Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Moimenta da Beira: Moimenta da Beira passou a integrar a Rede de Judiarias de Portugal
sábado, 11 de fevereiro de 2017 Publicado por Notícias de Resende

Os sinais (e as marcas) da presença de judeus no concelho de Moimenta da Beira, documentada desde o crepúsculo da Idade Média, estão ainda hoje espalhados pelo território moimentense, e são muito significativos. Essa presença foi tão forte que ficou o epíteto de “judeus” aos habitantes de Leomil, a maior freguesia em área. Mas há mais reminiscências ‘guardadas’ noutras aldeias seculares do concelho, como Cabaços, onde se encontram segredos de outros tempos em casas antigas onde as pedras dos portais estão marcadas pela devoção e pelo medo. Embora os pós já preencham os vazios, os cunhos perpetuados no granito imortalizam a história das famílias judias e cristãs-novas que as habitaram. A “Casa da Moimenta” ou a “Casa do carrasco”, como também é conhecida, imóvel situado no centro histórico da sede de concelho, cuja aquisição foi decidida pela Câmara Municipal, é outro testemunho vivo da presença de judeus.

É por isso que Moimenta da Beira, terra de escritores e de escritas, onde ainda se sente a alma sefardita (termo usado para referir aos descendentes de judeus originários de Portugal e Espanha) num sopro de vento, longo e persistente, com memórias de inquisições, tormentos e de paz, passou a integrar a Rede de Judiarias de Portugal, associação que já congrega outros 36 municípios de norte a sul de Portugal. São eles: Alenquer; Almeida; Belmonte; Bragança; Castelo Branco; Cascais; Castelo de Vide; Covilhã; Elvas; Évora; Figueira de Castelo Rodrigo; Fornos de Algodres; Freixo de Espada à Cinta; Fundão; Gouveia; Guarda; Idanha-a-Nova; Lamego; Leiria; Lisboa; Manteigas; Mêda; Penamacor; Penedono; Pinhel; Porto; Reguengos de Monsaraz; S. João da Pesqueira; Sabugal; Seia, Tomar; Torre de Moncorvo; Torres Vedras; Trancoso, Vila Nova de Foz Côa e Vila Nova de Paiva.

No site oficial da Rede de Judiarias de Portugal - Rotas de Sefarad, é referido que a Rede “é uma associação com carácter público mas de direito privado e que tem por fim uma atuação conjunta, na defesa do património urbanístico, arquitetónico, ambiental, histórico e cultural, relacionado com a herança judaica. Assim, a Rede de Judiarias de Portugal, fundada em 17 de Março de 2011, pretende conjugar a valorização histórica e patrimonial com a promoção turística, ação que ajudará igualmente a descobrir uma forte componente da identidade portuguesa e peninsular”, uma estratégia que pode potencializar muito o concelho de Moimenta da Beira em variadíssimas áreas do turismo cultural e patrimonial.  

O contributo dos judeus portugueses para a história do mundo foi enorme; desde a ciência náutica que há mais de 500 anos deu ao país um avanço decisivo para o início da globalização, à evolução da economia mundial e da medicina, muitos foram os sectores em que o papel dos sefarditas nacionais se tornou preponderante.

Notícias de Resende

Obrigado pela sua sua visita..!

0 comentários para "Moimenta da Beira: Moimenta da Beira passou a integrar a Rede de Judiarias de Portugal"

Deixe um comentário

Regras de utilização aceitável do noticiasderesende.com

Não obstante as regras definidas e a diligência e zelo a que NOTÍCIAS DE RESENDE se propõe, não é possível um controlo exaustivo dos comentários dos utilizadores e, por isso, não é possível a NOTÍCIAS DE RESENDE garantir a correção, qualidade, integridade, precisão ou veracidade dos referidos comentários.

NOTÍCIAS DE RESENDE não é responsável pelo teor difamatório, ofensivo ou ilegal dos comentários. Todos os textos inseridos nas caixas de comentários disponibilizadas em www.noticiasderesende.com expressam unicamente os pontos de vista e opiniões dos seus respetivos autores.

Apesar da referida impossibilidade de exercer um controlo exaustivo, NOTÍCIAS DE RESENDE reserva-se o direito de bloquear e/ou de retirar das caixas de comentários quaisquer mensagens que contrariem as regras que defende para o bom funcionamento do site, designadamente as de caráter injurioso, difamatório, incitador à violência, desrespeitoso de símbolos nacionais, racista, terrorista, xenófobo e homofóbico.

Os comentadores são incentivados a respeitar o Código de Conduta do Utilizador e os Termos de Uso e Política de Privacidade que podem ser consultados neste endereço:
http://www.noticiasderesende.com/p/politica-de-privacidade.html