “ÉS um TROLL?” realizada junto dos jovens  do Agrupamento de Escolas Latino Coelho, em parceria com o Instituto Português do Desporto e Juventude.

A ação teve como principais objetivos sensibilizá-los para uma realidade que tem crescido em paralelo com a utilização dos social media, combatendo o racismo e a discriminação na sua expressão online, como discurso de ódio, e proporcionando as competências necessárias para reconhecer e agir contra este tipo de violação dos Direitos Humanos. No final, os alunos foram protagonistas de uma sessão fotográfica que fará parte de uma campanha europeia e cujos resultados vão ser em breve partilhados na plataforma nohatespeechmovement.org e expostos na galeria ‘Metaphora’ do Agrupamento de Escolas Latino Coelho.

A Câmara Municipal de Lamego, no âmbito de atuação do Espaço Internet – Lamego Digit@l e do Centro Europe Direct, associou-se desta forma ao Movimento Contra o Discurso de Ódio – Jovens pelos Direitos Humanos online. Esta campanha do setor da Juventude do Conselho da Europa, será prolongada até 2015 e é feita pelos jovens e com os jovens, online e offline.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Universidade Sénior do Rotary Clube de Resende, celebra, mais uma vez, a Quadra Natalícia, promovendo um almoço de Natal!

Será já no próximo dia 5 de dezembro, pelas 12.30h, no Douro Park hotel, em Caldas de Aregos, Resende. Será um momento de confraternização aberto a todos os interessados em participar. Neste jantar vão estar presentes os voluntários, os professores e os formandos da Universidade Sénior, assim como todos os Rotários  de Resende e dos concelhos vizinhos.

Como tem sido habitual, imbuídos nos espírito natalício, este jantar terá um “multa”, que pode tomar a forma de brinquedo, roupa ou géneros alimentares, que posteriormente serão entregues a famílias carenciadas do concelho de Resende.

A Diretora da Universidade Sénior, Anabela Oliveira, sublinha que será mais um momento de partilha e de convívio, em que todos estão convidados a participar!
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Pelo sexto ano consecutivo, Lamego acolheu o encontro que marca o arranque das atividades de segurança rodoviária durante a época invernal com o intuito de melhorar a comunicação entre todos os intervenientes que têm a responsabilidade de a garantir nos distritos de Viseu e Vila Real. Dinamizado pela Operscut, entidade operadora da A24, o VI Fórum de Manutenção Invernal pretendeu, sobretudo, minimizar as eventuais repercussões provocadas pela queda de neve e gelo ao nível da mobilidade.

O encontro juntou representantes das autoridades policiais (PSP e GNR), das entidades de socorro (CDOS e corporações de bombeiros), operadores de autoestradas e gabinetes de proteção civil municipais e de entidades nacionais, nomeadamente o Instituto da Mobilidade e dos Transportes. Durante a manhã de 25 de novembro, foram abordadas três perspetivas de operação em tempos de frio ou ocorrências de neve. O Gabinete de Proteção Civil da Câmara de Boticas apresentou a “Visão de um Município na limpeza de neve” e o Centro Operacional Centro Norte - Estradas de Portugal divulgou as metodologias na “Intervenção no período de inverno do Centro de Limpeza de Neve da Serra da Estrela”, enquanto que a apresentação da Operscut versou sobre a “Operação de Manutenção Invernal na A24”.

A reunião de trabalho decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Lamego. No encerramento do evento, Manuel Coutinho, adjunto da presidência, considerou que a sua realização é “um projeto de grande relevância, onde, mais uma vez, saiu reforçada a ideia que o Homem se deve manter humilde perante a Natureza, sendo necessário que as pessoas tenham uma postura cívica nestes dias. Destaque também para o excelente trabalho da Operscut, entidade promotora do fórum, um evento que foi muito elogiado por todas as entidades presentes”.

