Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Viseu: PCP: Ministério da Justiça responde a perguntas do GP do PCP sobre “Situação de Sobrelotação do Estabelecimento Prisional de Viseu”
segunda-feira, 22 de maio de 2017 Publicado por Notícias de Resende

Em 12 de Abril de 2017, o Grupo Parlamentar do PCP, através da deputada Ana Virgínia Pereira, questionou o Ministério da Justiça, sobre a “Situação de Sobrelotação do Estabelecimento Prisional de Viseu”.

O GP do PCP, dirigiu à Senhora Ministra da Justiça, três perguntas objectivas: “Se o Governo, confirma para 2017, a realização de obras de requalificação do EPE do Campo? Para quando prevê o início das obras? Se considera o Governo encerrar o Estabelecimento Prisional Regional da cidade de Viseu, conhecido com “antiga cadeia da comarca”, sobrelotado e sem condições de acolhimento dos reclusos, após as obras no EPE de S. José do Campo?

Respondeu agora a Senhora Ministra da Justiça a uma das três perguntas. Confirma o objectivo do seu Ministério em requalificar o EP de São José do Campo, em Viseu, num investimento a desenvolver em três fases (ver Resposta do Ministério da Justiça, em Anexo).

Na primeira fase de obras, prevê o Ministério da Justiça elevar a lotação do EPE do Campo para 200 reclusos, reabilitando as instalações ainda em falta e construindo dois pavilhões do regime Fechado, pavilhão para Regime de dias livres de prisão, um parlatório, uma central térmica e uma lavandaria.
Na fase seguinte e ainda segundo a resposta que nos foi enviada,  haverá lugar à ampliação/construção de instalações para criação de oficinas, salas de aula, armazéns, salas de convívio.

Na última fase, prevê o Ministério da Justiça proceder à construção/ampliação de um novo pavilhão prisional com capacidade para 150 reclusos, a par da criação de uma unidade para regime disciplinar, unidade de separação e unidade de segurança e de admissão.

Todas estas obras, quando concretizadas, transformarão o EPE de São José do Campo numa unidade de referência nacional, incorporando mais valias evidentes para o Concelho, nomeadamente ao nível do emprego.

Contudo, a Senhora Ministra da Justiça não comunicou as datas para o início das obras, não fez qualquer referência à resolução imediata dos problemas de sobrelotação no EPE Regional de Viseu, nem respondeu ao questionamento sobre se o Governo tenciona encerrar a “antiga cadeia da comarca”, após a conclusão das obras no EP de São José do Campo.

Ausência de respostas, que irão motivar novas perguntas do GP do PCP à Senhora Ministra da Justiça, procurando desse modo obter a solução dos problemas de sobrelotação e péssimas condições de alojamento dos reclusos no EPE da Cidade de Viseu (este estabelecimento detinha, inicialmente, lotação para 37 indivíduos e alberga 62, o que faz dele, a par de Setúbal e Aveiro, dos mais sobrelotados do País), geradoras do aumento da tensão e potenciadoras do conflito, o que pode resultar em graves problemas de segurança.

Notícias de Resende

Obrigado pela sua sua visita..!

0 comentários para "Viseu: PCP: Ministério da Justiça responde a perguntas do GP do PCP sobre “Situação de Sobrelotação do Estabelecimento Prisional de Viseu”"

Deixe um comentário

Regras de utilização aceitável do noticiasderesende.com

Não obstante as regras definidas e a diligência e zelo a que NOTÍCIAS DE RESENDE se propõe, não é possível um controlo exaustivo dos comentários dos utilizadores e, por isso, não é possível a NOTÍCIAS DE RESENDE garantir a correção, qualidade, integridade, precisão ou veracidade dos referidos comentários.

NOTÍCIAS DE RESENDE não é responsável pelo teor difamatório, ofensivo ou ilegal dos comentários. Todos os textos inseridos nas caixas de comentários disponibilizadas em www.noticiasderesende.com expressam unicamente os pontos de vista e opiniões dos seus respetivos autores.

Apesar da referida impossibilidade de exercer um controlo exaustivo, NOTÍCIAS DE RESENDE reserva-se o direito de bloquear e/ou de retirar das caixas de comentários quaisquer mensagens que contrariem as regras que defende para o bom funcionamento do site, designadamente as de caráter injurioso, difamatório, incitador à violência, desrespeitoso de símbolos nacionais, racista, terrorista, xenófobo e homofóbico.

Os comentadores são incentivados a respeitar o Código de Conduta do Utilizador e os Termos de Uso e Política de Privacidade que podem ser consultados neste endereço:
http://www.noticiasderesende.com/p/politica-de-privacidade.html