Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | sexta-feira, 30 de junho de 2017 | Publicado em , , | Com 0 comentários
Às terças e quintas, das 19h30 às 20h30, no estádio municipal de Moimenta da Beira, há aulas de workout gratuitas, abertas a toda a comunidade, durante os meses de julho e agosto. A atividade será ministrada pelos técnicos de desporto do município.

Uma aula Workout consiste num treino de alta intensidade e curta duração que queima muitas calorias e os resultados são a melhora do condicionamento físico e um alto gasto calórico. Têm em média a duração de 20 minutos.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Unidade de Controlo Costeiro, intensifica, a partir de hoje, dia 30 de junho e até dia 6 de agosto, a fiscalização de embarcações de recreio nacionais e estrangeiras, em todo o território continental.

As ações de fiscalização visam, nomeadamente, a prevenção e cessação de comportamentos que levem a situações de perigo para a navegação, particularmente:
•         No que diz respeito à exigibilidade de habilitação náutica;
•         Obrigatoriedade de apresentação de seguro de responsabilidade civil;
•         Obrigatoriedade de ter os necessários equipamentos de segurança a bordo;
•         E cumprimento dos demais requisitos para a prática da navegação de recreio.

Esta operação incide igualmente na fiscalização sobre os cidadãos estrangeiros, evitando desta forma que possam ter acesso irregular ao Espaço Schengen.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
É um espaço de contemplação. Ali, a natureza é pura, serena, harmoniosa. Respira-se quietude, sentem-se os cheiros da água e do verde que o campo solta. O complexo tem tudo para uns dias de férias em repouso absoluto. Abre dia 3 de julho.

Envolvido numa vasta área verde, com uma vegetação predominante de pinheiros, o parque de campismo da Barragem de Vilar, no concelho de Moimenta da Beira, tem área de merendas, parque infantil, duas piscinas (adultos e crianças), um campo de voleibol de areia, polivalente desportivo, parque de campismo e caravanismo e um bungalow sempre muito procurado.

O recinto alberga ainda dois edifícios destinados a instalações sanitárias, balneários, zona de lavagem de roupa e louça, vestiários, servindo um deles de apoio ao campo de jogos e às piscinas, um edifício destinado a receção, sala de convívio, bar, serviços administrativos e posto de socorros. Tem ainda grelhadores/churrasqueiras coletivos.

Está aberto 24 horas por dia, mas o horário de atendimento é entre as 9 e as 20 horas. Para lá chegar, as coordenadas GPS são: 40.985733, -7.538985. E os contatos: Telf. - 254 520 103; e-mail - posto-turismo@cm-moimenta.pt.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , , | Com 0 comentários
As alterações climáticas e os incêndios florestais, associados às imprudências de alguns comportamentos humanos, estão a pôr em causa de forma acelerada as reservas de água do país e a levantar sérios problemas para o futuro. Este o alerta de uma investigadora e docente da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Sandra Pereira Cunha, coordenadora do projeto “ENERWAT” que estuda as melhores formas de diminuir os consumos de água urbanos e rurais.

«O uso ineficiente da água como se fosse um recurso inesgotável leva a que em determinadas alturas se atinjam níveis de stress hídrico elevados», sustenta a investigadora, que defende «uma gestão sustentável deste recurso como fundamental para minimizar os impactos nefastos no ambiente, e para tal são necessários estudos aprofundados sobre a ineficiência da sua utilização. Associado ao consumo de água está também o consumo de energia e a consequente emissão de CO2 quando não existe um uso eficiente destes recursos.»

Quanto aos riscos que se correm no futuro, Sandra Cunha previne que os comportamentos da sociedade atual conduzirão à escassez de um recurso essencial e à necessidade de recorrer a água não potável para usos potáveis. «Talvez se antecipássemos a situação, começando, por exemplo, a reutilizar água residual tratada em combate a incêndios florestais e até em usos menos nobres do nosso dia a dia, como em descargas de autoclismos, conseguíssemos desde já começar a mitigar a situação», propõe a investigadora.

A investigação da UTAD sobre o uso público e privado da água reconhece, desde logo, a escassez de informação e a falta de avaliação sobre os padrões de consumo entre as áreas urbanas e rurais, o que é essencial para o futuro planeamento estratégico-político neste domínio. O projeto ENERWAT pretende assim investigar quais os fatores que afetam o consumo de água, nomeadamente o tipo de captação, subterrânea ou superficial, e a sua distribuição pelas utilizações finais. Tal permitirá identificar quais os comportamentos sociais e sazonais que levam ao consumo de grandes quantidades de água e energia, sendo o objetivo final criar um “manual de boas práticas” com estratégias que conduzam à redução de consumos de água e energia nas duas realidades: urbana e rural.

Por Notícias de Resende | quinta-feira, 29 de junho de 2017 | Publicado em , , , | Com 0 comentários
O Museu do Douro apoia a II Festa do Voluntariado Animal, organizada pelo GPAR – Grupo Proteção Animais Régua, que tem por objetivo principal sensibilizar a comunidade para a defesa e proteção dos animais.

O Museu do Douro associa-se e apoia uma causa social e comunitária, acolhendo nas suas instalações a II Festa do Voluntariado Animal, organizada pelo GPAR – Grupo Proteção Animais Régua. O GPAR – Grupo Proteção Animais Régua, criado em Abril de 2014, é um grupo constituído por algumas pessoas particulares que dispõem do pouco tempo livre que têm para fazer voluntariado na causa animal e que pretende envolver a população do concelho de Peso da Régua e concelhos vizinhos na resolução da situação de abandono, maus-tratos a animais domésticos e controlo de matilhas e colónias, tentando estabelecer parcerias com as autoridades policiais, entidades públicas e privadas. Neste momento, o GPAR está a efetuar os procedimentos necessários e a reunir condições para formalizar a constituição do mesmo como uma organização sem fins lucrativos.

De modo a incentivar a ajuda e o envolvimento de toda a sociedade civil na causa animal, e à semelhança do ano anterior, o GPAR vai levar a cabo a II Festa do Voluntariado Animal, no próximo dia 2 julho, no Museu do Douro, Peso da Régua.

Programa
09h30 – Yoga com Joana Vale
11h00 – Conferência COMPORTAMENTOS - DIREITOS, DEVERES E EDUCAÇÃO
Oradores – Eng. António Correia Neves (Treinador de cães de assistência, Quinta Equestre da Sardoeira) e GPAR – Grupo Proteção Animais Régua
15h30 – Desfile canino e acrobacias caninas com Dasha e Jade
18h00 - Sunset com música de Vasco Valente (DJ na Discoteca Indústria, Porto)
22h00 - Encerramento da festa
Ao longo de todo o dia há bazar, farmácias, clínicas, apresentação de produtos para animais, bar.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal do Marco de Canaveses prestou tributo aos “Soldados da Paz”! O Dia Municipal do Bombeiro, celebrado no dia 25 de junho, teve como objetivo homenagear o esforço e a perseverança, o altruísmo e a solidariedade, a determinação e a bravura de gerações de bombeiras e bombeiros do Concelho do Marco de Canaveses, constituindo-se também como uma oportunidade para refletir sobre os desafios que se colocam em matéria de socorro de cidadãos e bens.

O dia iniciou-se com a visita das entidades à exposição de viaturas e meios operacionais dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, na Alameda Dr. Miranda da Rocha, junto aos Paços do Concelho.

Seguiu-se, depois, a Formatura Geral e a Sessão Solene, com as intervenções do Comandante dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, Sérgio Silva; do Presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, Fernando Nazário; do Presidente da Junta de Freguesia do Marco, António Santana; do Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto, Joaquim Fernando da Silva; do representante do Comando Operacional Distrital da Autoridade Nacional de Proteção Civil, 2º Comandante Operacional Distrital, Albano Teixeira; do Vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Comandante Gomes da Costa Senhor e do Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira.

O Autarca começou por recordar a tragédia de Pedrógão Grande, «um momento de dor e de consternação, em que o Município do Marco de Canaveses se solidarizou com as famílias enlutadas, prestando as sentidas condolências. E por respeito às vítimas mortais e feridos dos incêndios, a Câmara Municipal decidiu cancelar o desfile apeado e motorizado pelas ruas do centro da cidade até ao quartel dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, previsto para o dia de hoje».

Contudo, «e pelo segundo ano consecutivo, voltamo-nos a reunir para assinalar o Dia Municipal do Bombeiro», referiu Manuel Moreira sublinhando que «ser Bombeiro é assumir, com coragem, tarefas humanitárias, em prol dos cidadãos. E por isso, os nossos Bombeiros merecem esta homenagem da Câmara Municipal».

Consciente da responsabilidade que cabe partilhar na área da Proteção Civil, «a Câmara Municipal tem apoiado de forma permanente a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses e o seu Corpo Ativo de Bombeiros através de subsídio mensal, financiamentos para aquisição e reparação de viaturas, manutenção dos quartéis dos Bombeiros, pagamento do seguro dos bombeiros e outros apoios, designadamente na época dos fogos florestais. Fomos o primeiro Município do Distrito do Porto, e um dos primeiros do País, a celebrar um protocolo para a criação da Equipa de Intervenção Permanente, assumindo 50% dos salários dos bombeiros dessa mesma equipa e os restantes 50% a Autoridade Nacional de Proteção Civil. Temos ainda um colaborador da Câmara Municipal destacado, há muitos anos, no Corpo de Bombeiros. Estes apoios representam um investimento municipal que ultrapassa, em média, os 100 mil euros por ano. Para além disso, disponibilizamos um espaço municipal para aparcamento de viaturas e rentabilização a favor da Instituição. Assumimos, igualmente, o cofinanciamento da aquisição de equipamentos de proteção individual para os bombeiros através de uma candidatura a fundos comunitários» enumerou o Edil.

Considerando que novos riscos implicam novas formas de intervenção, o Presidente da Câmara Municipal identificou os desafios que se perspetivam para as Associações Humanitárias do Concelho, designadamente: alterar o paradigma de intervenção, dando primazia à prevenção; garantir a sustentabilidade financeira das associações; aproveitar as oportunidades de financiamento decorrentes dos quadros comunitários de apoio e incentivar o voluntariado. E neste sentido, «o Município do Marco de Canaveses propõe um conjunto de medidas de apoio ao voluntariado no corpo de Bombeiros do Concelho e que visa o reconhecimento do papel dos Bombeiros marcoenses no socorro às populações. Um incentivo ao voluntariado nos Bombeiros e um apoio a estes e suas famílias» anunciou Manuel Moreira.

