Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Penafiel: CHTS reúne especialistas em torno da segurança e qualidade de cuidados: Segurança do Doente e Risco Clínico em debate nas I Jornadas de Gestão de Risco Hospitalar
quinta-feira, 22 de junho de 2017 Publicado por Notícias de Resende

O auditório do Hospital Padre Américo revelou-se pequeno para receber os mais de 200 profissionais, oriundos de instituições de saúde públicas e privadas, que hoje, 22 de junho, compareceram para as I Jornadas de Gestão de Risco Hospitalar, organizadas pelo Gabinete de Gestão de Risco Hospitalar do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS).

Na abertura da sessão, Luciana Guimarães, responsável pelo Gabinete de Gestão de Risco, fundamentou a importância da iniciativa relacionando “a evolução da tecnológica e o surgimento de novos riscos associados às novas tecnologias”.

José Ribeiro, enfermeiro diretor do CHTS, referiu a “estratégia institucional no processo de certificação e a gestão do risco implica ter a confiança dos profissionais e dos utentes, estas jornadas são um sinal da importância que o tema tem para a continuidade do processo”.

“Ninguém gosta da palavra ‘risco’, queremos segurança. É importante para utentes e profissionais. O objectivo da gestão do risco é aumentar a segurança”, salientou Licínio Soares, diretor clínico.

Por sua vez, Carlos Alberto, presidente do Conselho de Administração do CHTS afirmou que a gestão do risco “é uma área com uma relevância tremenda nas instituições e a participação das pessoas fala por si, a importância do tema reflete-se no número de pessoas presentes”.

O programa das Jornadas contou com vários oradores, internos e externos, e dividiu-se por três painéis: “A Qualidade na Saúde”; “Segurança em Ambiente Hospitalar” e “Gestão do Risco Hospitalar: Um desafio Atual”.

António Borges, enfermeiro e elemento da Comissão de Qualidade e Segurança, foi o primeiro orador no painel “A Qualidade na Saúde”, onde falou sobre a adesão do centro hospitalar ao processo global de certificação, Hospitais de Amarante e Penafiel, do modelo ACSA.

“A prevenção das infeções associadas aos cuidados de saúde como indicador de qualidade” foi o tema abordado por Alexandrina Lino. A enfermeira salientou, entre outras medidas de prevenção, a importância da higienização das mãos para o controlo da infeção e segurança dos doentes.

O gestor da Qualidade e membro do grupo coordenador do processo de Acreditação do Hospital da Senhora da Oliveira, Guimarães, pela Joint Commission International, enfermeiro Jorge Pontes, evidenciou na sua palestra que “a envolvência de todos é fundamental para a cultura da qualidade hospitalar”.

O segundo painel, “Segurança em ambiente hospitalar” contou com os oradores Luciana Guimarães, diretora do Serviço de Segurança e Higiene no Trabalho e responsável pelo Gabinete de Gestão de Risco Hospitalar, que abordou o tema “Segurança dos profissionais/Risco não clínico”. “Gestão da Manutenção” foi o tema desenvolvido no segundo painel da manhã por Pedro Martins do Serviço de Instalações e Equipamentos do CHTS e elemento do Gestão de Risco Hospitalar.

Um dos oradores convidados para o painel “Gestão do Risco Hospitalar: Um desafio Atual” foi o Professor Doutor José Fragata, autor de várias publicações sobre Segurança do Doente e Risco Clínico, diretor do Serviço de Cirurgia Cardiotorácica do Hospital de Santa Marta, em Lisboa, e que recentemente fez história ao implantar o primeiro coração artificial em Portugal.

O Professor na sua apresentação “Risco Clínico no Bloco Operatório” comparou um bloco operatório e toda a equipa a um cockpit e tripulação de um avião e necessidade de checklist para confirmação de todos os aspetos envolventes, referindo que “falhar na preparação, é a preparação para falhar”.

Professor Doutor Manuel Cardoso de Oliveira foi também um dos oradores convidados para este painel. Professor catedrático aposentado da Faculdade de Medicina do Porto, a trabalhar na Escola de Estudos Pós-Graduados e de Investigação da Universidade Fernando Pessoa desde Julho de 2008, foi fundador e é atualmente membro da direção da Associação Portuguesa para a Segurança dos Doentes (APASD), estrutura que visa a promoção de uma cultura de segurança entre doentes e profissionais de saúde.

“Comunicação: Pilar fundamental para a segurança do doente” onde apresentou a comunicação em saúde como “uma nova disciplina transdimensional, tal como a bioética, que exige um processo de melhoria contínua para a resolução dos problemas comuns na comunicação com os doentes”.

As jornadas terminaram com a apresentação “Notificação de incidentes: sua importância na prevenção do risco clínico” feita pelo Engenheiro Joaquim Correia responsável pela conceção de software na área da Gestão do Risco Empresarial e diretor da Equipa de Conceção e Desenvolvimento do software HER+ Gestão do Risco Hospitalar, que fez questão de salientar que “os sistemas informáticos são facilitadores de tarefas, não são por si só a solução para a gestão do risco. É necessário o envolvimento de todos os profissionais e chefias ou administrações”.

Notícias de Resende

Obrigado pela sua sua visita..!

0 comentários para "Penafiel: CHTS reúne especialistas em torno da segurança e qualidade de cuidados: Segurança do Doente e Risco Clínico em debate nas I Jornadas de Gestão de Risco Hospitalar"

Deixe um comentário

Regras de utilização aceitável do noticiasderesende.com

Não obstante as regras definidas e a diligência e zelo a que NOTÍCIAS DE RESENDE se propõe, não é possível um controlo exaustivo dos comentários dos utilizadores e, por isso, não é possível a NOTÍCIAS DE RESENDE garantir a correção, qualidade, integridade, precisão ou veracidade dos referidos comentários.

NOTÍCIAS DE RESENDE não é responsável pelo teor difamatório, ofensivo ou ilegal dos comentários. Todos os textos inseridos nas caixas de comentários disponibilizadas em www.noticiasderesende.com expressam unicamente os pontos de vista e opiniões dos seus respetivos autores.

Apesar da referida impossibilidade de exercer um controlo exaustivo, NOTÍCIAS DE RESENDE reserva-se o direito de bloquear e/ou de retirar das caixas de comentários quaisquer mensagens que contrariem as regras que defende para o bom funcionamento do site, designadamente as de caráter injurioso, difamatório, incitador à violência, desrespeitoso de símbolos nacionais, racista, terrorista, xenófobo e homofóbico.

Os comentadores são incentivados a respeitar o Código de Conduta do Utilizador e os Termos de Uso e Política de Privacidade que podem ser consultados neste endereço:
http://www.noticiasderesende.com/p/politica-de-privacidade.html