Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | domingo, 31 de março de 2013 | Publicado em | Com 0 comentários
Foi um Domingo de Páscoa atribulado para a população de Valonguinho, em Barrô, freguesia de Resende, onde o desabamento de uma estrada na passada Sexta-feira condicionou em muito a vida da população. A população de Valonguinho, está, desde Sexta-feira, isolada devido ao desabamento de parte da EM que dá acesso a esta localidade.

Ainda em Barrô, a EM 537 que liga Barrô à Penajóia, está cortada devido a deslizamento de terras.

António Borges, Presidente da Autarquia, em declarações à SIC, referiu que a povoação da aldeia Valonguinho vai continuar isolada durante os próximos dias, devendo-se esse facto aos trabalhos que só deverão ser concluídos na próxima semana devido à saturação e inclinação do terreno.

João Pereira
Fotos: TVI
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 27 de março de 2013 | Publicado em , , | Com 0 comentários
Foi tornado público que, por proposta do Presidente da Câmara Municipal, António Borges, o Executivo Camarário e a Assembleia Municipal de Resende, deliberaram atribuir um conjunto de condecorações municipais a diversas personalidades do concelho que se distinguiram em diversas áreas.

Segundo a proposta apresentada por António Borges “a atribuição de condecorações honoríficas de âmbito municipal é uma forma de reconhecer a valia dos cidadãos que mais e melhor se distinguem na comunidade resendense, dela emergem ou se destacam". Ora é aqui que o CIR- Movimento de Cidadãos Independentes por Resende, que surgiu no âmbito da ação da Associação de Cidadãos Independentes Por Resende (ACIResende) diverge e se distancia da proposta do atual edil camarário.

De facto, estranhamos que o Presidente António Borges não tenha incluído nesta sua iniciativa diversas personalidades que, essas sim, se têm distinguido em diversas áreas do domínio público, mormente com especial relevo na esfera empresarial, como tem sido divulgado. Esses sim, numa altura de grandes dificuldades em que têm trabalhado para manter as suas empresas em funcionamento, enfrentando de forma obstinada os efeitos da crise que assolam o País, para garantir os postos de trabalho, mereciam ter sido lembrados e acarinhados.

No entanto, não estranhamos esta atitude do Eng.º Borges que nunca mostrou apetência para apoiar o mundo empresarial e nunca aceitou de bom grado destacar e reconhecer o sucesso desses nossos conterrâneos que muito têm feito pela nossa terra. Pessoas de caráter, dinâmicas e persistentes que muito têm contribuído para o bem estar social e para a divulgação e afirmação do nosso concelho na esfera regional.

Apesar de não pretendermos pôr em causa o valor e a projeção de algumas das pessoas condecoradas pelo bem que fizeram à sua terra, pelo seu envolvimento cívico, outras há que sendo realçadas nos deixam as maiores reservas relativamente aos critérios usados uma vez que ainda não deram provas cabais da sua valia ou dedicação de uma forma que se possa considerar meritória, abnegada e generosa para com a sua terra e para com os seus concidadãos.

Foram medalhados vários autarcas que agora estão em fim de mandato. Nesta perspetiva por que é que não foram reconhecidos ex-autarcas com provas dadas ao longo de vários mandatos que já não se encontram no ativo? Será que a amizade e a cumplicidade político-partidária falaram mais alto? Por que é que foram esquecidos arquitetos, filhos da terra que tanto contribuíram para a recuperação e requalificação do nosso património arquitetónico?

São atribuídas condecorações ao camarada Albano Santos e ao companheiro António Fonseca. Se temos fundadas dúvidas sobre o trabalho desenvolvido pelo primeiro, porque não há qualquer obra da sua autoria que tenha contribuído para o engrandecimento e dignificação do concelho de Resende, já relativamente ao segundo a opinião generalizada é diferente. Mas assim sendo, a este nível de apoio ao próximo e de combate à exclusão, porque razão é que o Eng.º António Borges se terá esquecido de reconhecer o mérito, o trabalho e a dedicação ao próximo revelados por uma personalidade humilde mas de mérito inquestionável como foi a D. Deolinda Bengalas?

E os empresários do ano que persistem em investir no concelho e têm vindo a criar postos de trabalho e riqueza que muito tem contribuído para a manutenção e sobrevivência de algumas famílias?

Pelos vistos alguém teve o bom senso de reprovar o nome do arquiteto do Porto, filho do camarada Renato Sampaio, que foi o responsável por obras no nosso concelho a troco de chorudos contratos.

Na nossa modesta opinião, toda esta situação deveria ter assumido outros contornos bem diferentes, ou seja, dever-se-ia ter criado uma comissão isenta e qualificada com o objetivo de elaborar uma proposta fundamentada, alicerçada em critérios justos e que não suscitassem quaisquer dúvidas para que o ato assumisse a dignidade e o simbolismo que estivesse bem acima dos interesses partidários, até porque o valor da despesa em causa, não é de desprezar, no atual contexto de carência económica e financeira que o País atravessa.

Da nossa parte aqui fica este apontamento porque " à mulher de César não basta ser, tem de parecer."

Resende 25 de Março de 2013
Por Notícias de Resende | terça-feira, 19 de março de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
O complexo Termal de Caldas de Aregos, em Resende, é o quinto mais frequentado do país na área do termalismo e bem-estar, segundo dados da Associação das Termas de Portugal.

Durante o ano de 2012, 4360 clientes usufruíram destas termas situadas no concelho de Resende, junto a uma das mais belas paisagens do rio Douro. Em apenas um ano a frequência das termas de Caldas de Aregos aumentou 78,4%, já que em 2011 foram registados 2444 clientes. Na área de bem-estar, o aumento de aquistas foi ainda mais visível, com uma percentagem de crescimento superior a 100% (em 2011 foram realizados 1689 tratamentos, aumentando para 3618, em 2012).

De referir, ainda, que as receitas dos tratamentos realizados nos balneários de Aregos na área do termalismo clássico e do bem-estar aumentaram 8,01%, quando a nível nacional verificou-se um decréscimo de receitas na ordem dos 15,31%.

Para além dos tratamentos terapêutico-medicinais, a Companhia das Águas de Caldas de Aregos, EM, SA, tem explorado as potencialidades destas águas na componente de lazer e bem-estar, demonstrando que o investimento efetuado ao longo destes dois últimos anos é uma aposta ganha.

