Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | sábado, 27 de setembro de 2014 | Publicado em , | Com 0 comentários
No passado dia 11 de Agosto, a Irmandade S. Francisco Xavier em parceira com a empresa RRA Consultores, Lda, entregou aos formandos os certificados de frequência da ação de formação “Assistente familiar e de apoio a comunidade”.

A cerimónia decorreu nas instalações da Irmandade S. Francisco Xavier, em S. Martinho de Mouros, Resende e contou com a presença do Juiz da Irmandade, Sr. António Fonseca, do Eng. Óscar Rodrigues responsável da RRA, Consultores, Lda, da Dra Anabela Oliveira e da Dra Teresa Pais, ainda estiveram presentes toda a equipa de formadores e os formandos que frequentaram esta ação de formação.

Esta ação de formação foi promovida pela Irmandade S. Francisco Xavier em parceira com a RRA Consultores e ao longo de 8 meses proporcionou aos formandos a possibilidade de desenvolverem as suas competências na área social, nomeadamente na produção alimentar, nos cuidados humanos básicos e de saúde, na lavandaria e higienização de espaços, roupas e produtos, na área comportamental, no atendimento personalizado, e ainda em áreas transversais como o Português, a matemática e a informática, ferramentas estas que permitiram aos formandos uma melhoria nas suas competências e da sua auto-estima. Conforme explicou um formando, “.. eu achava que já não era capaz de aprender, mas agora estou mais confiante, e pelo que fiz aqui, sei que posso conseguir…”
O Sr. António Fonseca, deu os parabéns aos formandos e ainda lhes deu uma palavra de estímulo para que não desistam de lutar pelos seus sonhos, sublinhou também que a Irmandade S. Francisco Xavier, estará sempre disponível para abraçar projectos que apoiem as pessoas que deles precisem, contribuindo para o seu bem estar e melhoria das suas condições.

A Irmandade S. Francisco Xavier, é uma Instituição com mais de 700 anos de existência. Tem como objectivo ajudar os mais desfavorecidos e  promover o culto religioso ao S. Francisco Xavier e ao Sr. do Calvário. A Irmandade abrange uma área de quatro freguesias do Concelho de Resende, sendo elas: S. João de Fontoura, Paus, Barrô e S. Martinho de Mouros. Tem valências de lar de idosos , centro de dia e dinamiza várias actividades culturais, desportivas  e de ocupação de tempos livres para jovens.

A RRA, Consultores, Lda, foi fundada em 1997 é uma empresa de formação e consultoria que tem como missão contribuir para o desenvolvimento de factores de competitividade nas empresas e indivíduos. É uma empresa de referência no sector, evidenciado um crescimento contínuo e sustentado ao longo dos últimos anos. A RRA presta serviços para algumas de maiores e mais inovadoras empresas a operar em território nacional. Possui a sua sede em Matosinhos e um Centro de Formação totalmente equipado na mesma cidade. É Certificada pela DGERT em 24 áreas e possui Sistemas de Gestão da Qualidade implementado segundo a Norma NP EN ISO 9001:2008.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Já começou a época para o Grupo Desportivo de Resende, época que, para já, fica marcada por dois empates.

O Campeonato da Divisão de Honra da A. F. de Viseu começou com a receção ao Mangualde, no dia 14 de Setembro pelas 17h00 no Estádio Municipal de Fornelos.

Pelo Grupo Desportivo de Resende, alinhou no onze inicial: Marco Duarte, João Mário, Rui Coelho, Rogério, Caio, Tiago Correia, André Correia, Gaio, Coutinho, César e Carlitos. No banco, o treinador Tomás tinha Diogo, Salgueiro, Daniel, Sala, Pirata e Rui Felisberto. Viriam a entrar em jogo, por substituição: Pirata, Rui Felisberto e Sala.

No Mangualde, o onze inicial era composto por: João Albuquerque, Pedro, Nelson, Anastácio, Vinicius, Célio, Filipe, Fábio Rebelo, Lucas, Fábio Marques e Paulita. No banco, o treinador Jorge Valente tinha Lucas, Rui Querido, João Lopes, Negrete, Sérgio, Pipo e Sarmento.

Apesar da tentativa do Resende controlar a partida desde cedo, um lance furtuito a meio da primeira parte veio derrubar aquilo que seria o plano e a ideia da equipa para o jogo, o Mangualde fazia assim o 0-1 e colocava-se em vantagem na casa do adversário.

