Quantcast
[ ]
Notícias de Última Hora
Por Notícias de Resende | sábado, 30 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários

Por Notícias de Resende | | Publicado em | Com 0 comentários
De acordo com o portal da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o concelho de Resende está hoje em risco máximo de incêndio.

Além de Resende, estão ainda mais sete concelhos do distrito de Viseu incluídos nos vinte e sete com risco máximo de incêndio, a nível nacional, sendo eles Cinfães, Castro Daire, São Pedro do Sul, Vila Nova de Paiva, Moimenta da Beira, Sernancelhe e Mangualde.
Por Notícias de Resende | sexta-feira, 29 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
Hélder Amaral
Deputado do CDS-PP
São muitos os que dizem, com alguma razão, que o Governo só tem dado notícias desagradáveis. Porém, a realidade é que não pode ser de outra forma; se é certo que qualquer governante gosta de ser popular, então só podemos concluir que não restava ao Governo outra solução. Como diz o povo, “contra factos não há argumentos”. Vejamos: os transportes públicos são suportados por todos os contribuintes, os que os utilizam e os que não, por desnecessidade ou inexistência de oferta do serviço. A má gestão, a falta de rigor na gestão da coisa pública, e a caça ao voto, como aconteceu desde 2007, levou a que a subida dos combustíveis tivesse aumentado os prejuízos das empresas, que viram ainda reduzida a procura. Ainda assim, não se aumentou o preço dos bilhetes. Chegámos assim à situação actual:

Carris: 716 milhões de endividamento acumulado; este ano vencem 74,5 milhões de euros em dividas de médio e longo prazo. Metro de Lisboa: 3,812 milhões; o valor da dívida aumentou 5,1% em 2010. Refer: 6.043 milhões, valor total da dívida; a dívida de curto prazo ascende a 1,345 milhões. E podia continuar, com a TAP, STCP e Metro do Porto, p. ex.. Resumindo, o prejuízo líquido das empresas públicas do sector de transportes atingiu, no final do ano passado, 940 milhões de euros. Isto não pode continuar assim. É evidente que não se resolve este colossal problema apenas e só com um aumento dos transportes: a solução passa também por reduzir os 4,8 milhões gastos em gestores muitas vezes incompetentes, e por uma definição do que é - ou deve ser - o serviço público, sob pena de não existirem transportes públicos.

O que importa saber é se Portugal consegue ter transportes públicos a preços que cubram os custos; para mim, não necessariamente. As empresas públicas de transportes devem ter uma gestão que permita que cada empresa possa pagar os seus custos, nomeadamente os salários dos trabalhadores, e os consumos intermédios. Dos impostos, via indemnizações compensatórias, deveria vir a parte necessária ao serviço público, a saber, passes sociais ou a sustentação de linhas pouco comerciais mas que, numa lógica de coesão territorial, devem ser mantidas. O resto deve vir das vendas de bilhetes, pagos pelos utentes, que são quem beneficia dos transportes. Há o risco de os transportes se tornarem tão caros que tenham de ser fechados por falta de procura? Talvez, mas isso significaria que o custo do serviço é maior do que aquilo que os consumidores estão disponíveis a pagar por ele, e sendo assim deve ser encerrado.

Na prática, é o que acontece com qualquer empresa que não encontra mercado para o seu produto: mas é improvável que isso aconteça neste caso. Os transportes são de facto importantes, e muitas cidades fazem da mobilidade (e bem) um factor de competitividade; a utilização do automóvel não se afigura fácil, sem fazer contas rigorosas - há que contar com portagens, manutenção, combustíveis e estacionamento. Resta ter empresas capazes de produzir uma oferta em quantidade e qualidade competitiva. E resta ao Estado garantir que miguem será deixado para trás se, por razões várias, não tiver outra alternativa. Mas nem todos os pobres usam transportes públicos, nem todos os que usam transportes públicos são pobres. A política do preço baixo acaba por transferir dinheiro para quem não precisa, e por não ajudar quem devia ajudar. Os transportes públicos, como o metro e os comboios da CP, servem sobretudo os grandes centros urbanos, como Porto e Lisboa, onde os rendimentos são mais altos do que no resto do País, mas quem paga as indemnizações compensatórias são todos os contribuintes. Outro exemplo: muitos dos que usam o Alfa Pendular (sempre cheio, mesmo em 1ª classe) não estão propriamente na pobreza. Logo, os preços devem ser fixados de acordo com o mercado.

O Estado deverá, sim, suportar o custo dos transportes de quem não pode pagar esse serviço, fixando-se um preço diferente, de forma equilibrada e rigorosa - ou seja, só para quem de facto precisa. Se tudo continuar como até aqui, ficam não só em risco os passes sociais, como o próprio transporte público.
Por Notícias de Resende | quinta-feira, 28 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
Abordando os mais variados temas e áreas da sociedade e situação actual do país, Lamego acolheu nos passados dias 23 e 24 de Julho o XVIII Congresso Nacional da Juventude Popular. Este realizou-se no pavilhão Álvaro Magalhães, tendo comparecido cerca de 550 congressistas e alguns convidados de norte a sul do país não esquecendo as ilhas, marcando a actividade juvenil e politica da cidade. Foi um grande passo para que os jovens locais possam participar sem receios nos destinos da sociedade onde vivem em comunidade, manifestando as suas ideias e mostrarem que são capazes de observar e agir perante as dificuldades. Este congresso contou para o inicio dos trabalhos com a presença da Dra. Marina Valle, presidente da concelhia do CDS-PP Lamego e Luís Carrapatoso presidente da concelhia da Juventude Popular de Lamego, dando a todos os presentes as boas vindas e apelando á elevação para o decurso dos trabalhos.

Em debate e votação, estiveram duas moções de conteúdos fortes e capazes de contribuir para a melhoria da situação actual do país. Foram abordados temas desde a educação, agricultura, economia, saúde entre outros.

O resultado destes dois dias de trabalhos, foi a aprovação por maioria da moção “Unir para crescer” de Miguel Pires da Silva contra a moção “Mais JP” de Luís Chiti Dias.

Na cerimónia de encerramento e durante a tomada de posse da nova equipa, o eurodeputado Nuno Melo felicitou vencedores e vencidos com uma mensagem de união e colaboração entre as duas moções, afinal todos os presentes são JP.

Tal evento não teria decorrido sem o apoio de toda uma estrutura, que esteve envolvida até ao terminar dos trabalhos, provando estar à altura de qualquer acontecimento.

Assim quero expressar aqui os agradecimentos ao município de Lamego na pessoa do Sr. Presidente Eng. Francisco Lopes, aos vereadores Dra. Marina Valle e Sr. Manuel Coutinho, Lamego ConVida, a todos os empresários hoteleiros envolvidos na recepção e alojamento dos congressistas, Serralharia Vieira, um muito especial à Juventude Popular de Lamego e Tarouca, aos funcionários da CML e pavilhão Álvaro Magalhães pela excelente ajuda prestada, à comissão organizadora por terem confiado e vindo a Lamego e a todos os convidados presentes pela confiança e amizade.