No exterior, estiveram ainda em exposição os meios móveis utilizados por várias forças de intervenção na limpeza das estradas.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Quando por Despacho n.º 6157/2006 (2.ª série) o Governo se comprometia a que Lamego disporia de um novo hospital até ao final da década, o que aliás não cumpriu dado que a inauguração do actual só se verificou em Março de 2013, definia também que esse novo projecto de hospital de proximidade teria uma “urgência básica qualificada”, conceito integrado numa nova hierarquia das urgências hospitalares. Para além de muito indefinido (continua a sê-lo), este grau de urgência implicava uma grave perda para as populações desta região, tendo em conta que perdiam o Bloco Operatório de Urgência (que implica que dois cirurgiões, anestesistas e outros técnicos estejam disponíveis 24h por dia), bem como um elevado número de camas, tendo ficado reduzido a 30, depois de muita luta e controvérsia. Estas condições, que existiam no hospital velho, a manterem-se teriam de qualificar o HP de Lamego com o grau de urgência médico-cirúrgica.

Esta perda foi completamente injustificada, como o demonstram os factos e números actuais, lesando as condições de saúde das populações e, ainda por cima, implicando despesas acrescidas desnecessárias.

O PCP denunciou na devida altura uma tal política, que hesitava do ponto de vista técnico e optava por economias, fossem quais fossem as consequências para os utentes.

As hesitações e cortes que resultam das opções do Governo e dos objectivos desta política da troika  - que incluem o PS - e é necessário substituí-las por outra política, patriótica e de esquerda.


Que o Ministério hesitava sobre o ponto de vista técnico, prova-o o referido despacho que constituiu um Grupo de Trabalho para a elaboração de um programa funcional da nova unidade. Tratava-se portanto de um projecto piloto, para o qual se impunha que os membros nomeados procedem-se a uma imediata visita a hospitais espanhóis “em zona com características demográficas e procura turística semelhantes à da região onde o concelho de Lamego se insere”. Esta ordem clarifica que estamos perante uma experiência que não existia em unidades hospitalares portuguesas.

Afirmava o despacho que seria dotado o HP de Lamego com uma “plataforma tecnológica de alta qualidade” e, embora existam nessa unidade salas preparadas para receber os equipamentos de TAC e Ecografia, estes nunca lá chegaram. Só recentemente, aproveitando uma doação, foi possível à respectiva Administração adquirir o equipamento para realizar ecografias. Se tais equipamentos tivessem sido montados em 2013 muito se teria poupado em deslocações de pacientes e técnicos, que teriam certamente pago os aparelhos em curto espaço de tempo. Não é necessário acrescentar, por óbvias, a melhoria e rapidez de diagnóstico, de recuperação dos doentes e da consequente economia de meios. A cega poupança imediata imposta pelo Ministério da Saúde custa muito caro ao Estado, ao S.N.S. e representa, por vezes, a diferença entre a vida e a morte.

Há que salientar que em unidades hospitalares mais recentes e com menor número de utentes, tais equipamentos foram instalados

Se os despachos subsequentes de 2006 e 2014 definiram os recursos humanos mínimos, o que apesar de tudo tem constituído a grande defesa do HPLamego, nada acrescentavam a uma definição estável do que se podia qualificar como “urgência básica qualificada”.

Esta indefinição abre os apetites economicistas de efeitos imediatos, bem como dá azo a tendências vorazes de privatização dos serviços, e proporciona manobras estranhas, de contornos indefinidos, que recentemente se manifestaram na possibilidade mal escondida de acabar com a urgência nocturna e a medicina interna do HP Lamego. Esta situação regular de alarme e inquietação aflige as populações, os autarcas e a Comissão Concelhia de Lamego do PCP, tanto mais que não confiam nem acreditam na política social (?) do presente desgoverno.

Mas que aconteceu ao projecto-piloto? Quais os resultados positivos que importa reconhecer e salvaguardar? Qual foi a evolução do número de utentes e populações abrangidas? Qual foi o crescimento, se o houve dos atendimentos urgentes, consultas e de cirurgia ambulatória? E quanto a esta última é ou não vantajosa para os doentes? Quais as fraquezas deste sistema que importa colmatar?

O HP Lamego presta cuidados a uma população de mais de uma centena de milhares de utentes, em época baixa, estando por apurar a quanto se eleva este número em época turística e de visita de emigrantes. Aliás o referido despacho bem citava “a procura turística” como um dado a ter em conta no planeamento. Tal significa que o HP Lamego é responsável pelos cuidados hospitalares de uma população igual ou maior do que Vila Real e quase o dobro de Chaves.