Demorou alguns minutos, mas houve reação dos homens de Resende que resultou no ganho de uma grande penalidade, depois de André Correia ter sido derrubado quando tentava perfurar a defesa do Mangualde dentro da área. Outro André, o Coutinho, foi chamado a conversão e não falhou, reestabelecendo assim o empate no Municipal de Fornelos mesmo em cima do intervalo.

A segunda parte foi diferente: o G.D. Resende entrou decidido a dominar o jogo mas, um lance de bola parada veio mais uma vez demover a equipa resendense de qualquer objetivo. O Mangualde colocava-se de novo em vantagem, depois de um canto em que a bola passou toda a defesa e acabou dentro da baliza depois do homem do Mangualde apenas encostar. Erro defensivo que custou nova desvantagem em casa para o Grupo Desportivo de Resende. Mas, nem por tudo isto, a equipa da capital da cereja deixou de acreditar: continuou a controlar o jogo e a tentar o golo… mas, a arma secreta estava no banco. Tomás Bernardo lançou Pirata para o lugar de ponta de lança, e foi ele mesmo, que numa jogada de insistência marcou o golo a poucos minutos do fim, que viria a dar o resultado final e um mal menor, depois de o Grupo Desportivo de Resende estar em desvantagem por duas vezes.

O empate a duas bolas (2-2) foi o resultado final com a divisão de pontos entre as duas equipas.
No final do encontro, o treinador do Grupo Desportivo de Resende, em declarações, referiu que a equipa lutou pelos três pontos, tal como vai fazer em todos os jogos. “Na primeira parte fomos superiores, só houve uma equipa na primeira parte que quis marcar e essa equipa fomos nós. Acabamos por sofrer o golo num lance individual, onde fomos muito lestes nas coberturas e é um facto que acabamos por ter sorte em conseguir fazer o empate já em cima do intervalo. Na segunda parte, como normalmente acontece, os primeiros minutos são sempre mais mornos e até ao segundo golo do Mangualde as coisas estiveram equilibradas. Depois do golo, votamos a ser superiores, conseguimos novamente o empate e, com alguma sorte, podíamos até ter feito o 3-2 na parte final do encontro. Não é um resultado que me choca muito pelo que se passou em campo, acho que até se pode aceitar mas reitero que aqui hoje, neste campo, só o Resende quis ganhar.”

Rogério, jogador do Grupo Desportivo de Resende, também falou ao Notícias de Resende reforçando a ideia de que os primeiros jogos são sempre complicados porque as equipas muitas vezes não estão na máxima força afirmando que o Resende também não estava. “Temos alguns jogadores lesionados, outros castigados que nos fizeram alguma falta, mas apesar de tudo acho que estivemos bem. Sofremos dois golos que não podemos sofrer, mas no global acho que estivemos bem. Pelo jogo que fizemos, merecíamos ter ganho”, disse Rogério no final do encontro.

Na segunda jornada do Campeonato, os homens de Resende foram até Sernancelhe, no dia 21 de Setembro.

Um campo tradicionalmente difícil e onde o Resende não consegue singrar há algum tempo. Na época passada viria a perder por 1-0 na deslocação ao Complexo Desportivo da Pedreira, em Sernancelhe.

O onze inicial do Grupo Desportivo de Resende foi o mesmo que alinhara há uma semana no jogo frente ao Mangualde, já descrito em cima.

A primeira parte não correu bem à equipa visitante: o Resende não conseguiu tomar conta do jogo e demorou a conseguir posse de bola. O Sernancelhe tentava chegar ao golo mas a defesa do Resende, apesar de tudo, não concedia oportunidades claras de golo. O Resende também atacou e criou oportunidades mas sem sucesso. O jogo esteve muito partido na primeira parte, não havendo um claro domínio por qualquer uma das equipas.

Na segunda parte e à imagem do primeiro jogo, a equipa resendense reagiu e tomou conta do jogo, sendo esse o tónico de toda a segunda parte. Logo a abrir, Pirata que teria entrado para o lugar do lesionado César, que teve de ser assistido no hospital local, teve a oportunidade de fazer golo, numa jogada de contra-ataque em que fica praticamente isolado e cara a cara com o guarda-redes do Sernancelhe mas permite a defesa do mesmo.