Concelhia da JP Lamego
Luís Carrapatoso
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 27 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
Depois de dezenas de anos, as Festas em Honra à Senhora do Rosário, Padroeira do Concelho de Mesão Frio, voltaram a realizar-se, no passado fim-de-semana, em Mesão Frio. A Comissão de Festas Concelhias de Mesão Frio lançou mão ao trabalho e procurou reactivar uma “romaria” do passado da história de Mesão Frio. Estas festas, em honra à Senhora do Rosário, atrairam, nos passados dias 22, 23 e 24 de Julho, um “mar de gente” às ruas da Vila de Mesão Frio.

A Padroeira de Mesão Frio voltou este ano a ter uma festa, depois de dezenas de anos sem se realizar. Um grupo de cidadãos das freguesias do Concelho uniu-se e reactivou esta “romaria” do passado da história do Concelho, e, a exemplo do fim-de-semana anterior com a Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais, voltou a encher a Av. Conselheiro José Maria Alpoim ao longo dos três dias de festa.

Na sexta-feira à noite,o grupo "Alternativa", de Ovar, esteve incumbido para animar a Avenida Conselheiro José Maria Alpoim, que se “encheu” para dançar ao som da música popular portuguesa. No sábado, o grupo “Ventusnorte", do concelho vizinho de Baião, que, através de uma soberba apresentação musical, deliciou o imenso público que acorreu à vila de Mesão Frio para festejar o regresso das festas em Honra à Senhora do Rosário. Às zero horas de Domingo, 24 de Julho, um grandioso arraial iluminou o céu da Porta do Douro. No domingo, de manhã, a Banda de Música de Cambres percorreu as ruas da Vila de Mesão Frio antecedendo a Eucaristia em Honra dos Padroeiros do Concelho de Mesão Frio. Ao final da tarde, os andores dos padroeiros do Concelho de Mesão Frio sairam à rua, acompanhados de inúmeras figuras biblicas, compondo assim uma procissão como há muitos anos não se via em Mesão Frio, à qual as populações das freguesias do Concelho acorreu, enchendo as ruas da vila, demonstrando assim a sua Fé pelos seus padroeiros. No final, a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Mesão Frio e a Banda de Música de Cambres prestaram guarda de honra aos padroeiros no adro da Igreja de S. Nicolau, tornando-se num momento marcante e emocionante da Procissão, que contou ainda com a colaboração do Corpo Nacional de Escutas de Vila Marim e da Régua, bem como dos representantes da Câmara Municipal, da Delegação da Cruz Vermelha de Mesão Frio, do Agrupamento de Escolas, da Santa Casa da Misericórdia de Mesão Frio e das Juntas de Freguesia do Concelho.

Depois de um ano de intenso trabalho, foi visivel na Comissão de Festas Concelhias de Mesão Frio o sentido de dever cumprido, concretamente com a recuperação para os tempos de hoje de uma festa que se havia perdido no tempo.
Por Notícias de Resende | terça-feira, 26 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
O passado dia 24 de Julho foi dia de festa para a comunidade de Resende. Foi benzida a 1ª pedra da nova igreja já em início de construção na vila e celebrámos as Bodas de Diamante Sacerdotais do senhor Pe. Martins.

As celebrações começaram pelas 16h com a bênção da 1ª pedra da nova igreja no local onde as obras decorrem. Presidiu à cerimónia o senhor Vigário Geral da nossa Diocese e tomaram parte o senhor Presidente da Câmara, Presidente da Assembleia Municipal, Vereadores, Presidentes de Junta, Párocos, pessoal dos serviços técnicos da autarquia, membros do Conselho de Pastoral da Paróquia, arquitectos que conceberam o projecto, empreiteiro e demais membros da comunidade. As autoridades civis e religiosas, bem como o construtor, assinaram um pergaminho que foi colocado debaixo da primeira pedra assinalando a data do início da construção do templo. Depois decorreu a bênção, à qual se seguiram as palavras do Pe. Martins que lembrou rapidamente o historial deste projecto e agradeceu o empenho pessoal e institucional do senhor Presidente da Câmara para que este sonho antigo se tornasse realidade. Ao encerrar a cerimónia o senhor Presidente da Câmara lembrou a importância deste novo espaço de culto no contexto geográfico de Resende, mas sobretudo no contexto social e religioso das suas gentes.

Pelas 17h teve início a eucaristia de acção de graças pelos 60 anos de vida sacerdotal do senhor Pe. Martins. A igreja paroquial encheu-se com a presença amiga de todos quantos quiseram demonstrar a sua amizade e reconhecimento por aquele que tem sido o timoneiro espiritual desta comunidade há 44 anos. A introdução deu o mote do espírito da celebração pelo seu significado, pelo seu simbolismo, pela sua oportunidade e justiça. Foi traçado um breve historial do senhor Pe. Martins acentuando o reconhecimento pelo muito que ele tem dado a esta terra que adoptou como sua. A eucaristia foi presidida pelo senhor Vigário Geral e concelebrada por quase todos os sacerdotes do arciprestado. Tomaram parte muitas autoridades civis, muitos familiares do senhor padre Martins e paroquianos de Resende e Felgueiras, sobretudo, participaram muitos amigos que quiseram manifestar o seu reconhecimento e sentido de gratidão àquele que tem servido Resende como poucos. Na sua homilia o senhor Vigário Geral fez referência ao reconhecimento pessoal e do senhor Bispo pela pessoa e pelo sacerdote e agradeceu ao senhor Presidente da Câmara pelo empenho e apoio na construção da nova igreja. Pediu ainda a todos que se empenhassem na construção da igreja material, mas principalmente na Igreja de pedras viva que somos.

Ponto alto da celebração foi o momento simbólico da entrega de um arranjo com 60 rosas vermelhas alusivas aos 60 anos de doação e serviço sacerdotais. Foi momento de emoção pelo simbolismo e significado. A eucaristia foi animada pelo grupo coral da paróquia de forma brilhante dando ritmo e alegria a esta celebração festiva.

Para encerrar as celebrações foi serviço um lanche-convívio na actual sede dos escuteiros em Minhães. Da ementa faziam parte dois porcos no espeto, arroz de feijão, uma grande variedade de aperitivos, bebidas para todos os gostos, bem como as sobremesas diversificadas entre bolos e fruta. Não faltou o caldo verde e o bolo de aniversário. Tudo concorreu para que se tornasse um fim de tarde muito agradável. Durante algumas horas, o convívio esteve animado e prolongou-se pela noite dentro. Não faltou a comida e a bebida, como não faltaram os amigos que, à volta do senhor Pe. Martins quiseram manifestar a sua alegria por tão memorável data.

Em meu nome pessoal quero agradecer à Câmara Municipal, na pessoa do senhor Presidente, por todo o apoio dado para a realização destas celebrações, bem como pela presença massiva de toda a vereação. Agradecer aos colegas sacerdotes, aos senhores presidentes de junta e demais autoridades civis, aos familiares do senhor Pe. Martins, aos diversos grupos paroquiais envolvidos na sua dinamização de modo muito particular ao Grupo Coral e aos Escuteiros e a toda a comunidade que se envolveu e quis marcar a sua presença. Por último, e porque os últimos são os primeiros, ao senhor Nelson Rodrigues e esposa pelo delicioso toque de culinária que a todos deliciou.