Segundo os dados de que dispomos salientar a evolução e os resultados da Cirurgia de Ambulatório, cujos números são esclarecedores: 19 doentes por dia intervencionados, apenas com um cirurgião de serviço permanente! Muito recentemente, em Junho do corrente ano, a SINAS(Sistema Nacional de Avaliação em Saúde, classificou com nível de qualidade III, serviço de excelência, o HP Lamego nesta especialidade. É também público que o Serviço de Cirurgia Ambulatório este ano ganhou o prémio do melhor trabalho nas especialidades cirúrgicas no Congresso Ibérico de Cirurgia Ambulatória. Foi este serviço de cirurgia ambulatória escolhido também para trabalhar nos aspectos de organização de serviços similares a ser copiado por outros.

 Áreas cirúrgicas em funcionamento no HP Lamego, a 19 intervenções de média por dia!:

Cirurgia Geral
Ortopedia
Otorrinolaringologia
Oftalmologia
Cirurgia vascular
Urologia
Ginecologia

Segundo o que nos foi transmitido, a Cirurgia de ambulatório apresenta vantagens inequívocas para a saúde pública. Reduz os tempos de espera, o tempo de internamento sem pôr em causa a assistência técnica necessária aos recém operados, o risco de contágio de doenças hospitalares, flagelo cada vez mais grave, descomprime os serviços centrais e, ainda por cima, reduz o custo das intervenções

Como é possível que perante tal panorama, tendo ainda em conta que o Serviço de Urgência da Unidade Hospitalar de Lamego tem vindo a registar um crescente número de doentes, o que facilmente se compreende pela extinção das urgências na Régua e o afluxo das populações de Moimenta, Castro de Aire, Resende, etc., que alguém ou alguma entidade conjurasse a redução do HP Lamego às funções mínimas, extinguindo a medicina interna e a Cirurgia de Ambulatório?

É possível e tal verificou-se neste mês de Outubro de 2014!

Segundo opiniões técnicas avalisadas, os verdadeiros problemas do HP Lamego são os seguintes:

A instabilidade já referida;
A falta de pessoal correspondente às necessidades e movimento dos serviços;
As dificuldades de substituição de pessoal que se reforma ou se transfere;
A ausência de equipamentos como o TAC;
A escassez de camas tecnicamente polivalentes, que urge aumentar pelo menos para o dobro;
A impossibilidade dos Centros de Saúde enviarem os seus doentes para os serviços de análises e exames dos serviços hospitalares, empurrando para os privados uma rentabilidade que melhoraria a sustentabilidade e a viabilidade técnica dos serviços públicos;

Assim, o PCP reclama que o Ministério da Saúde, a ARS Norte e a CHTMAD assegurem uma resposta cabal a estas dificuldades, bem como a definição legal definitiva de que “urgência básica qualificada” tem como mínimo os serviços agora existentes no HP Lamego;

Esta reclamação irá ser apresentada ao Ministro da Saúde pelo Grupo Parlamentar do PCP;

Considera também o PCP que deveria ser criada uma Comissão de acompanhamento do Hospital de Lamego, integrando representantes de Instituições (Comissão de Saúde, órgãos autárquicos da área, Amigos do Hospital, Associação de Voluntários, etc.) e outros cidadãos, todos disponíveis para um diálogo com a Administração, os Serviços e os representantes dos trabalhadores, num diálogo permanente de cooperação, troca de informação e formação;

A prevenção e a qualidade do SNS proporciona dois tipos de sustentabilidade:

A primeira e a mais importante é a da qualidade de vida dos cidadãos.
A segunda é a da redução dos custos, que só poderá efectivamente ser assegurada com o cumprimento da primeira.

A não ser que se opte por deixar morrer os pobres e os remediados, deixando os ricos embalados nos braços dos privados.

Lamego, 25 de Novembro de 2014

A Comissão Concelhia de Lamego do PCP
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
No âmbito das comemorações do Ano Internacional da Agricultura Familiar, a Câmara Municipal do Marco de Canaveses, em colaboração com o CLDS+/Caerus – Projecto Oportunidade e em parceria com a CONFAGRI e a Dolmen, realiza na próxima sexta-feira, 28 de Novembro de 2014, o Seminário “Agricultura Familiar e o Desenvolvimento Local”.