Um Programa de Incentivos ao Voluntariado nos Bombeiros que prevê os seguintes apoios: a) Beneficiar do seguro de acidentes pessoais celebrado e pago pela Câmara Municipal do Marco de Canaveses; b) Redução de 50 % nas tarifas de resíduos para consumidores domésticos; c) Comparticipação de 50 % na aquisição do “Passe Mensal” do serviço de transporte urbano (Urbmarco); d) Isenção de pagamento das Taxas Municipais das licenças de construção, ampliação ou modificação de casa de habitação própria e permanente; e) Atribuição de Bolsa de Estudo de 50€ por mês, aos filhos dos Bombeiros falecidos em serviço ou com doença contraída no desempenho de funções, durante a sua escolaridade obrigatória, que tenham aproveitamento no ano letivo anterior; f) Apoio de 15€ por ano em material escolar, por descendentes diretos durante a frequência da escolaridade obrigatória, em complemento a outros eventuais apoios; g) Redução de 50 % no valor da inscrição para os descendentes diretos de Bombeiros, até um total de 20 vagas, nas Férias Desportivas; h) Redução de 50 % sobre as mensalidades das classes para os Bombeiros e familiares diretos e entrada livre em horários preestabelecidos, nas atividade aquáticas nas Piscinas Municipais do Marco de Canaveses e nas de Alpendorada; i) Cedência de equipamentos municipais para desenvolvimento de atividades de relevante interesse municipal.

Refira-se ainda que os Bombeiros têm direito ao seguro nas situações de riscos cobertos e valores de seguro: morte ou invalidez permanente, despesas de tratamento, repatriamento e transporte e incapacidade temporária absoluta em caso de internamento hospitalar, sendo atualizado ordinária e automaticamente todos os anos.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Cristiano Coelho, moimentense, 35 anos, jurista e atual vereador da coligação PSD/CDS será o candidato da coligação “Unidos pelo Futuro”, que junta CDS e PPM na candidatura à Câmara Municipal de Moimenta da Beira.

O cabeça-de-lista da coligação “Unidos pelo Futuro” afirma que esta candidatura “acontece quase naturalmente”, pois como vereador do município apresentou “ao longo dos últimos quatro anos uma série de propostas construtivas no Órgão Executivo que continuam a merecer concretização num programa eleitoral”.

“Apresentei várias ideias que constam das atas e que falam por si. Ainda assim, há duas que merecem destaque: a proposta de criação do Gabinete de Apoio ao Empreendedor - que serviria para fomentar o investimento e o emprego, dada a importância desta matéria para a coesão territorial e para a igualdade de oportunidades no nosso concelho; e a proposta de criação do Orçamento Participativo – que permitiria a aproximação das pessoas à decisão política”, diz Cristiano Coelho.

A candidatura liderada por Cristiano Coelho - constituída por uma nova geração de pessoas com conhecimentos em diferentes áreas de atuação - pretende ser dinâmica do ponto de vista das ideias, e pautar-se-á por encontrar propostas diferentes e inovadoras para que Moimenta da Beira se distinga pela promoção da iniciativa privada e pelo investimento criador de emprego.

O representante da coligação “Unidos pelo Futuro” entende que este é o único caminho que nos pode conduzir à sustentabilidade financeira e populacional, a par da necessidade de “recuperar a hegemonia de outrora no setor da Educação”, e “de garantir que dentro de quatro anos o concelho de Moimenta da Beira não perde influência política e económica, dado que a perda de pessoas é indissociável de uma eventual perda de dois mandatos na Câmara Municipal”.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
É distinção atrás de distinção. A última foi alcançada há dias numa prova cega organizada pelo programa “Imperdíveis” (que foi para o ar na última segunda-feira, 26 de junho), espaço televisivo do “Porto Canal” dedicado ao vinho e à gastronomia, cujo foco incide nas grandes quintas produtoras de vinho português e de vinho do Porto, que dá a conhecer os vários eventos dedicados à vitivinicultura, assim como novos locais e espaços de degustação.

Entre cinco marcas de espumante (rosé), com valores de venda ao público até 12 euros a garrafa, o “Terras do Demo”, Rosé Bruto de 2014, foi eleito o melhor, por ser, segundo o painel de provadores, “fantástico”, “muito bom”, “charmoso”, “equilibrado”, entre outros adjetivos elogiosos para a marca produzida pela Cooperativa Agrícola do Távora, sediada em Moimenta da Beira.

Na prova cega estiveram dois espumantes da região “Távora-Varosa” (Terras do Demo e Murganheira) e três da “Bairrada” (Quinta das Bágeiras, Quinta do Ortigão e Filipa Pato).

Classificação:
1º - Terras do Demo
2º - Filipa Pato
3º - Quinta das Bágeiras
4º - Murganheira
5º - Quinta do Ortigão

Só neste primeiro semestre de 2017, a marca de espumantes de Moimenta da Beira já foi distinguida três vezes. Em abril, o ‘Prémio Excelência’ no concurso “Uva de Ouro 2017”; em maio no “Concurso Mundial de Bruxelas”, que já nas edições de 2015 e 2016 tinha premiado com ‘ouro’ um rosé “Terras do Demo”; e agora na prova cega promovida pelo “Porto Canal”. Recordar ainda o ‘ouro’ conquistado, também em 2015, no "Sakura Japan Women's Wine Awards", o maior concurso de vinhos do Japão.

A região Demarcada do "Távora - Varosa", onde tem sede a Cooperativa Agrícola do Távora, região, dadas as suas condições únicas (solos graníticos, primários e pobres em calcário, altitudes elevadas, clima temperado continental, entre outras), faz com que se traduza num lugar privilegiado para a produção dos melhores vinhos e espumantes nacionais, e ainda da maçã, particularmente a tão apreciada variedade "Bravo de Esmolfe".

São os rios Távora e Varosa que dão o nome à região constituída pelos concelhos de Moimenta da Beira, Sernancelhe, Tarouca e ainda algumas freguesias dos municípios de Penedono, S. João da Pesqueira, Tabuaço, Armamar e Lamego.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Primeira estância termal a receber o Ciclo de Eventos das Termas Centro
Natureza, gastronomia, cultura, animação e bem-estar num só dia, para toda a família


No próximo dia 2 de julho, entre as 09h30 e as 18h30, quem visitar a estância termal do Carvalhal, terá a oportunidade de usufruir de um dia repleto de animação, cultura e gastronomia. O evento, de entrada livre, insere-se no âmbito do Ciclo de Eventos promovido pelas Termas Centro, que tem como objetivo dinamizar as termas da região.

As Termas do Carvalhal serão a primeira anfitriã desta iniciativa, que promete agradar a todas as idades. Para começar, a manhã inicia-se com um percurso pedestre de 1 hora que terá início no balneário das Termas do Carvalhal terminando com uma massagem relaxante, pelas mãos dos profissionais das termas. Segue-se um workshop com a Chefe Cristina Manso Preto, onde os participantes vão aprender a cozinhar comida saudável, sem esquecer a importância de manter uma alimentação equilibrada, com as dicas da nutricionista Mariana Bessa, mestre em Educação para a Saúde.

Depois de celebrada a gastronomia é o momento para a diversão com o Mica Paprika, por volta das 17h30, reconhecido como um dos melhores malabaristas em Portugal. A animação não se fica pelo malabarismo e, durante todo o dia, os Jogos do Hélder vão pôr toda a gente a mexer: dos mais pequenos aos mais idosos. Conhecido por ter a notável capacidade de divertir todo o público, os Jogos do Hélder, de inspiração medieval, utilizam materiais simples como a madeira ou a corda.
As Termas do Carvalhal são a primeira estância termal a receber o Ciclo de Eventos promovido pelo projeto Termas Centro, que tem como objetivo reforçar a competitividade turística de cada estância termal, proporcionado às famílias dias de diversão e lazer, através de iniciativas gratuitas que abranjam áreas diversas como saúde e bem-estar, natureza, cultura & património e gastronomia.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Guarda Nacional Republicana intensifica, a partir de amanhã, dia 30 de junho e até domingo, dia 2 de julho, as ações de patrulhamento, fiscalização e apoio aos utentes das vias rodoviárias, com o objetivo de garantir a sua segurança durante os deslocamentos de e para os locais de veraneio e eventos de diversa natureza próprios desta altura do ano.

Neste três dias da Operação, as ações de patrulhamento serão direcionadas sobretudo para a zona sul do país. Para além da atuação preventiva e de apoio, os militares da GNR empenhados, do efetivo da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais, estarão particularmente atentos aos comportamentos de risco que coloquem em causa a segurança rodoviária, nomeadamente:
•         Condução sem habilitação legal;
•         Condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas;
•         Excesso de velocidade;
•         Incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou sistemas de retenção de crianças;
•         Utilização indevida do telemóvel;
•         Manobras perigosas de ultrapassagem, mudança de direção, inversão do sentido da marcha, cedência de passagem, distância de segurança e circulação na via mais à direita.

Esta operação é composta por seis fases, sendo reforçada nos principais períodos de deslocação dos veraneantes, designadamente:
•         1.ª Fase - 30 de junho a 2 de julho;
•         2.ª Fase - 14 a 16 de julho;
•         3.ª Fase - 28 a 30 de julho;
•         4.ª Fase - 11 a 13 de agosto;
•         5.ª Fase - 25 a 27 de agosto;
•         6.ª Fase - 1 a 3 de setembro.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Foi inaugurado, no dia 25 de junho, o campo de jogos municipal de Mesão Frio e a obra de reabilitação da Rua da Carreira. A cerimónia protocolar decorreu no salão nobre do edifício dos passos do concelho, na presença do Secretário de Estado das autarquias locais, Carlos Miguel, do Secretário de Estado da juventude e do desporto, João Rebelo, do Presidente da Assembleia Municipal, Carlos Miranda, do Presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio, Alberto Pereira, do deputado da Assembleia da República, Ascenso Simões e dos representantes das várias entidades, instituições e associações concelhias.