Que Deus a todos abençoe e conceda ao Senhor Pe. Martins muitos anos de vida e saúde para continuar connosco servido com o sorriso de sempre.

Pe. José Augusto
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
No âmbito da tradicional Feira de S. Cristóvão, que se realiza todos os anos no dia 25 de Julho, na freguesia de Felgueiras, em Resende, o Presidente da Câmara Municipal, António Borges, procedeu à entrega de incentivos aos produtores de gado de raça arouquesa.

Este ano foram atribuídos prémios a 175 animais, correspondendo a um total de 17.500,00 euros em incentivos, de acordo com as Normas Reguladoras de Atribuição de Incentivos à Criação de Gado Tradicional, que atribui por uma única vez e por animal, um prémio de cem euros aos produtores proprietários de Raça Arouquesa, com seis ou mais meses de idade, até ao limite de 30 meses, tendo ou não sido abatidos.

Do programa da Feira constou ainda um Concurso Pecuário de Bovinos de Raça Arouquesa e respectiva entrega de prémios.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Resende, António Borges, “esta é uma forma de apoiar directamente o mundo rural e, sobretudo, chegar com incentivos aos que menos capacidade, muitas vezes, têm de se fazer ouvir ou representar. Estamos a apoiar com toda a certeza os que têm menos capacidade económica e, por outro lado, a promover um produto marcante na região”.

De referir que o aparecimento da raça arouquesa se perde no tempo, apontado-se a sua possível origem celta. São animais cuja rusticidade se torna evidente na valorização que fazem dos escassos recursos alimentares da sua zona de criação, adaptando-se bem ao clima agreste que por vezes enfrentam, como é o caso da Serra do Montemuro. São grandes procriadores de vitelos e produtores de leite de qualidade excelente e a sua carne é considerada a melhor a nível nacional, pois caracteriza-se por uma consistência e suculência únicas.
Por Notícias de Resende | | Publicado em | Com 0 comentários
No dia 24 de Julho decorreu a benção e colocação da 1.ª Pedra da nova Igreja de Resende, numa cerimónia que contou com a presença do Presidente da Câmara, António Borges.

Foi um momento de festa para a Paróquia da freguesia de Resende e de grande satisfação e alegria para os muitos populares que acorreram ao local para assistir ao acontecimento, já que proximamente vão dispor de um local de culto localizado junto à área urbana, pois a actual Igreja Matriz encontra-se a mais de 1 km de distância da Vila.

A obra, que nesta 1.ª fase tem o valor de 650 mil euros, foi adjudicada à empresa Carmage, Engenharia e Construção, S. A., já se encontra em execução e vem tornar realidade uma ambição dos resendenses de há 40 anos.

Recorde-se que o novo templo ficará localizado no limite nascente da área urbana da Vila de Resende, nas imediações da escola Secundária D. Egas Moniz e do Posto da GNR e compreenderá uma traça moderna com uma Torre Sineira com desenvolvimento vertical e altura acentuada, que pretende estabelecer a marcação simbólica e religiosa do local. O edifício organiza-se de forma a estabelecer a hierarquização dos diferentes espaços previstos: acesso/entrada, templo, presbitério/altar, baptistério e pátio, sendo que ainda está prevista a construção de uma Capela Mortuária.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Resende, António Borges, “trata-se de uma data com muito significado para a comunidade resendense, já que a nova Igreja vem responder a um anseio que remonta à própria fundação da sede do concelho. O que estamos a fazer a partir da Câmara Municipal é garantir respostas a todos os níveis daquilo que é a vontade de vincarmos modernidade, ainda mais importante nos tempos exigentes como os de hoje”.

O dia ficou também marcado pela celebração das Bodas de Diamante Sacerdotais do Padre António Martins, Pároco da Freguesia de Resende há 44 anos para quem esta obra era um sonho. Do programa das celebrações constou, ainda, uma eucaristia de acção de graças na Igreja Paroquial e um lanche-convívio, na nova sede dos escuteiros, em Minhães, onde marcaram presença autoridades locais, a comunidade em geral e os familiares e amigos do sacerdote.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
O Presidente da Câmara Municipal de Resende, António Borges, presidiu à cerimónia de assinatura de protocolo de cooperação celebrado entre a Irmandade S. Francisco Xavier e o Instituto da Segurança Social, I.P., que decorreu no dia 24 de Julho e que contou, ainda, com a presença do Director do Centro Distrital da Segurança Social de Viseu, Manuel João Dias.

O protocolo assinado entre as duas entidades prevê o desenvolvimento de respostas sociais nas valências de Lar de Idosos, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. Assim, a Irmandade S. Francisco Xavier garante o funcionamento de lar de idosos com capacidade para 30 utentes, centro de dia para 22 utentes e apoio domiciliário para responder às necessidades de 40 utentes, garantindo ainda a criação de 30 postos de trabalho.

Durante a cerimónia, António Borges salientou que “é um momento muito importante para S. Martinho de Mouros e também para o concelho. Estamos a criar agora importantes respostas para as populações mais idosas, mas não deixa de ser igualmente importante o reforço da oferta de emprego permanente na economia social, reforçando um significativo investimento feito nestas áreas, nos últimos anos”.

O Juiz da Irmandade S. Francisco Xavier, António Fonseca, agradeceu o apoio da Segurança Social, da Câmara Municipal e de todas as pessoas anónimas que contribuíram para que o projecto do lar de idosos avançasse no terreno e acrescentou que “com a assinatura deste protocolo a vida social dos nossos idosos, irá ter uma qualidade tal que lhes permitirá não só momentos de alegria e lazer como sentirem mais segurança e menos solidão, para além de um serviço que envolve toda a comunidade a que pertencemos”.

Recorde-se que a Irmandade S. Francisco Xavier é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) situada na Freguesia de S. Martinho de Mouros, em Resende. Para além da vertente social, dinamiza actividades culturais, sendo de referir o Grupo de Bombos “Bommouros”, que tem participado em festas populares por toda a região e pelo país; a escola de música “Musijovem”, com o objectivo de criar hábitos musicais nos mais jovens e publica, mensalmente, o Jornal “Ventos da Mogueira”. Nos últimos anos tem organizado em colaboração com a Câmara Municipal a animação de verão em S. Martinho de Mouros com uma oferta diversificada de actividades culturais durante os meses de Julho e Agosto.
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 25 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
A Associação de Ténis de Mesa do Distrito de Viseu, com sede na Vila de S. Martinho de Mouros – Resende, informa que estão abertas as Inscrições / Filiações de Clubes e de Jogadores do Distrito de Viseu e Guarda, para a próxima época 2011/2012 na Modalidade de Ténis de Mesa, até ao dia 20 de Setembro de 2011.

Esta Associação prestará o apoio necessário aos Clubes interessados, bem como a todas as Entidades / Colectividades devidamente legalizadas, através dos números:
- Tlf. / Fax.: 254939007; Tlm: 936304952
- Email: geral@atmviseu.pt Web: www.atmviseu.pt

O Presidente da Direcção/Fundador
Prof. Aquilino Rocha Pinto
Por Notícias de Resende | | Publicado em | Com 0 comentários
Ontem, dia 24 de Julho de 2011, pelas 22h30 um homem atropela uma senhora na Avenida Dom Afonso Henriques, Vila de Resende, enquanto esta circularia na passadeira. Este acidente sucede-se quando um carro abranda para ceder a passagem do peão que já teria iniciado a travessia da faixa de rodagem. Sendo este veículo ultrapassado por um carro que seguia atrás do mesmo e que acabou por atropelar uma pessoa.

