Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | sábado, 27 de abril de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
É altura de balanço, quase final. Faltam 1 jogo para terminar o campeonato distrital de infantis.

Recordo com orgulho alguns jogos, alguns episódios, mas sobretudo um na primeira jornada: em Viseu perdemos 10 a 0! No final procurava uma estratégia para motivar os jogadores, depois de 10 golos sofridos! Um deles aproximasse de mim e diz me, " em São Martinho vamos ganhar , mister! Eu acredito." Na segunda volta vencemos por 5 a 4!!

Durante o campeonato, dos 5 primeiros, empatamos com o 2º, perdemos por 1 com o 3º, vencemos o 4º e o 5º.

Não podemos deixar de estar satisfeitos,pois é o primeiro ano a competir, e para o ano quase todos são infantis.

Crescemos muito, em qualidade de jogo, qualidade de treino, como equipa e como projeto!
Somos clube de formação de jovens atletas e de excelentes alunos.

Não menosprezando outros clubes, julgo que fomos uma lufada de ar fresco na formação desportiva resendense, trabalhando 12 meses por ano, sem paragem! Sem verbas ou subsídios, só com transporte para os jogos e pavilhão gratuitos, cedidos pela Autarquia de Resende.

Por tudo isto representamos : a liberdade, qualidade, sensibilidade e independência.

PORQUE SOMOS MAIS DE 4 LINHAS, 1BOLA, 2 BALIZAS OU 3 PONTOS!

Contem connosco! 

O Coordenador Técnico dos Afonsinhos
Marcos Antunes
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
No passado dia 23 de Abril, a convite do Dr. Jaime Alves, ainda na qualidade de Adjunto do Sr. Secretário de Estado da Economia, o Delegado Regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional do Norte (IEFP), Dr. César Ferreira, realizou várias visitas a empresas e IPSS’s do concelho de Resende.

O intuito destas visitas prende-se com a política de proximidade instituída pelo IEFP ao tecido empresarial local. Destinam-se ao conhecimento empresarial in loco e da divulgação dos programas em curso do Instituto, no âmbito do emprego e da formação profissional, catalisadores de integração de recursos humanos no mercado de trabalho.

Nas palavras do Dr. Jaime Alves, "nos dias que correm, todas as ajudas são preciosas e não podem ser desperdiçadas. É obrigação do poder político autárquico estar atento às medidas de promoção de emprego, divulgando-as junto das empresas e dos cidadãos. É com resiliência que vamos vencer a crise que nos assola. Juntos, pondo de parte o discurso negativo, sem nunca baixar os braços, vamos ultrapassar esta fase difícil da nossa vida coletiva."

Nesta primeira jornada, as empresas e IPSS’s visitadas foram:
- Resengás
- Santa Casa da Misericórdia de Resende (IPSS)
- Cermouros
- Irmandade S. Francisco Xavier (IPSS)
- Fábrica das Águas de S. Cristóvão
- Pinto Bernardino & Filho
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 1 comentários
Célia Monteiro
Nutricionista
Sabia que cerca de 50 a 70% do seu corpo é constituído por água? Pois é, na realidade a água desempenha múltiplas funções no nosso organismo, e nenhum ser humano consegue viver muito tempo sem ela!

Transporta nutrientes e oxigénio para as células e substâncias tóxicas para fora do corpo, regula a temperatura corporal, ajuda a controlar o apetite e o peso corporal, funciona como meio para todas as reações do organismo, interfere no funcionamento de todos os órgãos e tecidos do nosso corpo….etc.

Uma correta hidratação é de tal forma importante que, a curto prazo, a sua ausência pode implicar cansaço, fraqueza muscular, dificuldades de concentração e raciocínio mental, dores de cabeça e mal-estar geral. A longo prazo, a desidratação é responsável por complicações a nível cardíaco, renal, respiratório e digestivo.

Sendo assim, e se é pela nossa saúde e bem-estar, o que custa ter sempre uma garrafa de água connosco?

Mas nem só de água vive o Homem…pelo menos na sua forma líquida e transparente tal como a conhecemos.

Já reparou que a água está no centro da Nova Roda dos Alimentos? Isto diz-nos que além de ser um bem essencial, a água faz parte de quase todos os alimentos em especial os hortofrutícolas. Estes são ricos em água, e consumidos nas porções aconselhadas contribuem para satisfazer parte das nossas necessidades hídricas diárias, que segundo as recomendações são de 2l para as mulheres e 2,5l para os homens. As recomendações, que podem variar em função da idade, do clima, da atividade física e do tipo de alimentação, à primeira vista parecem ser complicadas e até quase impossíveis de cumprir, mas se não podemos ser perfeitos pelo menos façamos o nosso melhor!

Beba água, leite, sumos e néctares, chás e infusões; e coma sopa, saladas e fruta! Evite as bebidas ricas em calorias e vazias de nutrientes como os refrigerantes e as bebidas alcoólicas.

Hidrate-se de forma saudável!

Célia Monteiro
Nutricionista
celiamonteiro@noticiasderesende.com
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Acácio Pinto
Deputado do PS
Os espaços escolares, salas de aula e logradouros, têm que merecer, por parte dos responsáveis, uma atenção permanente para que a qualidade do ensino e da aprendizagem e a segurança dos alunos e profissionais não sejam nunca aligeiradas.

Este aspeto, porém, não tem estado na ordem do dia por parte dos responsáveis políticos do ministério da educação e deste governo. Direi mesmo que tem sido negligenciado por este governo.

Se em termos globais podemos dizer que temos uma rede edificada que cobre, de modo adequado, todo o território nacional, já no que concerne às necessárias obras de requalificação dos edifícios, fruto do tempo passado, os problemas são inúmeros, não se vislumbrando qualquer solução, para além do plano de remoção do amianto, com seis milhões de euros para 2013. Muito escasso, convenhamos!

O que precede pode ser evidenciado através de uma resposta que o ministério da educação deu, recentemente, aos deputados do PS, quanto à requalificação de obras no distrito de Viseu, que estavam previstas há mais de dois anos.

Pois bem, nem essas são para fazer, nem outras estão priorizadas ou em fase de estudo.

Falo das escolas secundárias de São Pedro do Sul, Moimenta da Beira, Mangualde, Latino Coelho (Lamego) e Viriato (Viseu). Para todas a resposta é não. Não irão avançar as obras que tinham sido definidas entre o estado, as autarquias e as comunidades educativas, algumas delas em fase final de processo, já há dois anos atrás, o que revela que o estado não é pessoa de bem.

Há até o caso de São Pedro do Sul, em que o estado, no pressuposto do início das obras de requalificação e ampliação da escola secundária, alienou um edifício escolar à autarquia, apesar de neste momento ainda se manterem lá mais de quatro centenas de alunos. Imaginem que a autarquia não era pessoa de bem!

Mas os problemas não se ficam por aqui. Há também um vasto número de escolas básicas que carecem de um plano urgente de requalificação.

O caso mais mediatizado nos últimos anos foi o da escola Grão Vasco, de Viseu. Há dois anos atrás, os deputados do PSD e do CDS, na oposição, clamaram à porta da escola por obras e por condições dignas de trabalho. Contudo o que é facto é que, mal chegaram ao governo, tiveram um lapso de memória. E alguns deles têm ou tiveram responsabilidades governativas, de que são exemplo Paulo Portas e Almeida Henriques.

Não vou dizer que o PS fez tudo bem, mas é um facto que a confiança tem que ser restabelecida entre a política e os cidadãos. É, pois, tempo de mudança de práxis e de políticas quer em Viseu que no país.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Atento às dificuldades dos Castrenses, o Presidente da Câmara Municipal de Castro Daire, Fernando Carneiro, estabeleceu um protocolo com a Empresa Guedes, permitindo assim, que todos os munícipes titulares do cartão VIVER +, devidamente atualizado, possam viajar gratuitamente na área geográfica do município, em todas as carreiras públicas, durante o período escolar.

Além da isenção de pagamento nas carreiras públicas, o cartão VIVER +, permite beneficiar de vários descontos, como por exemplo nos tratamentos das Termas do Carvalhal, piscinas municipais e comercio local aderente.
Estas medidas visam melhorar a qualidade de vida dos munícipes, sobretudo os mais idosos, mas também impulsionar e dinamizar o comércio tradicional.

Quem pode aderir ao Cartão VIVER +? Castrenses residentes, com idade igual ou superior a 60 anos.

Onde aderir ao Cartão VIVER +? No gabinete de apoio ao reformado (frente aos correios).

Documentos necessários para aderir: 1 Fotografia (tipo passe, atual);
Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade;
Comprovativo do rendimento do agregado familiar;
Cópia dos recibos de reforma ou apresentação da declaração de IRS.