“Este dia é muito importante, porque inauguramos duas obras fulcrais para o município, cumprindo-se assim, um sonho antigo”, disse emocionado Alberto Pereira, agradecendo reconhecidamente ao Secretário de Estado das autarquias locais, pelo financiamento concedido de 60%, para a obra do campo de jogos municipal e pela disponibilidade e abertura que sempre teve para com o município de Mesão Frio. No seu discurso, o presidente da autarquia mesão-friense lançou ainda, o apelo ao Secretário de Estado da juventude e do desporto, para que a segunda fase da obra seja concluída, o que pressupõe o financimanento da construção dos balneários e das bancadas. “Concretizar este sonho, ao fim de sete anos de poder autárquico, é muito gratificante”, referiu com satisfação o edil.
O Secretário de Estado da juventude e do desporto parabenizou o presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio, pela aposta que tem vindo a fazer no concelho, nas pessoas e, particularmente, na educação e na formação dos jovens. No que diz respeito ao financiamento da construção de infraestruturas desportivas, referiu que, “O Instituto Português do Desporto e Juventude viu, para este ano de 2017, apenas um milhão de euros inscritos. O Programa de Reabilitação das Infraestruturas Desportivas, este ano, teve 570 candidaturas. Em 2018, vamos ter um novo pedido, que será reforçado, dentro daquilo que são as nossas possibilidades e, evidentemente, será com muito gosto que depois, verei uma candidatura de Mesão Frio, para resolver a questão dos balneários e das bancadas, que é vossa intenção construir”, ficou a promessa do Secretário de Estado, que agradeceu o convite, que lhe foi enderaçado, para estar presente na inauguração.

O Secretário de Estado das autarquias locais referiu-se à “grande recuperação financeira do município”: “Desde o final do ano de 2016 que este município está fora do limite de endividamento e, para uma autarquia, isto é fundamental. Ao dia de hoje, com o esforço que tem sido feito, Mesão Frio consegue olhar para o futuro, ter projetos e começa a respirar melhor”, afirmou, parabenizando o executivo da Câmara Municipal, autarcas, funcionários e técnicos da autarquia, pelo percurso percorrido.

Após o término da cerimónia protocolar, houve um Porto de Honra para todos os presentes que, seguidamente, foram transportados em autocarros da autarquia, até à Rua da Carreira, aquela que outrora era porta de entrada em Mesão Frio. O Secretário de Estado das autarquias locais e o presidente da Câmara Municipal procederam ao descerramento da placa que assinala a inauguração da obra de reabilitação.

Pelas 11h30 e já no campo de jogos municipal, o pároco Luís Saavedra procedeu à benção da infraestrutura desportiva, seguindo-se o ato do descerramento da placa, pelo Secretário de Estado da juventude e do desporto e pelo presidente da Câmara Municipal.

O presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio, juntamente com os dois Secretários de Estado deram o pontapé de saída para o jogo inaugural, tendo o Sport Club de Mesão Frio oferecido a cada um deles, uma t-shirt do clube personalizada.

O primeiro jogo teve início pelas 11h45 e foi disputado entre os Infantis do Sport Clube de Mesão Frio e o Varzim Sport Clube. No periodo da tarde, foi a vez dos Benjamins do Sport Clube de Mesão Frio defrontarem-se com o Resende Sport Clube. Às 17h15 decorreu o jogo entre os Iniciados do Sport Clube de Mesão Frio e a Associação Desportiva de Sabrosa. Para terminar, e por forma a inaugurar a iluminação do campo, teve lugar o grande jogo entre os Juniores do Sport Clube de Mesão Frio (campeões do ano 2013) e os Juniores do Amarante Sport Clube.

Toda esta festa foi abrilhantada pelo grupo de bombos da Associação Cultural e Desportiva de Vila Marim e pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Mesão Frio, que prestou guarda de honra.

Por Notícias de Resende | quarta-feira, 28 de junho de 2017 | Publicado em , , | Com 2 comentários
No passado dia 11 de Junho, cerca de 1500 Resendenses marcaram presença na “Sessão Pública de Apresentação da Candidatos” às Eleições Autárquicas do próximo dia 1 de outubro.

Sob o lema “Fazer com Todos, Fazer Melhor”, o candidato a presidente da Câmara Municipal de Resende pelo PSD, Jaime Alves, apresentou ou seus candidatos à Assembleia Municipal e às Juntas de Freguesia.

Na sessão, marcaram presença o Líder da Bancada Parlamentar do PSD, Luís Montenegro, e o presidente da Distrital de Viseu, Pedro Alves, entre outras personalidades.

A primeira intervenção coube a Luís Matos Pinto, candidato a presidente da Assembleia Municipal de Resende.

Luís Montenegro e Pedro Alves evidenciaram as qualidades do candidato Jaime Alves, considerando ser o homem certo para conduzir os destinos de Resende nos próximos anos.

Antes de Jaime Alves proferir o seu discurso, foi apresentado um “filme de candidatura” que pode ser visualizado nas redes sociais.

Começou por afirmar que a sua prioridade não é a derrota ou o insucesso dos seus adversários, afirmando que a sua prioridade é Resende e são os resendenses, afirmando que a política não se faz com intrigas, com mentiras e oportunismo.

Referiu que o “maior partido da sua candidatura tem um nome, chama-se Resende. É pelo nosso concelho que lutamos e trabalhamos. Este movimento é um movimento inclusivo, sem barreiras e sem fronteiras partidárias, que nos recebe de braços abertos, que nos acolhe de forma calorosa e afetuosa porque esta é a nossa casa”.

Enfatizou que “uma coisa é a vontade coletiva de querer ganhar para fazer melhor, outra coisa é o medo de perder privilégios e regalias, referindo que os atuais governantes do concelho não querem perder as suas mordomias e que estão agarrados desesperadamente ao poder”.

Atacou os governantes socialistas, afirmando que se a Câmara Municipal funcionasse apenas com as suas chefias e com os seus funcionários, prestaria um serviço melhor aos cidadãos do concelho.

Foi mais longe, dizendo que a Câmara Municipal é gerida ao modo das estações do ano. “Quando é primavera, estamos na primavera, depois é verão, a seguir chega o outono, por fim o inverno e não passamos disto. Não há iniciativa, não há estratégia, não há liderança”.

De seguida, evidenciou a sua confiança num novo rumo para Resende, “com liderança, com energia positiva, com confiança e com esperança”. Enalteceu a sua equipa, que caracterizou de “experiente, unida e coesa, sólida e solidária, com sentido de responsabilidade e com humildade, pronta para realizar aos anseios dos resendenses”, apresentando-se como servidores públicos.

Definiu como grandes pilares da sua candidatura “as pessoas e a solidariedade social; o desenvolvimento económico; a coesão local e a valorização do território”.

Destacou a “urgência na construção de um programa de desenvolvimento económico assente na valorização empresarial, direcionado para os nossos recursos e produtos locais de excelência”.

Enfatizou a realização dos ROTEIROS DA MUDANÇA POSITIVA “que têm como objetivo principal um diálogo construtivo com os cidadãos e com os representantes das Instituições”, valorizando a realização de reuniões com o intuito de “interagir com os responsáveis da saúde, da educação, da cultura, da solidariedade social, da economia, da agricultura, do associativismo, da juventude e desporto, de todas as áreas que nos aproximam enquanto comunidade”.

Destacou, igualmente, a continuidade do FÓRUM RESENDE PARTICIPA, iniciado há 4 anos. Nas suas palavras, o objetivo deste fórum visa aprofundar e debater ideias e prioridades para o desenvolvimento económico e social, sendo justo enaltecer a prestimosa colaboração da sociedade civil.

De seguida apresentou as prioridades do programa que pretende implementar nos próximos 12 anos:

1ª - O DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO E A REVITALIZAÇÃO TERMAL DO CONCELHO.

2ª - UMA ESTRATÉGIA DE VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS LOCAIS, destacando-se a cereja, as cavacas, as águas de nascente, o vinho e a vinha, os mirtilos, a castanha, a criação, produção e abate de gado, designando o setor primário como uma prioridade.

3ª - A CRIAÇÃO DE UMA MARCA AGROALIMENTAR/CULTURAL LOCAL

“RESENDE.", estimulando a criação de uma cooperativa de produtores locais, fortalecida por uma estratégia de marketing moderna.

4ª - A ATRAÇÃO DE INVESTIMENTO PRIVADO. Afirmando que se “vive um momento único para atrair pessoas, negócios, dinâmicas positivas, estando a construir pontes de entendimento com investidores que acreditam no potencial de Resende, tendo como objetivo a recuperação do projeto da extinta IMOLOC, a reabilitação urbana e a regeneração económica para Caldas de Aregos.

5ª - A EMPRESA MUNICIPAL, “que deve estar vocacionada para a promoção turística do concelho, nomeadamente na implementação de um Plano de Desenvolvimento Turístico moderno e atrativo”.

6ª - AS ACESSIBILIDADES. Comprometendo-se com a reabilitação da Estrada Municipal que liga o concelho a Bigorne, afirmando que como Presidente da Câmara exigirá ao Estado português a construção da ligação rodoviária a norte (321-2).

7ª - UM PROGRAMA DE FOMENTO E ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL “Resende Empreende” que, a seu ver, será “um programa de desenvolvimento económico, apostado na assistência às empresas, no apoio ao acesso a financiamento comunitário, na atração de pequenos e médios investimentos e no empreendedorismo local”.

8ª - O ASSOCIATIVISMO, A CULTURA, A JUVENTUDE E O DESPORTO. Assumindo que realizará um grande Festival de Juventude no Douro, associando-lhe diversas modalidades desportivas.

9ª - A LIGAÇÃO DO PARQUE URBANO AO RIO DOURO.

10ª - A COMUNIDADE EMIGRANTE ESPALHADA PELO MUNDO.

11ª - A REGENERAÇÃO DO LARGO DA FEIRA, transformando-o na PRAÇA DO MUNICÍPIO, designando-o como um espaço moderno que estará ao serviço dos cidadãos, da cultura e do comércio, “será o centro e o coração do nosso concelho”.

12 - UM PROGRAMA MUNICIPAL DE INCLUSÃO SOCIAL, de promoção do envelhecimento ativo e de apoio escolar.

Por fim, UMA ESTRATÉGIA DE CAPTAÇÃO DE FUNDOS COMUNITÁRIOS para financiar este programa de desenvolvimento.