Passados alguns minutos da hora do acidente dirigiram-se ao local os Bombeiros Voluntários de Resende. Segundo algumas fontes a vítima não estaria em estado grave, apresentando algumas escoriações. Ao que tudo indica a vítima assinou um termo em que a mesma se recusaria a ser imobilizada pelos bombeiros.

É de ainda referir que foi feito um teste de alcoolemia ao individuo que atropelou, tendo apresentado um resultado negativo.
Por Notícias de Resende | domingo, 24 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
Um veiculo pesado de mercadorias ardeu, hoje, pelas 9 horas, na EN 101, junto à Ponte de Carrapatelo, à entrada para Mesão Frio. A pronta intervenção da corporação de Bombeiros Voluntários de Mesão Frio não foi suficiente para salvar o veiculo e a carga que transportava. O condutor, em estado de choque e apresentando apenas com ferimentos ligeiros, foi transportado para o Centro Hospitalar de Vila Real, pelos BVMF.

A pronta intervenção dos Bombeiros Voluntários de Mesão Frio não foi suficiente para salvar um veiculo pesado de mercadorias e respectiva carga que se despistou hoje, pelas 9 horas da manhã, na EN 101, junto à ponte de Carrapatelo, à entrada de Mesão Frio.

O condutor, em estado de choque foi assistido no local pelos Bombeiros Voluntários de Mesão Frio, foi transportado para o Centro Hospitalar de Vila Real apenas com pequenos ferimentos ligeiros. Milagrosamente salvou-se, saindo pelo próprio pé da viatura que conduzia e que entrou em despiste à entrada de Mesão Frio, junto à Ponte de Carrapatelo.

Este tipo de acidente na EN 101, apesar de já não acontecerem há alguns alguns anos, são já comuns naquele lugar, essencialmente devido à agressividade da descida desde o Alto de Quintela até Mesão Frio. Depois de inúmeras promessas dos sucessivos governos, a EN 101 mantém ainda um traçado muito perigoso e propício a este tipo de acidentes, sobretudo em viaturas pesadas, que são obrigadas a um enorme desgaste dos travões ao longo da descida até Mesão Frio, sendo o local do acidente um ponto negro desta estrada que liga a Região Demarcada do Douro ao litoral. O IC 26, que ligaria Mesão Frio a Amarante, é uma velha reivindicação de vários autarcas da região e que permitiria a correcção deste traçado sinuoso que, a espaços, conhece este tipo de eventos que poderiam ser mais trágicos não fossem as sucessivas e prontas intervenções dos Bombeiros Voluntários de Mesão Frio.
Por Notícias de Resende | quinta-feira, 21 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
Acácio Pinto
Deputado do PS
Os Estados Unidos não são Portugal nem a Grécia, ecoou há dias por todo o mundo mediático.

Como já tinha ecoado que a Irlanda não é a Grécia, ou que Portugal não é a Irlanda, ou que a Espanha não é Portugal, ou que a Itália não é… ou que… ou que…

Enfim, lá bem no final ninguém é ninguém.

Mas que gostaríamos de saber quem é quem, lá isso gostaríamos.

Então, quem é que é Europa? Quem é que defende o projecto europeu? Quem defende este espaço a 27? Quem defende o seu aprofundamento?

Será que tem que vir Helmut Kohl criticar a política económica da sua conterrânea e correligionária democrata-cristã, Merkel?

Onde estão os (re)construtores da Europa? Onde estão os socialistas e o PSE? E, porque não, onde estão os (genuínos) europeístas do PPE?

Onde estão os “grandes” líderes desta Europa? Temos que continuar com saudades de Delors?

E por onde tem andado Durão Barroso?

E Cavaco lembrou-se agora da desvalorização do euro como solução para todas as maleitas? E logo ele? O “timoneiro” da moeda forte, lembram-se?

Parece-me pouco. Parece-me muito pouco avançar com medidas simplistas de conjuntura sem cuidar de avançar para políticas económicas e fiscais, por exemplo, mais agregadoras, estruturadas e aprofundadoras de um verdadeiro projecto europeu.

Só por aí lá iremos.

Com uma Europa mais solidária, mais integradora e, politicamente, mais abrangente.

Nunca lá iremos com uma Europa mais sectária, mais redutora e mais excludente.

O ataque económico a um dos seus tem que ser sentido como um ataque ao todo.

Ai como os predadores gostam deste sistema defensivo! Em que cada um se defende por si mas sem ter todos as armas, nomeadamente as monetárias, que entregou à Europa.

Ou será que os predadores estão cá dentro e daí retiram avantajados proventos?

Vamos ver quem sobra, no final!

Acácio Pinto
2011-07-20
Por Notícias de Resende | | Publicado em | Com 0 comentários
Joaquim Machado, natural de Resende, foi convidado a participar na conferência "Saber e Arquivos de S. Tomé e Príncipe", que decorreu no Arquivo Histórico Ultramarino, em Lisboa. A sua participação deve-se por estar envolvido desde o início na criação do Arquivo Histórico da Região do Príncipe.

Este projecto de criação do Arquivo Histórico da Região do Príncipe decorre de um acordo de cooperação internacional assinado entre os governos de Portugal e São Tomé e Príncipe em 2005.

Sendo de referir que a 1.ª e 2.ª missões técnicas decorreram em Novembro e Dezembro de 2006, tendo como parceiro: O Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD), o Instituto Português do Livro e das Bibliotecas (IPLB), Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (IAN/TT) e o Governo Regional do Príncipe, ao abrigo do programa anual de cooperação entre São Tomé e Príncipe e Portugal.

A Equipa técnica portuguesa foi constituída por Arménio Tojal, Mário Santana, Olinda Pereira e Joaquim Machado. Joaquim Machado participou, juntamente com esta última colega, nas duas missões enunciadas.

Os objectivos específicos definidos para estas duas primeiras missões técnicas duas missões foram podem-se resumir: à higienização, avaliação e inventariação da documentação existente na cidade de Santo António, levantamento e transferência da documentação das roças.

Os resultados, perante a realidade encontrada, quer dos documentos, quer das adversidades e dificuldades inerentes a um pais com tantas dificuldades como São Tomé e Príncipe, foram amplamente superados, contando sempre com um inexcedível apoio do Governo Regional e do IPAD e, naturalmente, com o espírito de missão da equipa técnica da qual Joaquim Machado fez parte.

Nestas duas primeiras missões foram identificadas duas Roças (Porto Real e Sundy) com acervos documentais que necessitavam de uma intervenção urgente, tendo a equipa técnica sugerido uma terceira missão e se possível programada para o ano de 2007. Por razões que Joaquim Machado desconhece mas que só podem estar ligadas à organização e logística, esta missão só foi possível no ano de 2010 (de 1 de Outubro a 27 de Novembro).

