[ ]
Notícias de Última Hora
Armamar: Formação do Centro de Frutologia de Compal mostra a singularidade da Maçã da Montanha de Armamar a empreendedores agrícolas
sexta-feira, 7 de julho de 2017 Publicado por Unknown

Armamar recebeu mais uma sessão de formação para fruticultores, no âmbito do Programa de formação da Academia 2017 do Centro de Frutologia Compal. A sessão foi organizada em conjunto com a Associação de Fruticultores de Armamar (AFA) e permitiu que os formandos visitassem uma exploração-modelo, ficando a saber mais sobre a Maçã de Montanha de Armamar.

Esta formação tinha como objetivo transmitir aos empreendedores agrícolas mais conhecimento sobre novas técnicas agrícolas e fatores inerentes da atividade, como as condições edafo-climáticas da região e necessidades hídricas, condução das árvores e poda, maneio da cultura e técnicas pós-colheita.

Para Nicolau Félix, um dos formandos do Centro de Frutologia Compal, esta formação foi “muito educativa”, com a AFA a “mostrar o que há de efetivamente melhor nesta região”. O formando considera que há várias mais-valias na participação na Academia do Centro de Frutologia Compal, tais como “ter contactado com novas realidades, termos visitado explorações-modelo e também a troca de experiências que fazemos com os colegas”. Luísa Andrade, outra fruticultora que participou nesta sessão, corrobora e assinala a importância de ir ao terreno: “Mais do que teoria, ver na prática e estar com quem implementa é essencial”.

Armamar é considerada a capital da Maçã de Montanha, uma fruta reconhecida a nível nacional, sendo produzidas mais de 50 mil toneladas anuais desta fruta por ano, com cerca de 1400 ha de área plantada. José Osório, Presidente da AFA, refere que a maçã “é a maior fonte de rendimento de toda esta gente que vive neste concelho e nos concelhos vizinhos”, tratando-se de uma fruta única “pela sua textura e altitude, já que uma grande parte dos pomares está acima dos 800 metros de altitude”, fatores que contribuem para que esta maçã seja mais arenosa, doce, colorida, rija e crocante”. Uma fruta que é valorizada através do Centro de Frutologia Compal, como o próprio realça: “Estas iniciativas são importantes porque divulgam a nossa maçã, a nossa região e fazem com que a maçã seja mais apreciada e consumida, distinguindo-a de todas as outras”.

Nos últimos 5 anos, a Academia do Centro de Frutologia Compal formou 48 empreendedores frutícolas, criando uma rede de networking que potencia novas colaborações e parcerias, estreitando o contacto entre participantes e importantes players do setor agrícola nacional.

Sobre o Centro de Frutologia Compal:

O Centro de Frutologia Compal foi criado em 2012 e tem como principal propósito valorizar e promover a fruta nacional, procurando estimular a inovação no setor frutícola e atuar ao longo da Cadeia de Valor da Fruta. Através de um trabalho conjunto, os 26 membros tornam possível a concretização das iniciativas, num conjunto de entidades e organizações do setor Frutícola, instituições académicas, organizações de produtores e empresas de tecnologia agrícola.

Unknown

Obrigado pela sua sua visita..!

0 comentários para "Armamar: Formação do Centro de Frutologia de Compal mostra a singularidade da Maçã da Montanha de Armamar a empreendedores agrícolas "

Deixe um comentário

Regras de utilização aceitável do noticiasderesende.com

Não obstante as regras definidas e a diligência e zelo a que NOTÍCIAS DE RESENDE se propõe, não é possível um controlo exaustivo dos comentários dos utilizadores e, por isso, não é possível a NOTÍCIAS DE RESENDE garantir a correção, qualidade, integridade, precisão ou veracidade dos referidos comentários.

NOTÍCIAS DE RESENDE não é responsável pelo teor difamatório, ofensivo ou ilegal dos comentários. Todos os textos inseridos nas caixas de comentários disponibilizadas em www.noticiasderesende.com expressam unicamente os pontos de vista e opiniões dos seus respetivos autores.

Apesar da referida impossibilidade de exercer um controlo exaustivo, NOTÍCIAS DE RESENDE reserva-se o direito de bloquear e/ou de retirar das caixas de comentários quaisquer mensagens que contrariem as regras que defende para o bom funcionamento do site, designadamente as de caráter injurioso, difamatório, incitador à violência, desrespeitoso de símbolos nacionais, racista, terrorista, xenófobo e homofóbico.

Os comentadores são incentivados a respeitar o Código de Conduta do Utilizador e os Termos de Uso e Política de Privacidade que podem ser consultados neste endereço:
http://www.noticiasderesende.com/p/politica-de-privacidade.html