Renovação do cartão VIVER +: Cópia dos recibos de reforma ou apresentação da declaração de IRS.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Hélder Amaral
Deputado do CDS-PP
Se é verdade que as crises trazem consigo um potencial desorganizador das sociedades, é igualmente verdade que muitas são as oportunidades que nos oferecem as crises. No nosso caso, se não nos entendermos quanto à necessidade de mudar de modelo de organização e de estratégia, então espera-nos algo que poderá ser trágico, com mudanças forçadas e indesejadas. A estratégia que o Ministro da Economia apresentou ao país, bem como o plano de poupança do estado de 4 mil milhões de €, merecem ser olhados com necessário bom senso e consenso, serenidade e compromisso, e como uma oportunidade para mudar de vida. Apostar na educação e formação, aprofundando o ensino técnico-profissional, atingindo neste campo 100.000 alunos, é algo que peca por tardio. É imperioso formar para o mercado e para as empresas, mas com objetividade: de nada serve formar para “turismo religioso” se não é essa a vocação da região onde se encontram.

Outro aspeto decisivo é o financiamento à economia, deixando no entanto claro que não defendo a subsidiodependência, nem um estado intervencionista. Mas se é verdade que quando necessário foi concedido dinheiro dos credores para ajudar a Banca, os próprios responsáveis da Banca (os que utilizaram as verbas disponíveis, e os que a elas não recorreram) afirmam que o sistema financeiro português está hoje mais capitalizado. E se assim é, isso não pode ser só bom para os acionistas dos bancos: é fundamental que seja também para as famílias e empresas. Reforçar, por isso, os mecanismos de financiamento existentes, criar uma Instituição financeira especializada no financiamento das PME’s, dar uma ”carta de missão” à CGD, que pode chegar a 2,5 mil milhões em 2014, e um apoio às exportações de imediato no valor 500 milhões, parece-me importante. Mas o estado pode e deve fazer mais, para além de ajudar ao financiamento, pode por exemplo pagar mais cedo aos fornecedores. É que, segundo a Direção Geral do Orçamento, o montante em atraso aumentou 42 milhões (dividas a 90 dias).

Existe ainda um drama que afeta as empresas, principalmente as mais pequenas - a burocracia, quer a nível central, mas principalmente a nível local. É uma autêntica muralha de aço que um empresário tem que enfrentar para conseguir investir e, com isso, criar riqueza e emprego: encontra sempre alguém a pedir mais um papel, mais um estudo, tudo para atrapalhar ou gerar receita artificial para alimentar a máquina partidária. Não há soluções milagrosas: ou cortamos na despesa - e isso nada tem que ver com saúde, educação ou prestações sociais, mas com um estado mais poupado e sustentável -, ou aumentamos impostos, com efeitos dramáticos para a economia, como está acontecer com o IVA na restauração. A despesa do estado pode e deve passar pela redução de organismos do estado e pela diminuição de autarquias. Bem sei que para o PS e o PSD menos estado quer dizer menos empregos para os colegas de partido, formados em “cacisquismo”. O problema é que enquanto estes ganham, perdem as famílias e as empresas.

Não tenho problemas em me sentar do lado da maioria, mas não posso deixar de manifestar algum pesar por ter acreditado que a consolidação se faria essencialmente do lado da despesa. Foram muitos os contributos para reduzir a despesa pública, em rubricas como aquisição de bens e serviços, consumos intermédios, entre outros. Dizer agora que a solução para o “chumbo” do Tribunal Constitucional será essa, permite-me pensar que afinal havia margem para cortar mais. E quem garante que não podemos poupar mais no funcionamento de cada ministério? O estado não pode pedir sacrifícios que não aplica a si próprio. Quanto à maior racionalização dos serviços públicos, são há muito tempo conhecidas as minhas posições (basta rever artigos anteriores) sobre a reforma judicial, sobre a agregação de Municípios, ou sobre as nomeações de fiéis em vez de competentes. Veja-se a caso da Loja do Cidadão de Viseu: sobra em dirigentes o que falta em seguranças. Este modelo desembocou no pedido de ajuda à Troika, e deixou o país cheio de escolas sem alunos, autoestradas sem carros, carregamentos para carros elétricos que não existem, aeroportos onde não aterram aviões, e centros de saúde sem médicos. Para além de autarquias que são a maior empresa de concelhos, com equipamentos de utilização reduzida mas de manutenção com custo elevado.

É evidente que tudo pode ser diferente. Veremos se há coragem para mudar.
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 24 de abril de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários

No passado dia 21 de Abril de 2013, uma comitiva do PSD e do CDS de Resende, liderada pelo Dr. Jaime Alves e pela Deputada Social-Democrata Teresa Santos visitou a Festa das Cavacas (2013).

Durante a visita ao certame a comitiva percorreu todos os stands dos vendedores e produtores do doce tradicional do concelho de Resende.

Esta visita representa um sinal de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pelos produtores locais que quotidianamente contribuem para valorização do nosso concelho.

Nas palavras do Dr. Jaime Alves, a “Cavaca de Resende é um produto de excelência em qualquer parte do mundo, que nos distingue pela sua qualidade. Contudo, deve ainda ser potenciado pela autarquia no que concerne à sua certificação, divulgação e comercialização no mercado interno e exportação”, realçando o trabalho de todos os que se dedicam à sua produção, contribuindo para o desenvolvimento da economia local.
Por Notícias de Resende | terça-feira, 23 de abril de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
No dia 21 de Abril, o Celeiro Multiusos de Caldas de Aregos, em Resende, voltou a receber mais uma edição da Festa das Cavacas, organizada pela Câmara Municipal de Resende, desta vez com algumas novidades, entre elas, o facto dos visitantes terem podido usufruir, gratuitamente, das instalações das Termas de Caldas de Aregos durante todo o dia, onde podiam desfrutar da piscina termal, banho turco e ginásio. De resto, como já é tradição, o Município de Resende ofereceu ainda aos visitantes que quisessem uma viagem no rio Douro a bordo da embarcação “Barca d’ Aregos”.

A abertura da Festa das Cavacas iniciou às 11h00 com uma visita aos stands dos vendedores/produtores de cavacas, de vinho, licores e compotas da região. De seguida, foi inaugurada uma exposição de fotografia, intitulada: “Os Anos Doces” e realizou-se uma prova de vinhos e licores. Durante todo o dia da Feira, o Grupo de Bombos de S. Romão, o Rancho de Danças e Cantares de S. Cipriano, o Grupo "Os Moleiros de Sta. Maria de Cárquere” e a Orquestra da Academia de Música de Resende, animaram musicalmente o certame.

Esta feira reuniu cerca de duas dezenas de vendedores/produtores que comercializaram e promoveram o famoso doce tradicional.

Nas palavras do Presidente do Município de Resende, Eng. António Borges, que marcou presença nesta sétima edição da Festa das Cavacas, onde se fez acompanhar pela sua comitiva onde estava também presente Francisco de Assis, deputado do PS eleito pelo círculo do Porto, quando questionado sobre a importância deste evento para o concelho referiu que: “Os factos falam por si, estamos na 7º edição desta Festa das Cavacas e, com toda a certeza, é a edição com maior aderência de público. Tivemos uma grande manhã, uma grande tarde, estiveram milhares de pessoas em Caldas de Aregos. Passamos naturalmente uma mensagem de grande destino que é o nosso concelho de Resende, uma grande marca que são as Cavacas mas também o Rio Douro, os passeios de barco e as Termas de Caldas de Aregos, onde todos aqueles que nos visitaram puderam ter aqui uma utilização gratuita das mesmas. E isto é tudo aquilo que o nosso Município procura a partir de uma festa como esta induzir: um sinal positivo relativamente aquilo que são os nossos produtos tradicionais, aqueles que nos diferenciam e aqueles que nos afirmam, é isto que representa a Festa das Cavacas”. No domínio Nacional, António Borges, deixou ainda um recado para o poder central quando lhe foi perguntado o que representava este evento a nível económico para Resende: “Nós nunca desistiremos, enquanto outros, noutros domínios, em Lisboa, noutras partes do território desistem, nós aqui em Resende nunca desistiremos. Realizações como esta passam esta mensagem, sobretudo a partir da Câmara Municipal que nós temos aqui argumentos para nos afirmarmos, para nos desenvolvermos e para construirmos aqui oportunidades para os resendenses e é isso que fazemos”.

Neste fim de semana, que iniciou a 19 e terminou no dia 21 de Abril com a Festa das Cavacas, decorreu também o Fim de Semana Gastronómico, onde o prato principal foi o anho assado com o arroz do forno. Esta atividade, foi organizada pelo Município de Resende em parceria com o Turismo do Porto e Norte de Portugal e oferecia aos clientes um desconto de 10% em todas as refeições incluídas na ementa, entre o jantar de sexta-feira e o almoço de domingo, em seis restaurantes do concelho Resende que aderiram à iniciativa.

João Pereira
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 22 de abril de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
Na passada sexta-feira, o salão paroquial de S. Martinho de Mouros acolheu o espectáculo de teatro “As leis modernas”, levado a cabo por quatro estudantes de Animação Cultural, da Escola Superior de Educação de Viseu. A entrada teve o custo simbólico de um euro. 