O Resende continuou a construir jogadas de ataque mas que por este ou aquele motivo, ou até mesmo falta de sorte, não conseguiu concretizar em golo, apesar do domínio muito claro, principalmente nesta segunda parte.

Houve ainda tempo para ver entrar Rui Felisberto e Salgueiro, saindo Carlitos e Gaio, respetivamente.

E assim terminava a partida com um nulo, no Complexo Desportivo da Pedreira.

“Viemos com a estratégia de controlar o jogo, para que depois, à medida que o tempo fosse passando, nomeadamente depois do intervalo podermos arriscar um pouco mais. Foi isso que acabou por acontecer mas na segunda parte acordamos um bocadinho tarde, mais tarde do que o devíamos ter feito e apesar das oportunidades e de estarmos várias vezes em cima do adversário não conseguimos o golo. Tivemos também alguns azares: jogadores que saíram lesionados, outros que não saíram porque fizeram o esforço de continuar em campo. Não saímos daqui satisfeitos porque queríamos a vitória.”, concluiu Tomás Bernardo, treinador do Grupo Desportivo de Resende em jeito de balanço do jogo.

João Pereira
joaopereira@noticiasderesende.com
Por Notícias de Resende | sábado, 13 de setembro de 2014 | Publicado em , , , , | Com 0 comentários
Baião, 12 set (Lusa) - O vice-presidente da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), Rui Cernadas, disse hoje à Lusa que o atendimento noturno nos centros de saúde de Baião e Resende vai encerrar.

Rui Cernadas admitiu apenas que o encerramento possa ocorrer de forma gradual, o que, frisou, já está a ser analisado com os presidentes das duas câmaras municipais.

Em declarações à Lusa, em Penafiel, onde hoje participou nas comemorações dos 35 anos do Serviço Nacional de Saúde, organizadas pelo Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, o dirigente da ARS-N sublinhou que o encerramento daqueles serviços em Baião e Resende decorre da pouca procura.

À Lusa, admitiu também ter sido o autor da decisão técnica de encerramento.

Rui Cernadas avançou que, em média, apenas 1,5 utentes recorrem por noite ao atendimento nos dois centros de saúde, o que considerou insuficiente e não justificar o custo de 250.000 euros anuais associado ao funcionamento dos serviços reclamados pelos autarcas.

No dia 28 de agosto, os presidentes das câmaras de Baião e Resende anunciaram, em comunicado, que os centros de saúde daquelas localidades iriam manter-se a funcionar durante a noite.

A posição de José Luís Carneiro, de Baião, e Manuel Trindade, de Resende, contrariava o anúncio feito naquele dia pela Administração Regional de Saúde do Norte de que o atendimento noturno (das 24:00 às 08:00), devido à "pouca procura de doentes", deixaria de funcionar nos dois centros de saúde, a partir de domingo.

No documento conjunto enviado pelos municípios à Lusa, podia ler-se que "os centros de Saúde de Baião e de Resende continuarão a funcionar 24 horas por dia, como até aqui", acrescentando-se que "a informação foi prestada por entidades oficiais aos autarcas".

Anunciava-se também que para as semanas seguintes estavam previstas reuniões entre os autarcas e os responsáveis da ARS-N e da Secretaria de Estado da Saúde.

Contudo, Rui Cernadas disse hoje à Lusa que nas conversas que estão a ser mantidas com os dois presidentes de câmara, envolvendo o secretário de Estado da tutela, estuda-se um eventual período de transição para adaptação da população.

"Pedimos a compreensão deles para possibilitar uma solução que rentabilize os recursos", comentou.

Em aberto estão várias possibilidades, incluindo o funcionamento alternado, semana a semana, entre os serviços dos dois concelhos vizinhos ou a manutenção do atendimento noturno apenas durante o fim de semana.

Ainda a propósito dos custos do atendimento noturno em Baião e Resende, o representante da tutela da saúde no norte do país admitiu que ficava mais barato à ARS-N pagar a um táxi para transportar os doentes ao hospital de Penafiel.

APM // JGJ

Lusa/fim
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Foi perante centenas de pessoas que o Grupo Desportivo de Resende versão 2014/2015 se apresentou no passado Domingo, dia 7 de Setembro, no Estádio Municipal de Fornelos.

