Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Alunos da Escola Secundária de Resende fazem greve e querem obras concluídas
sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014 Publicado por Notícias de Resende

Resende, 07 fev (Lusa) - Mais de metade dos alunos da Escola Secundária de Resende estão em greve, reivindicando que as obras de requalificação do edifício sejam retomadas com a maior brevidade, informou hoje fonte da instituição de ensino.

Em declarações à agência Lusa, o diretor do Agrupamento de Escolas de Resende, Manuel Tuna, disse que cerca de 300 dos 550 alunos que frequentam o estabelecimento de ensino estão a faltar às aulas desde as 08:30.

"A maioria dos alunos está em greve, reivindicando a continuação das obras de requalificação da escola que estão paradas há cerca de um ano. Os alunos estão cansados de estarem, há quatro anos, a ter aulas em monoblocos", explicou.

De acordo com o responsável, os monoblocos, vulgarmente conhecidos como contentores, têm uma dimensão reduzida para as turmas constituídas por cerca de 30 alunos e apresentam sinais de alguma degradação.

"São salas pré-montadas, que deveriam ser usadas de forma provisória, mas que já estão em funcionamento há quatro anos. Há um cansaço natural de toda a comunidade escolar, inclusive por parte dos professores", acrescentou.

Manuel Tuna apela aos alunos para que regressem às aulas, mas admite compreender o seu descontentamento para com a morosidade das obras de requalificação, a cargo da Parque Escolar.

"Não temos muitas informações, a não ser que as obras estão paradas porque há um contencioso com a construtura. Estamos preocupados e gostaríamos que as entidades competentes fossem sensíveis ao bem-estar dos alunos e resolvessem o caso o mais rapidamente possível", referiu.

Os alunos da Secundária de Resende levaram o seu descontentamento às ruas da vila, desfilando numa espécie de manifestação que chegou ao conhecimento do presidente da Câmara, Garcez Trindade.

"Os alunos manifestam-se com alguma razão, pois estão a ter aulas em monoblocos em condições degradantes e que levantam algumas questões ao nível da segurança, uma vez que só têm uma entrada/saída", sustentou.

O autarca sublinhou que já levou esta questão a várias entidades, mas que até então não obteve qualquer resposta.

"Para a tarde de hoje já estava agendada uma reunião do Conselho Municipal de Educação, onde vamos abordar este assunto. As obras de requalificação começaram em janeiro de 2011 e tinham 15 meses de execução", apontou.

O autarca de Resende promete voltar a enviar ao Ministério da Educação informação a dar conta deste atraso nas obras, de forma a que o assunto não seja esquecido.

"Ontem falou-se no encerramento do tribunal de Resende, hoje fala-se do caso da Escola Secundária e para a semana será o eventual fecho da Repartição de Finanças. Vai ser assim até o concelho acabar", lamentou.

A agência Lusa contactou a Parque Escolar, não tendo conseguido, até às 12:00, esclarecimentos sobre o caso da Escola Secundária de Resende.

CMM // SSS

Lusa/fim

Notícias de Resende

Obrigado pela sua sua visita..!

0 comentários para "Alunos da Escola Secundária de Resende fazem greve e querem obras concluídas"

Deixe um comentário

Regras de utilização aceitável do noticiasderesende.com

Não obstante as regras definidas e a diligência e zelo a que NOTÍCIAS DE RESENDE se propõe, não é possível um controlo exaustivo dos comentários dos utilizadores e, por isso, não é possível a NOTÍCIAS DE RESENDE garantir a correção, qualidade, integridade, precisão ou veracidade dos referidos comentários.

NOTÍCIAS DE RESENDE não é responsável pelo teor difamatório, ofensivo ou ilegal dos comentários. Todos os textos inseridos nas caixas de comentários disponibilizadas em www.noticiasderesende.com expressam unicamente os pontos de vista e opiniões dos seus respetivos autores.

Apesar da referida impossibilidade de exercer um controlo exaustivo, NOTÍCIAS DE RESENDE reserva-se o direito de bloquear e/ou de retirar das caixas de comentários quaisquer mensagens que contrariem as regras que defende para o bom funcionamento do site, designadamente as de caráter injurioso, difamatório, incitador à violência, desrespeitoso de símbolos nacionais, racista, terrorista, xenófobo e homofóbico.

Os comentadores são incentivados a respeitar o Código de Conduta do Utilizador e os Termos de Uso e Política de Privacidade que podem ser consultados neste endereço:
http://www.noticiasderesende.com/p/politica-de-privacidade.html