O Presidente da Câmara Municipal de Resende, António Borges, também presidente do Conselho de Administração da Companhia das Águas refere que “mesmo num ano economicamente muito difícil, os resultados são a melhor resposta para alguns preconceitos que vêm do passado relativamente a Caldas de Aregos e às suas Termas. É aqui que temos de construir um dos grandes pilares da empregabilidade no concelho de Resende”.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Resende adquiriu as Termas de Caldas de Aregos em abril 2009 e, após um esforço de beneficiação das instalações existentes, o Balneário Termal passou a estar aberto todo o ano disponibilizando, para além dos tradicionais tratamentos termais, novos serviços ligados ao bem estar, à reabilitação e ao rendimento atlético.

A Companhia das Águas de Caldas de Aregos foi transformada em Empresa Municipal e, a partir daí passou a empregar permanentemente 25 funcionários, representando um importante contributo na prioridade definida pelo Município de Resende na criação de emprego.

De referir, ainda, que as Caldas de Aregos são um dos espaços termais mais reconhecidos no norte do país. Estas termas existem desde o século XII, quando D. Mafalda, Rainha de Portugal, mandou ali construir uma Albergaria, percursora dos diversos balneários termais que se sucederam ao longo dos tempos. O actual balneário foi integralmente reconstruído na década de 1990.

As águas minerais naturais das Caldas de Aregos são sulfúreas, bicabornatadas, sódicas e fluoretadas, com um elevado PH de 9,2 captadas a 62ºC e a 63 metros de profundidade, em furos capeados, que as protegem dos agentes poluidores superficiais e lhes garantem limpidez, pureza bacteriológica e estabilidade físico-química.

As principais indicações situam-se na área da prevenção e cura das doenças ortopédicas, doenças de reumatismo, doenças das vias respiratórias, sinusites e doenças da pele.
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 18 de março de 2013 | Publicado em | Com 0 comentários

Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
É um ambiente de deslumbramento e de entusiasmo o que se respira na nova EB 2,3/Secundária de Baião. Após 12 milhões de euros de investimentos efetuados pela empresa pública Parque Escolar, vivem-se os primeiros dias numa casa renovada e é possível perceber que os quase 1000 elementos da comunidade escolar ainda se estão a adaptar ao novo equipamento.

"Isto parece uma Universidade" é o comentário que mais vezes se ouve das bocas de alunos, professores e colaboradores da EB 2,3/S de Baião. E quando na manhã de 13 de Março, o presidente da Câmara Municipal de Baião, José Luís Carneiro, se desloca à nova escola - numa visita guiada pelo diretor do Agrupamento de Escolas, Carlos Alberto Carvalho - não consegue conter a satisfação por ver, na prática, as condições de que os jovens baionenses dispõem.

"É uma grande satisfação perceber que as nossas crianças e jovens têm agora condições de aprendizagem ao nível do melhor que há no nosso país. Os meninos, jovens e adolescentes de Baião passam, enfim, a estar verdadeiramente em condições de igualdade com todos os outros do nosso país e isso é verdadeiramente comovente", refere o autarca.

Durante a visita, José Luís Carneiro teve a oportunidade de conversar com vários alunos e de os incentivar a aplicarem-se nos seus estudos porque é dessa forma que poderão concretizar os seus sonhos e objetivos. Susana Gomes (Campelo) e Nádia Rocha (Gestaçô) têm ambas 17 anos e são duas das alunas com quem José Luís Carneiro dialoga. "Estou a gostar muito da nova escola. Tem todas as condições", refere Nádia, secundada por Susana que acha que "valeu a pena a esperar".

Diogo Moreira e Tiago Ribeiro são mais novos, frequentam ainda o 8º ano. Enquanto revêm a matéria de francês, comentam as condições da nova escola. "Esta escola é mais agradável. Tem mais espaço e luz, dá mais vontade de estudar", salienta Tiago. Diogo enaltece o facto de na nova escola cada turma dispor da sua sala: "É muito melhor assim, porque não precisamos de andar sempre com a mochila atrás das costas. Aqui também temos mais espaços para conviver".

Na visita foi possível ficar a conhecer a nova biblioteca do estabelecimento de ensino, que possui uma área três vezes superior à antiga; visitar salas de aula onde a luz natural ganha evidência através das grandes janelas; e percorrer ginásios e espaços de prática desportiva ao ar-livre.

A comitiva composta por diversos técnicos da autarquia pôde, ainda, visitar espaços de acesso à internet e salas de trabalho para alunos e professores; o refeitório, que também vai servir os alunos do vizinho Centro Escolar; o bar ou a loja de material escolar.

"Esta visita demonstra o interesse e o envolvimento da Câmara Municipal de Baião nas questões da educação no nosso concelho", referiu Carlos Alberto Carvalho, que enalteceu a "grande satisfação e alegria com que os elementos da comunidade educativa estão a viver a mudança para a nova escola. Todos nós sentimos que aqui vamos dispor de condições ideais de trabalho e aprendizagem", refere Carlos Alberto Carvalho.

Isolinda Queiroz pertence à comunidade educativa, sendo funcionária da mesma há 16 anos. "Sinto-me bem a trabalhar aqui. É um edifício espetacular e onde dá gosto trabalhar", refere. Também Carlos Fonseca e Luís Fiunte, ambos professores de educação física, fazem parte da comunidade educativa. Os dois elogiam os espaços exteriores da nova escola. "Estão ótimos. São espaços superiores", concordam, enquanto aguardam, na confortável sala dos professores, que chegue a hora da próxima aula.

Durante a visita às EB 2,3/S de Baião é ainda possível visitar as oficinas que irão acolher os cursos profissionais de mecânica e de eletricidade, as salas dedicadas a cursos como por exemplo o de ótica ocular, os laboratórios ou, ainda, a unidade de ensino estruturado, que irá acolher alunos do 2º ciclo com necessidades educativas especiais.

Entre os alunos dos cursos profissionais encontram-se Ricardo, Sérgio e Diogo. O mais velho é Ricardo, que tem 17 anos e vem de Loivos do Monte, enquanto Sérgio e Diogo, ambos com 16 anos, residem, respetivamente, em Soalhães (Marco de Canaveses) e no Gôve. Estes alunos mostram satisfação pelas melhores condições de que vão agora desfrutar na nova escola e neste curso onde aprendem, por exemplo, a reparar eletrodomésticos e os fundamentos das instalações elétricas.

Ao todo a nova EB 2,3/Secundária de Baião possui uma área de 10 mil e 500 metros quadrados, divididos por três pisos. Existem neste edifício 59 salas de aulas, 18 das quais preparadas para "multifunções", dois ginásios, balneários de apoio aos equipamentos desportivos e um salão polivalente com capacidade para 180 lugares sentados.