Foi por volta das 21h30 que teve início o espectáculo com uma duração de cerca de sessenta minutos. “As leis modernas”, assim se chamava a peça, mostrou um retrato da sociedade de forma cómica. Problemas conjugais, divórcio, infidelidade e interesses pessoais, assuntos que passaram pelo escritório de advogado improvisado no palco do salão. Por ele passaram personagens com características vincadas como a ruralidade ou a riqueza interpretadas por Ana Rocha, Celina Castainça, Maria Lúcia Pinto e Susana Lopes.

Ana Rocha, uma das quatro alunas, explicou ao Notícias de Resende que a “iniciativa surge do nosso projecto de estágio. Decidimos escrever uma peça e criar todos os cenários e assim, levá-la a cena às terras de cada elemento que faz o grupo”, disse.

Quanto à adesão, “estava à espera de um bocadinho mais de gente mas como é uma sexta-feira, não foi mau”, diz Ana Rocha, uma das responsáveis pelo projecto que pretende espalhar as competências da animação cultural junto do público.

A peça vai estar em digressão nas terras dos outros elementos do grupo. Dia 26 de abril, em Penalva do Castelo e dia 27 em Tondelinha, Viseu. Em Maio, o grupo participa no Festival de Teatro Jovem, em Viseu, um evento que completa a décima quarta edição este ano.

Para já, Ana Rocha, s. martinhense, faz um balanço “muito positivo”. “O teatro é algo que gosto muito de fazer, tanto eu como as minhas colegas e acho que no fim vamos ficar muito contentes com o resultado final. O trabalho é muito e nós nunca fazemos uma única estreia. A estreia é sempre que vamos para o palco”, finaliza.

José António Pereira
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Pela segunda vez o concelho de Baião fica com o seu nome associado a um documento orientador das políticas seguidas pela União Europeia. A necessidade de maior cooperação entre municípios e regiões além das fronteiras nacionais e o reforço do papel dos Agrupamentos Europeus de Cooperação Transfronteiriça foram algumas das recomendações retiradas de seminário realizado a 19 de Abril, na cidade do Porto, no âmbito do Comité das Regiões, por iniciativa do presidente da Câmara Municipal de Baião. O município baionense já anteriormente tinha dado o seu contributo para a elaboração do “Livro Branco sobre a Governação a Vários Níveis”.

Coube a José Luís Carneiro a leitura das conclusões sobre o seminário “A Cooperação Territorial Europeia como Motor do Desenvolvimento Regional”, realizado na Alfândega do Porto.

CONCLUSÕES DO SEMINÁRIO DA COMISSÃO DE POLÍTICA DE COESÃO TERRITORIAL DO COMITÉ DAS REGIÕES SOBRE “A COOPERAÇÃO TERRITORIAL EUROPEIA COMO MOTOR DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL” – PORTO – 19 DE ABRIL DE 2013 

Os participantes no seminário:

- Sublinham que a cooperação entre municípios e regiões além das fronteiras nacionais constitui um dos pilares da integração europeia e um instrumento em prol do dinamismo económico, trazendo assim valor acrescentado;

- Tomam nota, neste contexto, do pequeno aumento do orçamento da cooperação territorial europeia para 2014-2020, proposto pelo Conselho Europeu em 8 de fevereiro de 2013, não obstante a redução geral, em termos reais, do orçamento afetado à política de coesão relativamente a 2007-2013;

- São de opinião que a cooperação territorial europeia, ao basear-se em aspetos geográficos e económicos em vez de administrativos, pode proporcionar novas oportunidades de emprego e de crescimento, contribuindo assim para a concretização da Estratégia Europa 2020 através da criação de núcleos regionais;

- Destacam o papel essencial que os Agrupamentos Europeus de Cooperação Territorial (AECT) desempenham na promoção da cooperação transfronteiriça, transnacional e inter-regional e preveem que a revisão do Regulamento AECT, atualmente em negociação entre o Parlamento Europeu e o Conselho, virá reduzir a burocracia envolvida na sua constituição e na contratação de pessoal próprio, bem como facilitar a participação de países terceiros;

- Congratulam-se com o empenho em melhorar a coordenação entre a cooperação territorial europeia e os fundos estruturais e de investimento e defendem que se criem mais parcerias público-privadas a nível europeu, nacional e regional para financiar projetos de cooperação territorial;

- Encorajam os órgãos de poder local e regional a ter e conta essas sinergias potenciais entre ações de cooperação territorial e os fundos estruturais de investimento, quando elaboram os seus programas operacionais, bem como a considerarem o recurso aos AECT como uma via para a sua execução;

- Assinalam que, devido ao seu cariz multilateral, os programas operacionais de cooperação europeia não podem ser regidos pelos acordos de parceria celebrados entre cada Estado-Membro e a Comissão; questionam, neste contexto, o estado de preparação dos programas operacionais transfronteiriços, transnacionais e inter-regionais e reclamam a participação ativa dos órgãos de poder local e regional nestes programas, em conformidade com o artigo 5º do Regulamento que estabelece as disposições comuns relativas à parceria e à governação a vários níveis;

- Reiteram o apelo do CR a uma maior flexibilidade na aplicação da cooperação territorial europeia, nomeadamente no que diz respeito à concentração temática proposta, à isenção de determinadas regras para pequenos projetos e a taxas de cofinanciamento mais elevadas para regiões menos desenvolvidas;

- Observam que as divergências nos sistemas fiscais podem dificultar a cooperação entre regiões transfronteiriças e solicitam que se encontrem soluções adequadas para superar esse obstáculo;

- Manifestam-se desapontados pelo facto de a cooperação territorial transnacional sob a égide do Fundo Social Europeu (FSE) não ter sido alargada à cooperação inter-regional e transfronteiriça e continuar a derivar da cooperação financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER): é provável que as atividades geralmente realizadas no âmbito do FSE sejam altamente eficazes na cooperação transfronteiriça em particular, uma vez que as zonas fronteiriças de países vizinhos são habitualmente semelhantes em termos de mercado de trabalho.

UM DEBATE PARTICIPADO
O evento “A Cooperação Territorial Europeia como Motor do Desenvolvimento Regional” teve lugar na Alfândega do Porto e foi organizado pelo Comité das Regiões da União Europeia e pelos municípios de Baião e do Porto. Os trabalhos contaram com a participação, entre muitos outros, de personalidades como o presidente da Junta da Galiza, Núñez Feijóo, os autarcas de Câmara de Lisboa e do Porto, António Costa e Rui Rio e do presidente da Comissão de Coesão Territorial do Comité das Regiões, Marek Wozniak.

Ao todo passaram pelo seminário autarcas, representantes de governos federais e de regiões administrativas, responsáveis por projetos de cooperação transfronteiriça e investigadores vindos de 20 países da Europa.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Os documentos relativos à prestação de contas e a aplicação do resultado líquido, ambos relativos ao ano de 2012, foram aprovados pela Assembleia Municipal de Baião, com apenas 7 abstenções, na tarde de 20 de Abril.

Na sessão ordinária da Assembleia Municipal, o presidente da Câmara Municipal, José Luís Carneiro, focou a elevada taxa de execução do Plano de Atividades, que se situou nos 82,5 por cento o que no seu entender “traduz o rigor e o bom desempenho dos serviços municipais e de toda a equipa de vereação”.

José Luís Carneiro fez referência ao resultado líquido do exercício económico ter sido positivo, pelo segundo ano consecutivo, situando-se nos 104 mil euros, enquanto o saldo da execução orçamental cifrou-se nos 121 mil 849 euros.

Por outro lado, fruto de uma redução no valor da despesa corrente foi possível canalizar um total de 1 milhão e 33 mil euros para investimentos de capital. Registaram-se, ainda, reduções na despesa com pessoal (471 mil euros), nas aquisições de bens e serviços (390 mil euros) e nas transferências correntes (62 mil euros).

“Estes resultados demonstram de forma inequívoca a capacidade de trabalho de uma equipa competente e empenhada no bem-estar dos baionenses e o rigor com que as contas municipais são geridas”, referiu José Luís Carneiro.

PRINCIPAIS INVESTIMENTOS

O valor global do investimento da Câmara Municipal na educação, em 2012, foi de 2 milhões e 609 mil euros. Grande parte deste valor, 1 milhão e 685 mil euros, deveu-se ao investimento nas oras de construção dos centros escolares de Eiriz/Ancede, Santa Marinha do Zêzere e de Santa Cruz do Douro.

Para proporcionar refeições aos alunos, transportes escolares e para garantir o funcionamento das escolas básicas e dos jardins-de-infância do concelho, a Câmara de Baião despendeu, em 2012, um total de 894 mil e 794 euros.

Na vertente social a autarquia canalizou 130 mil e 400 euros no apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social, na melhoria de condições de habitação dos cidadãos carenciados e ainda no fundo de solidariedade social e no combate ao isolamento dos cidadãos seniores.

214 mil euros foi o valor canalizado para a integração de cidadãos desempregados e para a promoção de estágios profissionais no interior da organização.

A transferência de fundos para as Juntas de Freguesia ascendeu a 495 mil euros, tendo estes valores sido destinados, em regra, à melhoria da mobilidade e da circulação de pessoas e bens no interior e entre as diversas freguesias.