Terminou com mensagens de esperança e de confiança, apelando ao empenho e ao esforço de todos os resendenses num desígnio que diz ser do interesse comum, afirmando ser necessário “ousarmos e procurarmos novos caminhos, com novos protagonistas, a bem de Resende e dos resendenses”.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Feira Medieval de Penedono está de volta para mais uma edição, que vai decorrer entre os dias 30 de junho e 2 de julho no centro histórico da vila, uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal que respeita o rigor histórico e que promete transportar todos os visitantes para uma experiência num ambiente exclusivamente medieval.

Evocando as “Memórias dos tempos medievais”, durante três dias a vila Penedono vai embarcar numa aventura medieval, levando às ruas os pregões dos almocreves, a música dos bobos, os gritos dos guerreiros e os clamores da justiça medieval.

Num cenário encantador, que conta com a participação das pessoas locais, nobres, monges, mercadores, jograis e cavaleiros destemidos vão invadir as ruas que circundam o castelo, e não vão também faltar tendas de mercadores com produtos característicos e uma área com tabernas de gastronomia de época.

No programa da festa não faltam momentos de animação, com diversos espetáculos de música e representações teatrais, malabaristas e cuspidores de fogo, acrobatas e encantadores de serpentes, danças do ventre e cortejos que vão acontecer pelas ruas da vila. Dos três dias do evento destaque para a representação histórica do assalto ao Castelo por alguns escudeiros mandados por El-Rei de Castela, que acontecerá no sábado, e para a entrega da Carta de Beetria que representa o momento da História da vila em que as suas gentes entenderam escolher um senhor que protegesse a terra e o seu castelo muito ameaçados pelos inimigos do rei.

A entrada no recinto é gratuita e o programa completo pode ser consultado no site da Câmara Municipal de Penedono.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Roupas, fraldas, leite, brinquedos, medicamentos, água, calçado, lençóis e muitos outros bens de primeira necessidade seguiram esta quarta-feira, 28 de junho, para Pedrógão Grande. A campanha solidária foi organizada pelos Bombeiros Voluntários de Moimenta da Beira. “A população de Moimenta foi muito generosa. Conseguimos reunir uma quantidade enorme de bens que vão ajudar todos os que sofreram (e sofrem) com a tragédia dos incêndios daquela região”, disse o comandante da corporação, José Alberto Requeijo.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Banda Marcial de Cambres vai ser agraciada com a Medalha de Ouro da Cidade de Lamego, a mais alta distinção outorgada por este Município, tendo em conta "a obra dedicada, permanente e constante que tem desenvolvido desde a sua fundação, enaltecendo e honrando a cidade de Lamego, o Concelho e a Região". Este galardão vai ser entregue durante o espetáculo musical que esta instituição vai promover no Teatro Ribeiro Conceição na próxima sexta-feira, a partir das 21h30.

Fundada provavelmente em 1881, a Banda Marcial de Cambres apresenta atualmente cerca de 45 músicos na sua maioria jovens formados pela escola de música da Banda e pelas escolas de música da região. Executa todo o tipo de reportório, do religioso ao profano, que existe para este tipo de formação. A par da Banda, funciona ainda uma Escola de Música com cerca de 15 jovens, com idades compreendidas entre os 10 e os 17 anos.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Lamego também já distinguiu anteriormente as outras duas bandas filarmónicas centenárias existentes neste concelho: a Sociedade Filarmónica de Lalim e a Associação Filarmónica e Banda Juvenil de Magueija.

A entrada para o espetáculo que se irá realizar no Teatro Ribeiro Conceição é livre, estando limitada à lotação do recinto.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal de Santa Comba Dão, identificou ontem, dia 27 de junho, um homem de 32 anos, por furto em obras de construção, em Oliveira do Hospital.

No âmbito de uma investigação por furto em obras de construção, nos concelhos de Carregal do Sal, Tábua e Oliveira do Hospital, foi efetuada uma busca domiciliária e duas não domiciliárias, tendo sido apreendido diversas ferramentas de construção civil, e outros materiais:
•         Rebarbadoras;
•         Serras eléctricas;
•         Berbequins;
•         Agrafadores pneumáticos;
•         Chaves pneumáticas;
•         Madeiras de cofragem;
•         Escoras metálicas;
•         Ferros de andaime;
•         53 sacos de cimento;
•         Fio de cobre.

Esta operação contou com o apoio de militares do Posto Territorial de Oliveira do Hospital.

O suspeito foi constituído arguido e sujeito a Termo de Identidade e Residência.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A primeira ação do projeto-piloto na área da literacia financeira que a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa), em articulação com os 11 municípios que a integram, vai implementar no território, no âmbito do Plano Nacional de Formação Financeira “Todos Contam”, arrancou na passada terça-feira, dia 27, e termina amanhã, dia 29.

Trata-se de um programa de formação de formadores, com duração de três dias, ministrado por técnicos do Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (Banco de Portugal, Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários) e dirigido aos técnicos das autarquias da CIM da Tâmega e Sousa da área financeira, económica e social, designadamente aqueles que prestam informação e apoio aos cidadãos em organismos associados aos respetivos municípios. Após a formação, estes técnicos estarão capacitados para esclarecer os cidadãos em temáticas como planear e gerir o orçamento familiar, a importância da poupança, preparar a reforma ou recorrer ao crédito, entre outras.

O balanço desta primeira ação de formação será feito à comunicação social pelo Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), Fernando Freire de Sousa, esta quinta-feira, dia 29, às 9h30, nas instalações do Instituto Superior de Ciências Educativas do Douro (ISCE Douro). A acompanhá-lo estarão a representante do Banco de Portugal e Presidente da Comissão de Coordenação do Plano Nacional de Formação Financeira, Lúcia Leitão, e a representante da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários na Comissão de Coordenação do Plano, Maria Igreja.

A implementação e dinamização do Plano Nacional de Formação Financeira “Todos Contam” no território do Tâmega e Sousa resulta de um Acordo de Cooperação celebrado entre a CIM do Tâmega e Sousa, o Conselho Nacional de Supervisores Financeiros e a CCDR-N.

Este Acordo de Cooperação tem como objetivo reforçar o papel das autarquias na formação dos munícipes nesta matéria, contribuindo, assim, para elevar os conhecimentos financeiros das suas populações, melhorar os seus comportamentos financeiros e promover a adoção de atitudes financeiras adequadas.

Lançado pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, o Plano Nacional de Formação Financeira “Todos Contam” visa contribuir para elevar o nível de conhecimentos financeiros da população e promover a adoção de comportamentos financeiros adequados, através de uma visão integrada de projetos de formação financeira e pela junção de esforços das partes interessadas, concorrendo para aumentar o bem-estar da população e para a estabilidade do sistema financeiro. São objetivos deste Plano melhorar conhecimentos e atitudes financeiras, aprofundar conhecimentos e capacidades na utilização dos serviços financeiros digitais, apoiar a inclusão financeira, desenvolver hábitos de poupança, promover o recurso responsável ao crédito, criar hábitos de precaução e reforçar conhecimentos financeiros na área empresarial.



Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal do Marco de Canaveses inaugurou no dia 23 de junho, os Espaços do Cidadão de Soalhães e de Bem Viver. Já sábado, 24 de junho, foi inaugurado o Espaço do Cidadão de Vila Boa de Quires e Maureles.

Localizados nas instalações das respetivas Sedes das Juntas de Freguesia, ficou assim completa a Rede Municipal de Proximidade da Administração Central e Local, constituída por cinco Espaços do Cidadão distribuídos ao longo do concelho do Marco de Canaveses.

Recorde-se que no dia 20 de junho, já haviam sido inaugurados os Espaços do Cidadão dos Paços do Concelho e de Alpendorada, Várzea e Torrão.

Os Espaços do Cidadão visam aproveitar a oferta de serviços públicos 'online' da Administração Pública para, através de parcerias com as Câmaras Municipais, prestar um atendimento digital assistido.

Uma política de modernização e simplificação administrativa, «que tem por objetivo fazer a racionalização do território, aproveitando as potencialidades das novas tecnologias. Estamos perante um serviço moderno, que qualifica o nosso concelho», explicou o Vice-presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, José Mota.

«O cidadão pode aqui aceder a vários serviços de organismos públicos centrais e recolher informações úteis ou realizar tarefas que, de outro modo, implicariam deslocações demoradas e dispendiosas», ressaltou.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Manuel Moreira, «a proximidade é a marca identificadora do Poder Local, vocacionado cada vez mais, para a prestação de serviços, cuja descentralização, graças às novas tecnologias não pára de crescer. O Poder Local faculta-nos hoje, ao “pé da porta”, serviços que há muito pouco tempo, só existiam nos grandes centros urbanos (Lisboa e Porto)».

No Espaço do Cidadão, pode-se, por exemplo, fazer a inscrição no Centro de Saúde, marcar consultas médicas, entregar documentos de despesa da ADSE, solicitar o Cartão de Saúde Europeu, alterar a morada no Cartão de Cidadão, pedir a revalidação ou a 2.ª via da sua carta de condução, entregar requerimentos de pensões de velhice para a Caixa Geral de Aposentação ou Centro Nacional de Pensões ou até pedir a isenção de taxas moderadoras.

Tudo isto e muito mais, bem como ainda todo um conjunto de serviços municipais, num único balcão e através da internet, tendo o cidadão sempre a seu lado alguém que o irá ajudar a navegar pelos serviços da Administração Pública e a resolver os seus problemas.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A época balnear na Praia Fluvial de Bitetos, no Marco de Canaveses, já abriu. Até 10 de setembro, estão reunidas todas as condições para desfrutar deste espaço de lazer de referência na região, pela excelência das condições que oferece aos banhistas, ao nível da qualidade da água, da segurança e do acesso de todos os cidadãos a esta praia vigiada.

A tarde do dia 23 de junho marcou a abertura oficial de mais uma época balnear, na Praia Fluvial de Bitetos, que recebe pelo sétimo ano consecutivo o galardão "Praia Acessível - Praia para Todos" e ainda a classificação de "Água Balnear Interior", com qualidade excelente.

A Agência Portuguesa do Ambiente tem vindo a distinguir, ao longo dos últimos anos, este espaço singular reconhecendo o empenho da Câmara Municipal em criar condições de acessibilidade e de utilização por parte de todos os cidadãos, sem que se coloque em causa a idade, dificuldades de locomoção ou mobilidade.