A visita foi concluída com uma deslocação ao Parque de Estacionamento Subterrâneo, com capacidade para 72 viaturas, construído pela autarquia nas imediações da nova escola, sendo fundamental para a regulação do estacionamento naquela zona da vila de Baião.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Hélder Amaral
Deputado do CDS-PP
O Partido Socialista diz não aceitar mais nenhuma medida de austeridade, e afirma ter uma solução credível de consolidação das contas públicas, dando prioridade ao crescimento económico e à criação de emprego. Para perceber o que queria dizer, fui revisitar as “5 propostas concretas para sairmos da crise” que o PS apresentou na Assembleia da República. É curioso que o partido que, depois de 4 Planos Especiais de Crescimento, nos conduziu à maior crise de que há memoria apresente um documento assim. A primeira medida é parar com a austeridade: pedem ao Governo que abandone a intenção de cortar 4 mil milhões na despesa pública, mas segundo as metas do défice acordadas pelo PS para 2014, deveríamos chegar a um défice de 2,5%. À pergunta “deve o governo cumprir com a meta do défice, mesmo que revisto?”, o PS diz que sim. Fica então por saber quais os cortes que o PS quer fazer para cumprir o défice: rejeita um corte 4 mil milhões (5% da despesa prevista em 2013), não quer cortar na despesa, nem aumentar os impostos, mas quer reduzir o défice. Talvez seja defeito meu, mas não percebo.

Mas no meio de tanta demagogia há uma que merece ser tida em conta, e que o governo já anunciou: a reabilitação urbana. Para além da ajuda a um dos sectores mais afetados pela crise, permite pequenos investimentos disseminados pelo País, com impacto positivo na economia local. Aproveitando os 3,7 mil milhões de euros de fundos do QREN direcionados para investimentos e equipamentos de proximidade, cerca de 1.000 milhões destinam-se a projetos para o sector da "água e resíduos", "educação, saúde e apoio social", "acessibilidades" e "qualificação ambiental e reabilitação urbana". Aqui se inclui o programa JESSICA, direcionado para à reabilitação urbana, admitindo-se a possibilidade de ir mais longe. Foram já disponibilizados 335 milhões de euros de financiamento do QREN através de três fundos de desenvolvimento urbano, esperando-se até ao final do primeiro semestre deste ano assinar novos projetos no valor de 188 milhões. Regista-se o apoio do PS a esta medida.

Outra proposta que o PS dirá que é sua é o aumento do prazo para atingir os 2.5% de défice. Mas não seria possível atingir tal desiderato se o Governo fizesse a vontade ao PS, a saber, acabar com a austeridade e com as medidas de diminuição da despesa pública. Só é possível, atualmente, renegociar as condições de ajustamento com metas e prazos credíveis devido ao esforço e sacrifícios dos portugueses – esses sim, devem reivindicar esse prémio. Se o PS quer, como afirma, cumprir o compromisso que assinou com a Troika, fica claro que, independentemente do ritmo que se deseje, não pode dizer que quer fazer diferente, pela simples razão que tal não é possível, o que o PS bem sabe. Podemos redirecionar fundos comunitários, tirar mais dinheiro de um lado e por noutro, modificando assim medidas concretas, mas tal não significa uma rutura com a política seguida pelo Governo. O dinheiro é sempre o mesmo, não há mais…

O PS não explica como quer aumentar a despesa e cobrar menos impostos. Não quer contribuir para um consenso no corte definitivo de despesa, estrutural e socialmente aceitável. Para além disso, ainda recusam participar de forma responsável nas reformas estruturais do Estado. Dizem que fariam diferente, que têm alternativa às politicas do Governo, mas sabe, e sabemos todos, que isso não passa de “política do faz de conta”. Esta é, infelizmente, uma prática que se tem revelado útil para as eleições e péssima para o País.

Temo que será também assim nas futuras eleições autárquicas. Exige-se um discurso verdadeiro, coerente e pedagógico, em vez de uma democracia da mentira. Mas os sinais são preocupantes: o PS prepara-se para pedir uma autoestrada Viseu/Coimbra, mas sabe que não é possível, pela simples razão de quando foi Governo optou por outras estradas e outro eleitorado. Segundo o ex-Ministro socialista Jorge Coelho, não fazer esta autoestrada foi o pior erro do Governo de Sócrates. Outro sinal preocupante prende-se com o Centro Oncológico de Viseu: o Governo informa que não é possível neste momento concretizar esse desejo justo dos viseenses por não haver dinheiro, e o PS, quando fez a pergunta, sabia a resposta. Mas fez de conta. E não andou melhor o PSD: conhecia a mesma resposta, mas fez aprovar na Assembleia Municipal de Viseu uma moção a reivindicar essa valência. Há, pelos vistos, mais que um PSD. Tudo isto acontece enquanto alguns fazem de conta.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Acácio Pinto
Deputado do PS
A equidade e a inclusão, no sistema educativo, estão a sofrer o maior ataque das últimas décadas pela mão deste governo e de Nuno Crato, um homem sapiente e predestinado para efetuar uma reforma profunda no ministério da educação, segundo aqueles que entendiam que tudo estava errado.

E Nuno Crato cumpriu. Rapidamente se transformou no “comandante” de uma verdadeira deriva de ataque ideológico à educação e à escola com o objetivo último da privatização do sistema educativo. E o que é grave é que ainda possa haver quem creia que com este caminho se aumenta a equidade e a inclusão na escola, pedras basilares de qualquer política educativa.

Ou será que queremos, novamente, voltar à educação só para alguns?

Começou por desdenhar do trabalho, do rigor, dos currículos, da responsabilidade e da autonomia das escolas, para implementar os seus conceitos. E nesse discurso de ataque ao sistema, a sua voz foi-se juntando a toda uma teoria minimalista para o serviço público de educação: do saber ler, escrever e contar. Foi enfatizando e implementando a teoria dos que defendem que a educação tem que estar exclusivamente ao serviço das empresas, mais do que ser um elemento estruturante para a formação dos cidadãos. O ministério de Nuno Crato foi dando sinais de que não pensa a educação como um elemento central na luta pela igualdade de oportunidades, mas antes seletiva e reprodutora de exclusão, quando, por exemplo, os relatórios da UNESCO associam o sucesso a sistemas altamente inclusivos e fortemente integrados.

Mesmo com estas e outras evidências internacionais, mesmo com estudos inequívocos que dão um claro aumento no desempenho dos nossos jovens fruto do investimento dos últimos anos, chamem-se PISA, TIMMS ou PIRLS, nem mesmo isso, fizeram ou fazem demover Nuno Crato.