A iniciativa irá decorrer entre as 09h30 e as 18h00, no Auditório Municipal (junto aos Paços do Concelho), num espaço de reflexão, informação e discussão sobre o sector agrícola e o seu potencial no Marco de Canaveses.

Será a agricultura uma coisa do passado?
Pode a agricultura ser um factor de desenvolvimento do Concelho?
Que apoios existem para a actividade agrícola?

O Seminário “Agricultura Familiar e o Desenvolvimento Local” pretende ajudar a responder a estas questões e outros assuntos relacionados com o potencial agrícola do Concelho do Marco de Canaveses.

Participe nesta iniciativa e fique a saber o que a terra, as paisagens e as tradições de Marco de Canaveses têm para lhe oferecer. A entrada é livre e gratuita.


Programa:
0 9:30 - Sessão de Abertura
Dr. Manuel Moreira |Presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses
Dr. Manuel José Cardoso |Diretor Regional de Agricultura do Norte
Dr. Basto Gonçalves |Diretor da CONFAGRI

10:00 - “A Agricultura Familiar e a nova PAC”
Engª Isabel Santana | CONFAGRI
Engª Dina Fernandes | Espaço Visual
Engª Celina Bouça | DRAPN (*)
Engª Fernanda Machado | BFRUIT
Moderador: Dr. Basto Gonçalves | CONFAGRI
-debate-

11:30 - Coffee Break

11:45 - “Programa LEADER e a Agricultura Familiar”
Engª Ana Paula Xavier | Diretora da Minha Terra | Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local
Moderador: Dr. Telmo Pinto | DOLMEN
-debate-

12:30 - Almoço livre

14:00 - “A Agricultura Familiar Portuguesa - Que oportunidades?
Prof. Dr. Arlindo Cunha | Ex. Ministro da Agricultura e Prof. Univ. Católica - Porto
Moderador: José Mota | Câmara Municipal do Marco de Canaveses
-debate-

14:45 – “Importância Socioeconómica da Agricultura Familiar em Marco de Canaveses: Passado, Presente e Futuro”
- Circuitos Curtos de Comercialização - PROVE | Drª Elsa Pinheiro | DÓLMEN
- Cogumelos | Ana Rita Pinheiro
- Floricultura | José Luis Babo
- Fruticultura | José Fernando
- Hortícolas Hidropónicas | José Carlos Mendes
- Pequenos Frutos | Anabela Moreira
- Produção Bovina e Pequenos Ruminantes | Natália Teixeira
- Produção de Aves | Fernando Ferraz
- Vinho Verde e Fruticultura| Cristina Mendes
Moderador: Dr. João Gonçalves | EPAMAC - Escola Profissional de Agricultura
-debate-

16:15 - Coffee Break

16:30 - Mesa Redonda – “Agricultura Familiar e sustentabilidade do Meio Rural”
- ACRIBAIMAR: Sr. Joaquim Madureira
- Adega Cooperativa de Marco de Canaveses:
- Associação Empresarial de Marco de Canaveses: Sr. José Reis
- Associação Florestal de Entre Douro e Tâmega: Dr. Amadeu Marramaque
- Centro de Gestão Agrícola Douro Tâmega: Eng. José Alexandre
- Cooperativa Agrícola de Marco de Canaveses: Dr. Rolando Pimenta
- DÓLMEN: Dr. Telmo Pinto
- EPAMAC - Escola Profissional de Agricultura: Dr. João Gonçalves
Moderador: Eng. José Martino | Espaço Visual
-debate-

17:30 Sessão de Encerramento
Dr. Manuel Moreira |Presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses
(*) – a confirmar
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Mais de 30 expositores exibiram, durante três dias, os melhores produtos regionais cultivados ao longo do ano nas freguesias rurais do concelho de Lamego. Apesar de chuva que se fez sentir, “O melhor das nossas Aldeias” conquistou a adesão de muito público, que visitou este evento criado para promover as produções hortícolas e frutícolas características do período de inverno, como é o caso da castanha e dos frutos secos. Como complemento, foi ainda oferecido um programa permanente de animação com a realização de espetáculos de ranchos etnográficos e de grupos de bombos, a partir do palco instalado no local.

Na Av. Dr. Alfredo de Sousa, foi possível apreciar e comprar sopas tradicionais vendidas ao preço simbólico de 50 cêntimos e, no último dia, participar na realização de um grande magusto com a oferta de castanhas assadas.