No plano da qualificação das vias de comunicação, destacou-se a conclusão do acesso sob a Ponte das Quebradas (Santa Leocádia), no valor de 292 mil e 368 euros e o arranque da construção da Estrada entre Mirão e Bicheiro, uma obra na qual foram investidos, em 2012, 68 mil e 582 euros. Foram igualmente investidos 357 mil euros na abertura, alargamento e pavimentação de vários acessos por todo o concelho.

No âmbito do ordenamento do território e da qualificação do espaço público, foram aplicados 111 mil e 651 na realização de arranjos urbanísticos e na criação de centros cívicos em várias freguesias. A regeneração urbana mereceu, ainda, um forte investimento de 1 milhão e 11 mil euros, que serão em grande medida devolvidos à autarquia, graças à comparticipação por via de fundos comunitários.

A promoção dos produtos e da gastronomia de Baião foi feita por via dos eventos Feira do Fumeiro e do Cozido à Portuguesa, Festival do Anho Assado e do Arroz do Forno e de um investimento de 75 mil euros no apoio à criação do restaurante da Fundação Eça de Queiroz e na criação de um espaço com produtos de Baião na cidade do Porto. Merecem, também, relevo as parcerias estabelecidas com a Associação Empresarial de Baião e a criação do Mercado de Produtos Tradicionais, que tem lugar todos os sábados de manhã na vila de Baião.

A cultura e o património não foram esquecidos. A promoção do teatro e da música erudita para a população baionense mereceu um investimento de 15 mil e 600 euros. A inserção de Baião na Rota do Românico, através dos monumentos Mosteiro de Santo André, Ponte de Esmoriz e Igreja de Valares deu os primeiros passos em 2012, tendo a Câmara de Baião transferido 29 mil euros para aquele rede comum de promoção do património da região.

Destaque, ainda, para os apoios recebidos pelos ranchos folclóricos federados e não federados, bandas de música e Fundação Eça de Queiroz: estes dinâmicos atores, responsáveis pela promoção da cultura e da arte em Baião, receberam mais de 91 mil euros em 2012.

Por fim, foram investidos 120 mil euros na conclusão dos Centros Comunitários de Teixeiró e de Loivos da Ribeira e 56 mil e 834 euros na qualificação de espaços religiosos, como a Capela de Telões (Loivos do Monte), onde foram descobertos valiosos “frescos” do século XV.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O XXXIX aniversário da revolução de 25 de Abril será assinalado no concelho de Baião através de uma sessão solene da Assembleia Municipal e de um espetáculo musical a ter lugar no Auditório Municipal.
A sessão solene tem início marcado para as 10h30 no Salão Nobre dos Paços do Concelho e será complementada com o lançamento de morteiros, por volta das 12h15. 

Por sua vez o espetáculo musical resulta de uma organização conjunta entre a Câmara Municipal de Baião e a AASCTC – Baião. As palavras estarão a cargo de Lourdes dos Anjos, que será acompanhada pelos músicos Carlos Andrade, João Teixeira e José Silva. Este evento tem início às 16h30 e é certo que não faltarão no alinhamento do espetáculo composições musicais de Adriano Correia de Oliveira ou de Zeca Afonso. 

Ambos os momentos de evocação e celebração do 25 de Abril têm entrada livre.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Dia Mundial do Livro comemora-se a 23 de Abril e a Biblioteca Municipal de Baião não vai deixar a data “passar em branco”: para isso convidou a escritora Teresa Adão, que estará presente no Jardim de Infância do Prenhô (Campelo), para apresentar o seu livro “Toca a trocar as histórias de encantar”.

A apresentação do livro decorre a partir das 10h00 e terá entrada livre. Teresa Adão é professora, investigadora e responsável pela editora “Edições Esgotadas”. Teresa Adão venceu também o concurso literário “Histórias…com Matemática”, promovido pelo Instituto Politécnico de Viseu, tendo apresentado o conto "Um zero sem valor".
Por Notícias de Resende | sábado, 20 de abril de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
Está aí o bom tempo e com ele vêm as caminhadas.

Caminhar é uma actividade popular, excelente para socialização, que pode ser praticada por qualquer pessoa de qualquer idade, desde que alguns cuidados sejam tomados. É um exercício de baixo impacto, não é necessário equipamento especial, não se paga para praticar e ainda ajuda na manutenção do peso.

A caminhada ajuda a evitar ansiedade; depressão; osteoporose; artrose; acidente vascular; baixa o colesterol; baixa a resistência à insulina e, assim, até diminui a quantidade de drogas para controlar a diabetes; dilatam os brônquios e fortalecem os músculos da respiração, factores essenciais para contornar crises de asma; e se praticada rotineiramente, liberta endorfinas que são hormônios capazes de tranquilizar e dar a sensação de bem-estar.

Segundo Cooper, K., caminhar três vezes na semana, em ritmo acelerado por trinta minutos, reduz em 58% o risco de doenças cardiovasculares, que causam morte.

A alimentação, como em qualquer outra actividade física, é importante para um bom resultado. Caminhar sem se alimentar não é adequado, pois o organismo precisa de muitos nutrientes para accionar os músculos, por isso é primordial manter uma alimentação equilibrada.

Quando praticamos qualquer tipo de exercício, a temperatura do corpo eleva, e naturalmente perde-se líquidos, sendo assim, é fundamental a ingestão de água durante e depois do exercício.

É fundamental alongar os músculos antes e depois da prática do exercício. Antes para aquecer os músculos e depois para evitar dores.

“Caminhar com bom tempo, numa terra bonita, sem pressa, e ter por fim da caminhada um objectivo agradável: eis, de todas as maneiras de viver, aquela que mais me agrada.” (Rousseau) 

Boa Caminhada! 
Profª Ilídia Almeida
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Participe no programa de comemorações do 39º Aniversário da Revolução dos Cravos, organizado pela Assembleia Municipal de Lamego e pela Câmara Municipal de Lamego.

Uma celebração composta pela realização de diversas iniciativas de índole institucional, cultural e desportiva que visam manter viva a memória dos ideais de Abril.


Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Projeto LIFE – “Learn to Integrate the Family into the Environment” – teve mais um dos seus pontos altos com a mobilidade que se realizou entre os dias 10 e 14 de abril à cidade de Milão.

Este projeto que tem o financiamento da União Europeia através do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida contribuiu para que mais sete Pais e Encarregados de Educação de alunos do nosso Agrupamento integrassem uma comitiva em mobilidade num pais parceiro.

Para além dos trabalhos desenvolvidos de encontro aos objetivos do LIFE, o contacto com a realidade escolar milanesa, a interação com pais e encarregados de educação de outros países europeus, o desenvolvimento de competências linguísticas, para vários dos elementos da comitiva foi uma experiência única já que nunca tinham tido oportunidade de se deslocar para fora do nosso país.

O projecto que tem como principais objectivos a promoção de estilos de vida saudáveis e o respeito pelo ambiente permitiu que até ao momento 17 pais e encarregados de educação se deslocassem ao estrangeira a cada um dos nossos países parceiros: Grécia, Turquia, Roménia e Itália.

O projeto segue agora com atividades locais como a ação de reflorestação na serra da aboboreira ou os workshops de dança. Fica desde já o apelo à participação de todos os interessados.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
O Agrupamento de Escolas de Vale de Ovil recebeu cerca de três dezenas de professores da União Europeia. A visita aconteceu o âmbito do projeto Europeu Comenius More trees? Yes, please! Mais árvores? Sim, por favor!, integralmente financiado pela União Europeia.

Durante a semana 8 a 12 de Abril os professores efetuaram saídas de campo onde puderam observar boas práticas de agentes locais e discutir caminhos a seguir de forma a, todos juntos, construirmos um mundo sustentável. As reuniões realizadas tiveram como principal tema um musical a realizar por alunos do 1º ciclo na Bulgária.

O encontro traduziu-se num enorme sucesso, tendo todos os participantes ficado muito satisfeitos com a forma como foram recebidos, com a produtividade doas trabalhos e com o concelho de Baião.

O próximo encontro será na Estónia no final de Maio e o Agrupamento de Escolas de Vale de Ovil também estará representado, levando consigo um pouco da realidade da escola e do território onde está inserida.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Acácio Pinto
Deputado do PS
Há muito tempo que o PS dizia aquilo que o relatório do CNE, sobre o estado da educação em 2012, veio agora confirmar: a situação da escola pública em Portugal é dramática.

A cada dia que passa ganha mais força a ideia de que este governo quer, de facto, uma escola pública pobre para pobres.

A melhoria dos resultados educativos e a consolidação dos patamares alcançados, nomeadamente na última década, traduzidos em diversos estudos internacionais, alguns bem recentes, em que nos posicionámos à frente daqueles países que este governo agora quer imitar (p.e. Alemanha), não se compadecem com a falta de esforço de investimento na educação e com a permanente alteração legislativa a que estamos a assistir.

O relatório do CNE não deixa dúvidas e diz taxativamente que a execução orçamental da educação de 2012, em termos absolutos, sem inflação, está ao nível da de 2001. Ao nível do investimento de há dez anos atrás.

