[ ]
Notícias de Última Hora
Lamego: Misericórdia de Lamego aprova contas de 2016 por unanimidade
segunda-feira, 3 de abril de 2017 Publicado por Notícias de Resende

O Relatório de Gestão e Contas da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, referente a 2016, foi aprovado por unanimidade em Assembleia Geral, apresentando um défice operacional de 124.594,30 euros, ainda assim inferior ao verificado no ano anterior. No âmbito de uma análise detalhada a estes resultados, o Provedor António Marques Luís sublinha que a Mesa Administrativa “cumpriu o mandato orçamental para que estava mandatada, não excedendo, e ficando mesmo aquém, do défice orçamental aprovado”. Para o futuro, alerta que será necessário “manter um controlo ainda mais apertado da execução orçamental", através da adoção de “medidas reativas”. Recorde-se que este foi o terceiro e último ano do mandato da anterior Mesa Administrativa, marcado pela procura em “encontrar novos rumos e desenvolver estratégias que venham a conferir sustentabilidade económico-financeiro à instituição”.

Em 2016, os corpos gerentes da Misericórdia de Lamego empenharam-se no desenvolvimento de uma ação contínua de melhoria das condições físicas de diversas valências, bem como no seu apetrechamento através da aquisição de vários equipamentos. Em simultâneo, conseguiu-se inverter, em algumas valências, a trajetória financeira desfavorável, nomeadamente na creche e no jardim de infância. Na apresentação feita aos “irmãos” presentes na Assembleia Geral foi ainda destacado o aumento das despesas com o pessoal justificado pela abertura de um novo serviço: a Rede Local de Intervenção Social (RLIS), na Rua do Teatro. Também o aumento do salário mínimo nacional e a entrada em vigor do novo Acordo Coletivo de Trabalho para as misericórdias refletiu-se no agravamento das despesas.

Na apresentação do Relatório e Contas de 2016, Marques Luís anunciou que durante este período foi aprovado um novo licenciamento de obras com vista à remodelação profunda do Lar de Idosos de Arneirós, de modo a dotá-lo de condições de excelência. Ao mesmo tempo, “consolidou-se” o desenvolvimento de um projeto de resolução definitiva do “problema” da Ilha Amarela, na cidade do Porto, através da elaboração de um projeto de arquitetura que irá transformá-la num polo residencial composto por 45 apartamentos destinados a residências de curta/média duração, vocacionadas sobretudo para estudantes universitários: “Encontrámos assim um caminho que será promissor como meio de geração de receitas”. Sobre este processo, o projeto de arquitetura foi aprovado recentemente pela Câmara Municipal do Porto.

A Misericórdia de Lamego concentrou ainda os seus esforços, ao longo do ano anterior, na procura de uma resolução para as instalações do antigo Hospital D. Luís I, propriedade desta instituição e desativado desde a abertura ao público do novo Hospital de Proximidade de Lamego: “Finalmente conseguimos iniciar um processo negocial, com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro e com a ARS Norte, tendo fundadas esperanças na obtenção de um acordo em que sejamos ressarcidos das rendas em atraso”.

Na hora do balanço, o Provedor recordou, entre outras realizações, o reforço da ligação “ativa e interventiva” com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, a dinamização da atividade cultural na Igreja das Chagas, a constituição de um grupo coral e as comemorações com “especial dignidade” do 497º aniversário desta instituição.

O Relatório de Gestão e Contas referente a 2016 mereceu o parecer positivo por parte do Conselho Fiscal da Misericórdia.

Notícias de Resende

Obrigado pela sua sua visita..!

0 comentários para "Lamego: Misericórdia de Lamego aprova contas de 2016 por unanimidade"

Deixe um comentário

Regras de utilização aceitável do noticiasderesende.com

Não obstante as regras definidas e a diligência e zelo a que NOTÍCIAS DE RESENDE se propõe, não é possível um controlo exaustivo dos comentários dos utilizadores e, por isso, não é possível a NOTÍCIAS DE RESENDE garantir a correção, qualidade, integridade, precisão ou veracidade dos referidos comentários.

NOTÍCIAS DE RESENDE não é responsável pelo teor difamatório, ofensivo ou ilegal dos comentários. Todos os textos inseridos nas caixas de comentários disponibilizadas em www.noticiasderesende.com expressam unicamente os pontos de vista e opiniões dos seus respetivos autores.

Apesar da referida impossibilidade de exercer um controlo exaustivo, NOTÍCIAS DE RESENDE reserva-se o direito de bloquear e/ou de retirar das caixas de comentários quaisquer mensagens que contrariem as regras que defende para o bom funcionamento do site, designadamente as de caráter injurioso, difamatório, incitador à violência, desrespeitoso de símbolos nacionais, racista, terrorista, xenófobo e homofóbico.

Os comentadores são incentivados a respeitar o Código de Conduta do Utilizador e os Termos de Uso e Política de Privacidade que podem ser consultados neste endereço:
http://www.noticiasderesende.com/p/politica-de-privacidade.html