E aí vai ele, de-vento-em-popa, no seu rumo. Extinguiu o programa novas oportunidades, atacou as artes e a cidadania, aumentou as transferências de verbas para as turmas do privado, criou exames no 4º ano, e agora enche a boca com o ensino dual e vocacional, numa investida no sentido de promover uma seleção precoce para os alunos, ao invés daquilo que a OCDE vem defendendo, a do adiamento da seleção académica.

Aqui chegados importa, portanto, unir vontades e esforços no sentido de, juntos, fazermos infletir as políticas deste ministério de Nuno Crato e os cortes cegos que este governo quer efetuar nas funções sociais do estado e no consequente aumento das desigualdades económicas e sociais.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A gravidez, é um momento marcante, em que o corpo da grávida passa por inúmeras alterações. Em mulheres saudáveis e sem factores de risco a prática de exercício físico regular a moderado durante a gravidez, é benéfica, deve ser incentivada. E, segundo Nunes, L. (1999) parece ter uma influência efectiva sobre a evolução da gravidez.

Os benefícios são inúmeros tanto a nível físico como psicológico tais como: a melhoria da capacidade aeróbia e da resistência muscular, diminuição da incidência de lombalgias (dor na coluna lombar), bem-estar geral, redução da probabilidade do aparecimento de problemas circulatórios, redução da obstipação e melhoria da digestão, controlo do aumento de peso, melhoria das condições para o trabalho de parto, facilitação da recuperação pós-parto e na diminuição do perímetro abdominal.

Mas tal como nos idosos, é necessário que a grávida tenha uma aprovação e acompanhamento de um médico especialista antes que se comece a praticar qualquer actividade física. O programa de exercícios na grávida deve sofrer modificações com o decorrer da gravidez, de acordo com a resposta materna e do feto ao exercício. De qualquer modo, deve evitar-se claramente: atingir a exaustão, temperaturas corporais muito elevadas e a desidratação.

Na mulher grávida são aconselhados exercícios aeróbios de baixo impacto como por exemplo a marcha, a natação, o andar de bicicleta e o jogging. A natação e a hidroginástica têm a vantagem de pelas próprias características do meio (a água) amortecerem os movimentos, para além de ainda aumentar a dissipação do calor. Actividades como saltos, corridas e jogos colectivos e de contacto, como futebol e basquetebol não são recomendados durante todo o período gestacional, principalmente devido ao risco inerente de colisões de alto impacto e quedas que podem prejudicar o feto ou o bebé.

“Não há um comprimido para combater os transtornos típicos da gestação, os exercícios, sim, é que podem ser um santo remédio.” (Marlos Domingues)

Profª Ilídia Almeida
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários

A Câmara Municipal de Castro Daire promoveu de 11 a 15 de março de 2013 a VIII Semana Florestal de Castro Daire, onde se realizaram varias ações, com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar e a população em geral para a defesa da floresta e destacar o seu interesse económico para a região.

Iniciou-se a Semana Florestal com uma reunião da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios onde se apresentou e aprovou o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

Procedeu-se à plantação de espécies autóctones e aromáticas na EB2,3, na EBI de Mões e na Escola Secundária de Castro Daire, com a participação dos alunos daquelas escolas.

Realizou-se o percurso pedestre “Trilho dos Carvalhos”, localizado em Gosende, onde se promoveram atividades relacionadas com a floresta, com os alunos da EB2,3 de Castro Daire.

Os alunos do pré escolar assistiram ao espetáculo músico-teatral “O Tobias e a Floresta”, onde se fez uma sensibilização e apelo à conservação da natureza.

O encerramento da Semana Florestal de Castro Daire deu-se com o VIII Seminário “Floresta Sem Fronteiras no Montemuro e Paiva”. Neste Seminário foram abordados temas relacionados com a defesa da floresta contra incêndios e higiene e segurança no trabalho agrícola, florestal e apícola, tendo sido uma manhã produtiva e muito participativa.

A realização de todas estas ações obteve por um lado a sensibilização de todos os participantes para a importância dos espaços florestais na diversidade dos seus usos e funções e para a responsabilidade coletiva na sua proteção. Por outro obteve também a sensibilização dos jovens para as mais correctas práticas ambientais, apontando para a importância da floresta e sua preservação.

A aposta na educação, na sensibilização e na promoção da nossa floresta é prioritária, não estivéssemos num concelho com uma enorme mancha florestal e cuja importância ambiental e económica da floresta é significativa, pelo que se procura que estas iniciativas tenham cada vez mais impacto na comunidade local, especialmente nas crianças e jovens, pois são eles o futuro do concelho.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Somar 5000 novas árvores à já de si extensa mancha verde do concelho de Baião é o objetivo a que a Câmara Municipal se propõe atingir com a organização do “Dia Verde do Município”, agendado para 21 de Março.

Para levar a cabo esta plantação de grandes dimensões, a autarquia conta com o contributo dos baionenses: cada munícipe tem direito a cinco árvores, das espécies Carvalho Alvarinho ou Castanheiro Europeu, que pode plantar em terrenos à sua escolha. Estas espécies são de cariz autóctone e segundo o Gabinete Técnico Florestal de Baião vão tornar a floresta concelhia mais resistente a incêndios.

Ao assinalar o Dia Verde do Município, a autarquia pretende valorizar a dimensão ambiental do território de Baião, o concelho com maior percentagem de áreas verdes no distrito do Porto: 63 por cento do território municipal é composto por zonas verdes e florestais.

Para além da entrega de árvores aos munícipes, o Dia Verde do Município conta com o envolvimento das associações e instituições concelhias, que vão levar a cabo plantações em terrenos à sua escolha. Caso estas entidades não disponham de terrenos próprios, podem participar em ações de plantação na área florestal envolvente ao Convento de Santo André, em Ancede.

Os cidadãos que queiram contribuir para esta iniciativa amiga do ambiente podem fazer o levantamento das suas árvores a partir de dia 20 de Março, entre as 14h00 e as 17h00, nos Armazéns Municipais. No dia 21 de Março, a entrega de árvores às populações acontece entre as 8h30 e as 12h30 nos Armazéns Municipais, na Quinta do Mosteiro de Santo André e nos Serviços Municipais de Santa Marinha do Zêzere.

Entre 2005 e o corrente ano, a Câmara Municipal de Baião promoveu a plantação de mais de 17 mil árvores em todo o concelho.
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 11 de março de 2013 | Publicado em | Com 1 comentários

Por proposta do Presidente da Câmara Municipal, António Borges, o Executivo Camarário e a Assembleia Municipal de Resende, deliberaram atribuir um conjunto de condecorações municipais a diversas personalidades do concelho que se distinguiram em diversas áreas.