Este desinvestimento constitui, não tenhamos medo das palavras, uma deriva no sentido da construção de uma escola seletiva e elitista. Não são “chavões”, é a tradução da realidade.

Vivendo nós num tempo em que a qualificação das pessoas é a principal alavanca para ultrapassar a crise, como é possível que tudo quanto é feito seja no sentido de não colocar a educação e a qualificação no centro das políticas públicas?

Não nos podemos resignar, quando ainda temos dois milhões e trezentos mil trabalhadores portugueses, segundo os censos de 2011, sem o 12º segundo ano de escolaridade, quando temos das mais baixas taxas da Europa de licenciados e quando 3,7% de pessoas entre os 25 e os 34 anos só têm o 1º ciclo (!).

É caso para perguntar: temos professores a mais ou temos alunos a menos?

A resposta é óbvia e portanto a instabilidade, a mobilidade especial e tudo o resto, que se está lançar sobre a comunidade educativa, não se coadunam com as necessidades que ainda temos a nível da qualificação dos portugueses.

Nuno Crato e este governo já deram provas mais que suficientes sobre os seus paradigmas para a educação, competindo-nos a nós, a todos, deixar clara a nossa oposição a esta linha de ataque ao serviço público de educação.

Não nos esqueçamos, nunca, que a missão da educação tem que ser sempre a da promoção igualdade de oportunidades para todos e não a da reprodução das desigualdades.

Neste mês de abril é ainda mais importante relembrar esta missão da educação pela carga simbólica que o mês transporta.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A primeira edição do evento “Sendas do Almocreve” realiza-se no próximo dia 28 de Abril e visa, através da promoção do desporto, apoiar as corporações de Bombeiros de Baião e do Marco de Canaveses.

Esta iniciativa consiste em duas provas de “bicicleta todo o terreno” (BTT) e de uma marcha de montanha, que irão cruzar o território da Serra da Aboboreira, visitando os concelhos que partilham este espaço de grande valor natural e paisagístico: Baião, Marco de Canaveses e Amarante.

O evento “Sendas do Almocreve” é organizado pelo Grupo Desportivo de Tabuado e conta com o apoio das Câmaras Municipais de Baião, Marco de Canaveses e de Amarante, para além de várias autarquias de freguesia, associações e empresas da região.

Para além das provas desportivas, o evento comporta a realização duma Feira Social, a ter lugar nos dias 27 e 28 de Abril, na qual não faltarão os produtos de cariz tradicional da região e vários momentos de animação musical e cultural.

Para mais informações: http://www.sendasdoalmocreve.blogspot.pt
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Por decisão da UNESCO, o Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996, a 23 de abril. Como habitualmente, a Biblioteca Municipal de Lamego associa-se a esta efeméride promovendo este ano uma palestra com a poetisa Aurora Simões de Matos. Esta atividade terá como destinatários as crianças do jardim de infância da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, a partir das 10 horas, na sala de leitura desta instituição.

O Dia Mundial do Livro é uma data simbólica para a literatura, uma vez que desapareceram neste dia diversos escritores de renome mundial, nomeadamente William Shakespeare. A ideia desta celebração nasceu na Catalunha: a 23 de abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A 1 de maio de 1513, D. Manuel I, o rei venturoso, atribuiu o Foral ao concelho de Cinfães. O Município ao longo de 2013 assinala os 500 anos sobre esta data histórica com um programa comemorativo que terá o seu epílogo no próximo dia 1 de maio. Os cinfanenses estão convidados a participar nesta viagem ao passado para que conheçam melhor a sua história e tenham orgulho na sua herança histórica e cultural.

O ponto alto destas comemorações será a recriação histórica marcada para o dia 1 de maio. O Largo da Fonte dos Amores vai transformar-se, desde as 10h até às 20h, numa Feira Quinhentista onde não faltará um mercado da época, espetáculos circenses, musicais, cortejos, combates apeados e animação itinerante. Durante a manhã realizar-se-ão as medievalíadas com a participação dos alunos das escolas do Concelho que irão disputar jogos populares de índole medieval apurando a sua destreza e perícia. À tarde, decorrerá no salão nobre dos Paços do Concelho uma conferência subordinada ao tema “O Foral de Cinfães”, à qual se seguirá, cerca das 16h, a realização de um cortejo pelas principais artérias da sede do Concelho e a teatralização da entrega do Foral de Cinfães, no Largo da Fonte dos Amores.

Inserido nas comemorações destaque também para a realização da Cinfania no dia 27 de abril, às 21h, junto à Loja de Turismo. Um concerto comemorativo dos 500 anos do Foral de Cinfães com apresentação do coro e orquestra municipal de sopros e o corpo municipal de dança popular, que sob a coordenação do maestro Pereira Pinto, vão cantar, tocar e dançar o Cancioneiro de Cinfães. O evento que conta com as participações do Coral Etnográfico de Cinfães e de grupos corais das freguesias, das Bandas de Música e dos Grupos Folclóricos do Concelho ficará marcado pela apresentação do novo Hino Municipal de Cinfães.

Além do Foral de Cinfães, D. Manuel I, entre os meses de maio e novembro de 1513 outorgou também os forais às localidades de São Cristóvão de Nogueira, Tendais, Ferreiros de Tendais e Sanfins. Para assinalar a efeméride, a Câmara Municipal decidiu proceder à edição destes documentos através da publicação de uma edição fac-similada dos forais manuelinos de Cinfães, composta por 1000 exemplares, de modo que estes forais se tornem documentos vivos, acessíveis à população em geral, e muito particularmente aos jovens para que vejam, nesta obra, um incentivo ao estudo das dinâmicas locais e à busca de caminhos para a inserção da história local em grandes quadros da História de Portugal.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Durante as últimas décadas, o histórico bairro do Castelo habituou-se a ver partir muitos dos seus moradores, sobretudo os mais jovens, que preferiam residir nas novas urbanizações que aos poucos foram construídas na periferia da cidade de Lamego. Para trás, deixavam uma zona com fortes laços de vizinhança, mas que já não era capaz de oferecer modernas condições de conforto. Lentamente, o manto da desertificação foi-se estendendo por todo o bairro. Agora a Câmara Municipal de Lamego quer inverter este declínio, através da concretização do projeto de regeneração urbana Viver Lamego.

Para além da requalificação do espaço público, será criado no bairro do Castelo o Centro de Design e Estudos da Prata, enquanto que a Cisterna de Lamego dará lugar a um centro de exposições e a torre do Castelo ao Museu Militar. A Padaria do Cantinho vai acolher os Escoteiros do Agrupamento 49 e o Solar da rua da Olaria um centro de apoio social, projeto promovido pela Santa Casa da Misericórdia. Serão ainda criados o Centro do Artesanato, das Artes e dos Ofícios Tradicionais e o Centro de Atividades Ocupacionais do Castelo. Com o objetivo de avaliar o andamento de todos estes trabalhos, Francisco Lopes, Presidente da autarquia, e Paula Silva, diretora Regional da Cultura do Norte, deslocaram-se ao local na manhã de 15 de abril.

No Bairro do Castelo também decorrem há ano e meio trabalhos arqueológicos, tendo sido descoberto um cemitério “com vestígios que apontam para a ocupação pré-romana”, casas, vários artefactos e moedas. Neste sentido, Paula Silva fez-se acompanhar pelo diretor do Museu de Lamego e pelo diretor de Serviços da Direção Regional da Cultura com o objetivo de analisar estes achados que poderão ser valorizados em futuros projetos de musealização.

O projeto Viver Lamego visa a inclusão social dos idosos. Dois estudos recentes mostram que cerca de 80% da população que reside no casario deste bairro é idosa. Convencido de que as cidades serão “as fábricas do século XXI”, Francisco Lopes destaca a importância de as modernizar, de forma a oferecer “emprego estável e bem remunerado” que permita fixar os jovens.

Orçado em 10 milhões de euros e comparticipado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), o projeto Viver Lamego integra trabalhos já executados na rua da Olaria e Encostinha e outras intervenções, mais avançadas, no Largo da Feira com o objetivo de potenciar a componente turística e comercial da cidade. Também estão em execução as obras de regeneração urbana no chamado Eixo Barroco que integra as avenidas Dr. Alfredo de Sousa e Visconde Guedes Teixeira, consideradas a “sala de visitas” da cidade, num investimento superior a 2,5 milhões de euros.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Os Serviços de Proteção Civil do Município de Resende têm ao seu dispor uma nova viatura de combate a incêndios, um equipamento destinado a limpeza de neve e um painel electrónico informativo de condicionamento à circulação rodoviária.

Ao serviço dos Bombeiros Voluntários de Resende encontra-se uma nova viatura de combate a incêndios florestais, equipada com tanque de 500L de água, 2 motobombas florestais, material sapador de combate a incêndios florestais, motosserra, equipamento de protecção individual, saco primeiros socorros, guincho electrico, equipamento de segurança passiva na cabine, material de comunicações, GPS e mais material conforme despacho 11535/2010 da ANPC. O veículo foi adquirido pelo valor de 47.880,00 euros, tendo sido co-financiado em 70% pelo Programa Operacional da Valorização do Território e QREN através do Fundo de Coesão e o restante valor (30%), que seria suportado pelos bombeiros, foi assegurado pelo Município de Resende.