Esta terceira Missão contou exclusivamente com a parceria do IPAD e do Governo Regional do Príncipe e teve como objectivo específico definido: Proceder à recolha e tratamento da documentação da Roças (Porto Real e Sundy) e concluir o trabalho das missões anteriores; verificação do estado da documentação tratada pelas anteriores missões; análise de edifícios e condições necessárias para a instalação do futuro Arquivo Histórico.

Neste sentido, na conferência foram abordados: os objectivos específicos definidos para o conjunto das três missões técnicas, sem esquecer as dificuldades relatadas nos relatórios técnicos das missões; os resultados obtidos e, naturalmente, o contributo para a salvaguarda do património arquivístico comum.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Hélder Amaral
Deputado do CDS-PP
O caminho está traçado: dificuldades atrás de dificuldades, e programa de governo com acordo da troika incluído - que para os mais lúcidos não é a solução, mas uma condição para que o país possa fazer o que deve, recupere a sua independência e credibilidade, e volte ao necessário crescimento económico. Até lá, a ordem é para cortar, poupar e apertar, e não há excepções: os sacrifícios vão ser mesmo para todos. Cortes na despesa do Estado, redução de 15% nas gestões públicas, eliminação de institutos públicos, fim dos Governos Civis, entre outras medida que se vão saber lá para o fim das férias. Ou seja, com agências de rating ou sem elas, a bola está do nosso lado: até 2013 não vamos pedir mais dinheiro; é por isso tempo de trabalhar, e cada um de nós tem de pensar o que pode fazer por Portugal. Obviamente que precisamos de um bom governo, que defina o rumo e, salvo melhor opinião, esse já está bem definido. Porém, tal como um bom professor ou um bom treinador (agora que estamos quase no início do campeonato), não se conseguem resultados sem alunos e jogadores esforçados.

O país não conseguirá salvar-se sem com uma atitude pouco exigente, medíocre e de recusa de sacrifícios das empresas, dos trabalhadores, e das famílias. Como nos podemos queixar dos mercados, ou da avaliação das agências de rating, se nos esquecemos de ser competitivos? É frequente um aluno ou uma equipa ficar longe dos mínimos de diligência, esforço e entrega, resumido aos lugares comuns. Quem joga para o empate acaba por perder, ou quem estuda para o 10 acaba chumbado. É o mais frequente, e é ainda mais frequente culpar o professor, o azar, o árbitro ou a trave para justificar a incompetência e a falta de capacidade de sacrifício. Pode haver dolo em quem avalia ou decide, mas se se estudar para vinte ou jogar para golear as hipóteses de sucesso são maiores. O País é especialista em facilitismo, e em passar culpas. É certo que há culpas da Europa, dos seus governantes ou da zona euro, se preferirem; mas…. e nós, não temos culpa nenhuma?

Vivemos tempos excepcionais, o que para já é visível numa sobre taxa excepcional - numa clara tentativa de garantir o equilíbrio orçamental do Estado e a meta prevista do défice. É uma sobretaxa com ética social: deixa de fora 80% dos reformados com pensões mais baixas, e é aplicável apenas aos rendimentos de 2011. Mas a necessidade de distribuir de modo universal e equitativo o esforço leva a que a contribuição não incida verdadeiramente sobre o subsídio de Natal: embora o facilitismo mediático o divulgo como 50% do subsidio de Natal, corresponde a um acréscimo de até 3% sobre todos os rendimentos sujeitos a IRS auferidos pelos residentes em Portugal. Assim, o rendimento anual será dividido por 14, sendo subtraída a importância de 485 euros (salário mínimo) ao valor apurado, e é sobre este valor que incide a taxa de 50%.

É verdade que a necessidade de obtenção urgente de receita leva sempre a uma maior penalização do contribuinte, em lugar do imprescindível corte da despesa do Estado, que demora mais tempo, razão pela qual não é compatível com tal urgência. Como é verdade que aproveito este rendimento que nos vai ser retirado para poupança, para o reequilíbrio das contas lá de casa, mas devo confessar que também para gastos exagerados em bens de consumo com origem no exterior. No fundo, é este o sacrifício adicional que nos é pedido. Para cada um de nós, a solução pode estar, por exemplo, em concentrar as compras em produtos nacionais, de preferência com origem na região de residência. Com esta atitude, cumpre-se com o sacrifício que é pedido, mas apoia-se a produção nacional. É bom para a balança comercial, e é seguramente bom para os nossos produtos e empresas. Ou seja, haverá dificuldades e impactos negativos, mas já agora que sejam maiores nos bens de origem externa, porque o que é Nacional é bom.
Por Notícias de Resende | terça-feira, 19 de julho de 2011 | Publicado em , , | Com 0 comentários
A Unidade de Cuidados para a Comunidade (UCC) de Mesão Frio reuniu, no passado dia 12 de Julho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Mesão Frio com a Câmara Municipal, com a Santa Casa da Misericórdia e com a Delegação de Mesão Frio da Cruz Vermelha Portuguesa de forma a apresentar o seu plano de actividades para 2011/2012, tendo como objectivo um trabalho em conjunto com estas entidades do Concelho, com o objectivo de proporcionar e potenciar uma maior abrangência das suas acções junto da comunidade.

As UCC são unidades às quais competem prestar cuidados de saúde e apoio psicológico e social, de âmbito domiciliário e comunitário, às pessoas, famílias e grupos mais vulneráveis em situação de maior risco ou dependência física e funcional, e actua na educação para a saúde, na integração em redes de apoio à família e na implementação de unidades móveis de intervenção. Neste contexto, esta intervenção deverá ser centrada na comunidade em que se insere, devendo ocorrer ao longo de todo o ciclo vital e de acordo com as necessidades de cuidados, que incluem a promoção da saúde e a prevenção da doença. Os objectivos das iniciativas da UCC de Mesão Frio para 2011/2012 são a promoção e protecção da saúde e prevenir a doença envolvendo toda a comunidade, a promoção de ambientes seguros e saudáveis, o reforço dos factores protectores de saúde, a promoção da adopção de estilos de vida saudáveis e contribuir para que a autarquia seja um local promotor de saúde.

Para que estes objectivos sejam cumpridos, em parceria com a Câmara Municipal de Mesão Frio e outras entidades do Concelho de Mesão Frio, a Unidade de Cuidados na Comunidade propõe realizar ao longo do ano lectivo 2011/2012, uma série de actividades, passíveis de reajustamento de acordo com as valências e programas inerentes a esta instituição, integrando ainda as que vêm sendo realizadas pelas diversas instituições do Concelho.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Casa do Povo de Barqueiros promoveu, no passado sábado, 16 de Julho, o seu já tradicional Festival de Folclore, na Avenida Conselheiro José Maria Alpoim, e que decorreu paralelamente à Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais de Mesão Frio.

Apesar da noite de “chuva miudinha”, foram muitos os que se acercaram da “sala de visitas” da Porta do Douro, para assistir a mais uma noite de folclore, desta feita promovida pela Casa do Povo de Barqueiros.