Segundo a proposta apresentada por António Borges “a atribuição de condecorações honoríficas de âmbito municipal é uma forma de reconhecer a valia dos cidadãos que mais e melhor se distinguem na comunidade resendense, dela emergem ou se destacam, ou mesmo com ela estabelecem uma relação que a compromete e valoriza de forma acentuada. Essa atribuição interpreta ainda, e de forma não menos importante, a necessidade de sinalizar caminhos, valores e desempenhos que devem ser atendidos com atenção por todos os resendenses, pela sua valia e pelo estímulo que representam”.

Nesse sentido e de acordo com o Regulamento Municipal de Atribuição de Condecorações em vigor, aprovado pela Câmara e Assembleia Municipal vão ser atribuídas as seguintes Condecorações:

Professor Doutor Padre Anselmo Borges, com a Medalha de Ouro de Honra do Município de Resende, pelos seus contributos na formação do pensamento contemporâneo. É oriundo da freguesia de Paus, Resende, e Professor Doutorado na Universidade de Coimbra, onde é docente de Filosofia, regendo as cadeiras de Antropologia Filosófica, Filosofia da Religião e Ética.

Professor Doutor Carlos Alberto Sequeira com a Medalha de Ouro de Honra do Município de Resende, pelo seu contributo enquanto Reitor da UTAD para o desenvolvimento e afirmação da região do Douro. A sua família é originária da freguesia de S. Romão, Resende.

Dr. Carlos Alberto Ferreira Coelho, com a Medalha de Ouro Municipal de Mérito do Município de Resende, pelo seu contributo para a afirmação da música portuguesa. Natural de Resende, é autor de músicas que, por quatro vezes, venceram o Festival da Canção que apura os representantes portugueses ao Festival da Eurovisão.

Eng.º Manuel Luis da Silva Pereira Tuna com a Medalha de Ouro Municipal de Mérito do Município de Resende, pelo seu contributo para as transformações operadas no ensino no concelho de Resende na última década. Natural da freguesia de Barrô, Resende, é o atual Diretor do Agrupamento de Escolas de Resende, D. Egas Moniz.

Albano António Alves dos Santos e António Fonseca com a Medalha de Ouro Municipal de Mérito do Município de Resende, pelos seus contributos para as respostas na área da solidariedade social, enquanto principais representantes de duas das instituições privadas de solidariedade social, respetivamente, a Casa do Povo de Resende e a Irmandade S. Francisco Xavier.

Sílvio Alípio Pinto e Joaquim Pinto com as Medalhas de Ouro Municipal de Mérito do Município de Resende, pelos seus contributos para a dignificação de uma das mais tradicionais profissões dos resendenses, por serem dos mais antigos profissionais de barbearia em funções, na formação de jovens ao longo de décadas e na divulgação da sua terra, interna e externamente.

Dr. Adriano Pereira com a Medalha de Ouro Municipal de Mérito do Município de Resende, pelo seu contributo para a atividade e afirmação, com assinalável qualidade dos serviços prestados, ao Município de Resende, na área da advocacia.

Presidentes de Junta de Freguesia Júlio Alberto Francisco, Francisco da Silva Pereira Tuna, Manuel Jorge Barbosa Cardoso, Arlindo Pinto de Sequeira e Fernando Manuel,  com a Medalha de Ouro Municipal de Mérito do Município de Resende, pelos seus contributos para a afirmação do concelho de Resende e das freguesias, respetivamente de S. Romão, Barrô, Freigil, Resende e S. João de Fontoura, que serviram nas últimas décadas.

A atribuição de condecorações honoríficas de âmbito municipal tem em vista o público reconhecimento de todos aqueles que contribuem para o engrandecimento e dignificação do concelho de Resende.
Por Notícias de Resende | terça-feira, 5 de março de 2013 | Publicado em , , | Com 3 comentários
Por proposta do Presidente da Câmara Municipal de Resende, António Borges, o Executivo Camarário e a Assembleia Municipal aprovaram o projeto de Regulamento de Incentivo à Criação de Emprego e Empreendedorismo Jovem no Concelho.

“A situação de crise internacional e nacional que Portugal actualmente atravessa, reflecte-se de forma muito mais premente nos concelhos do interior do País, onde Resende se insere. Nestas circunstâncias importa que a Câmara Municipal de Resende adote um plano de intervenção consentâneo com a atual situação de crise, apoiando e incentivando a criação de postos de trabalho e o empreendedorismo, nomeadamente, ao nível dos jovens”, refere António Borges.

Os incentivos previstos no regulamento destinam-se a desempregados adultos, com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos, residentes no concelho de Resende e poderão ser concedidos a empresários em nome individual ou a pessoas coletivas de natureza privada e com fins lucrativos, desde que o capital social seja, maioritariamente, detido pelo desempregado ou jovem, que criem postos de trabalho para si e reunam os demais requisitos regulamentares.

A natureza dos incentivos é a seguinte:

- O incentivo à criação de empresas com a integração do posto de trabalho próprio no concelho de Resende, consiste na atribuição de um apoio não reembolsável, até ao valor máximo de 10.000,00 euros, extensível a um período de 2 anos.

- O apoio referido destina-se a custear exclusivamente despesas empresariais com instalações quando não forem do próprio ou de familiares diretos, água luz e comunicações.

- Haverá ainda lugar, quando aplicável, a isenção do pagamento das seguintes taxas e tarifas municipais:
  • Edificação e urbanização; 
  • Publicidade (dois anos); 
  • Ocupação da via pública para fins publicitários (dois anos); 
  • Instalação e ligação de contadores da água; 
  • Ligação de ramais de saneamento. 

- Os incentivos referidos são acumuláveis com outros apoios concedidos por organismos públicos, desde que não coincidam com aqueles que foram objeto de incentivos no âmbito deste Regulamento e só podem ser atribuídos por uma única vez ao seu titular.

Com a criação deste regulamento, a Câmara Municipal de Resende pretende apoiar financeiramente o empreendedorismo jovem e a criação de empresas através das quais é criado o próprio posto de trabalho, bem como proporcionar a criação de novas oportunidades de trabalho para os desempregados e estimular a economia do concelho.

Estão, assim, a surgir novas oportunidades para o desenvolvimento local e regional em Resende, resultantes do esforço da Câmara Municipal liderada por António Borges, que nos últimos anos tem investido na estimulação da economia local, nomeadamente através da construção do Parque Empresarial de Anreade, com a venda de lotes a preços simbólicos; a construção do Fórum Municipal que integra o novo mercado, com a concessão das lojas e bancas a preços reduzidos; implementação do Balcão do Empreendedor onde os munícipes podem aceder a todos os serviços necessários ao exercício de uma atividade e, ainda, a baixa consecutiva dos impostos (IRS, IMI e Derrama) no concelho.