De forma a resolver o corte das vias municipais de acesso às freguesias situadas na serra do Montemuro que durante o inverno são afetadas pela queda de neve e gelo, foi adquirida uma pá limpa neves GILLETTA RC28 e espalhador de sal GILLETTA AM112 aplicados a um veiculo já existente UNIMOG. Este novo equipamento, no valor de 20.520,00 euros, foi comparticipado em 70% pelo Programa Operacional da Valorização do Território e QREN e em 30% pelo Município de Resende.

De referir, ainda a instalação de um painel eletrónico informativo de condicionamento à circulação rodoviária, junto à rotunda dos Bombeiros Voluntários de Resende, que informa os automobilistas quando há corte no acesso às vias municipais, devido a condições meteorológicas adversas, por questões de segurança rodoviária ou eventuais trabalhos de manutenção nas estradas. Este equipamento foi adquirido pelo valor de 23.726,70 euros no âmbito da candidatura “Ações Imateriais para a Prevenção e Gestão de Riscos Materiais e Tecnológicos nos Municípios do Tâmega”.

Estes equipamentos, que totalizam um investimento total no valor de 68.400,00 euros, vêm permitir um melhor apoio às populações e a todas as entidades envolvidas na proteção civil, no que diz respeito ao combate a incêndios, bem como na resolução de problemas resultantes da queda de neve e de gelo, durante o inverno, que muitas vezes obriga ao corte de estradas no concelho.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Nove restaurantes e cinco empreendimentos turísticos do concelho de Cinfães promovem de 26 a 28 de abril um fim-de-semana gastronómico, numa ação promovida pela Câmara Municipal de Cinfães e a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal.

A iniciativa que oferece descontos em refeições típicas e alojamento local visa promover a Gastronomia e os Vinhos do concelho como produtos de excelência, alavancando dessa maneira a procura turística.

Assim, no fim-de-semana de 26 a 28 de abril, os restaurantes vão ter que incluir obrigatoriamente na sua ementa o Arroz de Aba regado pelo vinho verde do concelho e a fechar os bolos de manteiga (matulos) como sobremesa. Aderiram os restaurantes “A Carvalha”; “Churrascaria Faria”; “Kibom”; “O Meu Gatinho”; “O Rabelo”; “Penedo de Sta. Bárbara”; “Recanto dos Carvalhos”; “Solar de Montemuro” e “Varanda de Cinfães” que garantem um desconto de 10% de desconto na noite de sexta-feira, 26, a quem optar pelos pratos selecionados. Também os empreendimentos “Hotel Porto Antigo”; “Casa da Quinta da Calçada”; “ Casa do Moleiro”; “Casa do Lódão” e “Quinta da Ventozela” asseguram descontos de 15% nas noites de sexta-feira, 26, e sábado, 27, para reservas efetuadas diretamente com os empreendimentos turísticos.

Paralelamente, a Câmara prepara algumas atividades de animação cultural durante esse fim-de-semana com destaque para o espetáculo que se realizará no dia 27, às 21h, junto à Loja de Turismo, a Cinfania com o coro e orquestra municipal de sopros e o corpo municipal de dança popular, atividade inserida no programa comemorativo dos 500 anos do Foral de Cinfães. No dia 28 de abril realizar-se-á também, no Largo da Fonte dos Amores, um festival de folclore a partir das 15h.

Aponte na sua agenda, o fim-de-semana gastronómico realiza-se de 26 a 28 de abril. Aceite o desafio da autarquia de Cinfães e delicie-se com os pratos típicos da nossa terra.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A vereadora da Formação, Qualificação Profissional e Ensino Superior da Câmara Municipal de Baião, Ivone Abreu, desafiou os empresários baionenses a associarem-se e a trabalharem em conjunto, tendo em vista a realização de investimentos em mercados externos, nomeadamente nos países lusófonos.

A vereadora falava a 14 de Abril, durante um encontro que juntou no Douro Palace Hotel, em Santa Cruz do Douro, o diretor-geral do Centro de Promoção do Investimento de Moçambique (CPI), Lourenço Sambo e empresários baionenses.

“Existem em Baião dezenas de empresas com um conhecimento muito profundo do sector da construção e com uma larga experiência e um saber acumulado de muitos anos de atividade. Esse retrato é similar ao que existe por toda a região, em concelhos como Amarante, Marco de Canaveses ou Lousada. São empresas muito especializadas, mas que não possuem dimensão e recursos para realizarem investimentos sozinhas no estrangeiro. Mas, se forem capazes de se unir e de trabalhar em conjunto, certamente poderão retirar daí muitos benefícios e obter novas oportunidades e perspetivas de negócio”, referiu Ivone Abreu.

O sector da construção civil foi um dos que mais sofreu com a crise económica em Portugal. Estima-se que, nos últimos três meses de 2012, tenham fechado 13 mil empresas, o que significou mais 43 mil e 600 cidadãos no desemprego. Esta quebra do sector da construção em Portugal, pode representar, uma oportunidade para as empresas que queiram apostar na internacionalização.

Nesse sentido, Lourenço Sambo convidou os empresários baionenses a olharem para Moçambique como “uma terra de oportunidades”. “Temos a grande vantagem do idioma comum. É sempre mais fácil fazer negócios com portugueses do que com empresários de outros países”, referiu o responsável pelo CPI, organismo que faz a articulação entre os investidores privados e o Governo de Moçambique.

Lourenço Sambo disse que Moçambique necessita de profissionais qualificados nas áreas da construção, da agricultura, da energia, das telecomunicações, da extração de recursos minerais, em particular da pedra, e ainda do turismo. Na área da habitação, o Governo moçambicano refere que na próxima década o país pode precisar de até 300 mil novas habitações, repartidas pelas dez cidades existentes no país.

Na reunião marcaram presença empresários das áreas da construção civil e obras públicas, do turismo e hotelaria e da produção de vinhos, em representação das empresas Vialsil, Imocori, Neolage, Casa das Hortas e Douro Palace Hotel.

Também a Associação Empresarial de Baião e a Associação Luso-Moçambicana estiveram presentes, através dos seus presidentes Paulo Portela e Abel Ferreira, respetivamente.

Estes empresários ficaram a saber que podem obter mais informações sobre como investir em Moçambique através dos consulados daquele país. Todas as intenções de investimento são precedidas do preenchimento de um formulário, que pode ser obtido na página de internet do CPI. Os vistos que autorizam a entrada no país são emitidos com rapidez e, ao contrário do que acontece em Angola, para investir em Moçambique não é necessário possuir um sócio daquele país, podendo o capital da empresa ser totalmente estrangeiro.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
O Pavilhão Álvaro Magalhães, em Lamego, tornou-se, durante três dias, num polo de atração para milhares de jovens alunos, curiosos em conhecer a oferta que escolas, universidades, institutos politécnicos e outras instituições disponibilizam para prosseguirem os seus estudos e abraçarem depois uma carreira profissional de futuro. Organizada num contexto socioeconómico difícil no país, que torna as escolhas nesta idade ainda mais relevantes, a 4ª Montra de Oportunidades de Lamego procurou “dar novas ideias” aos jovens através da dinamização de diversos workshops, debates, concursos e muitos outros eventos em torno de três temáticas centrais e de particular importância: Educação/ Formação, Saúde/Bem-Estar e ExpoSocial.

O certame tentou mostrar a luz ao fundo do túnel, num momento em que os níveis de desemprego continuam a bater sucessivos recordes em Portugal e numa altura em que, mais do que nunca, é fundamental tomar as decisões certas em matéria de empregabilidade. Para além da oferta pedagógica direcionada para os jovens do ensino secundário, as entidades que marcaram presença nesta iniciativa também divulgaram oportunidades de formação e requalificação dirigidas a recém-licenciados e profissionais no ativo.

No interior do Pavilhão Desportivo Álvaro Magalhães, dezenas de instituições, interagiram e vivenciaram com o público, através de um diálogo franco e aberto, com o objetivo de ajudar a encontrar o seu talento ou áreas de interesse para uma aposta de futuro. Esta aproximação foi feita com a apresentação de projetos inovadores que estão a ser desenvolvidos no seio daquelas instituições.

No segundo dia, o maior certame de oferta educativa e empregabilidade realizado na região dedicou uma atenção muito especial à temática da Saúde e Bem Estar, abordando soluções inovadoras para os problemas sociais. Dentro desta área de interesse, Lamego organizou as I Jornadas de Saúde do Douro, dedicadas à Cidadania numa Sociedade em Crise. Em discussão esteve a atual realidade vivida pelos idosos, um grupo vulnerável a problemas como a pobreza, exclusão social, abusos e abandono. O evento contou com a presença de oradores académicos e profissionais de referência, nomeadamente José Pinto da Costa, médico no Centro Médico-Legal do Porto.