A abertura contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira; do Vice-presidente e Vereador do Ambiente, José Mota; do Vereador Vítor Gonçalo e do Presidente da Junta de Freguesia de Alpendorada, Várzea e Torrão, Domingos Neves, para o hastear das bandeiras e do galardão "Praia Acessível - Praia para Todos".

Associaram-se ainda à iniciativa, o Chefe de Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos da Câmara Municipal, Joaquim Moura, bem como o representante do Grupo FCC Environment, Tiago Cruz, e o restante executivo da Junta de Freguesia de Alpendorada, Várzea e Torrão.

O Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses fez questão de agradecer «a todas as entidades presentes e serviços responsáveis por fazerem com que a Praia Fluvial de Bitetos reúna todas as condições para que seja bem utilizada e leve o nome e imagem da nossa terra à região e ao País».

Para Manuel Moreira, «os rios são o nosso cartão de visitas e esta praia é um motivo de orgulho em termos de ambiente e de acessibilidade», destacando o trabalho realizado pela Câmara Municipal «na promoção de espaços turísticos capazes de captar mais visitantes ao nosso concelho e de dinamizar a economia local», e também «para assegurar condições de acessibilidade de forma a que todos os cidadãos, independentemente da sua idade, das dificuldades de locomoção ou de outras incapacidades, possam usufruir em segurança, com conforto e a maior autonomia possível, da praia».

Para a época balnear 2017, a Praia Fluvial de Bitetos encontrar-se-á dotada de: Assistência a Banhistas (com a presença de dois nadadores-salvadores); Posto de Praia (constituído pelos materiais e equipamentos homologados pelo Instituto de Socorros a Náufragos); Sinalização e delimitação da zona balnear; Chuveiro; Infraestruturas de apoio (bar e instalações sanitárias); Ecoponto para separação de resíduos; Rampas de acesso à praia e Estacionamento sinalizado e cadeira anfíbia.

Refira-se ainda que a Praia Fluvial de Bitetos funcionará todos os dias, inclusive ao fim-de-semana, até 10 de setembro, entre as 09h30 e as 19h30.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal de Lamego, deteve ontem, dia 27 de junho, um homem com 42 anos e uma mulher com 41 anos, por tráfico de estupefacientes, em Cinfães.

No âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes foi efetuada uma busca domiciliária e uma não domiciliária tendo sido apreendido:
•        Nove doses de heroína;
•        67 doses de liamba
•        110 euros em dinheiro;
•        Um telemóvel;
•        Uma viatura.
Os detidos estão a ser presentes ao Tribunal Judicial de Cinfães.

A operação decorreu com a colaboração de militares do Posto Territorial de Cinfães e de militares da Unidade de Intervenção.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A primeira ação de formação na área financeira do Plano “TODOS CONTAM”, dirigida a técnicos das autarquias da região do Tâmega e Sousa, arrancou esta semana em Penafiel. A iniciativa, do Conselho Nacional de Supervisores Financeiros implementada em parceria com a CCDR-N e a CIM do Tâmega e Sousa, tem como objetivo aumentar o conhecimento financeiro da população e promover a adoção de comportamentos financeiros adequados.

Com a primeira ação de formação, que decorre de 27 a 29 de junho, no Instituto Superior de Ciências Educativas (ISCE) do Douro, e é ministrada por representantes do Banco de Portugal, da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões e da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, os técnicos das autarquias deverão ficar capacitados para esclarecer os cidadãos em temas como planear e gerir o orçamento familiar, a importância da poupança e o recurso ao crédito. De modo complementar, será igualmente implementada uma campanha de sensibilização e informação financeira e disponibilizados materiais de (in)formação financeira.

O balanço da primeira ação de formação será feito à comunicação social pelo Presidente da CCDR-N, Fernando Freire de Sousa, nas instalações do ISCE, amanhã (quinta-feira), pelas 09h30.

Saiba mais em http://www.ccdr-n.pt/servicos/administracao-local/948/projeto-piloto-do-plano-todos-contam-arranca-no-tamega-e-sousa.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
Depois de Mangualde, o ano passado, é agora a vez de Moimenta da Beira transformar-se em palco para receber as comemorações do “Dia do Comando Territorial de Viseu” da Guarda Nacional Republicana (GNR), que pela segunda vez são celebradas fora de Viseu. Para assinalar a data, vão decorrer entre os dias 30 de junho e 8 de julho diversos eventos no núcleo urbano da vila. A organização é da GNR em colaboração com a Câmara Municipal de Moimenta da Beira.

Programa
30 de junho a 8 de julho
(hall da Câmara Municipal de Moimenta da Beira)
Exposição de acervo histórico da Guarda

2 de julho (das 10h às 18h) a 4 de julho (das 14h às 22h)
(Praceta Comandante Requeijo)
Plastron – Meios da Guarda e Demonstrações

3 de julho (das 10h às 13h)
(Auditório Municipal Padre Bento da Guia)
Workshop: Acidentes com tratores – realidades e prevenção

6 de julho (das 9h30 às 12h30)
(Quartel sede do Destacamento Territorial de Moimenta da Beira)
Guardoo – educar a brincar

7 de julho (às 21h30)
(Terreiro das Freiras)
Concerto da Banda Sinfónica da Guarda

8 de julho (às 10h)
(em frente ao Quartel sede do Destacamento Territorial de Mtª da Beira)
Cerimónia Militar Principal

Atualmente, o Comando Territorial de Viseu, Unidade com responsabilidade em todo o distrito, tem a seguinte estrutura: o Comando, Estado-Maior, Destacamento de Trânsito e Territoriais em Viseu, Mangualde, Moimenta da Beira, Lamego e Santa Comba Dão, cada um deles dividido em Postos Territoriais (num total de 29).

Como Unidade Territorial, o Comando de Viseu cumpre na sua zona de ação a missão geral da Guarda nas suas vertentes policial e de trânsito, de segurança de pessoas e bens, manutenção e restabelecimento da ordem pública, auxílio e socorro, serviço honorífico e de colaboração com entidades públicas e com as Forças Armadas, nas situações previstas na Lei de Defesa Nacional.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
O Município de Penedono recebeu, nos dias 24 e 25 de junho, a 8ª edição do Torneio Internacional de São Pedro em Andebol, que contou com a participação das equipas juvenis de Benfica, ABC Braga, São Bernardo, Núcleo de Andebol de Penedono, Seleção Britânica e Sporting, que acabaria por se consagrar como o grande vencedor da competição.

No sábado, dia 24 de junho, tiveram lugar os jogos de apuramento, com a equipa do ABC Braga a garantir um lugar na final após vencer o grupo do qual faziam também parte as equipas do Benfica e C. D. São Bernardo. Do outro grupo, constituído pelas equipas de Sporting, Núcleo de Andebol de Penedono e Seleção Britânica, foram os “leões” a chegar ao primeiro lugar após vencerem os dois jogos do grupo.

No domingo, dia 25 de junho, decorreu a grande final disputada entre o ABC Braga e o Sporting. Num jogo equilibrado e muito bem disputado, e que levou os espectadores ao rubro, quando o SCP conseguiu empatar a três segundos do final, deixando o placard a 28-28, obrigando a decidir o jogo recorrendo à marcação de livres de sete metros. Uma final frenética onde os lisboetas foram mais eficazes, acabando assim por vencer o jogo por 31-29.

Durante dois dias, Penedono animou-se com a realização deste torneio que reuniu atletas, equipas técnicas e famílias, um evento que recebeu os elogios de Carlos Esteves, Presidente da Câmara Municipal, “toda a organização do Torneio está de parabéns, enquanto município estamos muito contentes por ter recebido esta competição, acreditamos que a prática desportiva e as escolas de formação são muito importantes na preparação dos nossos jovens enquanto cidadãos, e o sucesso deste evento é exemplo disso”.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Terminam no próximo sábado, dia 1 de julho, as Olimpíadas do Desporto do Tâmega e Sousa 2017. Depois de Paços de Ferreira e de Amarante, a terceira e última etapa desta jornada desportiva terá lugar em Lousada, estando a cerimónia de encerramento marcada para as 17h30, no Pavilhão Municipal.

Com competições a decorrer ao longo de todo o dia, na última etapa serão cinco as modalidades em destaque – gira-vólei (masculino/feminino), atletismo (masculino/feminino), basquetebol (masculino/feminino), natação (masculino/feminino) e futebol de 7 (feminino) –, com as provas a disputarem-se nos Campos Multifuncionais e na Pista de Atletismo do Complexo Desportivo, no Pavilhão Municipal e nas Piscinas Municipais de Lousada.

As Olimpíadas do Desporto do Tâmega e Sousa, que na edição de 2017 têm como anfitriões os concelhos de Paços de Ferreira, Amarante e Lousada, são uma iniciativa promovida pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, em articulação com aqueles municípios.

Dirigida a jovens atletas masculinos e femininos, federados ou não federados, com idades compreendidas entre os 13 e os 15 anos, e envolvendo cerca de 2000 pessoas, entre atletas, treinadores, e dirigentes e organização, a iniciativa tem como objetivos a promoção da prática de atividade física e do intercâmbio desportivo, bem como o convívio entre a comunidade desportiva juvenil do Tâmega e Sousa.


1 DE JULHO DE 2017 (SÁBADO)
LOUSADA
9h45 – Competições
Modalidade: Gira-vólei (masculino/feminino)
Local: Campos Multifuncionais – Complexo Desportivo
Modalidade: Atletismo (masculino/feminino)
Local: Pista de Atletismo – Complexo Desportivo
Modalidade: Basquetebol (masculino/feminino)  
Local: Pavilhão Municipal de Lousada
Modalidade: Natação (masculino/feminino)  
Local: Piscinas Municipais de Lousada
Modalidade: Futebol de 7 (feminino)
Local: Campos Multifuncionais – Complexo Desportivo

17h30 – Cerimónia de encerramento
Local: Pavilhão Municipal de Lousada

Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Para responder à grande afluência de passageiros que utiliza o comboio para acesso às praias, a CP – Comboios de Portugal reedita, em 2017, o Bilhete de Praia e oferece preços especiais para viagens nos comboios dos serviços regional, interregional, urbanos de Lisboa, Porto e Coimbra.

Assim, para as praias situadas na zona da grande Lisboa, o Bilhete de Praia volta a estar disponível em duas modalidades, Linha de Cascais e Linha do Sado e permite efetuar viagens ilimitadas, durante sete dias consecutivos, em qualquer trajeto, entre Lisboa e Cascais ou entre Barreiro e Praias do Sado, pelo preço de 12 euros.