Participaram, além do grupo folclórico anfitrião, o Rancho Folclórico Infantil da Casa do Povo de Barqueiros, projecto da Casa do Povo de Barqueiros de formação infantil e juvenil, o Grupo Folclórico S. Paulo, de Barroselas, o Rancho Folclórico Centro Recreativo e Cultural de Moreira de Cónegos e o Grupo de Pauliteiros de Sendim, Miranda do Douro.

Foi mais uma noite de fólclore na “Porta do Douro” e que, apesar da chuva miudinha, levou à sede de Concelho uma importante moldura humana, que não perde a oportunidade para vivenciar as danças dos nossos antepassados e que integram o nosso legado patrimonional e cultural.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Vila de Mesão Frio acolheu, no passado Domingo, 17 de Julho, uma concentração de Automóveis Clássicos. A Concentração ocorreu na Av. Conselheiro José Maria Alpoim, que ao longo do dia, foi-se tornando cada vez mais pequena para acolher todos os automóveis participantes. À tarde, os carros antigos desfilaram pelas freguesias do Concelho, num percurso escolhido de forma a que os participantes da Concentração conhecessem Mesão Frio.

A iniciativa mostrou-se um verdadeiro sucesso. Logo pela manhã os automóveis foram chegando a Mesão Frio, ocupando lugar de destaque na Av. Conselheiro José Maria Alpoim, para que os visitantes da Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais, que decorreu ao longo do fim-de-semana, pudessem apreciar os bólides do passado. Findas as inscrições, os participantes desta Concentração visitaram a Adega Cooperativa de Mesão Frio para um “Porto de Honra”, acompanhado de uma visita às instalações pelo Presidente da Cooperativa, Pedro Pires.

Ao final da tarde, e depois de “invejados” pelos milhares de visitantes da Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais, os Automóveis Clássicos em exposição fizeram-se à estrada, para um desfile pelas ruas da Vila de Mesão Frio e pelas freguesias do Concelho. O desfile de automóveis clássicos terminou com uma última passagem na Av. Conselheiro Alpoim, que antecedeu o lanche oferecido pela Câmara Municipal de Mesão Frio.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
A Vila de Mesão Frio acolheu, no passado fim-de-semana, um importante certame de promoção dos produtos regionais durienses daquele Concelho: desde o petisco, o fumeiro e as “tripas”, ao vinho, às rendas de barqueiros, à cestaria de Vila Marim, entre outros. Houve ainda espaço para a música, para o folclore e para apreciar os “carros do passado”. Foi um fim-de-semana em grande, que culminou com um “mar de gente” no passado Domingo, 17 de Julho.

A Câmara Municipal de Mesão Frio promoveu, no passado fim-de-semana, de 15 a 17 de Julho, a primeira edição da Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais.Em tempos em que o apelo ao consumo de produtos portugueses aumenta a cada dia, a Porta do Douro dedicou o passado fim-de-semana à temática, promovendo os “petiscos”, o vinho e os produtos regionais de Mesão Frio e da Região Demarcada do Douro. Durante três dias, milhares de pessoas passaram pela Avenida Conselheiro José Maria Alpoim, para apreciarem verdadeiras iguarias durienses.

Ao longo da Feira foram muitas as iniciativas culturais paralelas, e que integraram a programação da Feira. No primeiro dia do certame, sexta-feira, dia 15 de Julho, o “Grupo de Bombos de Santa Comba” animou as ruas da vila, antecedendo a abertura da Exposição “Património Duriense”, promovida pelo projecto “3 Saberes” do Programa CLDS, com o apoio da Câmara Municipal de Mesão Frio. Durante a tarde, o Grupo de Concertinas “ARCCM Baião” encarregou-se de animar o recinto da Feira. Ao final da tarde, e com a presença de José Luis Carneiro, Presidente da Câmara Municipal de Baião, o Autarca de Mesão Frio, acompanhado pela “Confraria dos Enófilos da Região Demarcada do Douro” e da “Confraria Gastronómica de Lamego”, abriu oficialmente a Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais. Para a noite de sexta-feira, estava marcado um espectáculo do projecto “Dour’Orquestra”, que deliciou os presentes através de uma magnífica apresentação musical e que certamente ficará na memória de todos quantos marcaram presença. No dia 16 de Julho, Sábado, o grupo de Cavaquinhos de Alpendurada, e o Grupo de Cantares Tradicionais de Mesão Frio iniciaram uma tarde de animação, representando a música como produto tradicional português e do Douro. À noite, o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Barqueiros associou-se à programação cultural do fim-de-semana, com o seu já tradicional Festival de Folclore que contou com a participação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Barqueiros, do Rancho Folclórico Infantil da Casa do Povo de Barqueiros, do Grupo Folclórico S. Paulo, de Barroselas, do Rancho Folclórico Centro Recreativo e Cultural de Moreira de Cónegos e do Grupo de Pauliteiros de Sendim, Miranda do Douro, que apesar da noite fria e de chuva miudinha, encheu a Avenida Conselheiro José Maria Alpoim. No Domingo, 17 de Julho, durante o dia “Os Roleses”, Gaiteiros de Urrós”, de Mogadouro encarregaram-se de animar o recinto, que recebeu naquele dia uma Concentração de Automóveis Clássicos, que levou a Mesão Frio milhares de visitantes que assim não quiseram perder a oportunidade de participar na Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais, promovida pela Autarquia. Durante a tarde de Domingo, o grupo “O Estaleiro” proporcionou aos presentes uma alegre tarde de música tradicional portuguesa, que antecedeu o Desfile de Carros Clássicos, no âmbito da Concentração que decorreu em Mesão Frio ao longo do dia.

Foi um fim-de-semana de promoção daquilo que é genuinamente português e do Douro, concretamente de Mesão Frio. Os petiscos, os vinhos e os produtos regionais foram assim o “chamariz” encontrado pela Autarquia para que a Porta do Douro recebesse os milhares de visitantes ao longo do fim-de-semana.
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 18 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
O Município de Resende e a Federação Portuguesa de Motonáutica, sob a égide da U.I.M. – União Internacional de Motonáutica, organizaram nos dias 16 e 17 de Julho, a quarta jornada do Campeonato do Mundo de Fórmula 4, que contou com a presença de 11 pilotos em representação da França, Reino Unido e Portugal.

Após a passagem deste Mundial pela Hungria/Dunaujvaros (21 e 22 de Maio), França/Epinay (04 e 05 de Junho) e Reino Unido/Stewartby (18 e 19 de Junho) foi a vez de Caldas de Aregos receber, pelo segundo ano consecutivo, esta importante prova de cariz internacional, com registo para a grande afluência de público que assistiu a esta etapa.

Com o tempo mais rápido nos treinos cronometrados Pedro Fortuna entrou da melhor forma nas águas do Rio Douro e assumiu desde o início o comando da corrida, o que lhe permitiu arrecadar a ambicionada vitória no Rio Douro e consolidar a segunda posição na tabela classificativa, reduzindo desta feita a desvantagem pontual que o separava do actual líder do Mundial, o britânico Scott Curtis, terceiro classificado neste Grande Prémio e que até à data vinha somando triunfos. A discussão pelo Título continua, por isso, na última etapa a realizar no próximo fim-de-semana em Figueira de Castelo Rodrigo, numa altura em que os dois pilotos se encontram separados por 15 pontos.

