Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Jaime Alves juntou cerca de 1500 resendenses na apresentação de candidatos
quarta-feira, 28 de junho de 2017 Publicado por Notícias de Resende

No passado dia 11 de Junho, cerca de 1500 Resendenses marcaram presença na “Sessão Pública de Apresentação da Candidatos” às Eleições Autárquicas do próximo dia 1 de outubro.

Sob o lema “Fazer com Todos, Fazer Melhor”, o candidato a presidente da Câmara Municipal de Resende pelo PSD, Jaime Alves, apresentou ou seus candidatos à Assembleia Municipal e às Juntas de Freguesia.

Na sessão, marcaram presença o Líder da Bancada Parlamentar do PSD, Luís Montenegro, e o presidente da Distrital de Viseu, Pedro Alves, entre outras personalidades.

A primeira intervenção coube a Luís Matos Pinto, candidato a presidente da Assembleia Municipal de Resende.

Luís Montenegro e Pedro Alves evidenciaram as qualidades do candidato Jaime Alves, considerando ser o homem certo para conduzir os destinos de Resende nos próximos anos.

Antes de Jaime Alves proferir o seu discurso, foi apresentado um “filme de candidatura” que pode ser visualizado nas redes sociais.

Começou por afirmar que a sua prioridade não é a derrota ou o insucesso dos seus adversários, afirmando que a sua prioridade é Resende e são os resendenses, afirmando que a política não se faz com intrigas, com mentiras e oportunismo.

Referiu que o “maior partido da sua candidatura tem um nome, chama-se Resende. É pelo nosso concelho que lutamos e trabalhamos. Este movimento é um movimento inclusivo, sem barreiras e sem fronteiras partidárias, que nos recebe de braços abertos, que nos acolhe de forma calorosa e afetuosa porque esta é a nossa casa”.

Enfatizou que “uma coisa é a vontade coletiva de querer ganhar para fazer melhor, outra coisa é o medo de perder privilégios e regalias, referindo que os atuais governantes do concelho não querem perder as suas mordomias e que estão agarrados desesperadamente ao poder”.

Atacou os governantes socialistas, afirmando que se a Câmara Municipal funcionasse apenas com as suas chefias e com os seus funcionários, prestaria um serviço melhor aos cidadãos do concelho.

Foi mais longe, dizendo que a Câmara Municipal é gerida ao modo das estações do ano. “Quando é primavera, estamos na primavera, depois é verão, a seguir chega o outono, por fim o inverno e não passamos disto. Não há iniciativa, não há estratégia, não há liderança”.

De seguida, evidenciou a sua confiança num novo rumo para Resende, “com liderança, com energia positiva, com confiança e com esperança”. Enalteceu a sua equipa, que caracterizou de “experiente, unida e coesa, sólida e solidária, com sentido de responsabilidade e com humildade, pronta para realizar aos anseios dos resendenses”, apresentando-se como servidores públicos.

Definiu como grandes pilares da sua candidatura “as pessoas e a solidariedade social; o desenvolvimento económico; a coesão local e a valorização do território”.

Destacou a “urgência na construção de um programa de desenvolvimento económico assente na valorização empresarial, direcionado para os nossos recursos e produtos locais de excelência”.

Enfatizou a realização dos ROTEIROS DA MUDANÇA POSITIVA “que têm como objetivo principal um diálogo construtivo com os cidadãos e com os representantes das Instituições”, valorizando a realização de reuniões com o intuito de “interagir com os responsáveis da saúde, da educação, da cultura, da solidariedade social, da economia, da agricultura, do associativismo, da juventude e desporto, de todas as áreas que nos aproximam enquanto comunidade”.

Destacou, igualmente, a continuidade do FÓRUM RESENDE PARTICIPA, iniciado há 4 anos. Nas suas palavras, o objetivo deste fórum visa aprofundar e debater ideias e prioridades para o desenvolvimento económico e social, sendo justo enaltecer a prestimosa colaboração da sociedade civil.

De seguida apresentou as prioridades do programa que pretende implementar nos próximos 12 anos:

1ª - O DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO E A REVITALIZAÇÃO TERMAL DO CONCELHO.

2ª - UMA ESTRATÉGIA DE VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS LOCAIS, destacando-se a cereja, as cavacas, as águas de nascente, o vinho e a vinha, os mirtilos, a castanha, a criação, produção e abate de gado, designando o setor primário como uma prioridade.