No âmbito desta iniciativa, o Teatro Ribeiro Conceição também recebeu uma sessão de apresentação do “Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020”, que contou com a presença do diretor regional de Agricultura e Pescas do Norte, Manuel Cardoso. Uma plateia cheia, composta por muitos jovens agricultores, procurou esclarecer as suas dúvidas sobre este instrumento fundamental que vai estar ao dispor do país para a promoção do setor agroflorestal.

“O melhor das nossas Aldeias” é um evento promovido pela Câmara Municipal de Lamego, em parceria com a Associação de Freguesias do Sudeste e a Associação de Freguesias do Norte.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Militares do Núcleo de Investigação Criminal, do Destacamento Territorial da Guarda Nacional Republicana de Lamego, no dia 24 de novembro, em Torrão - Lamego, no âmbito de fiscalização rodoviária, detiveram um cidadão de 24 anos de idade, residente em Lalim–Lamego, por tráfico de estupefacientes.

Foram apreendidas 28 doses de heroína.

Foi ainda identificado um cidadão de 50 anos de idade, residente em Armamar, por consumo de estupefacientes

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Lamego, na terça feira.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Junta de Freguesia de Penajóia resolveu alargar as suas atividades semanais para os penajoienses dando assim início a aulas de música para a aprendizagem de diversos instrumentos.

Após a apresentação de alguns instrumentos musicais por um professor de música no salão de festas da junta de freguesia e após ter sido notório o interesse de alguns penajoienses sobre os mesmos, a Junta de Freguesia resolveu abrir inscrições para que fossem dadas aulas de música nesta freguesia. Assim, no início do corrente mês deu-se início às tão aguardadas aulas.

Com isto, os penajoienses que demonstraram interesse sobre a aprendizagem de alguns instrumentos musicais têm agora uma ocupação semanal, em que às segundas-feiras há duas turmas de piano, às quartas e sextas-feiras duas turmas de guitarra e ao sábado duas turmas de bateria.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Começou em Lamego mais uma edição do projeto Sénior ConVida! Caminhadas, natação, ginástica, ateliês temáticos e outras atividades prometem ocupar, durante os próximos meses, os tempos livres de muitos lamecenses com mais de 60 anos. A primeira ação deste nova edição focou a necessidade dos idosos darem uma atenção especial à coluna vertebral. Para isso, em parceria com a escola “Artdance”, foram executados diversos exercícios de pilates com o objetivo de fortalecerem os músculos que rodeiam e suportam o tronco.

Num momento em que o país atravessa uma grave crise económica e social que torna ainda mais problemático o dia a dia de alguns setores carenciados da sociedade, a Câmara Municipal de Lamego desenvolve, pelo sétimo ano consecutivo, um programa regular especialmente vocacionado para os idosos do concelho que visa ocupar de uma forma saudável os tempos livres e elevar os seus níveis de autoestima.
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 19 de novembro de 2014 | Publicado em , , , | Com 0 comentários
O Projeto +SER desenvolveu nos dias 05 e 17 de novembro uma ação de sensibilização junto dos encarregados de educação do Centro Escolar de Lamego e da Escola Básica de Cambres.

A atividade enquadrada no âmbito do Mais Família “Parentalidade… Que ferramentas?!!”, foi proposta ao Agrupamento de Escolas Latino Coelho, no final do ano letivo transato, que após aprovação em Plano de Atividades foi divulgada pelos seus centros escolares. O Centro Escolar de Lamego e a Escola Básica de Cambres abraçaram de imediato esta iniciativa disponibilizando o espaço onde iria decorrer a ação e respetiva divulgação junto dos encarregados de educação.

Os temas abordados nesta sessão surgiram como ferramentas que cada pai e mãe poderão adaptar aos diversos comportamentos dos seus filhos, trabalhando com eles, de forma mais assertiva e direcionada, tais como: atenção positiva, os elogios, a recompensa, tempo de pausa, ordens e limites, mensagem eu.

Estas ações surgem como uma oportunidade para que todos os pais possam partilhar as suas experiências e as suas dúvidas no processo de educação dos seus filhos e em melhorar o seu desempenho como pais e educadores ativos e preocupados.