O também britânico e detentor do ceptro, Mark Williams concluiu na segunda posição e está agora mais próximo do terceiro classificado da geral, o inglês Brian Block que concluiu no quinto posto atrás do português Paulo Raposo.

Saliente-se ainda o bom desempenho dos pilotos lusos Luís Vilaverde, Eduardo Miranda e João Garcia que terminaram nos restantes lugares pontuáveis, enquanto a única presença feminina em prova, a francesa Marie-Line Hericher, penalizada com uma volta por cruzar a linha de partida posicionou-se em sétimo lugar.

Classificação Final: 1.º Pedro Fortuna (POR) – 20 pts; 2.º Mark Williams (GBR) – 17 pts; 3.º Scott Curtis (GBR) – 15 pts; 4.º Paulo Raposo (POR) – 13 pts; 5.º Brian Block (GBR) – 11 pts; 6.º Brian Shulver (GBR) – 10 pts; 7.º Marie-Line Hericher (FRA) – 9 pts; 8.º Luis Vila Verde (POR) – 8 pts; 9.º João Garcia (POR) – 7 pts; 10.º Eduardo Miranda (POR) – 6 pts; Filipe Gonçalves (POR) - DNQ

Integrado no programa do G.P. de Resende realizou-se ainda uma jornada do Campeonato

Nacional da classe T 850, com a vitória a pertencer a Tiago Évora.

Na prova dos PR 750 o triunfo foi de Inês Correia.

Classificação 2011 (após 4 jornadas)




















Calendário de Provas 2011
Campeonato do Mundo F4




Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
No dia 14 de Julho decorreu a apresentação pública no novo Agrupamento de Escolas de Resende e respectiva Comissão Administrativa Provisória, numa cerimónia realizada no Auditório Municipal e que contou com a presença do Presidente da Câmara, António Borges.

A Comissão Administrativa Provisória (CAP) é composta por Manuel Luís Tuna, António Miranda de Carvalho e Maria Isabel Moreira, sendo que o novo Agrupamento passa a integrar a Escola Secundária D. Egas Moniz, a EB2 D. António José de Castro, o Centro Escolar de Resende e de S. Martinho de Mouros e as Escolas do 1.º Ciclo de Freigil, S. Cipriano, S. Romão e Ovadas.

Assim, do agrupamento fazem parte cerca de 2000 alunos distribuídos pelos diversos níveis de ensino, 170 professores e mais de 100 assistentes técnicos e operacionais.

Durante a cerimónia, o presidente da CAP, Manuel Luís Tuna, sublinhou que “somos um agrupamento cujas escolas sempre tiveram o apoio activo e empenhado da Câmara Municipal nos seus projectos e iniciativas e na gestão das instalações e pessoal não docente, e na linha da frente para que a requalificação do parque escolar fosse uma realidade no concelho”.

António Borges afirmou que “a autarquia nunca diminuiu ao investimento na educação e não retiraremos à educação aquilo que é para nós um investimento no futuro de Resende. Está consignada a obra do Centro Escolar de S. Cipriano e todo o nosso parque escolar está, neste momento, em modernização, porque é a qualidade do projecto educativo que tem de se impor num meio como o de Resende. É esse salto que nós hoje aqui estamos a dar com a fusão dos agrupamentos, valorizando por igual todos os graus de ensino”.

A nova unidade orgânica resulta da aplicação da Resolução do Conselho de Ministros n.º 44/2010, de 14 de Junho, visando a articulação entre todos os ciclos e níveis de ensino e consequente melhoria, para os alunos, das condições de aprendizagem e da possibilidade de um maior sucesso educativo.
Por Notícias de Resende | sexta-feira, 15 de julho de 2011 | Publicado em | Com 0 comentários
O incêndio que deflagrou hoje às 13:36 horas em Vila Verde, no concelho de Resende, foi dado como dominado às 19:07 horas, segundo informação disponibilizada na página da Protecção Civil na Internet.

O fogo chegou a ter três frentes ativas, em zonas de difícil acesso, mas pouco depois das 18:00 horas o combate ao incêndio estava a evoluir favoravelmente, com apenas uma frente ativa.

No local, uma zona de mato, estiveram 78 elementos das forças de segurança, 19 veículos e três meios aéreos.

LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A
Por Notícias de Resende | | Publicado em | Com 0 comentários
Estão neste momento cerca de 71 bombeiros, 16 veículos e um helicóptero bombardeiro pesado (KAMOV) a lutar contra as chamas que deflagram em Vila Verde, freguesia de S. Martinho de Mouros, Resende.

A lavrar desde cerca da uma e meia da tarde, o incêndio teve três frentes activas em zonas de difícil acesso, contudo, por volta das quatro da tarde, as mesmas foram reduzidas a duas, conforme adiantou a Protecção Civil.

Este é mais um dos incêndios a juntar a outros sete que estavam em curso em Portugal às 17 horas.

José António Pereira

Fonte: Agência Lusa
Por Notícias de Resende | quinta-feira, 14 de julho de 2011 | Publicado em | Com 0 comentários
A Feira de S. Cristóvão de Gado Bovino realiza-se no próximo dia 25 de Julho, junto à Capela de S. Cristóvão, em Felgueiras (Concelho de Resende).

Às 09h30 terá início o Concurso Pecuário de Bovinos de Raça Arouquesa. Depois pelas 12h00 proceder-se-á à entrega de prémios relativos ao incentivo da criação de Bovinos de Raça Arouquesa do concelho de Resende. Os prémios relativos ao concurso pecuário de Bovinos de Raça Arouquesa serão entregues às 13h, e os prémios referentes à Mostra de Reprodutores serão entregues às 16h00.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 3 comentários
A RMCV, a patrocinadora oficial da Escola de Futebol "Afonsinhos" em São Martinho de Mouros (concelho de Resende), entregou no dia 10 de Junho os equipamentos oficiais dos "afonsinhos". Paralelamente ofereceu a todos os pais cheques de desconto de 15% na compra de qualquer tipo de material informático. É de salientar o espirito de apoio e de coragem do jovem empresário da RMCV, que acreditou no projecto, e nas pessoas que o complementam.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
No dia 27 de Junho, a Fundação Guimarães 2012, entidade responsável pela organização de Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012, atribui aos " Afonsinhos" vários brindes, tais como camisolas, pins , etc. A escola de futebol agradece a Dr. Carla Morais. Este novo dado vem dar ainda mais credibilidade ao projecto.
Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
No passado dia 3 de Julho, foram atribuídos pela Junta de Freguesia de São João de Fontoura 150€ a dois recém-nascidos, no âmbito do projecto "Ser Fontourense".

Os dois recém-nascidos contemplados com esta iniciativa:
- David Manuel Ferreira Rodrigues de Azevedo, filho de Sílvio Márcio Rodrigues Azevedo e Filipa Maria Veiga Ferreira Azevedo , residentes em Forjães
- Joana Matilde Oliveira Pinto, filha de Jaime Pinto e Eulália Maria Pereira Pinto de Oliveira, residentes na Raposeira

Trata-se de uma politica social que esta junta de freguesia tem vindo a implementar em São João de Fontoura.
Por Notícias de Resende | quarta-feira, 13 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
A Junta de Freguesia de São João de Fontoura proporciona o VI Passeio Sénior, tendo desta vez como destino Fátima. O passeio será no dia 31 de Julho, sendo gratuito para todos os adultos com mais de 60 anos e crianças com menos de 10. Os restantes participantes terão de pagar 12 euros. As inscrições para o passeio encontram-se a decorrer, na Junta de Freguesia de São João de Fontoura, até ao próximo dia 27 de Julho.