Numa altura em que a Europa comemora o Ano Europeu dos Cidadãos, refletindo acerca dos impactos da crise multidimensional no exercício da cidadania plena e igualitária, a ExpoSocial também assumiu uma pertinência crucial com o intuito de fomentar atividades intergeracionais, cruzando as potencialidades destas faixas etárias, dos produtos e serviços disponíveis nas organizações sociais no combate à defesa dos direitos humanos. A dinamização desta temática esteve sobretudo a cargo da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL) que promoveu, no último dia do certame, um grande evento solidário: “Por uma Cidadania com Criatividade”.

O dia de encerramento da Montra de Oportunidades de Lamego também ficou marcado pela assinatura de um protocolo de cooperação que cria as condições para o estabelecimento e funcionamento da futura Rede de Bibliotecas de Lamego, uma parceria que une 15 instituições locais que vão trabalhar em conjunto para criar uma estrutura de cooperação aberta à livre participação de todas as bibliotecas do concelho. Na calha, vai estar a otimização de atividades e recursos através de uma parceria efetiva que se concretizará na partilha de experiências. A assinatura do documento contou com a presença, entre outras personalidades, de Francisco Lopes, Presidente da autarquia, e de Fernando Amaral, comissário do Plano Nacional de Leitura.

Organizada pela Câmara Municipal de Lamego e pelo Centro de Informação Europe Direct, em parceria com a ESTGL e a Casa do Pessoal do Hospital de Lamego, a quarta edição da Montra de Oportunidades teve o apoio e a cooperação de diversas instituições na definição da sua programação, uma colaboração que contribuiu decisivamente para que esta iniciativa seja cada vez mais inovadora, criativa e uma importante marca na região.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Setenta e cinco munícipes e diversos formadores viram, esta semana, serem canceladas as três ações de formação profissional cujo início estava previsto para o concelho de Baião. O cancelamento das formações decorreu no dia 10 de Abril, data em que estas deveriam ter início, sendo que a situação ficou a dever-se ao despacho formulado pelo Ministro de Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, que proíbe a assunção de novos compromissos.

Os cursos cujo arranque foi suspenso subordinaram-se às áreas “Operador Florestal”, “Técnico Agrícola” e “Turismo Ambiental e Rural”, tendo local de realização prevista para as freguesias de Santa Marinha do Zêzere, Ancede e de Campelo, respetivamente.

A vereadora da Formação, Qualificação Profissional e Ensino Superior, Ivone Abreu, manifestou na última reunião da Câmara Municipal de Baião a sua “profunda indignação” por esta situação, que traz repercussões negativas para os munícipes baionenses.

No entendimento da autarca, a realização destas ações de formação permitiria “repor alguma equidade” e dar novas oportunidades a muitos munícipes que, pelas mais diversas razões, não tiveram oportunidade de frequentar a escola na infância ou na juventude.

“O Estado de Direito tinha assumido com estas pessoas algo que agora vem, através de um simples despacho, cancelar”, criticou Ivone Abreu, que faz referência aos constrangimentos de ordem prática que o cancelamento das formações traz à vida dos formandos e dos formadores, nomeadamente ao obriga-los a suportarem despesas ou a abdicar de outras oportunidades de emprego ou de formação.

“Um estado de direito, é, ou deve ser uma entidade que honra os compromissos assumidos com os seus cidadãos, ao contrário do que sucedeu neste caso concreto, em que as expectativas dos cidadãos foram defraudadas”, concluiu Ivone Abreu.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários

O Externato D. Afonso Henriques realizou no passado dia 11 de Abril a sua 1ª Feira Medieval. O evento, organizado pelo Departamento de Ciências Sociais e Humanas, contou com a colaboração de vários professores dos restantes departamentos.

O evento iniciou-se com um cortejo real que contou com representantes do clero, nobreza e povo, que seguiram o D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal, patrono da instituição.

Terminado o cortejo, procedeu-se à abertura da feira, durante a qual os alunos e todos os presentes assistiram um Sarau Medieval. Este iniciou-se com a representação da entrega da Bula Manifestis Probatum, concedida Pelo Papa Alexandre III ao “seu muito amado filho em Jesus Cristo, Afonso, Rei dos Portugueses, no ano de 1179”.

Seguidamente as diversas turmas abrilhantaram o sarau com diversas representações: um contrato de vassalagem; danças medievais; recitação de poesia trovadoresca; música medieval, terminando com a atuação da Afontuna da escola. Durante todo o evento, ouviu-se música medieval.

A parte da manhã terminou com o Repasto Medieval, que constou de um porco no espeto, aludindo à festa do povo, aonde figurou a carne de porco, a galinha assada, o pão com carne cozido no forno de lenha na feira, estando presentes os pipos de vinho para a alegria do povo.

De tarde foram efetuados os jogos medievais, que estiveram a cargo do Departamento de Expressões.

No espaço estavam representadas as várias profissões da época, nomeadamente: o oleiro, moleiro, funileiro/latoeiro, ferreiro, tecelão, lenhador, camponês, tanoeiro. As profissões retratadas contaram com a presença de vários artesãos concelho, que fizeram demonstrações ao vivo das artes e ofícios da época. Algumas profissões como o lenhador, pela sua simplicidade, foram representadas por alunos.

A representação contou aproximadamente com 200 figurantes das várias classes sociais, havendo preocupação no rigor da sua apresentação. Os representantes dos mais pobres utilizaram panos mais grosseiros como era costume, enquanto as classes privilegiadas usaram túnicas e vestidos de veludo, brocados e seda. O Clero fez-se representar por alguns professores e alunos, que vestidos de monges beneditinos copistas explicaram aos presentes a forma da preservação da palavra escrita, muito importante numa época de analfabetismo generalizado, cabendo a estes a reprodução manuscrita de textos para estudo, para leituras nos refeitórios e para os ofícios, passando longas horas na laboriosa tarefa de copiarem os livros à mão.

Cada uma das onze turmas preparou a sua tenda, em stands gentilmente cedidos pela Câmara Municipal de Resende, a qual se fez representar no evento pela senhora vereadora, professora Dulce Pereira. Nestas tendas poderíamos encontrar produtos diversos, mas também algo mais típico, desde o salpicão, o queijo, a chouriça, o milho, o feijão, laranjas e limões, a abóbora, entre outros.

Apesar do dia de chuva intensa, foi possível verificar o entusiasmo de toda a comunidade educativa, que poderá culminar em futuras repetições do evento, o qual contará com mais representações e elementos da comunidade.

Aquilino Rocha Pinto
Por Notícias de Resende | quinta-feira, 11 de abril de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
Desde ontem e até sexta-feira, o Pavilhão Álvaro Magalhães é ponto de paragem obrigatório para milhares de jovens alunos e profissionais no ativo, numa altura em que mais do que nunca é fundamental tomar as decisões certas em matéria de empregabilidade. A Montra de Oportunidades, organizada pela Câmara Municipal de Lamego e pelo Centro de Informação Europe Direct, em parceria com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego e a Casa do Pessoal do Hospital de Lamego, aposta nesta quarta edição, além da oferta pedagógica direcionada para os jovens do ensino secundário, num reforço da divulgação das oportunidades de formação e requalificação para os recém-licenciados e profissionais no ativo. O certame tenta mostrar a luz ao fundo do túnel, num momento em que os níveis de desemprego continuam a bater sucessivos recordes no nosso país.

O maior certame de oferta educativa e empregabilidade realizado na região dedica este ano uma atenção muito especial à temática da Saúde e Bem Estar, abordando soluções inovadoras para os problemas sociais. Dentro deste tema, Lamego vai acolher as I Jornadas de Saúde do Douro, dedicadas à Cidadania numa Sociedade em Crise, um encontro composto por três painéis focalizados na crise social nas suas diversas dimensões e intervenientes. Os idosos constituem um grupo vulnerável a problemas como a pobreza, exclusão social, abusos e abandono. Este evento conta com a presença de oradores académicos e profissionais de referência, assim como a participação de entidades que desenvolvem projetos na área da intervenção na comunidade.

Com três grandes temas transversais – Educação/ Formação, Saúde/ Bem Estar e ExpoSocial -, a Montra de Oportunidades de Lamego apresenta, num único espaço e gratuitamente, diversas conferências, debates, workshops, concursos, entre muitas outras atividades, divulgando os serviços, as respostas e os produtos ao alcance da população e realça a importância do bem estar e qualidade de vida das pessoas. O apoio e a cooperação de diversas instituições na definição da sua programação, contribui decisivamente para que esta iniciativa se torne cada vez mais inovadora, criativa e uma importante marca na região.

Numa altura em que a Europa comemora o Ano Europeu dos Cidadãos, refletindo acerca dos impactos da crise multidimensional no exercício da cidadania plena e igualitária, a ExpoSocial também assume uma pertinência crucial com o intuito de fomentar atividades intergeracionais, cruzando as potencialidades destas faixas etárias, dos produtos e serviços disponíveis nas organizações sociais no combate à defesa dos direitos humanos.