Nos serviços regional, interregional e urbanos de Coimbra, o Bilhete de Praia apresenta-se em duas versões, sete e quinze dias consecutivos e permite a compra de 14 ou 30 viagens simples com reduções de 40% e 45%, respetivamente. Para os períodos de tempo mais alargados, pode ser também ser adquirida a Assinatura Mensal.

Estes títulos são válidos para viagens às praias de São Martinho, na Linha do Oeste, às praias de Moledo, Âncora Praia e Afife, na Linha do Minho e às praias de Meia Praia e Fuseta A, na Linha do Algarve. Nos Urbanos de Coimbra, os títulos podem ser utilizados nas deslocações à Figueira da Foz.

Já na rede urbana do Porto, está disponível o desconto de 25%+25% para portadores de Assinatura Jovem. O bilhete Família & Amigos permite a redução de 50% (compra de 3 a 9 bilhetes simples) para viagens ilimitadas, com destino às praias localizadas nesta zona geográfica.
Informações mais detalhadas em cp.pt ou no Contact Center 707 210 220

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , , , , | Com 0 comentários
O Pinking teve origem num trabalho de investigação de mestrado em Enologia, tem pedido de patente registada e vai ser lançado pela Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo a 7 de julho.

O que se pensou inicialmente ser um “defeito” de produção, afinal deu origem a uma “nova categoria de vinho única no mundo”. Quem afirma é Jenny Silva, enóloga da Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo que, em 2014, como estudante de mestrado de Enologia na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), identificou o fenómeno Pinking em conjunto com Fernando Nunes e Fernanda Cosme, docentes e investigadores do Centro de Química da UTAD. Identificada a origem deste fenómeno, este tem já um pedido de patente nacional e internacional.

Pinking, “defeito” historicamente conhecido pelo processo de “aparecimento de uma cor rosa-salmão em vinhos produzidos exclusivamente de uvas de castas brancas”, é um processo natural e está “relacionado com as condições climáticas, nomeadamente a temperatura média dos dez primeiros dias do mês de outubro, processo coincidente com o final de maturação das uvas brancas nesta região”. É precisamente estas condições que tornam esta categoria de vinho “tão rara e passível de não poder ser produzida todos os anos, já que em caso de temperaturas médias altas, ou pluviosidade neste período, o fenómeno não ocorre ou ocorre em menor escala, sublinha o investigador da UTAD, Fernando Nunes.

A criação desta nova categoria de vinho, que adotou o nome do fenómeno, vai ser lançada a 7 de julho pela Adega Cooperativa Figueira de Castelo Rodrigo que, entretanto, adquiriu a patente à UTAD e tem como enóloga responsável Jenny Silva, a antiga estudante da UTAD. O vinho Castelo Rodrigo Pinking 2016 é um DOC, exclusivamente vinificado a partir da casta branca Síria, a casta de eleição na Região Demarcada da Beira Interior, apresentando “aroma frutado e boca equilibrada com final harmonioso”.

“As vantagens da criação deste novo vinho são muitas, sobretudo para a Adega”, afirma o seu diretor, António Madeira, que, confrontada com um problema comum na sua região, a cor rosada do vinho branco, cujo tratamento implicava um processo de estabilização associado a elevados custos, deu “luz verde” à UTAD para estudar e identificar a base desta instabilidade.

O processo está descrito e publicado na prestigiada revista científica internacional Journal of Agricultural and Food Chemistry, disponível em http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/jf500825h com o título “Origin of the Pinking Phenomenon of White Wines”, e despertou já o interesse de produtores italianos, confrontados com o mesmo problema, frisa o investigador. “No fundo transformámos um defeito numa nova categoria de vinhos, que irá para o mercado a par dos Brancos, Tintos e Rosés”, explica a enóloga.

O resultado está à vista e vai ser dado a conhecer ao mundo já em julho em Figueira de Castelo Rodrigo.

Por Notícias de Resende | terça-feira, 27 de junho de 2017 | Publicado em , , | Com 0 comentários
Levam saco-cama e almofada, pijama ou fato de treino, chinelos, material de higiene pessoal e uma muda de roupa para o dia seguinte. Uma noite inteira na biblioteca, em ambiente agradável e descontraído, mas com horários para brincar, comer, participar em atividades lúdicas e pedagógicas e hora para dormir. É uma experiência única que a Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, em Moimenta da Beira, oferece às crianças dos 6 aos 12 anos (grupo máximo de 25) na noite de sábado, 1 de julho, para domingo, 2 de julho. As inscrições devem ser feitas na biblioteca ou pelo e-mail biblioteca@cm-moimenta.pt. Mais informações pelo contacto telefónico 254 520 080.

Programa
Sábado (1 de julho)
19h30 – Vamos vestir o pijama e preparar a nossa sala para as atividades
20h00 – Pinturas de rosto e modelagem de balões
21h00 – Jantar com livros (pizza). Bom Apetite!
21h45 – Karaoke Kids
22h00 – Noite de cinema
23h30 – Hora do chocolate quente/leite
24h00 – Hora dos dentinhos, chichis e cama

Domingo (2 de julho)
08h30 – Alvorada e pequeno-almoço
09h30 – Despedida e até à próxima!

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , | Com 0 comentários
O Palácio do Gelo Shopping, em Viseu, e a Cruz Vermelha Portuguesa arrancaram hoje com uma campanha solidária que se destina a recolher bens para apoiar as vítimas dos violentos incêndios que devastaram a Região Centro do país. A iniciativa, que decorre durante o verão, tem ainda como objetivo criar kits de reserva alimentar para Bombeiros, Proteção Civil e populações que venham a ser afetadas por eventuais incêndios.

Para além dos bens essenciais, como barras energéticas, águas, bebidas açucaradas e alimentos não perecíveis, a campanha inclui, na lista de dádivas prioritárias, vestuário, lençóis, mantas e toalhas, entre outros têxteis-lar, mobiliário e eletrodomésticos. Os donativos devem ser entregues no Balcão de Informações do Palácio do Gelo Shopping, situado no piso -2.

O Palácio do Gelo Shopping ficará responsável pelo armazenamento dos bens angariados, que posteriormente serão registados e distribuídos pela Cruz Vermelha Portuguesa, facilitando assim o processo de doação.

Os promotores da iniciativa agradecem a solidariedade de todos aqueles que possam contribuir na ajuda e no apoio de todos os envolvidos ou afetados pelo combate desigual contra as chamas.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
No feriado municipal, dia 29 de junho, pelas 18h00, vai ser inaugurada a nova loja “Descubra S. Pedro do Sul”, localizada na Rua Direita.

Com o objetivo de aumentar a oferta de informação turística a quem nos visita, promovendo e divulgando todos os pontos de interesse do concelho, este novo espaço vai também permitir a dinamização de uma das artérias comerciais da cidade.

Na Rua Direita os turistas encontram ainda a loja “Terras de S. Pedro”, inaugurada no passado mês de maio, onde podem conhecer e adquirir produtos da agricultura tradicional de S. Pedro do Sul.

A instalação destas duas novas lojas numa zona nobre e histórica da cidade representa mais uma forte aposta do Município na promoção turística e nos seus produtos endógenos.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , , | Com 0 comentários
Uma composição formada por carruagens da década de 40 vai voltar a circular na Linha do Douro, num novo comboio diário, dirigido essencialmente aos muitos turistas que no período de verão visitam a região a partir do Porto, até ao Tua.

As viagens deste comboio iniciam-se a 30 de junho e prolongam-se até 30 de setembro, com partida de Porto São Bento às 09H25 e chegada à estação do Tua às 12H28. No regresso, tem partida do Tua às 16H34 e chegada a Porto São Bento às 20H55 nos dias úteis e às 20H30 aos sábados, domingos e feriados.

Designado de MiraDouro, este novo serviço da CP – Comboios de Portugal resulta da recuperação de seis charmosas carruagens produzidas na década de 40 pela fabricante suíça Schindler e colocadas ao serviço na rede ferroviária nacional entre 1949 e 1977. Nesse período, estiveram quase vinte anos na Linha do Douro, para onde regressam agora, após um cuidadoso restauro levado a cabo pela EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (do Grupo CP). A tração será feita com uma locomotiva diesel dos anos 60, que mantém todas as características da sua época original.

Este comboio é uma resposta da CP à crescente procura turística sazonal, de portugueses e estrangeiros, pela região do Douro e, em particular, pelos serviços de transporte naquele é um dos mais belos trajetos ferroviários do país.

O MiraDouro terá paragem em Porto Campanhã, Régua, Pinhão e Tua e os preços são idênticos aos praticados no serviço Interregional da CP (11,60 euros para o percurso Porto – Tua e 9,75 euros entre Porto e Peso da Régua).

As carruagens beneficiam de grande espaço interior e de janelas amplas e panorâmicas, que se podem abrir para melhor contemplar as paisagens do Douro vinhateiro, reconhecidas pela UNESCO como património da humanidade.

Breve história das carruagens Schindler 

Produzidas na suíça pela Schindler, em meados da década de 40, estas seis carruagens chegaram a Portugal em 1947 e estiveram ativas entre 1949 e 1977. Durante esse período, circularam na Linha do Douro por duas décadas, primeiro com tração a vapor e mais tarde puxada por locomotivas diesel.
Foram também ao longo do tempo sofrendo alterações várias ao nível estético e comercial, tendo iniciado a operação com serviço de 2.ª e 3.ª classes e mais tarde com serviço de 1.ª e 2.ª classes.

Trata-se de um conjunto de material circulante de grande relevância na história do transporte ferroviário português, tendo servido as populações durante vários anos e em diferentes zonas do país.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) dá continuidade à estratégia, iniciada em 2016, de fixação e reforço de recursos humanos afetos ao centro hospitalar.

Nove enfermeiros e dois médicos de cirurgia geral assinaram este mês contrato com o CHTS tendo iniciado já funções no centro hospitalar.

Os novos enfermeiros vieram reforçar as equipas de enfermagem do Serviço de Urgência, Cirurgia, Serviço de Medicina Interna de Amarante e Penafiel, Ortopedia e Pediatria.

O Ministério da Saúde autorizou ainda a contratação de mais 4 médicos especialistas para as valências de Cirurgia Geral, Nefrologia, Medicina Interna  e Urologia.