De referir que no concelho de Resende a taxa de desemprego situa-se nos 14,9%, o que significa que são 1071 desempregados para uma população ativa aproximada de 7200 (num total de residentes entre as 11 e as 12 mil pessoas), no pais a taxa já ultrapassou os 17%.

Segue em anexo o Regulamento de Incentivo à Criação de Emprego e Empreendedorismo Jovem no Concelho de Resende.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Promovido pela Escola Secundária Dom Egas Moniz, o Pavilhão Multiusos de Caldas de Aregos, no concelho de Resende, acolheu a primeira edição do Miss & Mister Resende no passado sábado, dia 2 de março. Este evento contou com muitas caras bonitas, música e diversão.

A iniciativa teve o apoio de várias empresas municipais, tendo alguns comerciantes a oportunidade de divulgar os seus produtos.

Como o evento abrangia participantes desde os 8 aos 80 anos, foram eleitos os Miss & Mister dentro dos seguintes escalões: crianças, adolescentes e jovens.

Dentro de cada escalão foram escolhidos os Miss & Mister Resende e Miss & Mister Simpatia. Nas crianças Liliana Moreira e Simão Rodrigues, de seis e quatro anos respetivamente, foram escolhidos pelo público presente como Miss & Miss Simpatia. Maria Miguel Botelheiro e Miguel Dias, de seis e quatro anos, foram eleitos pelo júri do evento como Miss & Mister Resende.

O público presente, cerca de 200 a 250 pessoas, elegeu Gabriela Diogo (9 anos) e William Júnior (11 anos) como Miss & Mister Simpatia nos adolescentes. E os Miss & Mister Resende dentro deste escalão foram Beatriz Teixeira e William Júnior, de 8 e 11 anos.

No grupo mais importante do evento, os jovens, Kelly Rodrigues (21 anos) e Rui Pereira (17 anos) tiveram a votação do público presente, e foram eleitos pelo mesmo para Miss & Mister Simpatia. O grande momento da noite seria eleger o Miss e Mister Resende 2013 desta categoria, e os escolhidos pelo júri foram Kelly Rodrigues e Ricardo Rodrigues, de 21 e 19 anos.

Rafael Barbosa
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 4 de março de 2013 | Publicado em , , | Com 0 comentários

O Centro Municipal de Marcha e Corrida de Lamego lançou um novo projeto – o Em Forma. Através de uma rigorosa monitorização semanal, esta iniciativa procura quantificar os efeitos das caminhadas na saúde das pessoas. Na prática, o Centro realiza duas caminhadas semanais através das quais controla a distância e a intensidade aplicadas para, deste modo, verificar as consequências na melhoria da sua capacidade física.

O percurso das caminhadas organizadas no âmbito do projeto Em Forma tem sempre início e fim no Complexo de Piscinas Cobertas Municipais, mas quinzenalmente é alterado o percurso, a distância e o grau de dificuldade. No final de cada atividade, o grupo efetua diversos exercícios de reforço muscular e relaxamento.

Os interessados em participarem ativamente neste projeto devem inscrever-se no Programa Nacional de Marcha e Corrida e aparecerem nas instalações das piscinas, a partir das 9h 45 de todas as segundas e quartas-feiras. Em cada trimestre, os praticantes são sujeitos a avaliações físicas e efetuam análises clínicas de forma a validar a sua evolução.

Muitas das pessoas que já integraram o Em Forma, algumas oriundas das freguesias de Valdigem e Figueira, também fazem parte de um estudo de investigação promovido pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto com o objetivo de monitorizar o impacto do Programa da Marcha e Corrida na saúde e hábitos de vida dos seus praticantes.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Câmara Municipal de Castro Daire vai promover de 11 a 15 de março de 2013 a VIII Semana Florestal de Castro Daire, onde se vão realizar varias ações, com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar e a população em geral para a defesa da floresta e destacar o seu interesse económico para a região.

No dia 11 de março terá lugar a abertura da Semana Florestal no auditório do centro municipal de cultura com uma reunião da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios com visita a trabalhos realizados no âmbito do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

No dia 12 de março terá lugar a plantação de espécies autóctones e aromáticas na EB2,3, na EBI de Mões e na Escola Secundária de Castro Daire, com a participação dos alunos daquelas escolas.

No dia 13 de março realizar-se-á o percurso pedestre “Trilho dos Carvalhos”, localizado em Gosende, onde se vão realizar atividades relacionadas com a floresta, com os alunos da EB2,3 de Castro Daire.

No dia 14 de março realizar-se-á o espetáculo músico-teatral “O Tobias e a Floresta”, dirigido aos alunos do pré escolar do agrupamento de escolas de Castro Daire, onde se fará uma sensibilização e apelo à conservação da natureza.

No dia 15 de março será o encerramento da Semana Florestal de Castro Daire com o VIII Seminário “Floresta Sem Fronteiras no Montemuro e Paiva”. Neste Seminário vão ser abordados temas relacionados com a defesa da floresta contra incêndios e higiene e segurança no trabalho agrícola, florestal e apícola.

A realização de todas estas ações tem como objetivo obter por um lado a sensibilização de todos os participantes para a importância dos espaços florestais na multiplicidade dos seus usos e funções e para a responsabilidade coletiva na sua proteção e valorização, através de um melhor conhecimento do que é a floresta. Por outro obter também a sensibilização dos jovens para as mais correctas práticas ambientais, apontando para a importância da floresta e sua preservação. Apostando desta forma numa faixa etária que está em formação e por isso mais “vulnerável” à aprendizagem, esta iniciativa remeterá um conjunto de práticas que, com certeza, serão interiorizadas por todos.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários



A Câmara Municipal de Castro Daire em parceria com os Bombeiros Voluntários de Castro Daire organizou uma exposição comemorativa do Dia Internacional da Proteção Civil.

Estas comemorações decorreram no Parque Urbano de Castro Daire, no passado dia 1 de março, com a participação de diversas entidades ligadas à Proteção Civil, como foram o caso do Serviço de Proteção Civil do Município, Autoridade Nacional da Proteção Civil, a GNR nas suas diversas valências, Sapadores, Canarinhos e diversas corporações dos Bombeiros Voluntários, nomeadamente de Castro Daire e Farejinhas e ainda outras corporações de concelhos vizinhos.