No interior do Pavilhão Álvaro Magalhães, dezenas de instituições prometem, através de um diálogo franco e aberto, interagir e vivenciar com o público presente com o objetivo de ajudar a encontrar o seu talento ou áreas de interesse para uma aposta de futuro.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Castro Daire , através da Biblioteca Municipal leva a efeito, de 15 a 19 de Abril, a VII Festa do Livro e da Leitura,

Este evento pretende ser um encontro com todos os alunos do 1º ciclo, e comunidade em geral, proporcionando, desde tenra idade o contacto com os livros, constituindo, também um estímulo com vista a intensificar a curiosidade e o apreço pelo livro, com particular relevo para as crianças e jovens.

A Festa do Livro e da Leitura engloba uma gama variada de actividades, encontros com escritores, apresentação de livros, oficinas de escrita criativa, workshops e exposições.


A Festa do Livro e da Leitura conta ainda com a II Feira do Livro.

Pretende-se com esta programação motivar as pessoas a visitarem a feira e a interessarem-se mais pelos livros possibilitando-lhes a aquisição de livros a um preço mais acessível.


Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
No próximo Dia da Liberdade decorre mais um Grande Prémio de Atletismo Lamego-Avões, uma prova de cinco quilómetros de distância, aberta a todos os atletas, nacionais e estrangeiros, federados e não federados, em nome individual ou inscritos em núcleos, clubes e escolas. Esta competição integra os VIII Jogos Desportivos do Município de Lamego.

Os atletas, residentes no concelho de Lamego, são automaticamente inscritos nesta modalidade que terá uma classificação geral e prémios próprios a atribuir no dia 21 de junho, data da sessão de encerramento dos Jogos Desportivos.

Os interessados em participar no 30º Grande Prémio de Atletismo Lamego-Avões devem efetuar a sua inscrição até 22 de abril no Centro Municipal de Marcha e Corrida, no Pavilhão Álvaro Magalhães ou nas Piscinas Cobertas Municipais. Em alternativa, podem enviar um email para marchaecorridalamego@gmail.com.

Com partida da Av. D. Jacinto Botelho, esta prova é uma organização conjunta do Município de Lamego, da Lamego ConVida, do Centro Municipal de Marcha e Corrida, da Associação Desportiva de Avões, da Associação de Atletismo de Viseu e da Junta de Freguesia de Avões, em colaboração com diversas outras entidades e instituições locais, nomeadamente a PSP, a GNR e os Bombeiros Voluntários.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
No âmbito do projeto Europeu Comenius de 8 a 12 de abril o Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil – Baião vai ser o local de trabalho de cerca de três dezenas de professores da União Europeia. Durante uma semana professores da Polonia , Turquia, Roménia, Espanha, Estónia, República Checa, Bulgária, Croácia e Portugal poderão partilhar experiências e conhecer novas realidades.

Os professores terão uma agenda de trabalho sempre ligada ao grande tema e nome do projeto More trees? Yes, please! Mais árvores? Sim, por favor!

Da agenda de trabalhos, para além das reuniões, haverá também saídas de campo onde os professores poderão observar boas práticas de agentes locais e discutir caminhos a seguir de forma a, todos juntos, construirmos um mundo sustentável.

O projeto More trees? Yes, please!” visa tornar os alunos conscientes da importância da ecologia. Ele vai deixá-los partilhar a sua experiência e conhecimento de proteção da natureza, mostrando a beleza e importância de um dos seus elementos mais simbólicos - árvores. Este projeto combina o conhecimento de ramos ecológicos e históricos, com várias formas de arte, como artes da música e literatura. Como resultado das atividades os alunos irão desenvolver atitudes corretas para ambiente, bem como o pensamento criativo. Eles irão melhorar as suas competências linguísticas no uso de Inglês. Os alunos irão utilizar as TIC e os meios para executar algumas tarefas específicas e para transferir informação e comunicação entre as escolas parceiras.

De salientar que este é um projeto integralmente financiado pela União Europeia e faz parte de um conjunto de três projetos internacionais que o Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil – Baião viu serem aprovados e estão em pleno funcionamento.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Célia Monteiro
Nutricionista
Com o início da Primavera é inevitável a preocupação com a imagem corporal. Quem não fez já uma dieta antes das férias de Verão? Desde passar fome às pastilhas milagrosas, vale tudo desde que, chegado o tão aguardado momento, o fato de banho assente bem!

Mas lembre-se, não existem dietas milagrosas!

De facto, dietas demasiado restritivas e/ou com recurso a suplementos alimentares, com perspetivas irrealistas, não são recomendáveis e podem ter efeitos prejudiciais.

Por um lado, as dietas restritivas são ineficazes a longo prazo, uma vez que inicialmente até podem levar à diminuição de peso mas sendo difíceis de cumprir, levam à fácil desistência. Além disso, após uma privação nutricional severa é provável que ocorra um consumo descontrolado de alimentos cujas calorias serão mais rapidamente assimiladas pelo organismo que, sendo prevenido, constrói reservas para o próximo “período de fome” levando facilmente a um ganho de peso, muitas vezes superior ao inicial.

Por outro lado, e falando um pouco sobre suplementos alimentares para a perda de peso, não acha estranho que uma pastilha seja capaz de “aspirar” ou “derreter” gorduras? É facto que certos estudos apontam para alguns efeitos estatisticamente significativos mas, na sua maioria, não suficientemente significativos em termos clínicos. Não obstante é ainda o facto dos efeitos secundários serem, em muitos casos, desconhecidos. Sabe-se que os diuréticos e laxantes promovem a perda de água em vez de gordura e que os estimulantes, normalmente à base de cafeína e extrato de chá verde, só terão um efeito real em doses demasiado altas, insustentáveis a nível cardíaco.

Se quer perder peso e ser mais saudável, prepare-se para mudar! Mudar hábitos alimentares, comportamentos e atitudes. Reorganize pensamentos, sentimentos e emoções. Não tome esta decisão de ânimo leve, mas sim como um compromisso e lembre-se que não vai fazer dieta, mas antes adotar uma mudança alimentar e comportamental sustentável ao longo de toda a sua vida. Procure a ajuda de um Nutricionista e defina um plano alimentar individual e flexível sem descurar as suas preferências alimentares. E não se esqueça do exercício físico! Pratique regularmente uma atividade física que lhe dê prazer e que se adapte ao seu contexto de vida.

Acima de tudo, seja feliz, lembre-se que quanto ao seu bem-estar, cabe a si ter a última palavra!

Célia Monteiro 
Nutricionista
celiamonteiro@noticiasderesende.com
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 8 de abril de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
No dia 21 de abril, o pavilhão Multiusos de Caldas de Aregos, em Resende, acolhe pelo 7.º ano consecutivo a Festa das Cavacas, um certame que pretende promover este produto resendense que já se tornou um referência regional e nacional.

Novidade deste ano é que durante todo o domingo em que decorre a festa, os visitantes poderão usufruir, gratuitamente, das Termas de Caldas de Aregos, onde poderão desfrutar da piscina termal, banho turco e ginásio. Como já é habitual em edições anteriores, o Município de Resende oferece, ainda, uma viagem no rio Douro a bordo da embarcação “Barca d’ Aregos”.

Tal como em anos anteriores, quem vier do Porto poderá aproveitar a viagem de comboio até à estação de Caldas de Aregos (Tormes), onde os visitantes terão à sua espera, a embarcação já referida que assegurará a travessia do rio até à outra margem, onde decorre a festa, sem custos.

Associado ao evento irá realizar-se entre os dias 19 e 21 de abril um fim de semana gastronómico, dedicado à degustação do anho assado com o arroz do forno. Esta iniciativa, a organizar em parceria com o Turismo do Porto e Norte de Portugal, compreende um desconto de 10% em todas as refeições (quando a opção se enquadre nesta ementa) entre o jantar de sexta-feira e o almoço de domingo, em seis restaurantes aderentes.

A Festa das Cavacas vai reunir cerca de duas dezenas de vendedores/produtores que vão comercializar e promover o famoso doce tradicional, entre música popular. O programa vai iniciar-se às 11h00 com uma visita aos stands dos vendedores/produtores de cavacas, de vinho, licores e compotas da região. Na ocasião vai ser inaugurada a exposição de fotografia: “Os Anos Doces” e vai realizar-se uma prova de vinhos e licores acompanhados pelo doce tradicional. A animação musical ficará a cargo, durante todo o dia, do Grupo de Bombos de S. Romão, do Rancho de Danças e Cantares de S. Cipriano, do Grupo "Os Moleiros de Sta. Maria de Cárquere” e da Orquestra da Academia de Música de Resende.

Saborear as deliciosas Cavacas, degustar o anho assado acompanhado com o arroz do forno, que aqui é cozinhado com todos os requintes da cozinha tradicional portuguesa, desfrutar de um passeio de barco no rio Douro e usufruir da utilização gratuita das Termas de Caldas de Aregos, são motivos para um passeio mais demorado pelo concelho de Resende no fim semana de 19 a 21 de abril. Venha desfrutar de tudo isto e não perca a oportunidade de descobrir ou de se reencontrar com as tradições, a história, o património natural e cultural com que a natureza brindou esta região, porta de entrada no Douro Vinhateiro, classificado Património da Humanidade.