A iniciativa e o interesse evidenciado pelos encarregados de educação e docentes, demonstrou a necessidade de se continuar com estas ações, porque se tornar necessário uma escola de pais e para pais, a fim de proporcionar um espaço onde todos possam ser ouvidos, esclarecidos nas suas dúvidas e preocupações.

Catarina Dias
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
No próximo dia 3 de Dezembro de 2014, a Câmara Municipal do Marco de Canaveses assinala o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, lançando um desafio à comunidade: “Está disponível para durante uma hora do seu dia tentar fazer a sua vida habitual, usando uma cadeira de rodas?”

Assim, a Câmara Municipal com a colaboração da SUPERA – Sociedade Portuguesa de Engenharia de Reabilitação e Acessibilidade, vai preparar na Alameda Dr. Miranda da Rocha (junto aos Paços do Concelho), a partir das 14h30, um circuito que irá permitir a todo e qualquer cidadão experienciar alguns dos obstáculos com que diariamente as pessoas portadoras de deficiência se debatem.

Além de promover uma maior compreensão dos assuntos relacionados com a deficiência, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência pretende mobilizar a comunidade em defesa da dignidade, dos direitos e o bem-estar das pessoas, ao mesmo tempo que procura aumentar consciência dos benefícios trazidos pela integração das pessoas com deficiência em cada aspeto da vida política, social, económica e cultural.

“Está disponível para durante uma hora do seu dia tentar fazer a sua vida habitual, usando uma cadeira de rodas?” Aceite o nosso desafio!
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira celebrou ontem, dia 18 de Novembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os Contratos-Programas de Desenvolvimento Desportivo com os representantes das várias associações desportivas concelhias.

A Câmara Municipal do Marco de Canaveses, à luz dos protocolos celebrados com as instituições envolvidas, atribui uma verba de 161 mil euros no apoio às associações desportivas, para a época 2014/2015.

Sendo a actividade desportiva uma componente indispensável na educação, formação e saúde das crianças, jovens e população em geral, a Câmara Municipal do Marco de Canaveses tem apostado na promoção de uma cultura desportiva no Concelho, «apoiando e reconhecendo o importante papel que estas associações têm no desenvolvimento e na pratica desportiva», referiu Manuel Moreira sublinhando que «este é um trabalho que tem de ser partilhado entre a Câmara Municipal e as associações, para que se cumpram objectivos comuns».

Neste sentido, «e apesar da contenção e das restrições a que estamos obrigados, continuamos a apoiar as nossas associações desportivas, mantendo os valores referência da época anterior», frisou o Presidente da Câmara Municipal.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
O Grupo Parlamentar do PCP teve conhecimento de um conjunto de preocupações da população da Freguesia de Tendais, Concelho de Cinfães relacionadas com o encerramento do Extensão de Saúde existente na freguesia.

Há um ano atrás a pretexto da reforma do médico que aí exerceria funções, o Centro de Saúde encerrou e não mais voltou a abrir. Não tendo o médico sido substituído por outro profissional.

Pese embora os protestos da população e as diligências realizadas pela Junta de Freguesia com vista ao restabelecimento do normal funcionamento do Centro de Saúde, o ACES e ARS Norte excluem a reabertura da extensão de saúde apontando como única solução a
transferência dos utentes para o Centro de Saúde de Cinfães.

É do conhecimento geral que a resposta dada pelo Centro de Saúde de Cinfães deixou de ser suficiente, o que em parte se deve à carência de médicos e demais profissionais de saúde.

Motivo pelo qual a população se confronta com tempos de espera intermináveis para obter a marcação de uma consulta. Aos tempos de espera prolongados acrescem as dificuldades de deslocação para a população da Freguesia de Tendais que tem de percorrer uma distância
considerável até à sede de Concelho com a agravante de não existir quaisquer transportes públicos.

Assim, ao abrigo das disposições regimentais e constitucionais em vigor, solicitamos ao Governo, através do Ministério da Saúde, que nos sejam prestados os seguintes esclarecimentos:

1 – Qual a avaliação que o Governo faz da situação da Extensão de Saúde de Tendais, Concelho de Cinfães, sendo que esta se arrasta há cerca de um ano?

2 – Tem o Ministério da Saúde conhecimento da falta de médicos e demais profissionais de saúde no Centro de Saúde de Cinfães, o que impossibilita uma resposta eficaz e atempada aos utentes?