A chuva que tinha ameaçado durante a manhã, parou ao início da tarde e deu lugar a uma apresentação inédita nas hostes resendenses.

A turma de Hip Hop da Escola ArtDance deu um toque diferente e inovador a uma apresentação que prometia ser especial em relação a tudo aquilo que o Grupo Desportivo de Resende tinha feito até hoje. A parceria entre a Associação Espalha Animação e o G. D. de Resende resultou numa fantástica combinação entre o futebol e a dança, mas sobretudo do desporto em geral e daquilo que deve ser a colaboração associativa.

Depois da dança de Hip Hop trazida pela Espalha Animação/ArtDance, foi a vez do Grupo Desportivo de Resende apresentar os atletas dos Escalões de Formação, revelando que este ano contará com os escalões de Petizes, Traquinas, Benjamins, Infantis, Iniciados, Juvenis e o tão esperado regresso da equipa de Juniores.

Antes do momento mais esperado da tarde, a apresentação do Plantel Sénior que vai disputar a Divisão de Honra da A. F. Viseu, Alexandre Bastos, Presidente da Direção do Clube, dirigiu várias palavras aos presentes, pedindo sobretudo que apoiem o clube ao longo da época.

A apresentação do Plantel Sénior foi individual e foram muitos os aplausos que se ouviram para os pupilos do treinador Tomás Bernardo para esta época 2014/2015. São eles: André Coutinho, Daniel Pereira, Hugo Monteiro, João Mário, José Marante, Rogério Vieira, Rui Felisberto, José Filipe Sala, Tiago Correia, Marco Duarte, Gaio, César Alves, Carlitos, Rui Coelho, Diogo Lourenço, Pedro Pirata, Salgueiro, André Correia, Caio e Câe Monteiro. Para além de Tomás, na equipa técnica foram ainda apresentados: Daniel Miranda (Treinador Adjunto), Pedro Lima (Fisioterapeuta) e Ismael Pereira (Técnico de Fisioterapia).

Seguiu-se o jogo frente ao Mondinense, clube da A. F. de Vila Real que terminou com a vitória da equipa visitante por 1-2. Um resultado que se pode considerar injusto, tendo em conta as muitas oportunidades que o Grupo Desportivo de Resende criou, principalmente na segunda metade do jogo. Ressalvar que o Mondinense tinha também mais tempo de treino que a equipa resendense.

No próximo Domingo, dia 14 de Setembro, o Resende inicia a caminhada na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Viseu, recebendo em casa o Mangualde pelas 17h00. Na segunda jornada, dia 21, desloca-se a Sernancelhe.

João Pereira
joaopereira@noticiasderesende.com

Fotografia: Rafael Barbosa
Por Notícias de Resende | quinta-feira, 4 de setembro de 2014 | Publicado em , , | Com 0 comentários
Nas palavras do Dr. Jaime Alves, “não se pode defender uma coisa e fazer o seu contrário. Por um lado, o PS Resende fala em protecção no trabalho, por outro, são os próprios a promoverem a precariedade, deixando estes profissionais à sua conta e risco, fazendo de conta que são prestadores de serviços, o que é falso: trabalham há anos para a autarquia e têm horários definidos. Deveriam ter direito a segurança social, subsídio de alimentação e ADSE”.

Foi na reunião de Câmara do passado dia 06 de Agosto de 2014 que os Vereadores da coligação “PSD/CDS por Resende” acusaram a maioria socialista na Câmara Municipal de recorrer a falsos recibos verdes para contratarem professores de música e de educação física.

Nessa reunião, o Vereador Prof. Joaquim Pereira defendeu que “esta opção prejudica os professores destas actividades, que ficam desprotegidos em termos laborais, mas, também, os alunos e, consequentemente, as suas famílias”. Acrescentam que “esta forma de contratualização de serviços não carece de abertura de concurso, o que impossibilita que outros resendenses se possam candidatar”.

Em substituição do Sr. Presidente da Câmara, a Vereadora responsável pelo pelouro da educação, Prof.ª Sandra Pinto, respondeu que “a forma de contratação é a mesma dos anos anteriores, sendo aquela que a maioria (PS) entende dar mais garantias” (ata da reunião de Câmara de 06.08.2014).
Os eleitos da coligação PSD/CDS, ao verem rejeitada a sua pretensão, abstiveram-se na votação por considerarem a “necessidade das actividades terem início brevemente”.