Estas contratações surgem de uma política alargada do Governo em matéria de recursos humanos, tendo como objetivo a melhoria do acesso dos utentes aos cuidados de saúde, entre setembro de 2016 e janeiro de 2017 foram vários os profissionais de saúde contratados.

Para Carlos Alberto, presidente do Conselho de Administração do CHTS “este reforço de recursos humanos é essencial para reforçar especialidades que são essenciais aos cuidados de saúde prestados à população e cujo objetivo é por um lado reforçar os serviços e por outro conseguirmos reunir condições para avançar com mais oferta e projetos novos para a área de influencia do Centro Hospitalar”.

Em setembro e outubro de 2016, as equipas clínicas do CHTS foram já reforçadas com as contratações de um técnico de Fisioterapia, vários médicos e enfermeiros. Os profissionais na altura admitidos vieram reforçar as áreas de Anestesiologia, Cardiologia, Endocrinologia, Gastroenterologia, Medicina Física e de Reabilitação, Medicina Interna, Neurologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Ortopedia, Patologia e Psiquiatria.

Em dezembro de 2016, 24 enfermeiros passaram para contrato por tempo indeterminado e cerca de 40 assistentes operacionais foram contratados em janeiro 2017.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O maior ícone gastronómico do concelho de Lamego volta a ser o "produto estrela" de um certame que este ano já vai na nona edição: a Feira da Bôla de Lamego. Organizada pela Câmara Municipal de Lamego, esta iniciativa será dinamizada na Av. Dr. Alfredo de Sousa por diversos produtores locais durante o fim de semana de 7 a 9 de julho. A divulgação desta iguaria volta também a estar ligada à realização de uma promoção especial: na compra de uma bôla, o público pode adquirir uma garrafa de espumante Raposeira por 3,5 euros.

Tendo como cenário o belo Santuário dos Remédios, a Feira da Bôla de Lamego terá ainda associada uma forte componente musical na noite de sábado. Sobe ao palco o 40º Festival Internacional de Folclore que visa proporcionar uma experiência agradável ao público que todos os anos visita este certame. Promovido pelo Rancho Regional de Fafel, este festival, para além da associação anfitriã, apresentará atuações do Grupo Folclórico de São Pedro de Paus (Resende), do Folk Group Iskraemeco Kranj (Eslóvénia) e do Zpit Um Lublin (Polónia). Para ver a partir das 21h30.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
O "triângulo desportivo" formado pelo treinador, pelo jovem e pelos pais é uma componente natural da atividade desportiva juvenil. Deste modo, atendendo a que esta relação é inevitável, o papel do treinador no relacionamento com os pais torna-se, como tal, de enorme importância para o êxito da sua função.

Em muitos casos, infelizmente, os seus comportamentos e os seus desejos pessoais podem contribuir de forma significativa para o insucesso da formação do jovem atleta. É por demais evidente que os problemas da formação desportiva não são nem as crianças, nem os jovens, mas sim alguns adultos, quer sejam pais, treinadores, árbitros ou dirigentes.

É legítimo questionar por que motivo o mesmo jovem com determinados treinadores nunca tem questões comportamentais e com outros o que não falta são problemas?! Já todos presenciámos treinadores zangados, com os seus e os outros atletas, com os seus colegas, aos berros, aos insultos, etc. Antes de mais, é preciso afirmar que o treinador é um professor/formador dos jovens praticantes. No desempenho desta função, tem de ter um comportamento exemplar e uma intervenção positiva, por oposição a uma via negativa de influenciar o comportamento do atleta.

Neste final de época assistimos a comemorações de títulos com os pais a invadirem o campo – com que direito?! – a abraçarem-se, saltarem, saudarem-se e as crianças atletas no papel de observadoras. Os pais devem permanecer nas bancadas aplaudindo e deixando os atletas festejarem as suas conquistas. Mas quem são os vencedores do campeonato/torneio infantil?! Os adultos?! Não se entende que tudo seja permitido e que os próprios treinadores se esqueçam dos seus atletas e pactuem com estas situações. Ver pais dentro do campo a receberem faixas de campeão? Quem promove estas situações? Porquê? Quem as autoriza? O campo é reservado a agentes credenciados pelas Associações ou Federações: Árbitros, Dirigentes, médicos, massagistas, atletas e treinadores.

Existem acusações frequentes, e muitas acertadas, sobre o comportamento dos pais na prática desportiva dos filhos, mas quando ocorrem incidentes graves, a responsabilidade é de todos. A promiscuidade existente, muitas vezes, entre treinadores e pais potencializa esses incidentes. A manipulação de pais por parte de alguns treinadores de forma a conseguirem "roubar" os atletas para os seus clubes tem, quase, sempre um preço alto a pagar.

A criança tem direito, tem necessidade, de sonhar. O seu crescimento implica várias fases e o sonho deve estar sempre presente no seu desenvolvimento. Cabe aos adultos educar esse sonho. Não se deve cortar nem criar expectativas elevadas que não estão ao alcance de todas. E deixem de "expulsar" os atletas do campo para viverem com euforia um momento que é deles. Eduquem o sonho sem cair na tentação de o usurpar.

Vítor Santos
Desenho de Paulo Medeiros
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Castro Daire levou a cabo a 3º edição da recriação da Ultima Rota da Transumância realizada no Concelho. Esta iniciativa realizou-se nos passados dias 24 e 25 de junho, e trouxe até á Vila de Castro Daire milhares de pessoas que quiseram vir assistir e participar nesta iniciativa.

O rebanho, fez o percurso da Aldeia de Ribolhos até ao Largo das Carvalhas na Vila de Castro Daire, seguiu a rota original e contou com a presença de mais de mil e oitocentas cabeças de gado e muitas dezenas de populares que se quiseram associar aos pastores e seguir o rebanho durante o percurso.

A Vila de Castro Daire recebeu em Festa a chegada do rebanho, sendo várias centenas de espetadores que um pouco por todas as Ruas de passagem do gado se agruparam para aplaudir a passagem do mesmo e dar um colorido ainda maior a esta iniciativa.

Perante muitos aplausos, muitas fotografias e muito entusiasmo foi sendo possível dar a conhecer uma das tradições que fazem parte da cultura deste território e das suas gentes, numa envolvência que permitiu aos presentes serem não só espetadores mas também interagir com a iniciativa, contactando com pastores, com o próprio rebanho e com os cães que o acompanhavam, num cenário histórico mas também atual e próprio de quem ainda faz da pastorícia o seu meio de subsistência.

O Rebanho pernoitou no largo da Feira das Vacas, permitindo a todos ter um contacto direto com esta envolvência da Transumância, complementado com grande confraternização e festa abrilhantados pela Confraria do Bolo Podre e Gastronomia do Montemuro, responsável pela Jantar para os Participantes e ainda pela Atuação do Grupo de Musica Tradicional Portuguesa “SETE SAIAS” que animou a noite e encantou os presentes.

Na manha de domingo, dia 25 de Junho, o Rebanho subiu à serra de Montemuro, acompanhado por todos os participantes que puderam, mais uma vez, ter um contacto com esta realidade e viver de perto as especificidades desta manifestação cultural.

Para terminar este evento realizou-se uma Tradicional “Chega de Bois”, também este um evento cultural com a marca do Concelho e que faz parte da cultura desta região, que contou com a participação de centenas de pessoas a assistir a esta iniciativa.

Esta 3ª edição da Rota da Transumância contou, ainda, com uma maior adesão de participantes, quer de criadores de gado, quer de espetadores, deixando a certeza que se trata de um evento com uma marca muito própria da região prometendo vir a constar da agenda cultural do concelho.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Numa sessão com  quinze pontos na Ordem de Trabalhos, a eleita da CDU na Assembleia Municipal de Viseu, Filomena Pires, marcou de novo o debate e proposta política neste órgão, intervindo com fundamentação na maioria dos pontos.

No período de Antes da Ordem do Dia levou à discussão o Plano Municipal para a Integração das Comunidades Ciganas, contrapondo-o às soluções de cariz xenófobo, securitário e desconexo do Executivo Municipal.

Requereu explicações sobre o contrato estabelecido entre a autarquia e a RANDSTAD, no que concerne ao funcionamento do “contact center” da Altice e sobre quem paga a renda do espaço e as obras a decorrer nas instalações da Universidade Católica.

Entregou na Mesa um requerimento dirigido à Câmara, procurando saber se a autarquia teve conhecimento da falência da Cooperativa dos Fruticultores da Beira Alta e se o Programa Viseu Investe foi chamado a intervir, para ajudar a encontrar soluções que evitassem a insolvência e o encerramento de actividade da empresa.  Ainda sobre o assunto, perguntou se tendo em conta o valor económico, técnico e físico das instalações agora devolutas da Cooperativa, prevê a Câmara exercer algum tipo de influência para a sua preservação e salvaguarda?

Por solicitação de moradores no Bairro da Quinta da Carreira, entregou na Mesa um Requerimento para que a Câmara esclareça quem concedeu autorização para o plantio de eucaliptos a cinco metros das casas.
Igualmente solicitou, verbalmente e por escrito, esclarecimentos sobre o estado de execução do Programa Municipal das Hortas Comunitárias.

Também sobre a não execução pela Comissão Municipal de Toponímia, da colocação do nome do Dr. Diamantino Henriques numa artéria da cidade, em resultado da aprovação unanime desse desígnio pela Assembleia de Freguesia de Viseu, quis saber se tal se devia a preconceitos ideológicos, pelo facto de se tratar de um médico comunista?

Sobre a informação política do Presidente da Câmara à Assembleia, considerou a eleita da CDU, que embora ela seja mais moderada e menos encomiástica, contém os traços basilares dos grandes desígnios do mandato, a começar pela “solidez financeira”. Considerou Filomena Pires que, sobre esta matéria, o País tem abundantes exemplos de “boa gestão e solidez financeira”, até de “cofres cheios”, mas que deixaram o território vazio de investimento, necessário à resolução de problemas elementares, para a elevação da qualidade de vida do povo.