3 – Tem o Ministério da Saúde conhecimento que a população da Freguesia de Tendais é essencialmente idosa, vivendo praticamente isolada na Serra de Montemuro, sem que exista um serviço de transportes públicos que permita a deslocação para Cinfães?

4– Reconhece que tal facto torna ainda mais imprescindível o normal funcionamento da Extensão de Saúde de Tendais?

5 – O Governo pondera reabrir a Extensão de Saúde de Tendais, através da abertura de procedimento concursal para a colocação de médicos de demais profissionais de saúde?

GRUPO PARLAMENTAR DO PCP
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Duzentos de cinquenta formandos participaram na cerimónia de entrega de diplomas de formação profissional externa, que decorreu no passado sábado, dia 15 de novembro, no Auditório Municipal de Baião.

Nesta iniciativa estiveram presentes o Presidente da Assembleia Municipal de Baião, José Pinho Silva, o vice-presidente da Câmara, Paulo Pereira, a impulsionadora da iniciativa- vereadora do Pelouro da Formação, Qualificação Profissional e Ensino Superior, Ivone Abreu, o professor universitário Joaquim Luís Coimbra da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, o Delegado Regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional do Norte, César Ferreira, assim como outras entidades do setor, como o Centro de Formação Profissional de Vila Real / Centro de Emprego de Amarante e as entidades privadas Margem, Afopadis, WordMoment/Companhia Própria, CESAE, RRA , ISCIA  e A2000.

O Presidente da Assembleia Municipal de Baião, José Pinho Silva, abriu a sessão e congratulou-se por ver o auditório com mais de duas centenas e meia de pessoas, do concelho de Baião, referindo ainda que a valorização profissional é muito importante para os dias de hoje.

A vereadora, Ivone Abreu, na sua interlocução salientou o aumento da escolarização nos últimos anos. “ A taxa de analfabetismo, no concelho de Baião, diminuiu cerca de 60%, os detentores do 9º ano de escolaridade aumentaram 90% e as pessoas com o 12º ano aumentaram em cerca de 140%, referiu.

A Vereadora do Pelouro da Formação, Qualificação Profissional e Ensino Superior referiu também que, desde o final de 2013 até ao presente mês de novembro, a Câmara Municipal de Baião, em parceria com várias entidades, desenvolveu 76 cursos de formação, distribuídos por várias Freguesias  do concelho,  os quais envolveram um total de 1589 formandos,.

A Câmara Municipal de Baião vai continuar a apostar na formação, concluiu.

Ao usar da palavra o vice-presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, salientou que “ em Baião devemos estar orgulhosos pela educação e pela formação”.

O autarca referiu também que o concelho de Baião em 2005/2006 estava na “cauda” do País em termos de abandono escolar e que atualmente o concelho inverteu essa situação e o abandono escolar é residual.

Para finalizar o seu discurso o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Baião, deixou um apelo aos formandos, nos sentido, destes aplicarem as competências adquiridas, através das ações de formação, na sua vida profissional e mesmo pessoal.

Relativamente aos convidados, tanto o professor universitário Joaquim Luís Coimbra (Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto), como o Delegado Regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional do Norte, César Ferreira, salientaram a importância da educação e da formação na vida das pessoas.

“A Formação vai-nos acompanhar para o resto das nossas vidas” referiu César Ferreira.

Por sua vez, Joaquim Luís Coimbra, dirigindo-se ao auditório salientou que “ todos temos o dever de continuar a estudar, pois estamos ligados ao mundo”; e que “estudar e aprender é uma exigência do mundo em que vivemos”.

Para finalizar a sua  alocução, o professor universitário, disse que “o motor do ser Humano é a educação e a formação”.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Presidente da Câmara Municipal de Lamego, Francisco Lopes, recebeu nos Paços do Concelho, o novo Comandante da Brigada de Reação Rápida do Exército Português, Major-General Carlos Perestrelo, em cerimónia de apresentação de cumprimentos. Esta unidade integra as tropas especiais do ramo terrestre das Forças Armadas Portuguesas, nomeadamente o Centro de Tropas de Operações Especiais (CTOE), sedeado na cidade de Lamego.