Nesta exposição dos diversos meios da proteção civil existentes e ao dispor da população foi possível compreender a forma de operação das diversas forças em termos da Proteção Civil, bem como a forma de articulação entre as diversas forças operacionais.

Esta exposição foi visitada por todas as crianças que frequentam o 1º Ciclo do Ensino Básico do Concelho, num total de cerca de 400 crianças.

A população local aproveitou também a oportunidade para visitar o local e ficar a conhecer melhor os meios da proteção civil existentes no concelho e também no país.

Durante o dia foi ainda possível assistir a simulacros de evacuação de vítimas por meio aéreo, sendo o helicóptero da proteção civil uma das grandes atrações das crianças que visitaram a exposição.

Nesta ação de sensibilização e informação a comunidade castrense, mais concretamente as crianças das escolas do Concelho, puderam ter algumas lições de como reagir em situações de emergência, ficando a conhecer melhor os meios e os profissionais responsáveis pela proteção civil no Concelho.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Assembleia Municipal de Baião deliberou, por unanimidade, a 23 de Fevereiro, abrir concursos públicos destinados à concessão da exploração do bar do Pavilhão Multiusos de Baião e do bar da Piscina de Ar-Livre de Campelo, do bar da Piscina de Ar-Livre de Santa Marinha do Zêzere e do bar da Praia Fluvial de Campelo.

O prazo de entrega de propostas prolonga-se até ao dia 21 de Março.

As entidades que queiram concorrer a estes concursos públicos podem consultar as peças do procedimento no endereço eletrónico www.anogov.com ou deslocarem-se ao edifício dos Paços do Concelho de Baião, no sentido de obterem mais informações junto da secção de Aprovisionamento.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Os Jogos Desportivos do Município de Lamego, a grande festa do desporto do concelho, vão voltar pelo oitavo ano consecutivo. Está previsto que mais de 800 atletas, jovens e menos jovens, vão competir em 12 modalidades com o objetivo de dar o seu melhor e superarem os rivais nesta histórica competição. A cerimónia de encerramento, vivida sempre com grande entusiasmo por largas centenas de pessoas, está marcada para 21 de junho, no Parque Isidoro Guedes.

Organizado em conjunto pela Câmara Municipal e pela empresa Lamego ConVida, com o apoio de várias associações e clubes da região, o maior evento desportivo do concelho de Lamego quer promover a prática desportiva entre os lamecenses e dinamizar os cidadãos para que assumam um papel ativo no processo de sensibilização e estimulo à prática desportiva ao longo da vida. Durante esta edição, os quadros competitivos decorrem entre os meses de março e junho, com a novidade de ser alargado o leque de modalidades disputadas por atletas com mais de 17 anos de idade.

Para este ano, as inscrições já se encontram abertas, aguardando-se uma adesão significativa a esta iniciativa.

Os VIII Jogos Desportivos do Município vão abranger 12 disciplinas distintas: andebol, btt, natação, boccia, ténis de mesa, corrida de orientação, jogos tradicionais, minigolfe, voleibol, atletismo, futebol 7 e futebol 5. Recorde-se que, no ano passado, este evento mobilizou a participação de 834 atletas amadores, em representação de 43 coletividades.

O Presidente da autarquia, Francisco Lopes, realça o empenho ativo das associações locais na dinamização do desenvolvimento desportivo do concelho e acredita que esta festa do desporto entrou agora numa fase de “estabilização” em relação ao número de modalidades em prova e em relação à adesão de participantes.

O calendário completo dos Jogos Desportivos, o regulamento e as respetivas fichas de inscrição estão disponíveis em cm-lamego.pt e lamegoconvida.com. Estas podem ser entregues na sede da Lamego Convida, EEM (Quinta de S. Gens), no Pavilhão Álvaro Magalhães e no Complexo Municipal de Piscinas.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , , | Com 0 comentários
Embora não volte a ter outra vez 25 anos, pode melhorar o seu aspecto físico, a sua saúde e a sua energia. A fórmula é simples. Mude o seu estilo de vida de quatro maneiras, procurando:

1. Ser mais saudável e magro;
2. Ser fisicamente mais activo;
3. Mudar o tipo de alimentação;
4. E, aprender a relaxar.

Com o avançar da idade diminui a qualidade total da actividade física por parte dos idosos, o que contribui para uma concomitante quebra de capacidade funcional.

Esta mais que comprovado que os idosos obtém benéficos de prática de actividade física regular tanto quanto os jovens. Ela promove mudanças corporais, melhora a auto-estima, a autoconfiança e a afectividade, aumentando a socialização. Pode melhorar a qualidade do sono, reduzir o estado de tensão, aumentar o controlo muscular, a capacidade cardiovascular e pulmonar, a força e a resistência e ajudar a controlar a obesidade.

Segundo Nunes, L. (1999), a actividade física é também essencial para preservar a estrutura óssea, sendo um dos aspectos fundamentais na prevenção de fracturas por osteoporose.

Antes de iniciar qualquer programa de exercício físico, o indivíduo deve consultar um médico, que lhe fará um exame cuidadoso e caso não haja contra-indicações, poderá então ser-lhe prescrito um programa de actividade física, como por exemplo: caminhada, exercício em bicicleta ergométrica, natação, hidroginástica e musculação.

O indivíduo nunca é demasiado velho para praticar desporto de uma forma adaptada à sua idade. Cada idoso pode e deve conservar um pouco de alegria no movimento e prazer no esforço, independentemente da sua idade.
Mellerowicz

Profª Ilídia Almeida
Por Notícias de Resende | domingo, 3 de março de 2013 | Publicado em , , | Com 0 comentários
Foi hoje, dia 3 de Março, que o Cinfães, recebeu em sua casa, no Estádio Municipal Prof. Cerveira Pinto, o Sporting de Espinho, vencendo-o por 3-0, com golos de Serra, Gomes e Vítor Silva. Serra, tem sido uma das grandes revelações desta época a par do seu clube, o Cinfães. O avançado de 23 anos leva já 11 golos, em 22 jornadas da Zona Centro da 2ª Divisão Nacional de futebol, nesta época 2012/2013. Clubes como Marítimo, Nacional e Gil Vicente estarão na órbita de Serra, podendo avançar com a contratação do jogador no final da época.

Desde há muito que o Cinfães se impôs no primeiro lugar desta 2º Divisão, Zona Centro, levando até agora 46 pontos, com 14 vitórias, 7 empates e apenas 2 derrotas. A equipa cinfanense é, também, o melhor ataque da Zona Centro com 42 golos marcados e é ainda a segunda melhor defesa com 17 golos sofridos.