A proposta foi aprovada com os votos favoráveis da maioria socialista.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O regresso das férias judiciais, que ocorreu no dia 1 de Setembro, foi de luto para o Concelho de Baião.

A luta iniciada pelos autarcas, advogados, funcionários judiciais e a população de Baião em 2012, contra o encerramento do tribunal de Baião ou  para a perda de competências, proposta pelo atual Governo no novo mapa judiciário, foi ignorada.

O novo mapa judiciário dita que o Tribunal de Baião se mantenha em funcionamento, como uma Instância Local: Secção de Competência Genérica, o que “coloca a população do concelho de Baião perante uma situação de injustiça e desigualdade e, provocará um esvaziamento muito grande do tribunal de Baião que poderá conduzir ao seu encerramento no futuro”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Baião, José Luís Carneiro.

Baião perde muitas competências em áreas fundamentais:  os processos de direito comercial transitam para a Instância de Central de Amarante - Secção de Comércio; as execuções transitam para a Instância Central de Lousada – Secção de Execução; a instrução criminal transita para a Instância Central do Marco de Canaveses – Secção de Instrução Criminal e os processos de família e menores transitam para a Instância Central de Paredes – Secção de Família e Menores . Para todos  os efeitos passará a ser um tribunal de pequena instância, apenas com competência em cível quando o valor seja inferior a 50 mil euros e em crime, para o caso de  crimes com penas inferiores a cinco anos.

O volume processual do tribunal de Baião passará de 1 500 processos anuais para cerca de 250/ano.

O presidente da Câmara Municipal de Baião defende “uma reforma da justiça que garanta maior celeridade processual e simultaneamente maior segurança na decisão judicial”,  o que não acontecerá com o transitar  de processos de tribunais do interior para o litoral.

Dos 311 tribunais que existiam, 20 encerraram, uma vez que os critérios objetivos foram: volume processual inferior a 250 processos por ano e condições rodoviárias/transportes para as populações, face ao volume processual diminuto, que não justificam a conversão para uma secção de proximidade; 264 tribunais foram convertidos em 218 Secções de Instância Central e em 290 Secções de Instância Local (sendo o caso especifico de Baião) e 27 tribunais foram convertidos em 27 Secções de Proximidade.
Por Notícias de Resende | terça-feira, 2 de setembro de 2014 | Publicado em , | Com 0 comentários
Entre os dias 01 e 05 de setembro a Piscina Municipal Coberta abre as portas, gratuitamente, a todos quantos queiram usufruir dos banhos livres, no período entre as 15h00 às 20h00. A partir de 08 de setembro aquele espaço irá retomar o horário de funcionamento normal.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial da GNR de Lamego, no dia 01 de setembro, no concelho de Cinfães, no âmbito de diligências de investigação por caça ilegal, identificou um indivíduo de 36 anos de idade, pelo crime de caça por processos e meios proibidos (laços).

Foram apreendidos 7 laços, tendo o indivíduo sido constituído arguido.


Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
No passado dia 25 de Agosto, o Plantel Sénior do Grupo Desportivo de Resende iniciou os trabalhos de preparação para a Época 2014/2015 que se aproxima a passos largos. Depois da habitual palestra de início de época e sob as ordens do treinador Tomás Borges e do seu adjunto Daniel Miranda, os jogadores iniciaram o primeiro treino desta temporada. Nota para a forte presença da Direção do clube neste primeiro treino.

Tomás Borges, treinador da equipa, em declarações ao Notícias de Resende, afirmou que a continuidade da maior parte dos jogadores do Plantel da época passada é uma vantagem e que está muito satisfeito com os homens que tem à disposição, embora realce que procura ainda um guarda-redes, posição para a qual o G.D. Resende tem apenas Marco Duarte e Diogo Lourenço, este ainda júnior. Tomás, quando questionado sobre os objetivos para esta época respondeu que “o objetivo é fazer o melhor que podermos, sendo que o principal é assegurar a manutenção e depois, se possível, melhorar a classificação da época passada”, relembrando que nos últimos anos a equipa da capital da cereja reforçou o estatuto na Divisão de Honra da A. F. Viseu.