3ª - A CRIAÇÃO DE UMA MARCA AGROALIMENTAR/CULTURAL LOCAL

“RESENDE.", estimulando a criação de uma cooperativa de produtores locais, fortalecida por uma estratégia de marketing moderna.

4ª - A ATRAÇÃO DE INVESTIMENTO PRIVADO. Afirmando que se “vive um momento único para atrair pessoas, negócios, dinâmicas positivas, estando a construir pontes de entendimento com investidores que acreditam no potencial de Resende, tendo como objetivo a recuperação do projeto da extinta IMOLOC, a reabilitação urbana e a regeneração económica para Caldas de Aregos.

5ª - A EMPRESA MUNICIPAL, “que deve estar vocacionada para a promoção turística do concelho, nomeadamente na implementação de um Plano de Desenvolvimento Turístico moderno e atrativo”.

6ª - AS ACESSIBILIDADES. Comprometendo-se com a reabilitação da Estrada Municipal que liga o concelho a Bigorne, afirmando que como Presidente da Câmara exigirá ao Estado português a construção da ligação rodoviária a norte (321-2).

7ª - UM PROGRAMA DE FOMENTO E ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL “Resende Empreende” que, a seu ver, será “um programa de desenvolvimento económico, apostado na assistência às empresas, no apoio ao acesso a financiamento comunitário, na atração de pequenos e médios investimentos e no empreendedorismo local”.

8ª - O ASSOCIATIVISMO, A CULTURA, A JUVENTUDE E O DESPORTO. Assumindo que realizará um grande Festival de Juventude no Douro, associando-lhe diversas modalidades desportivas.

9ª - A LIGAÇÃO DO PARQUE URBANO AO RIO DOURO.

10ª - A COMUNIDADE EMIGRANTE ESPALHADA PELO MUNDO.

11ª - A REGENERAÇÃO DO LARGO DA FEIRA, transformando-o na PRAÇA DO MUNICÍPIO, designando-o como um espaço moderno que estará ao serviço dos cidadãos, da cultura e do comércio, “será o centro e o coração do nosso concelho”.

12 - UM PROGRAMA MUNICIPAL DE INCLUSÃO SOCIAL, de promoção do envelhecimento ativo e de apoio escolar.

Por fim, UMA ESTRATÉGIA DE CAPTAÇÃO DE FUNDOS COMUNITÁRIOS para financiar este programa de desenvolvimento.

Terminou com mensagens de esperança e de confiança, apelando ao empenho e ao esforço de todos os resendenses num desígnio que diz ser do interesse comum, afirmando ser necessário “ousarmos e procurarmos novos caminhos, com novos protagonistas, a bem de Resende e dos resendenses”.

Notícias de Resende

Obrigado pela sua sua visita..!

2 comentários para "Jaime Alves juntou cerca de 1500 resendenses na apresentação de candidatos"

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

  2. Este comentário foi removido pelo autor.

Deixe um comentário

Regras de utilização aceitável do noticiasderesende.com

Não obstante as regras definidas e a diligência e zelo a que NOTÍCIAS DE RESENDE se propõe, não é possível um controlo exaustivo dos comentários dos utilizadores e, por isso, não é possível a NOTÍCIAS DE RESENDE garantir a correção, qualidade, integridade, precisão ou veracidade dos referidos comentários.

NOTÍCIAS DE RESENDE não é responsável pelo teor difamatório, ofensivo ou ilegal dos comentários. Todos os textos inseridos nas caixas de comentários disponibilizadas em www.noticiasderesende.com expressam unicamente os pontos de vista e opiniões dos seus respetivos autores.

Apesar da referida impossibilidade de exercer um controlo exaustivo, NOTÍCIAS DE RESENDE reserva-se o direito de bloquear e/ou de retirar das caixas de comentários quaisquer mensagens que contrariem as regras que defende para o bom funcionamento do site, designadamente as de caráter injurioso, difamatório, incitador à violência, desrespeitoso de símbolos nacionais, racista, terrorista, xenófobo e homofóbico.

Os comentadores são incentivados a respeitar o Código de Conduta do Utilizador e os Termos de Uso e Política de Privacidade que podem ser consultados neste endereço:
http://www.noticiasderesende.com/p/politica-de-privacidade.html