Atrás do Cinfães seguem Académico de Viseu e Sporting de Espinho, o primeiro a 5 pontos e o segundo a 9 pontos depois da derrota desta tarde. A 8 jornadas do fim do campeonato, o Cinfães entra então no último terço do campeonato com favoritismo para se sagrar Campeão da Zona Centro da 2º Divisão Nacional e subir diretamente à Liga de Honra.
João Pereira
joaopereira@noticiasderesende.com
Por Notícias de Resende | sábado, 2 de março de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
Acácio Pinto
Deputado do PS
No dia 5 de novembro de 2010 Passos Coelho dizia que as pessoas, que têm um orçamento a cargo e que deixem resvalar a despesa e que não cumpram os objetivos definidos, têm que ser responsabilizadas civil e criminalmente pelos seus atos.

Trago estas declarações à liça pelo facto de estarmos, neste início de 2013, mais uma vez confrontados com um completo falhanço nas metas orçamentais e no cumprimento de todos os objetivos.

Não há uma única previsão, uma que seja, que tenha sido cumprida neste último ano e meio.

Que dirá, agora, Passos Coelho perante os seus próprios falhanços?

Dissequemos alguns incumprimentos.

A dívida pública atingiu no final de 2012 um valor de 203,4 mil milhões de euros o que representa 122,5% do PIB, ou seja, mais 18,7 mil milhões do que no final do ano anterior e um valor muito superior ao previsto.

O desemprego atingiu em igual data o valor de 16,9%, sendo o dos jovens de cerca de 40%, portanto, muito acima de todos os valores que constavam nos documentos oficiais do governo.

O défice de 2012, que ainda não se conhece, prevê-se que seja de valor mais elevado (4,9%) do que o acordado e definido (4,5%) pese embora todas as manobras de cosmética efetuadas por Passos, Portas e Gaspar, como foi o caso das privatizações, algumas, in extremis.

Ora para quem dizia que iria consolidar as contas públicas e que iria efetuar cortes nas gorduras do estado, percebe-se bem a hipocrisia de toda a sua dialética discursiva.

Mas o facto mais relevante da última semana foi a declaração do ministro das finanças, Vítor Gaspar. Com efeito, esse “e-co-no-mis-ta en-car-ta-do”, disse, finalmente, que precisamos que nos deem mais tempo para corrigir o défice, ou seja, disse o óbvio.

Agora, se juntarmos tudo isto aos cortes sociais, ao aumento de impostos, à redução dos salários e das pensões, à falta de financiamento da economia, ao aumento dos juros da dívida pública portuguesa, concluiremos com facilidade que o povo português não aguenta mais austeridade e o PS tem a obrigação de o dizer inequivocamente, como muito bem fez, esta semana, António José Seguro.

E diga-se que nesta mesma linha se têm vindo a pronunciar outros cidadãos através de artigos de opinião ou sob a forma de romance. Refiro aqui José Gil, filósofo, em artigo que designou “o roubo do presente”; também Nuno Júdice, poeta, com o romance “a implosão”; e ainda Manuel Alegre, com base nestes dois autores, em artigo no DN a que colocou o sugestivo título “a implosão anunciada”.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
De Março a Outubro o Município de Resende organiza “Conversas no Museu” no Auditório do Museu Municipal. Nessas “conversas” serão abordados temas como bullying, luto, acompanhamento ao estudo, entre outros.

A primeira é dia 13 de Março pelas 18 horas com o tema “Alimentação Saudável”. O objectivo é o de alertar acerca dos hábitos alimentares e reforçar a ideia de como a alimentação influencia bastante a nossa saúde e bem-estar.

A entrada é aberta à população em geral.

Raquel Evangelina
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
O agrupamento de Escolas de Resende vai organizar de 11 até dia 15 de Março a “Semana da leitura”. Esta iniciativa tem como finalidade a promoção da leitura e o contacto com alguns autores.

No dia 11 de Março, Fernando Branco Marado, escritor e professor natural de Lamego estará presente no Centro Cultural de S. Cipriano.

Na quarta-feira, 13, será a vez de Manuela Mota Ribeiro. A autora de “Kiko, o dentinho de leite” comparecerá no Centro Escolar de Resende e no de S. Martinho de Mouros.

Por fim, no dia 15 será a vez de Maria do Céu Nogueira. A professora marcará presença na Escola EB2.

Raquel Evangelina
Por Notícias de Resende | sexta-feira, 1 de março de 2013 | Publicado em , | Com 0 comentários
Para a rúbrica de cinema do mês de Março decidi escolher um filme de animação. Penso que nestes dias em que o desânimo insiste em não nos largar, levar as crianças até ao cinema e aproveitar para descontrairmos com elas seja uma boa ideia. Se não tem crianças não tem desculpa, os filmes de animação que os cinemas nos oferecem hoje em dia encantam dos 8 aos 80. Este mês o auditório tem em cartaz dois filmes para os mais novos. O primeiro é já logo à noite "ParaNorman" e dia 15 passa "A Origem dos Guardiões".

Foi sobre o segundo que decidi comentar. O filme conta a história dos guardiões que tomam conta das crianças e que tudo fazem para que elas nunca deixem de sonhar. O grupo em si é muito peculiar. Temos um Pai Natal que tem um pouco o ar de "bad boy" russo, tatuagens incluidas. O coelho da Páscoa atlético e com sotaque a lembrar um pouco o Indiana Jones. A Fada dos dentes que é uma espécie de mistura entre borboleta e pessoa. O João Pestana, feito do pó brilhante com que os sonhos das crianças são feitos, e que apesar de não dizer uma palavra é adorável. Por fim o Jack Frost que faz nevar e, a princípio não conseguimos perceber qual a função dele, só acompanhando o filme é que vamos percebendo. A trama adensa-se quando o papão entra no filme e decide substituir os sonhos por pesadelos instaurando o medo. Cabe aos guardiões reataurar a tranquilidade. O problema é que a partir do momento que as crianças deixam de acreditar que eles existem, e o papão está ciente disso, os guardiões vão perdendo os seus poderes.

O filme é entretenimento garantido para miúdos e graúdos. Para além de nos divertir acaba por nos passar uma mensagem de que enquanto alguém acreditar as coisas podem ser possíveis. Talvez seja um pouco utópico mas ao mesmo tempo dá um pouco de esperança. O que tendo em conta o estado actual que já referi até acaba por ser um incentivo contra o desânimo. "Enquanto houver estrada para andar a gente vai continuar", canta Jorge Palma. E enquanto palmilhamos esse caminho podemos fazer sempre uma pausa agradável e dedicar um pouco do tempo à magia da 7ª arte.

Bons Filmes,
Raquel Evangelina