Para além do dia 25 de Agosto, Segunda-feira, o G.D. Resende voltou a treinar na Terça, na Quinta e na Sexta-feira com vista no embate com o Sp. de Lamego que ocorreu no Estádio dos Remédios no dia 31 de Agosto, partida que terminou com um empate a uma bola. Depois da formação resendense estar em desvantagem, Rui Felisberto deu o empate frente a um Lamego que já tinha nas pernas muitas semanas de treino.

A formação resendense volta a treinar no dia 2 de Setembro, Terça-feira e prossegue com os treinos todos os restantes dias dessa semana, sendo que no Sábado, dia 6 de Setembro, recebe o Frende para um jogo treino no Estádio Municipal de Fornelos e no dia 7 de Setembro, Domingo, apresenta-se aos Sócios num jogo frente ao Mondinense, equipa da A.F. Vila Real, também no Estádio Municipal de Fornelos.

O primeiro jogo oficial do Grupo Desportivo de Resende é no dia 14 de Setembro, Domingo, quando recebe na 1ª Jornada da Divisão de Honra da A.F. Viseu, o Mangualde no Estádio Municipal de Fornelos.

João Pereira
joaopereira@noticiasderesende.com
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A tradicional festa do concelho de Resende, denominada Festa da Labareda, está de regresso à vila resendense entre os dias 19 e 29 de setembro, feriado municipal, garantindo dias de muita folia e animação.

O programa é diversificado e abarca música, cultura, desporto e lazer, sendo que o destaque vai para a atuação do conhecido artista musical português “Quim Barreiros” que vai subir ao palco principal no dia 27 de setembro (sábado), a partir das 23h30.

No dia 19 de setembro (sexta-feira), a partir das 21h30, o Auditório Municipal vai receber o espetáculo multimédia “Ecos dos Muros”, numa iniciativa em parceria com a Rota do Românico. O programa do dia 21 de setembro (domingo), vai iniciar-se com o XXVI Encontro de Pescadores (a partir das 7h30), sendo que às 14h30, em frente ao edifício da Câmara Municipal, decorre a já habitual perícia automóvel, onde pilotos provenientes de todo o país irão proporcionar um bom espetáculo motorizado.

No fim de semana seguinte as festas iniciam-se na sexta-feira dia 26 de setembro, pelas 18h30, com a recriação tradicional das “Papas no Pote”, numa organização do Grupo “Os Moleiros de Cárquere”. A partir das 21h30 decorre a atuação do grupo concelhio “Sons do Douro” e da banda “Skeezos”, cujo single "Coisas da Lei" pertence à banda sonora da produção nacional "O Beijo do Escorpião".

No sábado, dia 27 de setembro, o programa inicia-se às 14h30 com a atuação das tradicionais bandas de música de S. Cipriano “A Velha” e “A Nova”, sendo que a partir das 21h30 sobem ao palco a Tuna Feminina “Tesuna” e a Tuna Masculina “TS” da ESTSP, o grupo “Raio de Sol” e o já anunciado Quim Barreiros.

Dia 28 de setembro (domingo) é dia de folclore, com a realização do festival de Folclore, a partir das 15h00, organizado pelo Rancho Folclórico e Etnográfico de Sta. Maria de Cárquere e que conta com a participação de grupos folclóricos oriundos de todo o país. Às 16h00, o auditório municipal recebe o concerto de música alternativa “O Garoto de Chaplin”, espetáculo a realizar em parceria com a Rota do Românico. À noite, a partir das 21h30, atuam os grupos concelhios “Sinopse”, “J. Rabaça + Revenge” e “Feedback”.

O programa culmina no dia 29 de setembro, feriado municipal, com a Feira Anual de S. Miguel, o desfile motorizado/apeado dos Bombeiros Voluntários de Resende que percorrerá as principais ruas da Vila, a partir das 11h30, seguindo-se uma receção no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

À tarde, a festa fica marcada pela atuação dos Ranchos/Grupos Folclóricos do Concelho, a partir das 15h00, no Parque Urbano. As festas encerram com uma noite de espetáculos musicais proporcionada pelos Grupos “TomVintém e Amigos” e “Banda Projeto”, seguindo-se uma grandiosa sessão de fogo de artifício.

Esta festa de fim de verão é uma iniciativa do Município de Resende que pretende cumprir a tradição no concelho e proporcionar momentos de folia e diversão a todos os resendenses e visitantes.