Por Notícias de Resende | | Publicado em , | Com 0 comentários
Mesão Frio promove nos dias 15, 16 e 17 de Julho, na Avenida Conselheiro José Maria Alpoim, uma feira dedicada ao Petisco, Vinho e Produtos Regionais. A iniciativa é da responsabilidade da Câmara Municipal de Mesão Frio e promete animar a Vila, Porta do Douro, no próximo fim-de-semana.

No dia 15 de Julho, sexta-feira, haverá animação de rua durante o dia com o “Grupo de Bombos de Sta. Comba -Tolões” . Às 11h00 dar-se-á a abertura da Exposição ”Património Duriense”, promovida pelo projecto “3 Saberes” do Programa CLDS. Às 16h30, a responsabilidade de animar o recinto da feira caberá ao Grupo de Concertinas “ARCCM Baião”. Às 19h00, será a Abertura Oficial da Feira com a presença da “Confraria dos Enófilos da Região Demarcada do Douro” e que antecede o espectáculo musical da “Dour’Orquestra”, que decorrerá na Avenida Conselheiro José Maria Alpoim, a partir das 21h30. No dia 16 de Julho, Sábado, às 16h00, o grupo de Cavaquinhos de Alpendurada, Marco de Canavezes animará a Feira do Petisco, Vinho e Produtos Regionais até à entrada em palco, pelas 17h00, do Grupo de Cantares Tradicionais de Mesão Frio. Às 21h30, promovido pelo Rancho Folclórico da Casa do Povo de Barqueiros, ocorrerá um Festival de Folclore, com a participação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Barqueiros, do Rancho Folclórico Infantil da Casa do Povo de Barqueiros, do Grupo Folclórico S. Paulo, de Barroselas, do Rancho Folclórico Centro Recreativo e Cultural de Moreira de Cónegos e do Grupo de Pauliteiros de Sendim, Miranda do Douro. No Domingo, 17 de Julho, durante o dia haverá animação de rua com “Os Roleses”, Grupo de Gaiteiros de Urrós, Mogadouro. Às 9h00, iniciar-se-á a Concentração de Automóveis Clássicos, na Av. Cons. José Maria Alpoim e às 15h30, o grupo “O Estaleiro” animará o recinto da feira. Pelas 17h30, decorrerá o desfile de Carros Clássicos pela Vila de Mesão Frio.

Durante os três dias de Feira, os visitantes poderão apreciar verdadeiras iguarias durienses, bem como degustar os saborosos vinhos de Mesão Frio. Os produtos regionais são também motivo acrescido para a visita a esta feira.

No próximo fim-de-semana, visite a Porta do Douro. Visite Mesão Frio.


Por Notícias de Resende | terça-feira, 12 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
O artista plástico José Luís Paiva Cortês, natural do concelho do Porto, actualmente a viver no concelho de Resende, acaba de lançar um site com os seus trabalhos artísticos.

Este projecto online pretende divulgar os seus trabalhos, assim como possui referências dos mesmos, a fim de permitir a sua aquisição. Para contactar o artista plástico o site conta com um formulário e contactos do próprio artista.

Site: http://www.joseluispaivacortes.pt.vu/
Por Notícias de Resende | segunda-feira, 11 de julho de 2011 | Publicado em , | Com 0 comentários
No próximo fim-de-semana, dias 16 e 17 de Julho, Caldas de Aregos volta a ser palco da 4.ª Jornada do Campeonato do Mundo de Fórmula 4 e da 2.ª Jornada do Campeonato Nacional de Motonáutica, nas classes PR 750 (semi-rigidos) e T 850 (monocascos). Uma organização do Município de Resende e da Federação Portuguesa de Motonáutica, sob a égide da U.I.M. – União Internacional de Motonáutica.

Pelo segundo ano consecutivo, o rio Douro, junto a Caldas de Aregos, recebe a importante prova de cariz internacional que vai contar com a participação de 14 pilotos em representação da França, Reino Unido, Hungria e Portugal. Pedro Fortuna, que chega às águas do Rio Douro na segunda posição, Paulo Raposo, que no ano passado conseguiu subir ao lugar mais alto do pódio em Caldas de Aregos, João Garcia, Luis Vila Verde, Rui Pinhão e Eduardo Miranda são os concorrentes portugueses inscritos na competição que vão defender as cores nacionais. Quanto ao Campeonato Nacional, esta é a 5.ª edição a realizar por estas paragens, onde vão competir 30 pilotos.

Com início marcado para sábado, às 15h00, o dia encontra-se reservado aos treinos livres e aos treinos cronometrados. No domingo, os pilotos começam a aquecer os motores a partir das 10h00 com os treinos livres que antecedem a prova do Campeonato Nacional de Motonáutica, com início marcado para as 12h00. Já o Campeonato do Mundo de Fórmula 4 inicia-se às 15h00.

O Campeonato do Mundo de Fórmula 4 é um dos maiores eventos na área do desporto náutico que se realiza nesta região do Douro, trazendo a Resende os melhores pilotos nacionais e internacionais que proporcionam aos centenas de espectadores que se concentram nas margens do rio um espectáculo de alta velocidade.


Programa:

Sábado – 16 Julho

08:30 / 12:30 - Documentação, Inscrições e Verificações Técnicas WC F4
14:00 - Reunião de Pilotos WC F4
14:00 / 16:00 - Documentação / Inscrições e Verif. Técnicas PR 750 e T 850
15:00 / 16:00 - Treinos Livres WC F4
16:00 - Reunião de Pilotos PR 750 e T 850
17:00 / 17:45 - Treinos Cronometrados WC F4
18:05 - Treinos cronometrados WC F4 (Top 6)
18:30 / 19:30 - Treinos Livres e Cronometrados PR 750 e T 850

Domingo – 17 Julho

09:00 - Reunião de Pilotos WC F4
10:00 / 11:00 - Treinos Livres WC F4
12:00 - 1ª. Manga PR 750 (10 voltas)
12:30 - 1ª. Manga T 850 (15 voltas)

13:30 - 2ª. Manga PR 750 (10 voltas)

14:00 - 2ª. Manga T 850 (15 voltas)
15:00 - Volta de Apresentação WC F4
15:15 - Corrida WC F4 (31 voltas = 51,708 km)
16:30 - Cerimónia de entrega de Prémios: Campeonato do Mundo e Campeonato Nacional
Por Notícias de Resende | domingo, 10 de julho de 2011 | Publicado em | Com 3 comentários
Dia 11 de Julho a Emissora Regional de Resende volta a estar em contacto com os ouvintes. Esta rádio dar-lhe-á muita música e notícias da região Douro. A frequência será a mesma - 104.9 MHz. Sintonize já a sua rádio favorita.