Nos Pontos 8 e 9 discutiram-se as alterações aos Regulamentos do Viseu Solidário e do Viseu Habita. Filomena Pires disse sobre esta matéria “não poder concordar com a proposta de discriminação positiva, por entender que é uma alteração peregrina, que corre atrás do fetiche das “famílias numerosas”. Quanto ao regulamentado do Viseu Habita e do conteúdo dos seus artigos 5º e 13º, disse “parecerem ser incluídos por encomenda e sobre a pressão de acontecimentos recentes, relativos ao Bairro de  Paradinha”, quando referem que  “a prática de ameaças ou a tentativa de coação sobre o funcionário pelo requerente (de habitação) ”, são motivo de exclusão”. Devia haver uma ressalva quando se trate de casos de vítimas de violência doméstica. Nestes casos, esclareceu a eleita da CDU, o agressor é membro do agregado e muitas vezes procura interferir no processo de autonomização da vítima, nomeadamente através da agressão física ou verbal de terceiros, que apoiam esse processo.

Os pontos 14 e 15, eram relativos a pedidos infundados de “Reconhecimento de Interesse Municipal” , de obras ilegais na Quinta de Lemos e em Vila Chã de Sá. “Alguém anda a aconselhar os infratores a invocar o DL nº 165/2014 de 5 de Novembro, para branquear tudo quanto é ilegalidade e tenho cá um palpite de que sei quem é”, referiu na discussão Filomena Pires. O objectivo da Câmara é “legalizar” através do referido DL 165/2014, obras ilegais que contrariam o PDMViseu.

“Volto a formular a pergunta já por mim aqui feita sobre um assunto similar: para que serve o PDM? Para ser alterado quando convém a determinados interesses? Estamos perante a consumação sem pudor, do princípio de que a ilegalidade compensa. Infringe-se a lei sem problemas, pois haverá sempre um DL 165/2014, para promover a legalização”. “O Ministério Público tem de tomar conhecimento desta catadupa de legalizações “forçadas”. A aprovação destes pedidos de “interesse municipal”, a verificar-se, desautoriza os técnicos da Câmara, cria o princípio da impunidade para os prevaricadores e demonstra, mais uma vez, que o PDMViseu é um instrumento de ordenamento do território municipal, que apenas alguns estão obrigados a cumprir”, concluiu Filomena Pires.

A sessão não terminou sem que a arrogância e má educação do Presidente assuma-se, como resposta à fundamentada argumentação política produzida por Filomena Pires sobre os últimos pontos em discussão. O insulto gratuito é sempre a última arma dos sem razão.

Por Notícias de Resende | segunda-feira, 26 de junho de 2017 | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal de Lamego, deteve, dia 24 de junho, um homem com 36 e uma mulher com 42 anos, por exploração de máquinas de jogo ilícito e um outro com 71 anos, por jogo ilícito de apostas desportivas.

As detenções ocorreram no âmbito de uma fiscalização de estabelecimentos de restauração e bebidas, tendo sido apreendido:
•         Duas máquinas de roleta electrónica;
•         Uma máquina de apostas desportivas à cota de base;
•         Uma impressora;
•         59 euros em dinheiro.

Os detidos encontram-se neste momento a ser presente no Tribunal Judicial de Lamego.

A operação decorreu com a colaboração de militares do Posto Territorial de Resende.

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , , , , | Com 0 comentários
No próximo fim de semana, 1 e 2 de julho, o Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa monta o(s) palco(s) na Casa da Quinta da Calçada, em Oliveira do Douro, no concelho de Cinfães. O programa para os dois dias apresenta, como vem sendo habitual, concertos para pequenos e graúdos, espetáculos de teatro e de marionetas para toda a família e criações musicais colaborativas da comunidade. A entrada é gratuita.

No sábado, dia 1, “abre-se o pano” às 15h30, com a peça de teatro Muita tralha pouca tralha, com direção artística de Catarina Requeijo, em coprodução com a Formiga Atómica Associação Cultural e o Teatro Maria Matos. Se o Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa já anda em viagem desde maio, o casal Querido está pouco habituado a viajar. No entanto, decide ir ver a sua sobrinha Manela participar numa corrida de automóveis, mas antes da viagem é preciso preparar a bagagem. É aqui que os problemas começam. Levam o quê? Pouca tralha? Muita tralha? Apenas o essencial? Estas decisões difíceis podem complicar o início da viagem. Só o início?... É o que vamos ver.

A partir das 16h00, escutaremos Calcutá, ou seja, Teresa Castro, que viaja entre a folk, a psych, o surf rock, em ambiente quase lynchiano, taciturno e aliciante; o virtuoso guitarrista Marco Luz, de coração aberto para o céu; e Old Jerusalem, que depois de um período de interregno desde 2011, regressou às edições discográficas com A rose is a rose is a rose.

À noite, pelas 21h45, os Dead Combo tomam conta do palco principal. A sua música é indissociável dos espaços (físicos e mitológicos) que a geraram. Sem letras nem palavras, o duo de Tó Trips e Pedro Gonçalves canta o Tejo e Lisboa, Portugal e o Mediterrâneo, uma África idealizada e a vastidão da América, imaginada em Itália nos westerns de Morricone, majestosamente filmada por Wim Wenders e tocada por Ry Cooder.

Para cantarem estes retratos não precisam de uma voz. Precisam apenas de uma guitarra e de um contrabaixo, que, informados por uma certa vivência do rock’n’roll, conjuram anos e anos de música e atravessam continentes, reunindo o fado e os blues na mesma canção. A Bunch of Meninos é o mais recente capítulo de um dos mais belos e singulares corpos de trabalho produzidos em Portugal ao longo da última década.

No domingo, dia 2, o Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa prossegue, às 15h30, com a atuação das Concertinas do Vale do Bestança, um grupo cinfanense, seguindo-se, às 16h30, um espetáculo de marionetas inspirado numa lenda do concelho de Cinfães – Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do cantador –, pela Limite Zero. Romão, que tem andado em digressão com Festival, é um observador, uma entidade que caminha as terras deste país e observa. Romão é um contador de estórias. E é também um ancião. Desde a mais tenra idade da civilização que ele escuta e observa. Do seu local privilegiado, observa discretamente, à medida que as lendas se desenlaçam e tomam forma. O seu olhar atento nunca deixa escapar o pormenor, o detalhe, o humor... Por todas estas razões, quem melhor que Romão para nos encantar com lendas e contos de tempos passados, estórias que têm tanto de autêntico, como de verdadeiro ou educativo.

Às 17h30, o programa apresenta o seu último espetáculo, fechando com o concerto de comunidade Terceiro Andamento. Resultado de uma criação artística colaborativa entre três coletividades artística do Tâmega e Sousa, em palco estarão o Curso Profissional de Música da Escola Secundária/3 Prof. Dr. Flávio F. Pinto Resende, de Cinfães, o Grupo Coral de Resende e o Grupo de Cavaquinhos “Os Amigos de Vilar”, de Lousada, sob direção artística de Ricardo Baptista e António Serginho e criação e composição de André Nunes e Pedro Santos.

Terceiro Andamento insere-se no projeto artístico Sonatas e Tocatas, que nasce do trabalho conjunto de alguns grupos musicais dos 11 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa. Deste trabalho resulta a apresentação de um conjunto de performances inspiradas nos diferentes lugares onde acontecem, cruzando repertórios e abordando-os de forma arrojada e contemporânea. Este é, ainda, um projeto de construção social e cultural, que procura criar pontes dentro deste território e provocar novas perspetivas acerca do património com que interage. Novas criações, concebidas em conjunto, que partem da música e de repertórios locais, mas que convidam o público a um novo olhar e a uma nova audição sobre a sua própria herança cultural.

O Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa é um convite a uma viagem entre a memória, o tempo histórico e a contemporaneidade, guiada por propostas artísticas de reconhecido valor, que propiciarão experiências únicas e irrepetíveis inspiradas nestes lugares, numa relação de simbiose com o espaço, o tempo e o público. É um convite à deambulação pelos jardins, matas e vinhas ao som artistas de referência nacional e internacional. É um convite para descobrir lendas, crenças e imaginários e, em família, construir novas memórias. É um convite para conhecer as comunidades e coletividades culturais do Tâmega e Sousa, amplamente envolvidas e comprometidas na construção do programa artístico do Festival, e beber dos seus saberes e tradições.

Até 23 julho, durante os fins de semana, percorrendo casas, solares e quintas de estilo barroco dos municípios do Tâmega e Sousa, o Festival propõe concertos, espetáculos para famílias e novas criações artísticas, envolvendo artistas de referência nacional e internacional da música contemporânea e coletividades culturais do Tâmega e Sousa.

O Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa é promovido pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, em articulação com os municípios que a integram, e em parceria com a Direção Regional de Cultura do Norte e com a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal. Esta iniciativa é um projeto cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.


Programa do Festival Confluências – Quintas do Barroco do Tâmega e Sousa

A Casa da Soenga, em Resende, recebe o Festival no fim de semana de 8 e 9 de julho. O programa inclui, no dia 8, a peça de teatro para famílias Mariela, pela companhia Nuvem Voadora (15h360), um ciclo de concertos com Ana, Homem em Catarse e Gobi Bear (16h00) e um concerto dos Birds Are Indie (21h45) e, no dia 9, uma atuação do Grupo de Bombos “BomMouros” (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do sardão de Cárquere, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Terceiro Andamento (17h30).

No penúltimo fim de semana, a 15 e 16 de julho, o Festival visita o Solar dos Brandões (Museu Arqueológico da Citânia de Sanfins), em Paços de Ferreira. O programa inclui, no dia 15, a peça de teatro para famílias Mito móvel, por Vera Alvelos (15h00), um ciclo de concertos com Villa Nazca, The Partisan Seed e Coelho Radioactivo (16h00) e um concerto de Noiserv (21h45) e, no dia 16, uma atuação das Castanholas de Freamunde – Pedaços de Nós (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda dos três sapinhos, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Quarto Andamento (17h30).

O Festival encerra o seu périplo no Solar da Fisga, em Castelo de Paiva, no fim de semana de 22 e 23 de julho. O programa inclui, no dia 22, a peça de teatro para famílias A Odisseia, por Jorge Loureiro e Leonor Barata (15h00), um ciclo de concertos com Lourenço Crespo, Grutera e Minta & The Brook Trout (16h00) e um concerto de Samuel Úria (21h45) e, no dia 23, uma atuação dos Amigos da Sexta (15h30), o espetáculo de marionetas Lendas da nossa terra por Romão, o ancião: lenda do Marmoiral de Sobrado, pela Limite Zero (16h30), e o concerto de comunidade Quarto Andamento (17h30).