Carlos Alberto Grincho Cardoso Perestrelo, Major-General desde novembro de 2013 e desde então Diretor de Doutrina do Exército, substitui no comando da brigada o agora Tenente-General Campos Serafino.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Depois de semanas de intensa preparação, está a decorrer desde o dia 1 de novembro o 6º Festival de Gastronomia e Vinhos do Douro. Durante os 30 dias de novembro, os restaurantes selecionados estão preparados para demonstrar a qualidade da oferta gastronómica com a Excelência, a Genuinidade e o Requinte da Gastronomia e Vinhos a que a região duriense já se habituou.

Depois da apresentação oficial, decorrida no dia 23 de outubro no 34º. Festival Nacional de Gastronomia em Santarém, a abertura da 6ª edição do Festival agendada para 1 de novembro, foi marcada pela emissão do programa da TSF “Terra a Terra”, em direto das instalações em Lamego da Turismo do Porto e Norte de Portugal, E. R..

Os 35 restaurantes selecionados, avaliados de antemão por critérios pré-definidos: o Ambiente e Instalações (condições de higiene, ambiente e organização); o Atendimento ao Cliente (acolhimento e simpatia desde a recepção à despedida); a Gastronomia/Vinhos e o Conhecimento da Região, vão garantir durante todo o tempo de duração do Festival uma oferta variada de pelo menos quatro Entradas; dois Pratos; quatro Sobremesas e um Pão regional. Nos Vinhos têm que garantir dois Aperitivos; dois Vinhos Branco DOC Douro (1 colheita e 1 reserva); dois Vinhos Tinto DOC Douro (um colheita e um reserva) e dois Digestivos (um Vinho do Porto e outro)».

Na 6ª edição, a organização volta a apostar no Concurso de “Os três melhores do Festival” com o objetivo de incentivar os participantes continuar a fazer mais e melhor. Os elementos do Júri, visitarão os restaurantes a concurso durante o certame e farão em cada um deles uma refeição. A apreciação assenta numa análise “Value For Money” em que a refeição será suportada pelo Restaurante, mas a respectiva factura é igualmente motivo de avaliação.

Nesta edição do Festival de Gastronomia e Vinhos do Douro, a organização atribui valor à herança cultural dos petiscos típicos, revelando assim o móbil para selecionar nesta edição algumas da “tasquinhas e casas de Pasto” que integram a “Rota das Tascas do Douro” onde, entre refeições, se mantém e renova a tradição dos famosos petiscos e vinhos.

A HTDOURO conta com o apoio indispensável dos parceiros Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Escola de Hotelaria e Turismo Douro/Lamego e Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, bem como parceiros Institucionais a Câmara Municipal de Lamego, a Douro Alliance, Caixa Agrícola Beira Douro e as Empresas Lacticínios do Paiva, Raposeira, Soltagiga e Murganheira.
Os restaurantes selecionados são:

A Tasquinha do Matias – “Rota das Tascas do Douro”
Adega Matos – “Rota das Tascas do Douro”
Casa Nuno – “Rota das Tascas do Douro”
Churrasqueira Bastos – “Rota das Tascas do Douro”
Pacheca Hotel Eventos e Gourmet, Lda.
Quinta de Fiães
Restaurante A Companhia – Museu do Douro
Restaurante A Toca da Raposa
Restaurante A Viúva
Restaurante AZDouro – Hotel Folgosa Douro
Restaurante Cacho D´Oiro
Restaurante Castas & Pratos
Restaurante Cêpa Torta
Restaurante Coa Museu
Restaurante das Piscinas
Restaurante Douro À Vista
Restaurante Douro In
Restaurante Manjar do Douro
Restaurante Novo
Restaurante O Barão - Pousada Barão de Forrester
Restaurante O Forno - Cozinha Regional
Restaurante O Mateus
Restaurante O Sonho
Restaurante O Tachinho da Té
Restaurante O Torrão
Restaurante Quinta do Melião
Restaurante Rio - Delfim Douro Hotel
Restaurante SéCristia
Restaurante Tábua d´Aço
Restaurante Tasca dos Sabores
Restaurante Terra de Montanha
Restaurante Vindouro
Restaurante Vista Alegre - Hotel Lamego
Tasca da Quinta – “ Rota das Tascas do Douro”
TasKaZita – “Rota das Tascas do Douro”

Maria João Monteiro